O prefeito apresentou hoje (29.01) aos protetores dos animais e a população em geral, o castramóvel que acaba de ser adquirido pelo município. O veículo foi exposto na Praça Dom Pedro II e é considerado um marco nas ações em prol da causa animal. O veículo percorrerá regiões de Petrópolis para dar continuidade às ações de controle da população de cães e gatos.

A unidade móvel de castração possui duas mesas cirúrgicas, unidades de repouso dos animais, pias para higienização, mesa para anestesia e balanças para pesagem dos animais, geladeira e também banheiro. O veículo foi adquirido com verba parlamentar. O trabalho de castrações será desenvolvido pela Vigilância Ambiental, da Secretaria de Saúde em parceria com a Coordenadoria de Bem-Estar Animal.

Segundo Elisabeth Wildberger, diretora de Vigilância em Saúde, para iniciar o programa de castrações ainda é necessária a devida autorização de órgãos competentes. A Secretaria de Saúde já iniciou o processo licitatório para a aquisição de insumos cirúrgicos e processo de contratação de profissionais veterinários para atuarem no castramóvel.  O programa de castrações será desenvolvido junto às áreas de população carente e também em parceria com os protetores de animais das regiões que receberão o castramóvel.

Protetora há 11 anos, Andrea Santos, que é conselheira do Conselho Municipal de Proteção aos Animais, o castramóvel é uma importante ferramenta em prol da causa animal do município. “É de uma importância gigantesca esta aquisição para o nosso município. Estamos muito felizes com esta conquista. Estamos lutando por isso há muitos anos”, disse.

Quinta, 30 Janeiro 2020 10:19

Agentes da Guarda Civil recebem promoção

O prefeito entregou na manhã desta quarta-feira (29.01) a promoção dos guardas civis beneficiados com a progressão automática. A medida foi sancionada há 10 dias e atinge imediatamente 189 dos 207 agentes. No evento realizado na sede da corporação, eles receberam as insígnias correspondentes ao cargo que cada um ocupa na hierarquia da Guarda.

A promoção automática era uma reivindicação antiga dos agentes. Antes, além do tempo de serviço, havia um limite de vagas em cada nível hierárquico – o que, na prática, inviabilizava a progressão, porque um agente só poderia ser promovido com a aposentadoria ou morte de outro. Agora, os guardas passam para o cargo superior a cada cinco anos de serviço prestado.

As insígnias que foram entregues simbolizam o nível de cada agente dentro da corporação. Os distintivos são feitos com formatos e cores diferentes, além de serem colocados em posições diferentes no uniforme dos guardas (no ombro ou no braço).

De imediato, 39 agentes com 25 anos de trabalho prestado a passam ser Inspetores de 1ª classe; 71 (com 20 anos de serviços) serão promovidos para Inspetores de 2ª classe; um (15 anos) alcança a 3ª classe; 74 (10 anos) sobem para 4ª classe; e quatro (5 anos) chegam a 5ª classe.

Um dos que foi beneficiado com a medida foi a agente Luiz Carlos Rodrigues da Silva. Apesar de ter 27 anos de serviço, ele era apenas “Guarda Municipal de 1ª Categoria” – correspondente ao terceiro grau na hierarquia da corporação. Agora, ele passa a ser um “Inspetor de 1ª Classe” (nível mais alto). Ele esperava a promoção para poder se aposentar e comemorou o reconhecimento pelo tempo em que veste o uniforme da Guarda.

“É um marco na minha vida, como ser humano, como servidor público há 27 anos na instituição, receber essa promoção de “Guarda de 1ª” para “Inspetor de 1ª”. Eu estava aguardando essa promoção automática ansiosamente para poder dar entrada na minha aposentadoria, para dar para a minha família um conforto melhor. Isso para mim é muito gratificante e eu fico muito agradecido À Deus e ao prefeito Bernardo Rossi por nos dar essa promoção automática”, disse o agente.

Este foi o segundo evento que definiu em qual bloco, andar e apartamento cada um dos 300 beneficiados vão morar

A prefeitura realizou nesta quarta-feira (29.01) o segundo sorteio do conjunto habitacional do Vicenzo Rivetti. Cada um dos 300 beneficiários do condomínio 2 agora sabe em qual bloco, andar e apartamento vão morar. O sorteio foi conduzido pela Secretaria de Assistência Social, junto com a Secretaria de Obras, Habitação e Regularização Fundiária. O evento aconteceu no auditório da UCP.

O sorteio desta quarta foi semelhante ao realizado dezembro para as unidades do condomínio 3. As pessoas com deficiência e que vão precisar de adaptações específicas nas moradias tiveram prioridade na definição dos apartamentos, seguidas das famílias com pessoas com deficiência que não precisarão de adaptações e, depois, os idosos. Em todos esses casos, os beneficiários ficarão nos primeiros andares de cada bloco. Quem não se encaixa nessas situações vão morar nos andares superiores.

O conjunto habitacional tem 776 unidades divididas em três condomínios – os dois maiores com 300 apartamentos (já sorteados) e o condomínio 1 com 176 moradias. As obras estão em reta final. O sorteio das demais unidades será realizado posteriormente.

Uma das beneficiadas com uma casa no condomínio 2 do Vicenzo Rivetti é a pensionista do INSS, Georgina Torquato. Ela morava no Taquara, em 2006, em um chalé construído pouco tempo antes. Uma chuva fez duas casas vizinhas, dos irmãos dela, caírem. Por causa disso, a pequena moradia onde ela vivia com um dos filhos teve que ser demolida. De lá pra cá, teve problemas de saúde, mas nunca deixou de acreditar que receberia uma casa. Saber em qual apartamento ela vai morar no Vicenzo Rivetti é, para ela, uma vitória.

“Eu estou muito feliz. Chegou o dia, hoje é dia de vitória na minha vida. Sempre acreditei que esse dia ia chegar e chegou. Estou aqui dando glória e agradecendo a Deus pelo que fez na minha vida e do meu filho. Valeu a pena lutar e acreditar naquilo que muitos disseram que eu não ia conseguir. Hoje todos vão ver a minha vitória”, comemorou Georgina.

Neste sábado (01.02), Dia D contra o sarampo, 21 unidades de saúde do município estarão abertas para participar da campanha contra o sarampo, das 8h às 16h. O público alvo é a população com idades entre seis meses de vida até 59 anos, conforme orientação da Secretaria de Estado de Saúde. O município tem em estoque 13.620 doses de vacinas que imunizam contra a doença. A orientação é para que as pessoas compareçam nos postos munidos da carteira de vacinação.

Para ampliar a imunização no Dia D contra o sarampo, a Secretaria de Saúde está ampliando o número de pontos de vacinação. Além das 15 salas que fazem a rotina de vacinas no município, mais seis unidades de saúde estarão abertas neste dia D, das 8h às 16h.

Estão sendo ofertadas a tríplice viral (contra sarampo, caxumba e rubéola) para crianças a partir de seis meses até os 29 anos e a dupla viral (sarampo e rubéola) para adultos com idades entre 30 a 59 anos.

Hoje (29.01), 45 funcionários da saúde participaram de um treinamento para a campanha para orientações de indicações e contra indicações e sobre os riscos da não imunização.

O Sarampo é uma doença infecciosa grave, causada por um vírus e pode ser fatal. Sua transmissão ocorre quando a pessoa doente tosse, fala, espirra ou respira próximo de outras. A única maneira de evitar o sarampo é pela vacina. 

A vacina já faz parte do calendário de rotina e a primeira dose é feita em crianças com 12 meses, com reforço aos 15 meses. Como estas duas doses, o indivíduo fica imunizado por toda a vida. Devido à nova ocorrência de casos de sarampo no país, todas as crianças devem receber este reforço já ao completarem seis meses de vida.

Para quem não tomou nenhuma dose, perdeu o cartão de vacinas ou não se lembra, deverá tomar duas doses da vacina (seis meses até 29 anos) ou uma dose (no caso de pessoas a partir de 30 anos aos 59 anos de idade.

Segue a lista de unidades de saúde que estarão abertas neste sábado:

Centro de Saúde Coletiva

UBS Morin

PSF Alto da Serra

PSF Meio da Serra

PSF São Sebastião

UBS Alto Independência

UBS Quitandinha

PSF Amazonas

UBS Retiro

PSF Carangola

UBS Mosela

Ambulatório Escola do Cascatinha

UBS Itamarati

Hospital Alcides Carneiro

UBS Araras

PSF Vale das Videiras

UBS Itaipava

UBS Pedro do Rio

PSF Vila Rica

PSF Secretário

PSF Posse

Aos 95 anos, o ex-vereador Osmany Rodrigues, agora, está conectado ao mundo dos smartphones. Ele esteve entre os primeiros alunos da oficina recém criada no Centro de Cultura Raul de Leoni que ajuda idosos no uso das tecnologias móveis. As primeiras turmas foram formadas nesta quarta-feira (29.01), mas o projeto, que é gratuito, continua uma vez por semana, sempre as quartas, das 9h às 12h. Através de uma parceria com a Secretaria de Desenvolvimento e o Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE), o projeto “Quem meus avós beija minha boca adoça” busca reforçar ou resgatar a autonomia das pessoas na terceira idade.

“Meu aparelho é novo, meu sobrinho trouxe pra mim de fora e vim para aprender a usar. O projeto ajudou”, destacou Osmany, que levou o aparelho ainda na caixa. Assim como ele, a aposentada Maria Helena de Oliveira, de 80 anos, também chegou cedo e esteve entre as primeiras turmas da oficina. “Já sei fazer bastante coisa, mas algumas ainda não. Por exemplo, não sei encaminhar uma mensagem que recebi. Às vezes os filhos e os netos estão ocupados e não podem ensinar. Então achei muito legal a oficina”, disse.

A ideia do projeto é da aposentada Djanira de Oliveira Viveiros, que pensando na dificuldade da terceira idade no uso das tecnologias móveis, decidiu buscar parcerias para oferecer uma espécie de capacitação gratuita aos idosos. “E está sendo maravilhoso este primeiro dia. Só de ver a alegria e a satisfação dos idosos que estão saindo daqui já está valendo”, explica.

A oficina conta com três estagiários do Departamento de Ciência e Tecnologia da Secretaria de Desenvolvimento que auxiliam os idosos participantes. Mas o projeto também está em busca de voluntários que possam agregar ainda mais as aulas com mais informações.

“A oficina superou as expectativas, recebemos mais de 30 pessoas neste primeiro dia”, completa Leonardo Sindorf, assessor técnico (Coordenador dos Cids) da Secretaria de Desenvolvimento.

As inscrições para a oficina podem ser feitas no próprio dia, por qualquer pessoa. Vale lembrar que elas acontecem no térreo do Centro de Cultura, onde funciona a administração do IMCE. Para as oficinas, os idosos precisam levar apenas os seus celulares. Além da dificuldade com aplicativos de mensagem, as aulas deverão tirar dúvidas sobre o uso de outras ferramentas que podem ser de grande utilidade para a Terceira Idade, como aplicativos de transporte urbano ou operações bancárias.

Os locais voltam a ser fechados para a prática esportiva a partir do próximo domingo (02.02)

O Circuito Imperial de Lazer volta a funcionar na Rua do Imperador e na Av. Ipiranga a partir do próximo domingo (02.02). No trecho entre a Praça Dom Pedro e o início da Rua Marechal Deodoro, no Centro, o espaço para as atividades esportivas funciona de 9h às 14h. Já na Av. Barão do Rio Branco, o circuito estendido - que abrange a Rua 13 de Maio e a Av. Ipiranga - permanecerá montado de 7h até 12h. Equipes da Guarda Civil, da CPTrans e da Superintendência de Esportes e Lazer estarão disponíveis nos dois locais para dar suporte aos praticantes.

Além destas opções, ainda tem o Parque Municipal, em Itaipava, e o Parque Natural, no Centro, que são outras alternativas para quem gosta de correr, andar de bicicleta ou de skate. A extensão do Circuito na Barão, que começou no ano passado, era um pedido antigo dos corredores. Apenas durante o Natal Imperial o percurso foi suspenso. 

Sucesso de público desde o ano passado, o Circuito na Rua do Imperador funciona aos domingos, de 9h às 14h, no trecho entre a Praça Dom Pedro e o início da Rua Marechal Deodoro com atividades esportivas e de lazer. A iniciativa da prefeitura conta com o apoio do Sesc Rio, Unopar, Universidade Cruzeiro do Sul, Estácio de Sá e a academia Korper, que disponibilizam professores e estagiários para o espaço. A ideia é envolver ainda mais a população nas ações realizadas.

Os petropolitanos também podem usar espaços públicos para a prática esportiva. O Parque Municipal, em Itaipava, conta com uma pista de corrida de 1,2 quilômetros e vai estar aberto para os atletas, que podem usufruir também de quadras poliesportivas, ciclovia, pista de skate e a pump track. O espaço é utilizado pelos frequentadores para caminhadas e piqueniques e funciona de 7h às 18h.

Outra opção é o Parque Natural, que fica na Avenida Ipiranga, com uma área de 16,7 hectares com estágio avançado de Mata Atlântica e pode ser utilizado para trilhas e caminhadas e passeio com toda a família e amigos. O espaço funciona diariamente, de 7h às 17h.

Pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) revela que quase metade dos consumidores brasileiros não controlam os seus orçamentos. O número preocupa e também chama atenção para outra realidade divulgada esta semana pelas instituições: 48% dos brasileiros ficaram com nome sujo em algum momento nos últimos 12 meses. Neste cenário, oportunidades como o Feirão Limpa Nome surgem como alternativas para quitar os débitos e recuperar o controle da vida financeira.

Mas a chance de começar o ano com o nome limpo com, pelo menos, 20 empresas que participam desta edição do Feirão Limpa Nome, termina na sexta-feira (31.01). Promovido pela prefeitura de Petrópolis, através do órgão de defesa do consumidor de Petrópolis, desde que teve início, na última segunda (27), mais de 700 pessoas já conseguiram quitar seus débitos e renegociar suas dívidas. Em um cenário mais amplo, considerando as duas últimas edições do Feirão, são mais de 2500 petropolitanos e moradores de outras cidades que conseguiram regularizar seus débitos nos últimos 12 meses graças à ação promovida pelo órgão.

São casos como o de Hugo Brand, morador do Bonfim. Ele estava com nome sujo há três anos e sua dívida já ultrapassava os R$ 16 mil. Na negociação, ele conseguiu 95% de desconto do débito e vai pagar R$ 856. “É uma dívida que eu não conseguiria quitar. Para mim foi muito bom, uma oportunidade maravilhosa”, destacou. Como ele, Greisiene Rodolfo conseguiu ótimos abatimentos: de R$ 6.425, ela vai pagar R$ 220. “Fiquei muito feliz com o acordo que fiz. Não dá para imaginar como estou por dentro, é como retirar um peso das costas”, comemorou.

A mesma pesquisa que demonstrou o descontrole financeiro dos brasileiros e que aponta que 48% esteve com o nome sujo nos últimos 12 meses, destacou que 39% das pessoas avaliadas disseram ter aprendido a controlar melhor os gastos após a situação e, 34% admitiram refletir antes de realizar novas compras. Os dados apontam, ainda, que 21% deixaram de emprestar seus nomes a terceiros e 18% preferem evitar gastos com cartão de crédito.

O controle orçamentário, por exemplo, é algo passado pela equipe do Procon às pessoas com pendências financeiras e vai ao encontro dos números da pesquisa da CNDL e do SPC: 25% não anotam os gastos das despesas, 20% não fazem registros das receitas e gastos e 2% delegam essa função para outra pessoa. Por isso, a capacidade de planejamento, autocontrole, disciplina e equilíbrio são palavras chaves quando o assunto é o orçamento familiar.

 As negociações podem ser feitas com a Enel, Águas do Imperador, Oi, Claro, Tim, Vivo, Sky, Net, Tech Cable; Santander, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú, Gisele Jeans, Bico da Bota e a administradora de cartões de crédito Servir Card.

O Feirão também conta com a participação da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) para consultar se há negativação junto ao SPC e por qual empresa e com a OAB, que está homologando os acordos junto com os fiscais do Procon e auxiliando nas dúvidas dos consumidores. O Feirão funciona das 9h às 16h, na Avenida Koeler, 260 - prédio anexo à Prefeitura.

A equipe da CPTrans deu continuidade nesta quarta-feira (29.01) ao trabalho de manutenção das sinalizações de trânsito por alguns pontos da cidade, principalmente nas áreas próximas às unidades escolares, já que o ano letivo começa na próxima semana. A intenção é garantir maior segurança com a sinalização adequada nessas regiões. As manutenções começaram pelo Centro da cidade.

A Rua Fonseca Ramos teve a sinalização horizontal revitalizada e foram reinstalados pinos balizadores para reduzir a velocidade dos veículos no local, e evitarem acidentes no corredor da via que é utilizado por motocicletas. A Companhia intensifica a sinalização na região, que aparece na estatista anual de acidentes de trânsito no município, oferecendo uma maior segurança para os usuários da via.

Já na Rua Paulino Afonso, foram trocados aproximadamente 30 tachões (conhecidos como olho de gato) e revitalização da pintura horizontal da via. A Rua Montecaseros também recebeu serviços de manutenção. A via está com novos tachões e sinalização horizontal.

O programa de revitalização das vias irá atender ainda nesta semana a Rua Ipiranga, no trecho da esquina com a Rua 13 de Maio, com a instalação de aproximadamente 25 tachões.

Agentes no Meio da Serra

Os agentes da CPTrans estão orientando os motoristas durante as obras no Meio da Serra, que está sendo realizada pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ). A equipe realiza o reparo do paralelo e calçamento para os veículos. O trânsito está em esquema de pare e siga e a previsão é que os agentes atuem na área por aproximadamente 20 dias.

Mais duas feiras estão sendo programadas pelo Departamento de Agricultura

Petrópolis conta atualmente com 14 feiras semanais, distribuídas nos bairros da cidade. Além da qualidade dos alimentos e a possibilidade de preços melhores, as feiras contam com cerca de mil trabalhadores atuando na venda direta, o que fortalece a economia e o setor agrícola da cidade. Nesse ano, de acordo com o planejamento do Departamento de Agricultura, mais duas feiras devem ser implantadas na cidade.

Em 2019, foi implantada mais uma feira, aos sábados, na Posse e a expectativa é de que mais duas sejam estabelecidas, no Centro – com venda de orgânicos e no Carangola. “Estamos programando mais duas feiras para estimular ainda mais a venda direta e para apoiar os produtores. O setor agrícola é um destaque na nossa economia e o estimulo é necessário para o aumento da produção”, conta o diretor do Departamento de Agricultura, José Maurício Soares.

Para garantir a fidelidade do público, vale de tudo: promoção, maquinas de cartão e até adaptações nas barracas. 

De acordo com o Departamento de Agricultura, as maiores feiras são a do Centro, Alto da Serra e Corrêas. As feiras ocorrem das 6h às 13h30. No domingo a venda ocorre no Alto da Serra, São Sebastião, Itamarati, Corrêas, Nogueira e Duarte da Silveira.

Na terça-feira tem a feira do Centro. Já na quinta-feira tem venda direta no Henrique Raffard (Bingen) e Praça Pasteur. Nas sextas, a feira ocorre na Francisco Manoel e General Rondon (Quitandinha). No sábado, no Centro, Valparaíso e Posse.

Treinamento acontece na Casa de Educação nos dias 11 e 12 de fevereiro

Até 240 profissionais de ensino serão capacitados para o Defesa Civil nas Escolas neste ano. O treinamento acontece na Casa de Educação, nos dias 11 e 12 de fevereiro, e tem como objetivo preparar os responsáveis pelas instituições para a inserção do programa em sala de aula. Os trabalhos serão desenvolvidos pelos alunos abordando as ameaças de cada estação: incêndios florestais e estiagem, no primeiro semestre, e deslizamentos de terra, inundações, rolamentos de blocos rochosos, vendaval e tempestades de raio, no segundo.

O programa, pioneiro no país, referência no Estado do Rio e com reconhecimento internacional da ONU, busca desenvolver a cultura de prevenção aos desastres de origem natural e de percepção de riscos. No ano passado, o Defesa Civil nas Escolas envolveu 212 instituições de ensino, sendo 180 da rede municipal, 30 particulares e outras duas estaduais, em 1.239 atividades.

São 49 instituições que produziram quatro ou mais atividades em cada semestre e são consideradas escolas ouro. Outras 17 fizeram três e são prata e 19 são bronze, já que desenvolveram dois trabalhos sobre as ameaças de cada estação.

Programa pioneiro no país e referência no Estado do Rio de Janeiro na prevenção de catástrofes, o programa está alinhado à estratégia internacional de redução do risco de desastres das Organizações das Nações Unidas (ONU). Graças a proposta de abordar a Defesa Civil em sala de aula, Petrópolis é destaque nacional com o programa, que também já rendeu um prêmio para a atual gestão.

Outra novidade é que Petrópolis foi selecionada para sediar o encontro da ONU sobre escolas seguras e cidades resilientes no Brasil. O evento, que ainda terá data definida, deverá acontecer no mês de março.

Banner INFOS ATUAIS2

Notícias por data

« Janeiro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31    

Prestação de conta COVID-19

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo