Ações são uma resposta após novos casos de desordem no local no último fim de semana

Guarda Civil, Polícia Militar, Polícia Civil, Vara da Infância e Juventude, CPTrans e Fiscalização de Posturas vão reforçar as ações do choque de ordem na Rua 13 de Maio. A prefeitura reuniu nesta terça-feira (18.02) as forças de segurança que atuam no município e a Promotoria da Infância e Juventude para debater medidas a serem adotadas em conjunto após novos casos de desordem no local no último fim de semana.

Entre as medidas que foram acertadas estão a retirada de vagas de estacionamento ao longo da via no período noturno, o gradeamento dos dois lados da calçada (antes, isso ocorria apenas do lado par) e o uso de câmeras móveis do Ciop para o monitoramento da região. O ônibus de videomonitoramento do município também será utilizado durante a ação. Os detalhes operacionais da atuação entre as forças de segurança serão debatidos em nova reunião técnica nesta quarta.

A instrução normativa editada em maio e depois flexibilizada em julho do ano passado segue com os mesmos efeitos.

A medida determina que os bares da Rua 13 de Maio devem fechar as portas até meia-noite, com possibilidade de continuar o atendimento de clientes até 01h30 no interior dos estabelecimentos. O documento estende as mesmas regras para o início da Av. Barão do Rio Branco e também a Rua Nelson de Sá Earp.

As ações que serão adotadas agora acontecem após uma confusão que ocorreu na madrugada de sábado (15.02), após o horário de fechamento dos bares. A Polícia Militar foi acionada e dispersou a aglomeração. De acordo com o comandante do 26º Batalhão da PM, Christoph Carvalho, um homem que estava com uma arma já foi identificado, uma equipe de agentes chegou a ir um endereço apontado como sendo o local onde ele mora, mas está foragido.

Christoph Carvalho ressaltou que vem percebendo um aumento da demanda pela atuação da PM na Rua 13 de Maio e considera que a união entre todos os atores é fundamental para dar a solução para as ocorrências registradas no local.

“Todo poder constituído está reunido para resolver o problema que a cidade vem enfrentando na Rua 13 de Maio. A situação vem crescendo e, se não nos unirmos, não nos dermos os braços, a coisa fica complicada para se resolver sozinha. Essa iniciativa tem tudo para render bons frutos e aquela região vai voltar a experimentar uma sensação de bem-estar que é a característica natural da Cidade Imperial”, disse.

“A reunião serviu para estreitar a relação, programar a atuação das autoridades na região e, mais do que isso, dar uma resposta para a população de que nós estamos atentos para os problemas, a população não está esquecida, vamos atuar, vamos inibir e vamos conseguir expulsar aquele que está indo ali apenas para causar tumultos, confusões ou até cometer ilícitos como estar armado, tráfico de drogas, venda de bebidas para menores de 18 anos. Essa é a resposta, o que a gente quer é que as pessoas continuem frequentando a Rua 13 de Maio e que os moradores não sejam prejudicados no seu ir e vir e tenham sossego para viver ali”, destacou o juiz titular da Vara da Infância e da Juventude, Alexandre Teixeira.

Em 17 de fevereiro de 1917, Petrópolis inaugurava a feira livre, no Centro da cidade. O tempo passou e a tradição resistiu; hoje a feira conta com 327 barracas que vendem produtos da melhor qualidade para os petropolitanos. As frutas, legumes, verduras, embutidos e até café que são comercializados consolidaram a feira como um atrativo da cidade e, para comemorar os 103 anos desse patrimônio, um parabéns especial com direito a bolo reuniu feirantes e clientes nessa terça-feira (18.02.2020) na Rua Souza Franco.

De acordo com a associação dos feirantes são comercializadas 350 toneladas de frutas e legumes por semana nas feiras. “A gente agradece o carinho e a consideração da população pela feira. Temos muito o que comemorar, por isso o bolo, tão bonito e, nada mais justo do que comemorar com todos. Queremos que os petropolitanos prestigiem cada vez mais a venda direta, vale a pena e ajuda as famílias”, afirmou Gênesis Pereira, presidente da Associação dos Feirantes.

Matilda de Castro, de 83 anos, faz questão de fazer as compras semanais na feira do Centro. “Vale muito a pena. A gente faz amizade, compra tudo fresquinho e aproveita para pedir desconto”, contou.

Elza Moraes, também faz questão de prestigiar a feira. “São alimentos de qualidade. A gente sente a diferença”, comentou.

No início do mês, a prefeitura entregou jalecos novos para os feirantes – 640 jalecos. 

O diretor do Departamento de Agricultura, José Mauricio Soares, destacou o empenho dos feirantes. “São pessoas que acordam muito cedo, trabalham muito e estão sempre na feira com o sorriso, oferecendo alimentos de qualidade para a população. Todos merecem o nosso respeito e a feira do Centro merece o reconhecimento”, comentou.

14 feiras semanais na cidade

Em Petrópolis funcionam 14 feiras semanais e, de acordo com a prefeitura, o planejamento é de que mais duas sejam estabelecidas ainda nesse ano na cidade. A possibilidade de compra aumentar no contato direto com o produtor, a capacidade de negociação é maior e a qualidade insuperável. Temos áreas reconhecidamente produtoras de alimentos de qualidade, inclusive de orgânicos e o movimento na feira contribui para o sustento de muitas famílias petropolitanas, por isso, mais duas feiras devem ser implantadas em locais que estão em estudo.

A concessionária do serviço também irá realizar a parametrização do sistema

A CPTrans enviou hoje (18.02) para publicação a regulamentação das mudanças do estacionamento rotativo, após a sanção da lei pelo prefeito Bernardo Rossi na última sexta-feira (14.02). A CPTrans também oficiou a SinalPark para que seja feita a parametrização do sistema. Todo processo está sendo conduzido para que o mesmo já esteja funcionando de acordo com a lei até a próxima sexta-feira (21.02).

A cobrança do tempo excedente será feita de forma fracionada. O usuário que tenha estacionado o veículo pelo período de uma hora e esteja em local sem acesso a nenhum dos canais de pagamento, e atrasou 20 minutos para regularizar seu bilhete, ele irá pagar uma fração de meia hora. Caso aconteça o mesmo caso, e o atraso seja superior a fração de 30 minutos, o usuário pagará o valor de uma hora inteira, isso dentro do período permitido de quatro horas.

A tarifa de regularização de R$ 42 não vai deixar de existir. O motorista que não pagar o primeiro período de uso, não regularizar o período excedente ou ultrapassar as quatro horas de utilização da vaga, estará sujeito a cobrança da taxa de regularização.

Todas as taxas de regularização que foram expedidas a partir da entrada em vigor da lei, e que estejam de acordo com a nova lei, serão automaticamente canceladas.

Treinamento foi realizado nesta terça-feira (18.02) e teve como foco a prevenção de desastres

Mais 70 pessoas preparadas para as ações de pronta resposta das ocorrências de verão no município. A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias realizou, nesta terça-feira (18.02), o treinamento para os grupos de Bombeiros Civis, incluindo também, ensinamentos sobre a prevenção de desastres de origem natural. A iniciativa contou com o apoio do SINDBOMBEIROCIVIL-RJ e faz parte do Plano Verão 2020.

O curso contou também abordou conhecimentos sobre a legislação vigente em Defesa Civil, no Brasil e no mundo, além de noções de prevenção de desastres por meio das estratégias, programas e projetos realizados pela prefeitura. 

O presidente do SINDBOMBEIROCIVIL-RJ, Júlio César dos Santos Souza, destacou que a atuação em conjunto com a Defesa Civil será benéfica para a cidade. "Quem ganha é a população. As ações de prevenção são fundamentais para uma cidade como Petrópolis e nosso grupo está disponível para ajudar", disse.

O treinamento dos Bombeiros Civis também faz parte Plano Verão 2020. Também estão incluídos neste planejamento o Defesa Civil nas Escolas, o Defesa Civil Jovem, o SOS Chuvas e o programa Rio Limpo. Os planos de contingência da estação estão disponíveis no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

Programa da prefeitura oferece aulas de ginástica e de dança no Centro de Cultura

O núcleo do Agita Petrópolis no Centro atende 95 pessoas e ainda tem vagas para novos alunos. A aula de ginástica e de dança é oferecida no Centro de Cultura Raul de Leoni às terças e quintas-feiras, em duas turmas, das 8h às 10h. Os interessados em participar podem comparecer no local e horário da turma e fazer a inscrição ou ligar para o (24) 2233-1218 para outras informações.

No ano passado, mais de 2,5 mil pessoas foram atendidas pelo Agita Petrópolis em 17 localidades. O objetivo, para 2020, é atender ainda mais a população nos bairros.

O programa oferece atividades gratuitas nos bairros, como aulas de ginástica, alongamento e dança para o público adulto e de iniciação esportiva para crianças e adolescentes.

Quem participa do Agita Petrópolis sabe da importância e dos benefícios da prática regular de atividade física. "Apesar da minha idade, não tenho nenhum problema grave de saúde. O esporte, com certeza, me ajuda muito. Além disso, já fiz grandes amizades por aqui", afirma Maria Tereza Rocha de Moura, de 78 anos.

Além do Agita Petrópolis, o governo municipal mantém parcerias com projetos sociais e também oferece diversas modalidades esportivas nos PSFs, nas Academias da Saúde e nas Escolas Municipais. Também voltou a ser realizado neste ano o Festival das Comunidades - projeto itinerante pelas quadras comunitárias nos bairros da cidade.

A ação é fundamentada na Base Nacional Comum Curricular

A Secretaria de Educação vai realizar mais uma formação especial com os professores que atuam na rede municipal de Educação. Dessa vez, os encontros serão realizados por área de formação. As inscrições podem ser feitas até o dia 21 de fevereiro por intermédio do email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

A formação terá como ponto a BNCC – Base Nacional Comum Curricular e ocorrerá na Casa da Educação Visconde de Mauá. O encontro na área de Linguagem será no dia 6 de março (13h às 17h), Matemática será no dia 13 de março (13h às 12h), Ensino religioso no dia 13 de março - Local e horário a combinar; Ciências da natureza será no dia 26 de março (8h às 12h) e Ciências Humanas dia 31 de março (13h às 17h).

Vale salientar que a rede municipal de Petrópolis já utiliza as competências previstas pela BNCC em seu planejamento. Inclusive, desde 2017, encontros de formação são realizados regularmente com orientadores das unidades escolares onde são abordadas as orientações da BNCC. Durante o ano letivo as escolas e Centros de Educação Infantil já realizam atividades orientadas que trabalham competências como conhecimento, pensamento científico, crítico e criativo, repertório cultural, comunicação, cultura digital, trabalho e projeto de vida, argumentação, autoconhecimento e autocuidado, empatia e cooperação, responsabilidade e cidadania.

Em outubro de 2019, a Secretaria de Educação realizou um seminário – com a participação de professores, educadores, gestores e orientadores – onde foram apresentados trabalhos realizados em várias unidades a partir dos temas.

Sobre a BNCC

A Base Nacional Comum Curricular define os conhecimentos e habilidades essenciais que todos os alunos da Educação Básica têm o direito de aprender, da Educação Infantil até o Ensino Médio. Previsto em lei, é um documento técnico, construído a partir de outros documentos curriculares. A BNCC é obrigatória por lei. Está prevista na Constituição de 1988, na Lei de Diretrizes e Bases e no Plano Nacional de Educação. Todas as redes públicas e particulares devem construir seus currículos a partir da BNCC.

Notícias por data

« Fevereiro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29  

Prestação de conta COVID-19

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo