Para ganhar o kit é preciso cadastrar o número do NIS no site Seja Digital

A Secretaria de Assistência Social iniciou nesta segunda feria (19.06), a divulgação do processo de inscrição para o programa Seja Digital, junto ao Centro de Referência de Assistência Social - CRAS do município. A iniciativa do Governo Federal irá distribuir gratuitamente um kit com antena, conversor digital e controle remoto aos beneficiários do Cadúnico - Cadastro Único para famílias com renda mensal de até três salários mínimos.Para receber o kit é preciso preencher um formulário no site http://www.sejadigital.com.br ou ligando para o  147 e informando o número do NIS – Número de Identificação Social.

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações já iniciou o processo de desligamento do sinal analógico em algumas regiões do Brasil. Em Petrópolis, a previsão é de que a partir do dia 25 de outubro o sinal analógico seja interrompido. Após a data para manter o funcionamento dos televisores será preciso adquirir um conversor digital.

A coordenadora do Cadúnico, Denize Militão, explica que a lista de beneficiários do programa Seja Digital para a distribuição de kits foi elaborada pelo Ministério do Desenvolvimento Social, nela os aposentados de baixa renda também terão direito ao KIT, mas para ganharem o conversor grátis devem estar inscritos no CadÚnico.

 

Processo é direcionado aos moradores do São Sebastião, Castelânea, Valparaíso (Chapa 4), Mosela e Bataillard

Atualização de dados ocorre de segunda a sexta-feira 9 às 16h no CRAS Centro

O processo de recadastramento do Cartão Imperial para os moradores do São Sebastião, Castelânea, Valparaíso (Chapa 4), Mosela e Bataillard está acontecendo de segunda a sexta-feira, de 9 às 16h no CRAS do Centro. Das 290 famílias que recebem o benefício nas regiões, apenas 56 atualizaram os dados. Por conta disso, a prefeitura está reforçando a convocação dos beneficiários para que busquem o Centro de Referência até o dia 20 de abril.

O processo de recadastramento foi dividido em ordem alfabética devido ao grande número de beneficiários. A meta da prefeitura é manter ativo o benefício dos que comprovarem a situação de vulnerabilidade social, de insegurança alimentar e/ou nutricional para manter o recebimento de R$ 70 mensais. A atualização ocorre no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) localizado na Rua Dr. Sá Earp, nº 39.

A convocação dos beneficiários vem ocorrendo junto as unidades de saúde, igrejas e centros comunitários das regiões. A parceria é fundamental para a divulgação do processo a fim de que todas as pessoas atualizem os dados dentro do prazo.

Esse sistema de atualização por ordem alfabética teve início no ano passado e conseguimos bons resultados, pois o atendimento ocorreu de forma mais organizada. Cabe informar que os moradores que não conseguirem atualizar os dados nas datas estabelecidas, podem buscar o CRAS em outro dia. O importante é não deixar de realizar o recadastramento.

As famílias que não se recadastrarem terão inicialmente o benefício bloqueado por 30 dias. Atualmente, o município conta com 4.129 pessoas com os cadastros atualizados e 1.501 usuários já foram desligados do programa por não comprovarem a situação de vulnerabilidade social, de insegurança alimentar e/ou nutricional.

O desligamento não é automático. Primeiro o benefício é bloqueado, então a família que não conseguir sacar o valor do benefício deve procurar atendimento no CRAS mais próximo de sua residência ou o atendimento junto à Secretaria localizada no Centro Administrativo da prefeitura na Avenida Barão do Rio Branco para avaliar o cadastro.

Como se recadastrar?

O recadastramento do Cartão Imperial garante o recebimento do benefício aos atendidos que estejam dentro dos critérios do programa, ou seja, que comprovem situação de vulnerabilidade social e estejam devidamente cadastradas no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico).

A Secretaria de Assistência Social disponibiliza uma equipe para convocar as famílias por telefone. Para fazer o recadastramento, o usuário deve levar documento original e cópia – CPF do titular, carteira de trabalho de todos que moram na casa maiores de 18 anos, mesmo que não esteja assinada (cópia das páginas da foto, do verso e do último contrato de trabalho assinado na carteira); comprovante de renda atual (contracheque, comprovante do benefício do INSS); certidão de nascimento dos filhos menores de 18 anos; carteira de vacinação dos menores de 10 anos; declaração de escolaridade; comprovante de residência atual; laudo médico ou comprovante de acompanhamento dos portadores de doenças graves ou pessoa com deficiência.

Em casos de dúvidas, os moradores podem entrar em contato pelos telefones (24) 2233-8109 e 2233-8110.

O recadastramento seguirá de acordo com o cronograma:

02/04 – Letras J e K

03/04 e 04/04 – Letra L

05/04 a 11/04 – Letra M, N e O

12/04 e 13/04 – Letra P, Q e R

16/04 a 18/04 – Letra S, T e U

19/04 e 20/04 – Letras V, W, X, Y, Z

São 752 vítimas da chuva de 2011 que recebem o benefício

A Secretaria de Assistência Social do município iniciou, nesta segunda-feira (12.03), o recadastramento de vítimas da chuva de 2011 que recebem o Aluguel Social pago pelo governo do estado. São 752 beneficiários que precisam procurar o atendimento da Secretaria no Centro de Cidadania Desembargador Jorge Loretti, em Itaipava. Além de vítimas do distrito, são esperados, ainda, beneficiários da Posse e Pedro do Rio.

De acordo com a secretária de Assistência Social, Denise Quintella, o processo é fundamental para que o município possa manter atualizados todos os dados. Após o fim do calendário de recadastramento, um ofício é repassado ao Estado, que passa a monitorar as informações.

“O não comparecimento pode acarretar na suspensão do benefício pelo estado. Então, é importante que as pessoas estejam atentas aos prazos e documentos necessários para que não fiquem sem o Aluguel Social. Organizamos o atendimento em ordem alfabética para garantir um processo rápido e organizado para quem for fazer o recadastramento”, disse a secretária.

O Aluguel Social é um benefício assistencial de caráter temporário, instituído no âmbito do Programa Estadual Morar Seguro, destinado a atender necessidades originados da remoção de famílias domiciliadas em áreas de risco, desabrigadas em razão de vulnerabilidade temporária, calamidade pública ou em razão de Obras do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), sendo coordenado pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos (SEASDH), por meio da Superintendência de Políticas Emergenciais (SUPEM).

Os beneficiários estão sendo atendidos de acordo com a letra inicial do nome, pela ordem alfabética, e o calendário vai até o próximo dia 21. Na segunda-feira, foram recebidas pessoas com nomes de iniciais “A” e “B”. Nesta terça (13.03), é a vez das pessoas cujo nome tenha inicial em “C”, “D” ou “E”. O Centro de Cidadania Desembargador Jorge Loretti fica na Estrada União e Indústria, 11.860, em Itaipava. Para se recadastrar, é necessário levar documentos, como: RG, CPF, Número de Identificação Social (NIS), Carteira de Trabalho ou contracheque, laudo de interdição do imóvel e comprovante de residência do titular ou companheiro. O atendimento é feito sempre das 9 às 16h.

Confira o calendário:

DIA - LETRAS

13.03 – C / D / E

14.03 – F / G / H / I / J

15.03 – K / L / M

19.03 – M / N / O

20.03 – P / R / S

21.03 – T / U / V / Z

São 752 vítimas da chuva de 2011 que recebem o benefício

Atualmente há 180 famílias recadastradas e 572 precisam atualizar os dados para manter o recebimento do benefício

Os beneficiários do Aluguel Social pagos pelo Governo do Estado têm até o dia 20 de abril para realizar o processo de recadastramento a fim de se manter o recebimento do benefício ativo. No município são 752 pessoas que recebem R$ 500 mensais por terem perdidos as suas casas nas chuvas de 2011. Essa é a segunda fase de atualização dos dados que começou em março por Itaipava e recadastrou 180 famílias. O processo está sendo realizado por ordem alfabética diariamente na Secretaria de Assistência Social, localizada na Avenida Barão do Rio Branco, de 9 às 16h.

O processo é fundamental para que o município possa manter atualizados todos os dados. Após o fim do calendário de recadastramento, um ofício é repassado ao Estado, que passa a monitorar as informações.

O não comparecimento pode acarretar na suspensão do benefício pelo Estado. Então, é importante que as pessoas estejam atentas aos prazos e documentos necessários para que não fiquem sem o valor do Aluguel Social. Organizamos o atendimento em ordem alfabética para garantir um processo rápido e organizado para quem for fazer o recadastramento.

Em março foi realizada a primeira fase do recadastramento onde 180 famílias de Itaipava, Posse e Pedro Rio atualizaram os dados no Centro de Cidadania Desembargador Jorge Loretti, em Itaipava. A responsável pelo programa Aluguel Social, Priscila Freire explica que em média são atendidas 40 pessoas para o processo de recadastramento.

“É importante que as pessoas estejam atentas ao período de recadastramento e não percam esse processo. Algumas pessoas estamos convocando pelo telefone, outras contamos apoio dos CRAS mas àqueles que virem a divulgação podem comparecer na data de acordo com o cronograma. Vale reforçar que esse recadastramento é apenas para o aluguel pago pelo Governo do Estado”, afirma Priscila Freire.

Assim que soube do início do processo de recadastramento, a dona de casa Andrea Gomes de Jesus Silva, 51 anos, já se organizou p ara entregar a documentação.

“Eu recebo esse aluguel em conta todo mês, não posso ficar sem ele. Estou desempregada então assim que soube da atualização eu vim fazer logo no primeiro dia”, disse.

Sobre o benefício:

O Aluguel Social é um benefício assistencial de caráter temporário, instituído no âmbito do Programa Estadual Morar Seguro, destinado a atender necessidades originados da remoção de famílias domiciliadas em áreas de risco, desabrigadas em razão de vulnerabilidade temporária, calamidade pública ou em razão de Obras do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), sendo coordenado pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos (SEASDH), por meio da Superintendência de Políticas Emergenciais (SUPEM).

Os beneficiários estão sendo atendidos de acordo com a letra inicial do nome, pela ordem alfabética, e o calendário vai até o próximo dia 20. Na segunda-feira (02.04) e na terça-feira (03.04) serão recebidas pessoas com nomes de iniciais “A” e “B” e assim sucessivamente ao longo da semana

Para se recadastrar, é necessário levar documentos e cópias do: RG, CPF, Número de Identificação Social (NIS), Carteira de Trabalho ou contracheque, laudo de interdição do imóvel e comprovante de residência do titular ou companheiro. O atendimento é feito sempre das 9 às 16h.

Confira o calendário:

DIA – LETRAS – atendimento de 9 às 16h

02/04 a 03/04 – A e B

04/04 – C

05/04 – D e E

06/04 – F, G e I

09/04 – J, K e L

10/04 a 11/04 – M

12/04 – N, O e P

13/04 – R

16/04 – S e T

17/04 – U, V e Z

37 pessoas ainda não atualizaram os dados e correm o risco de perder o benefício

Os beneficiários do Aluguel Social pagos pelo Governo do Estado têm até o próximo dia 25 para realizar o processo de recadastramento a fim de manter o recebimento do benefício ativo. No município, são 752 pessoas que recebem R$ 500 mensais por terem perdidos as suas casas nas chuvas de 2011. A segunda fase de atualização dos dados, que começou em março, por Itaipava, recadastrou 715 famílias. O processo foi prorrogado e está sendo feito diariamente na Secretaria de Assistência Social, localizada no Centro Administrativo da prefeitura, na Avenida Barão do Rio Branco, de 9 às 16h.

O processo é fundamental para que o município possa manter atualizados todos os dados. Após o fim do período de recadastramento, um ofício é repassado ao Estado, que passa a monitorar as informações.

Desde março, quando foi realizada a primeira fase do recadastramento, até esta segunda-feira (21.05), 715 famílias atualizaram os dados. “É importante que as pessoas estejam atentas e não percam esse processo. Algumas foram convocadas por telefone, outras tivemos apoio dos CRAS, mas aqueles que virem a divulgação podem comparecer à Secretaria. Vale reforçar que esse recadastramento é apenas para o aluguel pago pelo Governo do Estado”, afirma Priscila Freire, responsável pelo programa Aluguel Social.

Sobre o benefício:

O Aluguel Social é um benefício assistencial de caráter temporário, instituído no âmbito do Programa Estadual Morar Seguro, destinado a atender necessidades originados da remoção de famílias domiciliadas em áreas de risco, desabrigadas em razão de vulnerabilidade temporária, calamidade pública ou em razão de Obras do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), sendo coordenado pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos (SEASDH), por meio da Superintendência de Políticas Emergenciais (SUPEM).

Para se recadastrar, é necessário levar documentos e cópias do: RG, CPF, Número de Identificação Social (NIS), Carteira de Trabalho ou contracheque, laudo de interdição do imóvel e comprovante de residência do titular ou companheiro.

A última edição deste ano das ações sociais coordenadas pela Secretaria Municipal de Assistência Social será neste sábado (07.12) no posto de saúde da comunidade Boa Vista, na região do Cascatinha (Rua Henrique João da Cruz, 300). Diversos serviços serão oferecidos aos moradores por meio da parceria entre as secretarias de governo, prestadores de serviços, órgãos públicos e a associação de moradores. A Ação Social acontecerá das 9h às 14h.

Em mais esta edição, a comunidade terá acesso a serviços de saúde, como aferição de glicose e pressão arterial; orientações nutricionais; teste rápido para o HIV e doenças sexualmente transmissíveis; informações e acesso ao Cadastro Único (CadÚnico); informações sobre os programas sociais desenvolvidos no município,como o Criança Feliz; assistência jurídica; entre outros. 

Na Ação Social no Boa Vista, também estão confirmadas as presenças do Detran, que irá oferecer a 1ª Carteira de Identidade e da Águas do Imperador, que atenderá solicitações e prestará informações sobre parcelamentos. Ação terá ainda animação para as crianças da comunidade, com a participação do grupo Tindolelê.

Dinheiro foi arrecadado em campanha de doações e utilizado indevidamente pelo governo passado

Cinquenta famílias vítimas das chuvas no Vale do Cuiabá, que receberam do prefeito Rubens Bomtempo, do vice-governador Luiz Fernando Pezão e do presidente da Firjan, Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira, as casas populares no último sábado (15/2), aplaudiram emocionados a mais uma iniciativa de Bomtempo: o anúncio da devolução de R$ 360 mil arrecadados em campanha de doações em 2011 e que foram utilizados indevidamente pelo governo passado. Cada família receberá um kit para mobiliar a nova casa.

Ao anunciar a novidade aos moradores, Bomtempo lembrou que o dinheiro doado às vítimas da chuva foi usado na gestão passada para financiar a primeira fase das obras de infraestrutura do terreno onde foram erguidos os imóveis. “Estive aqui durante a campanha eleitoral e garanti que trabalharia para fazer com que esta região voltasse a ser a casa de pessoas felizes. Acho que consigo isso fazendo justiça, devolvendo à comunidade um recurso que é dos moradores. Esse dinheiro é fruto de doações e deveria ter ajudado, já naquela época, as vítimasdas chuvas”, enfatizou, lembrando que cada família vai receber, agora, R$ 8 mil em móveis.

Moradora do novo conjunto habitacional, Zeni Daniele da Silva Teixeira Araújo se emocionou ao recebera notícia. “Hoje estamos recomeçando nossas vidas. O prefeito é sensível e sabe das nossas dificuldades. Esta ajuda é fundamental. Veio na hora certa”, comemorou. Ela receberá da Prefeitura fogão, geladeira, cama e colchão, entre outros utensílios.

Ao entregar as chaves da nova casa ao aposentado Elizier Vieira Borges, Bomtempo também se emocionou. “Não estava perto em 2011 e, por isso, não pude dar o apoio que precisavam, mas fico feliz em ver, agora, que posso contribuir para que vocês reconstruam suas vidas”, disse, citando também a entrega, em 2013, de 13 casas às famílias do Quilombo da Tapera que, desde as chuvas de 2011, moravam de forma improvisada em uma cocheira.

“Hoje estamos realizando um sonho. Foram três anos de muita luta, de muita tristeza. Graças à união de todos, agora podemos sonhar com tempos melhores”, declarou Elizier. A comunidade já conta com a insfraestrutura necessária na região. A Prefeitura fez obras de drenagem e pavimentação, disponibilizou iluminação pública, ônibus e coleta de lixo para atender os moradores.

O vice-governador Luiz Fernando Pezão parabenizou as ações realizadas pelo governo municipal. “Bomtempo é um homem sensível, lutador e que sempre colocou o coração à frente da sua administração. É um orgulho ver Rubens Bomtempo novamente à frente deste município”, afirmou.

As 50 casas modulares foram erguidas em uma áreade 27 mil metros quadrados doada ao estado pela Organização Não Governamental Instituto da Criança. A ONG criou o projeto Nosso Cuiabá, que tinha como objetivo arrecadar fundos para reconstruir casas para famílias que perderam tudo em 2011. Com a ajuda de empresários, o grupo, que tinha como um dos líderes o presidente do Sistema Firjan, Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira, conseguiu construir as primeiras 24 moradias para desabrigados das chuvas na região.


Prefeitura vai financiar pavimentação no Vale do Cuiabá

O prefeito Rubens Bomtempo também anunciou na solenidade que o governo municipal vai financiar a pavimentação de mais de dois quilômetros da estrada Ministro Salgado Filho, no trecho que vai da Igreja Santa Therezinha até o ponto final do ônibus, o mais afetado pelas fortes chuvas que atingiram a região em janeiro de 2011. “Assumi este compromisso e vou fazer a obra”, assegurou ele, lembrando que o Ministério das Cidades negou a liberação do dinheiro para a intervenção após a apresentação, pelo governo passado, de um projeto mal formatado. O convênio acabou sendo abandonado pela gestão anterior.

Segundo Bomtempo, as obras de pavimentação e drenagem serão retomadas em março, logo depois do Carnaval. “Nossa prioridade sempre foi reestabelecer a normalidade da região, que foi muito afetada pelas chuvas de 2011 e ficou esquecida pela administração anterior. Perdemos o convênio, mas estou mantendo a minha palavra porque sei o quanto esta obra é significativa para a comunidade e o quanto a localidade precisa de melhorias”, destacou.

A comunidade de Madame Machado começou a semana com a presença do prefeito Rubens Bomtempo e de todo o seu secretariado para o início de uma série de melhorias na localidade, anunciada no lançamento de uma nova modalidade de reuniões da equipe de governo, que irá percorrer diversos bairros da cidade. A inauguração de um Centro de Inclusão Digital na região foi a primeira ação de uma série de serviços da Prefeitura que a localidade vai receber até o fim desta semana.

“Nessa nova forma de reunião de secretariado todo o secretariado averigua in loco as principais necessidades da região. Além disso, a medida facilita o diálogo da comunidade com o Poder Público e ainda garante que a vontade dos moradores seja respeitada dentro das prioridades de cada bairro”, afirmou Bomtempo anunciando que irá estudar uma possibilidade para a reativação da cozinha comunitária. As melhorias de iluminação, pintura da quadra, a reforma do posto de saúde e a eficientização do abastecimento de água estão entre as ações de governo em Madame Machado.

A Secretaria de Obras vai priorizar uma operação tapa-buracos, com a limpeza e desobstrução de ralos, melhorias na iluminação pública e ainda o desentupimento de redes de drenagem. Ao mesmo tempo, a Comdep realiza os trabalhos de capina, roçada e recolhimento de entulho. Reforma de jardins, pintura de meio-fio e postes, além da reforma e instalação de coletoras de lixo fazem parte da ação. Entre os serviços da CPTrans destacam-se o ajustamento dos horários do ônibus que atende ao bairro e ainda a troca da sinalização.

Bomtempo determinou ainda que o bairro seja beneficiado com uma ampla panfletagem cultural e que o encerramento dos serviços da Prefeitura seja marcado por uma grande ação social com orientações da secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania, cadastro de microempreendedores individuais (MEIs), doação de mudas, recreação para as crianças, entre outras iniciativas.

Quinta, 13 Novembro 2014 - 09:11

Bomtempo anuncia Vale Social para Petrópolis

A gratuidade no transporte intermunicipal para a pessoa com deficiência e pacientes crônicos em tratamento na rede pública de saúde ou conveniada estará garantida para Petrópolis ainda este ano. O prefeito Rubens Bomtempo e a secretária Estadual de Transportes, Tatiana Carius, anunciaram o benefício durante reunião na tarde desta quarta-feira (12/11). Com a iniciativa, Município e Estado garantem o acesso e a continuidade do tratamento para quem faz acompanhamento médico fora da cidade.

“Aderimos com felicidade a este programa que não só vai mudar a realidade de quem realiza tratamento fora da cidade, como também irá desonerar o município, que atualmente faz o reembolso das passagens ou realiza o transporte desses pacientes. Estamos promovendo justiça social e ampliando a parceria com o Estado, que tem se empenhado em levar essa política pública para todos os municípios”, disse o prefeito Rubens Bomtempo, ao lado da secretária Chefe de Gabinete, Luciane Bomtempo, da secretária de Trabalho, Assistência Social e Cidadania, Fernanda Ferreira e do presidente da CPTrans, Gilmar Oliveira.

Atualmente, 34 municípios têm convênio com o programa, que beneficia mais de 128 mil pessoas. Às pessoas com deficiência são concedidas 60 viagens mensais em cada modal, com validade mínima de dois anos - caso a deficiência seja temporária - ou quatro anos, se a lesão for permanente. Pacientes crônicos tratados em instituições conveniadas ao SUS têm direito a um mínimo de 10 e um máximo de 60 viagens por mês, nos modais utilizados para o deslocamento entre a residência e o local de tratamento, com validade de um a quatro anos.

A secretária Estadual de Transportes, Tatiana Carius agradeceu a receptividade do prefeito. “Estamos muito felizes com esse convênio com a Prefeitura de Petrópolis. O Vale Social é mais do que um programa de transportes. É um benefício que tem cunho social e leva a gratuidade a quem realmente precisa”, destacou.

Segundo a coordenadora do programa, Dora Nadja Pereira, o objetivo da parceria é dar suporte para que as prefeituras possam realizar todo o procedimento necessário à concessão da gratuidade. "A partir do convênio, a Secretaria de Transportes disponibiliza tanto a equipe médica, responsável pela perícia que atesta a doença ou deficiência, quanto a tecnologia para operacionalizar o benefício", explica Dora.

A iniciativa também foi parabenizada pelo vereador Maurinho Branco, que indicou o programa ao governo municipal. “O Vale Social é um programa de sucesso, que tem garantido a continuidade no tratamento a milhares de cidadãos. Muito bom saber que será também implantado em Petrópolis”.

Quarta, 25 Fevereiro 2015 - 08:29

Bomtempo cria agenda positiva com ambulantes

O prefeito Rubens Bomtempo e os vendedores do comércio de rua da cidade montaram uma agenda positiva para o setor durante encontro na tarde da última segunda-feira (23/2). A reunião também contou com a participação da secretária de Trabalho, Assistência Social e Cidadania, Fernanda Ferreira. Entre as ações destaca-se a criação de um grupo de trabalho para a busca de financiamento para a padronização dos veículos utilizados pelos dogueiros. Além disso, melhorias na sinalização, iluminação e a revisão da atividade no Código de Posturas também foram assuntos abordados durante a reunião.

“Estamos de portas abertas para os ambulantes. Entendemos e reconhecemos a importância do trabalho de cada um para a construção da cidade. Nos encontraremos pelo menos a cada três meses para avançar nas pautas e fomentar cada vez mais a atividade”, disse o prefeito Rubens Bomtempo, que anunciou ainda o lançamento, no mês de março, de um catálogo online com o registro de cada vendedor, além das informações de local, horário e produtos comercializados. O material estará disponível no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

Bomtempo determinou que a CPTrans inicie imediatamente a remarcação dos espaços dos ambulantes cadastrados para trabalharem na Rua Teresa, além de placas de sinalização informando estacionamento proibido em algumas áreas. Na Praça Clementina de Jesus a iluminação será melhorada, os banheiros ficarão abertos até às 19h e a Guarda Civil irá intensificar as rondas na região.

O presidente da Associação dos Vendedores Ambulantes de Petrópolis, João Firmino, afirmou que essa foi a melhor reunião com o poder público. “Nunca fomos tão bem recebidos por um prefeito como fomos agora. Temos muitas demandas e o prefeito mostrou que conhece as nossas necessidades. Deixou as portas abertas para todos nós. As nossas reivindicações já começaram a ser atendidas e temos a certeza de que avançaremos ainda mais. Estamos muito gratos e satisfeitos com o que já está sendo realizado pela Prefeitura”.

Na próxima semana haverá nova reunião com os ambulantes na secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania. Na segunda-feira, dia 2 de março, será com os ambulantes da Praça Clementina de Jesus e da Epitácio Pessoa, às 15h. Já na terça-feira (3/3), o encontro está marcado para as 10h com os vendedores da Rua Teresa e da Praça dos Expedicionários.

Pagina 14 de 73

Banner INFOS ATUAIS2

Notícias por data

« Agosto 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31            

Prestação de conta COVID-19

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo