Petrópolis foi escolhida para sediar uma capacitação para coordenadores do Criança Feliz promovido pelo Governo do Estado. A cidade é referência na execução do programa, recebendo avaliação positiva da Unesco, parceira do Ministério da Assistência Social no monitoramento do Criança Feliz em todo o país.

O curso de capacitação “Cuidados para o Desenvolvimento da Criança - CDC”, será ministrado entre os dias 23 e 27 de março, no Centro de Cultura Raul de Leoni, que fica na Praça Visconde de Mauá, 305. Serão realizadas atividades teóricas e práticas. O objetivo é capacitar supervisores/coordenadores de 13 municípios que desenvolvem o programa, como informa a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e de Direitos Humanos (SEDSODH), executora da capacitação.

O Criança Feliz em Petrópolis, desenvolvido pela Secretaria de Assistência Social, acompanha atualmente 600 famílias. O trabalho consiste em aplicação de metodologia específica para gestantes, - prestando orientações sobre os cuidados na gravidez por meio de visitas mensais; acompanhamento de crianças de zero a três anos, beneficiárias do Bolsa Família e de crianças de zero a seis anos, beneficiárias de Benefícios de Prestação Continuada, que recebem visitas semanais.

No município, o programa conta com dois coordenadores e 23 visitadores domiciliares. Em dezembro de 2019, uma consultora da Unesco esteve em Petrópolis e avaliou a aplicação do programa na cidade. Ela destacou o comprometimento dos funcionários da Secretaria de Assistência Social envolvidos no programa e a integração entre secretarias para o desenvolvimento do programa.

O Programa Criança Feliz é uma ação do Governo Federal, de caráter intersetorial, com a finalidade de promover o desenvolvimento integral das crianças na primeira infância, considerando sua família e seu contexto de vida. O programa se desenvolve por meio de visitas domiciliares que buscam envolver ações de saúde, educação, assistência social, cultura e direitos humanos.

Começou nesta segunda-feira (10.02) o Censo Previdenciário do município que está sendo realizado pelo Instituto de Previdência e Assistência Social do Servidor Público do Município de Petrópolis (INPAS). Mais de 834 servidores já iniciaram os cadastros no formulário eletrônico por meio do site inpas.rj.gov.br/censo e do site da Prefeitura. A ação de recolhimento dos dados é obrigatória e vai até o dia 10 de maio.

O objetivo é atualizar os dados cadastrais funcionais e financeiros dos servidores públicos efetivos ativos, aposentados e seus dependentes e pensionistas. Todo o processo acontece em um formato inédito - a coleta dos dados acontece por intermédio da plataforma on-line, ou seja, sem a necessidade presencial do usuário, além da disponibilidade do cadastro pelo celular pelas nas plataformas IOS e Android.

Vale ressaltar que a participação dos servidores é obrigatória, até os afastados ou licenciados, por qualquer motivo, licença sem vencimentos, férias e servidores cedidos. Aquele que não atender o prazo estabelecido, sem justificativa terá seu pagamento bloqueado a partir do mês da conclusão do levantamento dos dados, ficando assim o seu restabelecimento condicionado à realização de seu recenseamento.

A informatização da atualização dos dados irá permitir uma celeridade processual de forma mais segura e eficaz. Com este levantamento, o município poderá qualificar seus planejamentos administrativos e financeiros e até mesmo identificar se há alguma distorção dentro do regime.

Atendimento ao público terá Programa de Atenção à Mulher Vítima de Violência, emissão de documentos, isenção de documentos para casamento, entre outros

Petrópolis recebe, nesta quarta-feira (12.02), o “Ônibus Lilás” do Governo do Estado, que ficará estacionado na Praça Alcindo Sodré, no Centro, das 9h às 15h. Entre os serviços gratuitos oferecidos ao público estão o Programa de Atenção à Mulher Vítima de Violência, emissão de documentos, isenção de documentos para casamento, entre outros.

O ônibus pertence à Superintendência de Enfrentamento à Violência, da Subsecretaria de Políticas para as Mulheres – Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos e faz parte de um projeto itinerante. Pintado na cor lilás, o veículo é equipado com salas fechadas para garantir a privacidade das mulheres que estiverem sendo atendidas.

Já estão confirmadas para o evento em Petrópolis a subsecretária executiva da mulher da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Camila Rodrigues e a superintendente de Enfrentamento à Violência contra a Mulher da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Patricia Xavier.

A ação conta com a parceria da prefeitura através do Gabinete da Cidadania. A equipe do Centro de Referência de Atendimento à Mulher (Cram) de Petrópolis também participará do evento distribuindo panfletos informativos sobre violência contra a mulher.

Ainda há vagas para atividades promovidas pelas Academias da Saúde do Cremerie.  Além de atividades físicas, a unidade oferece práticas integrativas complementares, como yoga, acupuntura, entre outras. Tudo de forma gratuita. A academia da saúde é um programa do Ministério da Saúde executado pela Prefeitura de Petrópolis por meio da Secretaria de Saúde.

A Academia da Saúde funciona dentro do Parque Cremerie e as atividades no polo ocorrem de terça à sexta-feira, das 8h às 17h. Ainda há vagas em turmas de hidroginástica, biopilates, aulas de alongamento, jump, dança de salão, ginástica funcional, circuito, e ainda sessões de acupuntura, florais, fitoterapia, yoga e práticas de cuidados de si. Os interessados devem podem ligar para o telefone 2243-4153 para saber sobre inscrições e horários.

A prefeitura mantém outros três polos de Academias da Saúde: Vale do Carangola, Castelo São Manoel e Itaipava. Além de atender o público adulto, os pólos também promovem atividades para crianças e adolescentes. Em breve, o município ganhará mais uma academia, no complexo de saúde da Posse.

A Academia da Saúde é uma estratégia da Atenção Básica e têm como objetivo promover práticas corporais e atividade física, promoção da alimentação saudável, educação em saúde, entre outros, além de contribuir para a produção do cuidado e de modos de vida saudáveis e sustentáveis.

Reforma do piso e vestiários, colocação de calhas e construção de um banheiro com acessibilidade são os destaques da obra realizada pela prefeitura na quadra da E.M Clemente Fernandes, na 24 de Maio. O espaço, que foi revitalizado no ano passado, será reinaugurado na próxima quinta-feira, às 9h30, pelo prefeito.

Na quadra também foram realizados reparos em toda a parte elétrica, assim como melhorias no telhado e na cobertura, além da colocação de tabelas de basquete e as redes para as traves de futsal e handebol.

São mais de 400 pessoas beneficiadas diretamente pela reforma.

A quadra é usada também para projetos esportivos no bairro como artes marciais, aulas de zumba e também atividades para idosos oferecidas pelo Posto de Saúde da Família (PSF).

Do dia 2 de janeiro a 6 de fevereiro deste ano, a Central de Atendimento aos Contribuintes, espaço montado pela Secretaria de Fazenda no térreo do Centro de Cultura Raul de Leoni, realizou 1.484 atendimentos. O número é o menor dos últimos anos, e de acordo com o subsecretário de Fazenda, Robson Butturini, esse fator é positivo.

“Isso demonstra a eficiência na entrega. Durante o ano passado fizemos uma análise de todo o cadastro de imóveis para identificar quais carnês não iam pelo correio. Com isso mais de 3 mil guias, que antes não chegavam na mão do contribuinte, passaram a ser recebidos com endereço completo. Também colocamos em prática o plano de colocar o domicílio fiscal (endereço de entrega) nos imóveis territoriais que não eram postados. Por isso tivemos esse baixo número de atendimentos, já que a maioria dos carnês foram entregues, bem antes do dia do vencimento da primeira cota”, atesta.

A diminuição dos atendimentos se deve também ao trabalho realizado durante a gestão do prefeito, que investiu na fiscalização de edificações de luxo que não pagavam IPTU. A ação reconhece as construções que estão fora do cadastro, por intermédio de fotos de satélite. O lote é identificado e após esse processo um programa de imagens verifica se existe alguma construção. Com essas informações a equipe da fiscalização da Secretaria de Fazenda realiza a vistoria no local, para constatar o padrão do imóvel, medição, quantidade de pavimentos, total de área construída, entre outros.

Esse trabalho permitiu que mais de 3.800 imóveis fossem cadastrados e atualizados no sistema. “E isso proporciona batermos recordes. Só no mês passado fizemos o lançamento de R$ 1,5 milhão com IPTU que não era cobrado. Desde 2017 tivemos um incremento de receita na casa de R$ 21 milhões por ano”, afirma Butturini.

A equipe da Secretaria de Fazenda também atua em outra frente. As equipes averiguam se as edificações registradas como Imposto Territorial estão corretas, com envio de uma notificação solicitando ao proprietário a vistoria e informações sobre o lote. Caso não seja autorizada a entrada para medição, o cálculo é feito por projeção - por meio de fotos da área externa. Toda notificação tem prazo de 15 dias para que o proprietário do imóvel emita uma resposta.

“A fiscalização reflete positivamente na arrecadação. Com aumento da receita temos margem maior para investimentos na saúde, educação e infraestrutura. Com isso, Petrópolis ganha fôlego para avançar e vencer a crise”, completa Robson Butturini.  

Evento reúne representantes das escolas no Centro de Cultura

A prefeitura promove o congresso técnico dos Jogos Estudantis Unificados de Petrópolis (Jeups) nesta quarta-feira (12.02). O evento será realizado às 15h, no Centro de Cultura, e é aberto para os representantes das unidades escolares que desejam participar do torneio estudantil. Na ocasião, será apresentado o regulamento das três novas modalidades - pumptrack, taekwondo e e-sports - além do calendário dos jogos e as regras gerais da competição.

As inscrições para as escolas começam na quinta (13) e no mês seguinte começam os jogos. Com mais três modalidades, a prefeitura quer superar o número de escolas participantes do ano passado, quando 50 unidades escolares se inscreveram – o maior número da história do Jeups. São 12 esportes garantidos no torneio estudantil em 2020.

Segundo o prefeito, a prefeitura trabalha pelo aumento do número de alunos participantes no Jeups. Os jogos estudantis são uma ferramenta de fomento ao esporte usada pelo município, promovendo mais saúde e qualidade de vida entre os jovens. 

Vale destacar que em 2016, só 19 escolas participaram dos jogos. Em 2017 foram 41 e em 2018 foram 44. No ano passado, conseguimos um número histórico com a inscrição de 50 escolas.

Em 2019, o governo municipal entregou 57 troféus e 3,1 mil medalhas na cerimônia de encerramento da competição, realizada no Palácio Quitandinha. As modalidades em disputa foram oito, sendo cinco coletivas: futebol de campo, futsal, handebol, basquete e vôlei; e três individuais: tênis de mesa, xadrez e judô. O atletismo não foi realizado por causa da chuva na semana em que a competição seria disputada.

Últimos ajustes estão sendo feitos para a festa de inauguração

A adaptação dos alunos do CEI Dagmar Rolando de Oliveira, em Corrêas, começou nessa semana. O novo CEI, com capacidade de atendimento de até 250 alunos entre 2 e 5 anos, será inaugurado no próximo sábado (15.02), às 9h30, pelo prefeito.

Uma equipe da prefeitura esteve nessa terça-feira (11.02) no prédio para conferir os últimos ajustes para a inauguração.

Além de salas preparadas para as crianças, o CEI conta com uma área externa, brinquedos educativos, espaço para artes, brinquedoteca e horta.

No CEI Dagmar as salas são ventiladas, com telas de proteção, mobiliário e brinquedos novos. O nome do CEI - Dagmar Rolando de Oliveira – homenageia uma merendeira que atuou muitos anos na região e conquistou o amor das crianças.

Vale salientar que mais três CEIs serão inaugurados em fevereiro e março pela secretaria de Educação: no Centro, Quissamã e Boa Vista. No último sábado, a prefeitura inaugurou o novo prédio da EM Jandira Bordignon, no Quitandinha. A obra, que foi abandonada em 2016 e retomada pelo prefeito em 2018, garante a ampliação no número de alunos atendidos na escola: de 400 para 700 estudantes. O prédio conta com 12 salas de aula, quadra poliesportiva, sala de leitura e de informática e acessibilidade nos três andares.

Treinamento vai atender até 240 responsáveis pelos colégios para o Defesa Civil nas Escolas

Profissionais de ensino começaram, nesta terça-feira (11.02), um treinamento para o Defesa Civil nas Escolas. A capacitação terá continuidade na quarta (12) e vai atender até 240 responsáveis pelas instituições de ensino. Dessa forma, cada um deles poderá inserir as atividades do programa em sala de aula. A atividade está sendo realizada na Casa de Educação das 9h às 17h.

Os trabalhos serão desenvolvidos pelos alunos abordando as ameaças de cada estação: incêndios florestais e estiagem, no primeiro semestre, e deslizamentos de terra, inundações, rolamentos de blocos rochosos, vendaval e tempestades de raio, no segundo. Os resultados deste trabalho, que começou em 2018, já estão sendo colhidos.

No ano passado, por exemplo, o Defesa Civil nas Escolas envolveu 212 instituições de ensino, sendo 180 da rede municipal, 30 particulares e outras duas estaduais, em 1.239 atividades. Ainda em 2019, 49 instituições que produziram quatro ou mais atividades em cada semestre e são consideradas escolas ouro. Outras 17 fizeram três trabalhos e são prata e 19 são bronze, já que desenvolveram duas tarefas sobre as ameaças de cada estação.

A Secretaria de Defesa Civil vai premiar as escolas que participaram efetivamente da política pública em março.

Pioneiro no país e referência no Estado do Rio de Janeiro na prevenção de desastres, o programa está alinhado à estratégia internacional de redução do risco de desastres das Organizações das Nações Unidas (ONU). Graças a proposta de abordar a Defesa Civil em sala de aula, Petrópolis é destaque nacional com o programa, que também já rendeu um prêmio para a atual gestão.

Outra novidade é que Petrópolis foi selecionada para sediar o encontro da ONU sobre escolas seguras e cidades resilientes no Brasil. As Nações Unidas ainda irão anunciar a data do evento, que acontecerá até março deste ano.

Aulas acontecem entre os dias 5 e 13 de março na sede da pasta

Curso é oferecido em parceria com a Roer

Estão abertas as inscrições para o curso de radioamadorismo da Rede de Operações de Emergência de Radioamadores de Petrópolis (Roer). As aulas acontecem na sede da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias, entre os dias 5 e 13 de março, das 19h às 22h. São 50 vagas para a turma que irá preparar os alunos para a prova da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Os interessados podem se inscrever pelo WhatsApp (24) 99938-3690.

Atualmente, a Roer conta com 41 pessoas licenciadas para exercer a atividade. O grupo atua no momento em que todas as outras formas de comunicação param de funcionar, como ocorreu na cidade em 2011, no Vale do Cuiabá, e em 2013, na Vila São Joaquim, no Quitandinha. Graças ao apoio da atual gestão, o grupo conquistou um espaço próprio, na sede da Defesa Civil.

Além disso, no ano passado, o prefeito sancionou a lei nº 7.887, incluindo no calendário oficial de eventos da cidade o Dia Municipal do Radioamador – 5 de novembro. A novidade prevê a realização de solenidades, seminários e outros eventos alusivos ao grupo, que atua em conjunto com a Defesa Civil nos casos de emergência e de resposta as ocorrências.

Fábio Hoelz, coordenador geral do grupo, enalteceu o apoio da prefeitura na atual gestão. “Petrópolis passou a figurar em um seleto grupo de municípios brasileiros que tratam a nossa atividade como algo relevante para a sociedade. O prefeito reconheceu a importância do radioamadorismo e estamos muito satisfeitos com isso”, disse Fábio. 

A Roer também ajudou a reativar o sistema integrado de comunicação da prefeitura, que funciona através de rádios transmissores e atende os setores de resposta do município.

Ministério do Desenvolvimento Regional destinou R$ 477,5 mil para intervenções que vão dar segurança aos pedestres e acessibilidade

Para dar mais segurança a uma população de oito mil pessoas e promover maior acessibilidade, a prefeitura firmou um convênio junto ao Ministério do Desenvolvimento Regional para construção de calçadas em Araras. O projeto prevê a implantação do espaço destinado aos pedestres por cerca de dois quilômetros na Estrada Bernardo Coutinho, desde a entrada do bairro até o terreno onde ficam a UBS, a quadra esportiva e o ecoponto de coleta seletiva.

Além da população que vive no bairro e em comunidades como Poço dos Peixes, Vista Alegre e Santa Luzia, Araras também é destino muitos veranistas que buscam a região para aproveitar as pousadas e a gastronomia local. O trecho onde o projeto se concentra é um dos mais movimentados e ainda conta com duas escolas, com cerca de 700 alunos.

Os recursos serão usados para reurbanização do espaço com a construção de calçadas em concreto, com instalação de meio-fio e guarda-corpo alguns pontos, no lado esquerdo da estrada. O projeto executivo das intervenções será elaborado de acordo com os parâmetros do manual de calçadas acessíveis “Todos na Calçada” criado pelo município junto com a Firjan e a ABCP (Associação Brasileira de Cimento Portland).

O governo federal vai repassar R$ 477,5 mil para o município, com contrapartida de R$ 7,5 mil (total de R$ 485 mil).

A prefeitura de Petrópolis esclarece que todas as sirenes do Sistema de Alerta e Alarme contra Chuvas Fortes de Petrópolis estão funcionando normalmente no município. Sobre a comissão especial para apurar a atuação da Defesa Civil aberta pela Câmara Municipal, o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias esclarece que se coloca à disposição para quaisquer esclarecimentos dos vereadores. O secretário lembra ainda que esteve na Casa Legislativa em audiência pública realizada no dia 14 de janeiro deste ano, logo após as chuvas do início do ano. Na oportunidade, ele explicou o protocolo de funcionamento dos equipamentos do Sistema de Alerta e Alarme e esclareceu as dúvidas dos vereadores presentes. Vale ressaltar que três vereadores – Dudu, Marcelo da Silveira e Marcelo Chitão – participaram da plenária. O vídeo completo da audiência pública já foi encaminhado pela Defesa Civil ao Ministério Público Estadual (MPE).

Entenda como funciona o Sistema de Alerta e Alarme por Sirenes contra Chuvas Fortes

Importante destacar que o Sistema de Alerta e Alarme contra Fortes Chuvas é uma rede que conta com pluviômetros; pessoas treinadas que atuam durante as chuvas; sirenes e abertura dos pontos de apoio para atendimento à população durante os temporais.

Principal sistema de alerta do município, as sirenes são acionadas pela Defesa Civil seguindo critérios técnicos, de acordo com a quantidade de chuva em cada bairro. Os equipamentos são ligados levando em consideração os acumulados recentes 24 e 96 horas - associados à quantidade de chuva na última hora. Os protocolos são iguais para todos os bairros que apresentam maior risco geológico (primeiro distrito).

O setor técnico da Defesa Civil também leva em consideração os núcleos de chuva que são acompanhados por quatro radares: Alerta Rio (Prefeitura do Rio de Janeiro), REDEMET (Aeronáutica), Instituto Estadual do Ambiente (Inea) (Sistema de Alerta de Cheias) e RainViewer (World Live Weather Radar). A soma deste conjunto de fatores fez com que a pasta acionasse dois equipamentos no dia 2 de janeiro – Morro do Estado e Rua Nova.

O sistema de alerta usa três sinais sonoros. O primeiro é uma mensagem preventiva. Com a chuva forte, o segundo sinal é de mobilização para que os moradores procurem locais seguros ou pontos de apoio. Quando a chuva melhora e não há mais risco para os moradores, soa a terceira sirene para desmobilização.

Caso o equipamento seja acionado, os moradores devem seguir para o ponto de apoio do bairro. São 15 cadastrados pela prefeitura, em 12 comunidades que contam com 20 conjuntos de sirenes. Cada local de abrigo oferecido conta com três pessoas voluntárias que podem fazer a abertura, caso seja necessária.

Defesa Civil em atenção: chuvas fortes até quinta-feira (13)

Com a previsão de chuvas fortes até quinta (13), a Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias permanece em estado de atenção. O órgão mantém todo o contingente de 52 agentes de prontidão 24 horas para atender aos chamados dos moradores, que podem ser feitos pelo telefone 199. O órgão mantém monitoramento constante dos radares e dos pluviômetros e, em caso de necessidade, poderá acionar as sirenes do sistema de Alerta e Alarme.

Banner INFOS ATUAIS2

Notícias por data

« Fevereiro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29  

Prestação de conta COVID-19

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo