O baile da terceira idade, promovido pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania (Setrac), no Restaurante Popular Regina de Lourdes Vieira, completou um ano. O baile é realizado toda última sexta-feira do mês e hoje (1/4) mais de 50 idosos dançaram ao som de Jô dos Teclados.

“Sexta-feira passada foi ponto facultativo e tivemos que transferir o baile para esta sexta. Quando houve o fechamento da Farmácia Popular aqui no Centro, o prefeito logo nos pediu que realizássemos o baile no Restaurante Popular, local onde os idosos podem dançar e comemorar a vida”, disse a secretária de Trabalho, Assistência Social e Cidadania, Fernanda Ferreira.

O aposentado Manuel Mario Krim, de 69 anos e a dona de casa Maria da Glória, de 65 anos participam dos bailes desde o início do projeto. “Estou sempre aqui me divertindo. Adoro estar entre amigos”, disse Manuel. “Aqui fiz amigos e adoro este ambiente”, destacou Maria. A idosa Marina Casemiro, de 87 anos, também faz questão de participar dos bailes. “Eu amo dançar. Eu e o meu esposo Robson já fomos o melhor casal de dança”, comemorou.

O Restaurante Popular Regina de Lourdes Vieira foi inaugurado em 2008, no segundo mandato do prefeito Rubens Bomtempo, e oferece 1.000 refeições diárias a R$ 1, além de café da manhã a R$ 0,50.

Centenas de idosos espalharam alegria e gingado no salão do Clube Petropolitano, no Centro, durante o 1° Bailando na Melhor Idade realizado no município, na tarde da última quarta-feira (4/12). O programa, desenvolvido pela Secretaria Estadual de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida (SEESQV), conta com o apoio da Prefeitura de Petrópolis, por meio da Secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania (Setrac). O objetivo é elevar a autoestima e oferecer lazer gratuito e interação para aqueles que já passaram dos 60 anos.
Para o secretário de Trabalho, Assistência Social e Cidadania Jorge Maia, o evento reafirma o compromisso do governo municipal com a terceira idade. “Momentos de lazer e descontração e, sobretudo, gratuitos, são muito importantes para os que já estão na terceira idade. Esse baile reafirmou o compromisso do nosso governo com os cidadãos e fortaleceu a nossa parceria com o secretário Marcus Vinícius, que tem se mostrado um gestor com uma grande visão”, afirmou Jorge Maia.
Essa foi a 11ª edição do programa que já levou música e animação a milhares de idosos do estado. De acordo com o secretário estadual de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida, Marcus Vinícius, há um ano a SEESQV trabalha em benefício dos cerca de 2,4 milhões de idosos do Estado do Rio de Janeiro. “A secretaria foi criada, em janeiro, porque o governador Sérgio Cabral entendeu a necessidade de atender bem os idosos que tanto contribuíram para o desenvolvimento do nosso Estado. O pessoal da terceira idade tem o direito de aproveitar a vida, fazer amigos, ter alegria”, disse Marcus Vinícius.
Entre os mais animados do baile em Petrópolis estava o agricultor Josias Silva, de 75 anos, morador de Itaipava. “Adoro dançar e estou me divertindo muito. Se eu pudesse, iria a bailes toda semana. A música faz bem para a alma”, explicou o agricultou que só parou de dançar para tomar um copo de refrigerante e colocar o papo em dia com um amigo.

Segunda, 23 Janeiro 2017 - 19:15

Balcão de Empregos tem 32 vagas nesta semana

O Balcão de Empregos da prefeitura, administrado pela Secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania (Setrac), tem 32 vagas nesta semana, sendo que seis são destinadas a pessoas com deficiência. A Setrac tem o compromisso em fomentar a empregabilidade do município e o trabalho de intermediação do contato entre empresas e candidatos a vagas de emprego vem sendo realizado diretamente pela equipe da secretaria e divulgado toda segunda-feira.

São destinadas três vagas para vendedor externo e mais duas para vendedor e chapeiro. As seguintes profissões contam com uma vaga cada: açougueiro, ajustador mecânico, auxiliar administrativo, auxiliar de refrigeração, auxiliar de serviços gerais, churrasqueiro, doméstica, estoquista, gerente, operador de jateamento, programador, recepcionista, recepcionista bilíngue, técnico em ar condicionado, técnico em celulares, técnico em máquina de lavar, técnico em fibra óptica, técnico em refrigeradores e torneiro mecânico.

As vagas destinadas as pessoas com deficiência (PCD) são: cinco vagas para operador de lojas e uma vaga para analista de vendas.

A secretária de Trabalho, Assistência Social e Cidadania, Denise Quintella, lembra a importância das pessoas ficarem atentas ao Balcão de Empregos da prefeitura.

“Nós atualizamos o cadastro semanalmente e divulgamos toda segunda-feira as vagas disponíveis para a semana. Para cadastrar o currículo, basta que o candidato acesse no site da prefeitura a opção balcão de empregos e cadastrar o currículo.”, explicou. O telefone de contato da Setrac é o (24) 2233-8113.

Sexta, 10 Agosto 2018 - 19:23

Bazar 0800 já atendeu quase mil famílias

Implementado há um ano, serviço é instalado no Centro de Cidadania, em Itaipava

Dar um pouco de conforto a quem precisa. Com este objetivo, o Bazar 0800 completou, em julho, um ano de trabalho no Centro de Cidadania, em Itaipava. A unidade recebe roupas masculinas, femininas e infantis, além de peças íntimas e calçados para distribuição gratuita a famílias cadastradas no CadÚnico - Cadastro Único de Programas Sociais. Desde a implantação já foram 980 as famílias beneficiadas. 

A arrecadação de roupas para todas as idades e ambos os sexos, foi iniciada, no ano passado, pela campanha “roupa boa, a gente doa” com ponto de coleta no mesmo local. Mesmo após grande mobilização no município para doação de peças, a Secretaria segue reforçando a importância da doação dos itens, que são destinados à população que necessita.

“O frio é intenso e queremos proporcionar um maior conforto a quem precisa. Neste período de inverno reforçamos a importância das pessoas doarem agasalhos que já não usam mais, por exemplo. Isso poderá possibilitar um pouquinho de calor para quem não tem condições de comprar um agasalho e se proteger no frio”, destaca a secretária de Assistência Social, Denise Quintella.

O Bazar 0800 atende, em média, 80 famílias por mês. Só de janeiro até o início de agosto, foram 553 as famílias atendidas com roupas, sapatos e brinquedos. A Secretaria de Assistência Social disponibilizou uma pequena sala no Centro de Cidadania para abrigar o bazar e servir como posto de coleta e distribuição das peças.

“Nosso objetivo é que seja algo cultural das pessoas que quiserem doar alguma peça de roupa ou brinquedo tenha um lugar para levar independente da estação. Lembramos que o Centro de Cidadania, além do Bazar 0800, conta com setores do Detran, do Procon, da Defensoria Pública, entre outros serviços importantes. Isto, para aproximar estes serviços da população dos distritos”, complementa Denise.

O objetivo do Bazar 0800 ganhou mais um reforço nesta semana. A maior doação já recebida pelo serviço. Mais de 300 quilos de itens, como roupas, calçados e utensílios domésticos, foram incluídos nas prateleiras do Bazar 0800. A atitude foi do engenheiro Jony Lew, de 65 anos. Ele precisou se desfazer dos materiais, que eram dos seus pais, e optou por beneficiar várias famílias por meio do equipamento da Assistência Social.

“Conheci o Bazar 0800 pelas informações encontradas na internet. Buscava uma instituição que pudesse cuidar dos itens, que em sua maioria eram dos meus pais, e os colocassem à disposição de quem realmente necessita. Fico muito feliz, pois, assim, podemos ajudar muitas famílias”, conta o engenheiro carioca.

Os interessados em doar as peças de roupas, calçados ou brinquedos podem entrar em contato com o Centro de Cidadania em Itaipava. “Só nos ligar pelo telefone (24) 2246-8746 se quiser mais informações.A arrecadação e retirada pode ser feita aqui mesmo, de segunda a sexta-feira, de 9 às 16h. O Centro de Cidadania Desembargador Jorge Loretti fica na Estrada União e Indústria, 11860, em Itaipava”, reforça o coordenador do Centro de Cidadania, Marcelo Mello.

Prefeitura inicia campanha de arrecadação de roupas para o verão
Peças são disponibilizadas aos usuários com CadÚnico

A iniciativa que começou no inverno ganha força para a primavera e verão: a campanha “Roupa boa a gente doa” já está arrecadando peças masculinas, femininas, infantis além de roupas íntimas e calçados para distribuição gratuita no “Bazar 0800”. Com central localizada no Centro de Cidadania, em Itaipava, a ação da prefeitura já beneficiou 120 famílias cadastradas no CadÚnico - Cadastro Único de Programas Sociais. A expectativa é que a população se sensibilize para doação de brinquedos a serem entregues em uma campanha no Dia das Crianças.

Será permitido retirar no bazar, mensalmente, um item por membro familiar, bastando o usuário ser inscrito no Cadúnico e fornecer o número do NIS. A iniciativa teve início no dia 31 de julho e até o fim do mês passado 88 famílias foram beneficiadas. Em setembro já foram mais 32 pessoas assistidas. A Secretaria de Assistência, Denise Quintella explica que tanto as entregas de doações quanto as retiradas das peças devem ser realizadas no Centro de Cidadania.

“Lançamos o bazar devido ao grande volume de doação de inverno. Motivada pela iniciativa resolvemos manter o bazar ativo também durante o verão e as peças já estão chegando. Será permitido retirar uma peça para cada membro da família, então a mãe que for ao Centro de Cidadania, mensalmente, poderá levar uma roupa, calçado ou brinquedo para cada filho e marido. Neste processo 120 famílias já foram assistidas, o que nos motiva a mobilizar os empresários e a população a continuarem doando”, anuncia Denise Quintella, secretária de Assistência Social.

Um dos itens mais procurados e que estão em falta são as roupas intimas para ambos os sexos e de adultos e crianças. A titular da pasta, Denise Quintella,reforça a importância das pessoas doarem os itens em boas condições.

“Já ocorreram doações com roupas ainda na etiqueta, como também de mandarem roupas sujas e rasgadas. É preciso um pouco de sensibilidade para que as pessoas doem as peças condições de uso e no caso das roupas íntimas que elas sejam novas. Há ainda a demanda por calçados. Recebemos muitas numerações femininas, mas há a procura de calçados e chinelos infantis e masculinos para adultos”, disse Denise Quintella.

Toda doação é protocolada em um livro de registro que conta o número do NIS, número de peças retiradas e da pessoa que recebeu a doação.

“Temos um livro de registro com o controle de entrega e há também um livro de recebimento e controle de estoque. Organizamos o bazar como se fosse uma loja para que as pessoas se sintam à vontade para retirar as peças que desejarem e àqueles que doarem saberem que estão com um espaço exclusivo para esse fim”, explica Denise Quintella. 

 Denise Quintella espera organizar uma grande campanha de arrecadação de brinquedos para o Dia das Crianças. Logo no início do bazar muitos brinquedos foram doados o que atraiu um grande número de famílias até o local.

“Estamos nos preparando para uma festa no Dia das Crianças e por conta disso já estamos em processo de arrecadação dos brinquedos. Nos primeiros dias do bazar nós recebemos muitos brinquedos e agora estamos sem, então é importante reforçar que também recebemos brinquedos novos e usados”, reforça Denise Quintella.

A arrecadação e retirada poderá ser feita de segunda a sexta-feira, de 9 às 16h, no Centro de Cidadania Desembargador Jorge Loretti localizado na Estrada União e Indústria, 11860, Itaipava.

Prefeitura está arrecadando  roupas de adultos e crianças para o verão
Peças são disponibilizadas aos usuários com CadÚnico

A iniciativa que começou no inverno ganha força para a primavera e verão: a campanha “Roupa boa a gente doa” já está arrecadando peças masculinas, femininas, infantis além de roupas íntimas e calçados para distribuição gratuita no “Bazar 0800”. Com ponto de arrecadação e distribuição localizado no Centro de Cidadania, em Itaipava, a ação da prefeitura já beneficiou 234 famílias cadastradas no CadÚnico - Cadastro Único de Programas Sociais. A expectativa é que a população se sensibilize para doação de brinquedos a serem entregues em uma campanha no natal.

Os interessados em doar as peças de roupas, calçados ou brinquedos podem entrar em contato com o Centro de Cidadania em Itaipava pelo telefone (24) 2246-8746. Um dos itens mais procurados e que estão em falta são as roupas intimas para ambos os sexos de adultos e crianças.

A campanha foi iniciada para ajudar a população em situação de rua, mas o movimento ganhou força graças à solidariedade da população. Hoje há famílias que escolhem peças para todos os filhos mensalmente. Há ainda um grupo de empresários que sensibilizados com a campanha também doaram peças ainda com etiquetas, então todos àqueles que quiserem contribuir com o bazar as portas estão abertas diariamente.

A secretária de Assistência Social, Denise Quintella, reforça a importância das pessoas doarem os itens em boas condições.

“Já ocorreram doações com roupas ainda na etiqueta, como também de mandarem roupas sujas e rasgadas. É preciso um pouco de sensibilidade para que as pessoas doem as peças condições de uso e no caso das roupas íntimas que elas sejam novas. Há ainda a demanda por calçados. Recebemos muitas numerações femininas, mas há a procura de calçados e chinelos infantis e masculinos para adultos”, disse Denise Quintella.

Denise Quintella espera organizar uma grande campanha de arrecadação de brinquedos para o natal.

“Logo no início do bazar muitos brinquedos foram doados o que atraiu um grande número de famílias até o local, além de mochilas e itens escolares. Agora estamos sem, então é importante reforçar que também recebemos brinquedos novos e usados, além de já estarmos pensando nas entregas de kits escolares para o próximo ano letivo”, reforça Denise Quintella.

Como receber as peças doadas:

Os usuários inscritos no Cadúnico podem retirar mensalmente um item por membro familiar, basta apenas fornecer o número do NIS (Número de Inscrição Social). A iniciativa teve início no dia 31 de julho e atualmente conta com 234 pessoas assistidas. A secretária de Assistência Social, Denise Quintella explica que tanto as entregas de doações quanto as retiradas das peças devem ser realizadas no Centro de Cidadania.

“Será permitido retirar uma peça para cada membro da família, então a mãe que for ao Centro de Cidadania, mensalmente, poderá levar uma roupa, calçado ou brinquedo para cada filho e marido. Neste processo 234 famílias já foram assistidas, o que nos motiva a mobilizar os empresários e a população a continuarem doando”, disse Denise Quintella.

Toda doação é protocolada em um livro de registro que conta o número do NIS, nome completo da pessoa que recebeu a doação e o número de peças retiradas no bazar.

“Organizamos o bazar como se fosse uma loja para que as pessoas se sintam à vontade para retirar as peças que desejarem e àqueles que doarem saberem que estão com um espaço exclusivo para esse fim”, explica Denise Quintella.  

A arrecadação e retirada poderá ser feita de segunda a sexta-feira, de 9 às 16h, no Centro de Cidadania Desembargador Jorge Loretti localizado na Estrada União e Indústria, 11860, Itaipava.

Os moradores do bairro Bela Vista serão os próximos a receber os serviços da Ação Social, que será realizada neste sábado (08.12). Os atendimentos serão feitos na Escola Paroquial São Francisco de Assis, que fica na Rua Marcolino Simões Ferreira, 254. A 13ª edição do evento promoverá uma variedade de atividades, de diferentes segmentos, das 9h às 14h. A expectativa é de que cerca de 500 pessoas sejam atendidas nesta última mobilização de serviços no município.

Durante toda a manhã as pessoas poderão fazer a solicitação da segunda via de documentos, receberão atendimento com profissionais da área jurídica, de programas sociais e do Sebrae que, entre outras coisas, dará orientações sobre como se tornar um Microempreendedor Individual (MEI). Profissionais voluntários farão corte de cabelo e o público ainda terá a oportunidade de deixar os currículos no Balcão de Empregos.

Para participar é necessário comparecer com documento de identificação, Identidade e CPF, e comprovante de residência. As solicitações de isenções e de segunda via de documentos exigem a apresentação da certidão de casamento ou de nascimento e foto 3x4.

Com a Ação Social deste sábado, o município atinge a marca de mais de 12 mil pessoas atendidas nos eventos realizados ao longo do ano. As ações percorreram as regiões Vale do Carangola, Oswaldo Cruz, Glória, Castelo São Manuel, Posse, Independência, Madame Machado, Vila Rica, 24 de Maio, Duarte da Silveira, Thouzet e Lopes Trovão.

Os profissionais da rede pública também estarão no local disponibilizando informações e incluindo a população nos serviços que o município oferece. Entre os quais, a área da Assistência Social, terá agentes efetuando a inscrição no Cadastro Único (CadÚnico), programa do governo federal que possibilita a inclusão em diversos serviços sociais. Profissionais da área de esporte realizarão atividades coletivas e na área da saúde, agentes farão aferição de pressão arterial e glicose.

Atualização é solicitada por carta enviada pelo Ministério do Desenvolvimento Social.

Os beneficiários do Bolsa Família que receberam aviso no extrato de pagamento ou carta do Ministério do Desenvolvimento Social para atualizar os dados no Cadúnico - Cadastro Único para Programas Sociais já podem procurar os 8 CRAS – Centro de Referência de Assistência Social do município para realizar a atualização. O programa beneficia 9.914 famílias com valor médio de R$ 171,58 mensais. Quem receber os comunicados e não realizar a atualização das informações poderá ter o benefício bloqueado.

De acordo com a Secretária de Assistência Social, Denise Quintella, as equipes do Programa Bolsa Família vêm realizando visitas para o processo de averiguação dos dados desde o início do ano. Os beneficiários que recebeu o aviso e não atualizar as informações poderá ter o benefício bloqueado.

“O Governo Federal notifica os beneficiários por carta e pelo extrato quando eles vão sacar o benefício. Nós vamos realizar dois processos durante a atualização, a primeira é a averiguação cadastral onde a família identificada com renda diferente do que foi registrado no Cadúnico precisam procurar os CRAS para uma nova entrevista. O segundo processo é a revisão cadastral em que famílias que não realizaram o cadastro há mais de 24 meses precisam atualizá-lo no Centro de Referencia para não terem os benefícios bloqueados”, explica Denise Quintella.

A revisão é feita todos os anos com foco nos beneficiários que não atualizam os dados no Cadastro Único há mais de dois anos. Quem não recebeu o aviso no extrato de pagamento está com as informações em dia. A atualização deve ser feita voluntariamente a cada dois anos ou a cada vez que nascer um filho, houver mudança de escola, alteração no endereço residencial ou qualquer informação relevante.

A coordenadora do Cadúnico e do Programa Bolsa Família, Denize Militão explicou que além do Bolsa Família, a falta de atualização do cadastro implica perda de outros benefícios, como a tarifa social de energia elétrica. Há ainda a obrigatoriedade de que as famílias que recebem o BPC - Benefício de Prestação Continuada, gerenciado pelo INSS, também precisam realizar a inclusão e atualização no Cadúnico.

“Este ano foi obrigatório a atualização dos inscritos no Cadúnico que recebem o BPC. Esse benefício é destinado aos idosos, a partir dos 65 anos e pessoas com deficiências com renda familiar de até ¼ do salário mínimo e que nunca contribuíram com a previdência. Nós iremos realizar a averiguação e inclusão dessas pessoas também ao longo deste ano. Os familiares devem ficar atentos às correspondências para realizarem a atualização no CRAS mais próximo de sua residência”, disse Denize Militão.

OS Centros de Referências de Assistência Social estão localizados nos bairros:

CRAS Quitandinha
Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda-feira à sexta-feira, sem horário de almoço - Rua Alagoas, s/nº – Quitandinha.

CRAS Centro
Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda-feira à sexta-feira, sem horário de almoço - Rua 24 de Maio, S/N– Alto da Serra, Antiga Escola Estadual Professor Augusto Meschick.

CRAS Retiro
Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda-feira à sexta-feira, sem horário de almoço - Rua Henrique Dias, 221 – Retiro.

CRAS Posse
Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda-feira à sexta-feira, sem horário de almoço - Estrada União e Indústria, S/N, ao lado do CIEP Gabriela Mistral (CEU da Posse).

CRAS Corrêas
Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda-feira à sexta-feira, sem horário de almoço. Rua Vigário Correa, 443 – Corrêas.

CRAS Vale do Carangola
Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda-feira à sexta-feira, sem horário de almoço. Rua Waldemar Vieira Afonso, 19 – Antiga ONG - Vale do Carangola

CRAS Itaipava
Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda-feira à sexta-feira, sem horário de almoço. Estrada União e Indústria, 11860 – Itaipava.

Centro de Cidadania Desembargador Jorge Loretti
Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda-feira à sexta-feira, sem horário de almoço. Estrada União e Indústria, 11.860 – Itaipava

CRAS Madame Machado
Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda-feira à sexta-feira, sem horário de almoço. Rua Geraldo Lourenço Dias, s/nº (ponto final do ônibus 704) – Madame Machado.

Secretaria alerta para a pouca procura dos beneficiários aos postos de saúde de referência

Em uma ação conjunta as secretarias de Saúde, de Assistência Social e de Educação alertam para o fim do prazo para a atualização dos dados dos beneficiários do Programa Bolsa Família no município. A menos de um mês do fim do período de revisão dos cadastros, apenas 10% das 56 unidades de saúde conseguiram enviar os dados para a regularização junto a Secretaria de Saúde. Para que haja a continuidade do benefício, é necessário que os usuários do programa se apresentem à unidade de referência da sua região para atualizar os dados.

De acordo com a coordenadora do Bolsa Família da Secretaria de Saúde, Cátia Regina Silva Pinto, o município está no final do período de atualização e depende que os beneficiários se apresentem nas unidades de saúde para rever os cadastros. “Quem não fizer a atualização pode ter o benefício suspenso”.

Petrópolis possui atualmente 8 mil beneficiários do programa, que atende pessoas em vulnerabilidade social desde 2004. Os beneficiários são cadastrados pelo Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e através das unidades de saúde, a Secretaria de Saúde faz o acompanhamento das famílias. “A partir do atendimento nos postos sabemos o perfil dos beneficiários e o readequamos ao programa”, destaca Cátia.

De acordo com a coordenadora do programa pela Secretaria de Saúde, os tipos e a quantidade de benefícios previstos no programa depende da composição familiar. A equipe da secretaria vai adequar os usuários de acordo com o número de pessoas em cada grupo familiar, idade e existência de gestante. “As gestantes precisam estar sendo acompanhadas por uma unidade de saúde básica do município e receberão o benefício durante a gestação”, destaca Cátia, ressaltando a importância dos beneficiários estarem em dia com seus atendimentos nas unidades de saúde.

O Programa Bolsa Família é composto pelo benefício básico, no valor de R$ 89 e pelo benefício variável vinculado ao adolescente, esse é voltado para famílias que possuem renda mensal de até R$ 178 por pessoa e que tenham adolescentes entre 16 e 17 anos. Para conseguir o benefício a família tem que comprovar a frequência escolar dos adolescentes e cada família não pode ter mais que cinco beneficiários. 

Idosos terão até dezembro para atualizar o cadastro e pessoas com deficiência

Idosos acima de 65 anos e pessoas com deficiência que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC-Loas) precisarão se cadastrar no Cadastro único (CadÚnico) para manter o recebimento 1 salário mínimo mensal. A medida é uma determinação do Ministério do Desenvolvimento Social para a liberação de benefícios sociais pagos pela União.

A prefeitura está convocando os idosos nesse primeiro processo de atualização e cadastro que ocorrerá até o dia 31 de dezembro nas 8 unidades dos Centro de Referência de Assistência Social (CRAS). As pessoas com deficiência serão convocadas em 2018. Em Petrópolis há pelo menos 3 mil pessoas que precisam atualizar os dados.

Em janeiro o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA) e o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) alteram as regras do Benefício de Prestação Continuada (BPC) que é concedido ao idoso ou à pessoa com deficiência, de qualquer idade, com impedimentos de longo prazo, de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, que comprove não possuir meios para prover a própria manutenção nem de tê-la provida por sua família.

“Nossa preocupação é que se eles não realizarem a inscrição no cadastro, terão o benefício suspenso em janeiro de 2018. Não queremos que isso aconteça porque será um impacto financeiro para estes beneficiários, já que estamos falando de famílias em situação de baixa renda”, explicou a secretária de Assistência Social, Denise Quintella.

Para ter direito ao benefício, é necessário ter renda familiar per capta inferior a um quarto de salário mínimo vigente. Por ser um benefício assistencial, não é necessário ter contribuído ao INSS para ter direito ao BPC.

“Para realizar a inscrição/atualização do cadastro, o beneficiário deve comparecer nos CRAS com os documentos de todos os moradores da casa principalmente o CPF. A inscrição no Cadastro Único, além de manter o BPC, permite o acesso a vários outros programas sociais, como a Tarifa Social de Energia Elétrica e a Carteira do Idoso”, reitera Denise Quintella.

Como se cadastrar para manter o BPC

Para realizar o cadastro, o Responsável Familiar (RF) deve ter mais de 16 anos e morar na mesma casa em que vive o beneficiário do BPC e dividir as responsabilidades como despesas e renda. O responsável deverá levar ao CRAS mais próximo de sua residência o número do CPF de todos os membros da família. Isso permite a identificação do beneficiário de sua família no momento em que o INSS avaliar a situação do benefício.

Os Centros de Referências de Assistência Social estão localizados nos bairros:

CRAS Quitandinha

Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda-feira a sexta-feira, sem horário de almoço - Rua Alagoas, s/nº – Quitandinha.

CRAS Centro

Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda-feira a sexta-feira, sem horário de almoço – Rua Dr. Sá Earp, nº 39 – Centro.

CRAS Retiro

Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda-feira a sexta-feira, sem horário de almoço - Rua Henrique Dias, 221 – Retiro.

CRAS Posse

Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda-feira a sexta-feira, sem horário de almoço - Estrada União e Indústria, S/N, ao lado do CIEP Gabriela Mistral (CEU da Posse).

CRAS Corrêas

Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda-feira a sexta-feira, sem horário de almoço. Rua Vigário Correa, 443 – Corrêas.

CRAS Vale do Carangola

Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda-feira a sexta-feira, sem horário de almoço. Rua Waldemar Vieira Afonso, 19 – Antiga ONG - Vale do Carangola.

CRAS Itaipava

Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda-feira a sexta-feira, sem horário de almoço. Estrada União e Indústria, 11.860 – Itaipava.

CRAS Madame Machado

Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda-feira a sexta-feira, sem horário de almoço. Rua Geraldo Lourenço Dias, s/nº (ponto final do ônibus 704) – Madame Machado.

 

Pagina 12 de 69

Alvará Online - BANNER

Notícias por data

« Dezembro 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31          

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo