Programa de recuperação tributária quer reaver R$ 660 milhões em dívidas

2ª edição do Fique em Dia terá atendimento de 02 a 29 de setembro no Petro

Ao lado do juiz titular da 4ª Vara Cível, Jorge Luiz Martins e do juiz da Infância Juventude e do Idoso, Alexandre Teixeira, o prefeito anunciou à imprensa nesta sexta-feira (30.08), a realização da 2ª edição do Fique em Dia – programa de regularização tributária que oferece condições especiais para pagamento de débitos de tributos municipais, como IPTU, ISS e Taxas.  O programa prevê redução de até 100% de juros e multas, nos casos de pagamento à vista, e oferece ainda a possibilidade de parcelamentos de débitos em até 48 vezes – com descontos de juros e multas para parcelamento em até 12 meses.

Lembrando que Petrópolis já liderou o ranking de municípios com mais ações de execução fiscal, o titular da 4ª Vara Cível juiz Jorge Martins, destacou a importância do programa Fique em Dia. “Em 2015, a 4ª Vara Cível, que é responsável pelo cartório da dívida ativa, chegou a ter 931 mil ações de execução fiscal – o maior acervo do Brasil. A inciativa de alinhar uma estratégia de ação junto ao executivo e a Defensoria Pública, com o apoio da Câmara, para criarmos um programa de regularização tributária, surgiu para revertemos esta situação. Não existe em todo território brasileiro nenhum programa como o Fique em dia. O sucesso do programa se dá porque os interesses dos três poderes convergiram para o mesmo objetivo, de dar ao contribuinte que tem dívidas uma oportunidade de regularizar sua situação”, pontuou o juiz. 

O lançamento da 2ª edição do programa foi feito às 9h30, no Clube Petropolitano, onde serão concentrados os atendimentos no período entre 2 a 29 de setembro – inclusive aos domingos e no feriado de 7 de setembro. O clube terá uma estrutura especial com 30 guichês para atendimento personalizado, o que permitirá que os contribuintes que quiserem regularizar as contas possam, já a partir de segunda-feira, negociar e encontrar as melhores condições de quitar os débitos. O atendimento aos contribuintes estará disponível das 9h às 16h. A estrutura conta com 80 pessoas orientando e atendendo os contribuintes, que terão ainda 90 minutos de estacionamento grátis e um espaço espacial para deixar as crianças durante o atendimento.

O programa de regularização tributária reuniu as três esferas públicas: a prefeitura, o legislativo, na aprovação da lei, e ainda o Judiciário, que é parceiro na recuperação das dívidas. O poder Judiciário é representado pela 4ª Vara Cível. A iniciativa tem o apoio da Defensoria Pública, OAB-Petrópolis, e Petrópolis da Paz. Todo trabalho será acompanhado pelo Judiciário, o que agilizará, por exemplo, a liberação de custas de processos para pessoas carentes que quiserem acertar as contas.

O montante de dívidas que podem ser recuperadas chega a R$ 660 milhões em impostos municipais pendentes. Do total de R$ 660 milhões, R$ 398 milhões são referentes a processos acumulados entre os anos de 2008 e 2017 e já ajuizados em cartório para execução fiscal. A primeira edição do Fique em Dia foi realizada em 2017.

Em sua fala, o procurador Geral do Município, Sebastião Médici, destacou que a realização da segunda edição do Fique em Dia tem o objetivo de dar uma última oportunidade aos devedores, para evitar que débitos sejam executados, o que pode ocasionar o bloqueio de contas, inscrição do nome do devedor no Serasa e até mesmo ao leilão de bens.

“Quem contava com a prescrição de dívidas, não pode mais contar com isso. Petrópolis fechou acordos com o Tribunal de Justiça do Estado que dão mais celeridade às cobranças. Um novo sistema, informatizado do TJ-RJ, por exemplo, já permite que a prefeitura cobre com mais agilidade processos inscritos na Dívida Ativa. Na prática isso significa que a tecnologia agiliza o andamento dos processos, o que faz com que hoje não exista mais a possibilidade de uma dívida do contribuinte caducar. O Fique em Dia é uma oportunidade que a prefeitura está dando para que os contribuintes escolham a melhor forma de regularizar a sua situação e evitem transtornos e possam até mesmo ter bens leiloados”, afirma Médici

O procurador lembra que com os novos sistemas, o município consegue dar andamento a milhares de processos de uma única vez e é também possível fazer a citação postal, em que o devedor é comunicado via correio, e a informação da citação já retorna automaticamente para o processo. “Agora mesmo temos 7 mil citações sendo encaminhadas”, conta.

Condições especiais para devedores quitarem suas dívidas

O Fique em Dia estabelece redução de 100% de juros e multas -  nos casos de pagamento à vista – e oferece ainda a possibilidade de redução de juros e multas para parcelamentos em até 12 vezes, além da possibilidade de parcelamento em até 48 meses. A segunda edição do programa prevê que os débitos podem ter parcelas mínimas de R$ 50, para pessoas físicas e R$ 100, nos casos de débitos de pessoas jurídicas. Mas, quem optar pelo parcelamento mais curto garante descontos de juros e multas. Valores parcelados em quatro vezes, tem redução de 80% de juros e multas; quem dividir o pagamento em seis parcelas tem 70% de desconto; em oito vezes, o desconto é de 60%, e dividindo o débito em 12 parcelas o contribuinte ainda tem 50% de desconto.  Em todos os casos é aplicada a atualização monetária sobre o débito originário.

Foram atendidas quase 1000 pessoas, que negociaram mais de R$ 6 milhões

Número é maior do que todo o montante negociado na primeira edição do Feirão

O Feirão Limpa Nome encerrou as atividades nesta sexta-feira (30.08) registrando número recorde de acordos e negociações: foram quase 1000 pessoas atendidas e R$ 6.034.514,00 negociados – número que supera todo o montante acordado na primeira edição do programa. Esta edição também teve o maior acordo registrado - uma dívida de 2007 superior a R$ 1,2 milhões que recebeu 99,98% de abatimento, e o consumidor vai pagar apenas R$ 230. Os valores totais dos acordos, bem como os descontos, estão sendo contabilizados pela equipe do Procon Petrópolis – responsável pela coordenação do Feirão.

Neste último dia de Feirão as pessoas começaram a chegar cedo. Antes das 5h a fila para atendimento já começava a se formar. Às 9h, o atendimento começou nas 24 empresas participantes do Feirão e durante todo o dia as pessoas chegavam para aproveitar as condições de negociações exclusivas, parcelamentos e oportunidades de acordos especiais. Contratos antigos chegaram a registrar mais de 90% de descontos, outros, mais recentes, com abatimentos de 70% a 80% no valor da dívida.

Quem esteve no feirão não se arrepende. Neste último dia, por exemplo, uma dívida de cheque especial com um banco no valor de R$ 1.179,94 teve abatimento de 95% e a consumidora vai pagar R$ 68,52. Em um outro caso a dívida era ainda mais alta e já chegava a R$ 26 mil. O abatimento neste caso foi de 98%, chegando a R$ 748. Para quem aproveitou o Feirão para regularizar sua vida financeira, o sentimento é de alívio e felicidade.

A técnica de logística Keli Serrani foi uma delas. Ela acumulou R$ 6.075 em dívidas com um banco, proveniente de empréstimos e faturas de dois cartões que não haviam sido pagos em 2014. Na negociação, Keli previa pagar até R$ 2 mil e ficou surpresa quando descobriu que para limpar seu nome e abater todos os débitos, deveria desembolsar R$ 250, apenas 4% do que devia. “Estou radiante. Vou conseguir acertar tudo, ficar regular com meu nome. Não consigo parar de rir, é uma alegria sem tamanho”, contou.

Este também é o caso de Maria Priori. Ela chegou cedo, pouco depois das 5h e não se arrepende. Com um débito de R$ 2.264,54 ela conseguiu negociar com o banco para pagar R$ 152; uma outra dívida com o mesmo banco no valor de R$ 1.539,22 foi para R$ 456,03 parcelada em três vezes. “Eu não consigo nem mensurar o tamanho da alegria que estou sentindo hoje. Era uma dívida que tirava meu sono e essa oportunidade de ter as minhas contas em dia foi incrível. Esse Feirão é uma grande iniciativa, que está ajudando a muitas pessoas”, contou.

Gilberto Couto também conseguiu um bom abatimento durante o Feirão. Ele tinha uma dívida de quase R$ 10 mil, conseguiu desconto de 94% e vai pagar R$ 600. “É uma dívida com o cartão de crédito em que os juros foram acumulando e, quando eu vi, já tinha virado uma bola de neve. Já havia tentado negociar, mas nem de longe tinha tido uma proposta tão vantajosa como essa. Saio daqui muito satisfeito”, comemorou.

Participam do Feirão o Santander, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú, Banco do Brasil, Oi, Claro, Tim, Vivo, Sky, Net, Tech Cable, Enel, Águas do Imperador, Casas Bahia, Ponto Frio, Bico da Bota, Stella Maris, Real Modas, Pirulito, Gisele Jeans, Ótica Obelisco, Universidade Católica de Petrópolis e Servir – empresa de cartões de crédito do Grupo Mil. Além disso, também participaram, no apoio às negociações, a OAB-Petrópolis e os estudantes de direito da UCP.

Abertura oficial da Semana da Pátria 2019

“É nesse momento em que honramos nosso compromisso com a história do nosso país e mostramos todo orgulho que temos dos nossos pracinhas petropolitanos. Sinto-me honrado em estar aqui, mais um ano, relembrando os 200 pracinhas que foram para a guerra. Cinco deles não voltaram para a nossa cidade, mas serão lembrados para sempre pela nossa população”, disse o prefeito durante a cerimônia de abertura da Semana da Pátria 2019, realizada nessa sexta-feira (30.08) na Praça dos Expedicionários.

Ao som do Hino do Brasil, foram hasteadas as bandeiras do Brasil, do Estado do Rio de Janeiro e de Petrópolis, pelo tenente-coronel Alan Danilo Paiva comandante do 32º Batalhão de Infantaria Leve Montanha, pelo Tenente-coronel do 15º Batalhão do Corpo de Bombeiros, Gil Kempers e pelo prefeito.

 Uma cora de flores também foi colocada no monumento que homenageia aos pracinhas petropolitanos pelo prefeito e pela Guarda de Honra da Guarda Civil.

“Essa é uma homenagem singela, ato de soldado, mas que tem um grande significado. É muito bom poder exaltar os heróis que defenderam nossa liberdade e democracia. É um orgulho estar aqui em Petrópolis. A população pode contar com o batalhão. O que fazemos ontem, realizamos hoje e faremos para sempre”, afirmou o Tenente-coronel Alan Danilo Paiva.

Na ocasião, o professor Joaquim Eloy, do Instituto Histórico de Petrópolis, agradeceu a prefeitura pela realização da abertura da Semana da Pátria na Praça dos Expedicionários.

“Essa é uma homenagem a todos que lutaram pelo nosso país. Parabenizo a prefeitura por realizar essa homenagem nesse monumento que foi erguido pela sociedade petropolitana em homenagem aos nossos pracinhas. Sem dúvidas todos aqueles que lutaram o fizeram de forma digna e merecem essa homenagem. O monumento homenageia os cinco pracinhas petropolitanos que morreram na guerra e foi erguido por Luís Afonso de Miranda, Alberto Becker, Paulo Gerônimo dos Santos e pelo meu pai, Joaquim Gomes dos Santos”, contou.

Programação especial: desfile no Parque Municipal e no Centro Histórico

A programação em homenagem ao Dia da Independência, contará com desfile no Parque Municipal, em Itaipava, no dia 1º de setembro (domingo), às 9h, Ato Cívico na Posse – Ciep Gabriela Mistral, no dia 4 de setembro, às 9h e o e o tradicional desfile no Centro Histórico no dia 7 de setembro, também às 9h.

Confira a ordem do desfile no domingo, no Parque Municipal:

Quartel de Bombeiros Itaipava DBM 2/15

Banda Marcial Imperador Pedro II (Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrósio)

Escola Bonsucesso Sistema de Ensino

EM Dr. Barros Franco

Legião da Boa Vontade

EM Carlos Canedo

EM Amélia Antunes Rabello

EM Nilton Costa São Thiago

EM Taquaril

EM Monsenhor João de Deus Rodrigues

Programa Petrópolis Criança Cidadã

A empresa Gm&b Arquitetura e Construção venceu a licitação realizada nesta sexta-feira (30.08) para a elaboração do projeto executivo para a reforma do Museu Casa de Santos Dumont e do Centro Cultural 14 Bis. A vencedora apresentou o menor valor no pregão do tipo Carta Convite: R$ 28.691,43. O valor é 26,3% menor do que o teto, que foi de R$ 38.980,78, ou seja, o valor máximo a ser aceito. Após as tramitações legais para a liberação da verba de emenda parlamentar, uma outra licitação será aberta para contratação da empresa que ficará responsável pela obra. Toda a obra vai custar R$ 466 mil, com a maior parte do recurso proveniente da emenda.

Sem passar por obras desde 2012, o Museu Casa de Santos Dumont vai receber, principalmente, reparos nos telhados e restauro da sua estrutura interna, como os banheiros – seguindo as normas de acessibilidade. A casa é o segundo museu mais movimentado da cidade. Só este ano, o atrativo recebeu – no primeiro semestre - 69.887 visitantes.

A licitação contou com três empresas, tendo a Gm&b Arquitetura e Construção apresentado o menor valor para a elaboração do projeto. Nele está previsto também a implantação de um novo sistema de bilheteria no atrativo, além do projeto de prevenção a incêndio e pânico.

A casa que foi local de descanso para Santos Dumont foi construída em 1918. Naquela época, poucos imaginavam que o terreno íngreme que ficava bem na entrada da Rua do Encanto, no Centro da cidade, poderia abrigar uma moradia. Mas foi lá que o pai da aviação, considerado visionário, decidiu construir seu chalé, que desenhou e planejou com a ajuda do engenheiro Eduardo Pederneiras. Quem sobe as escadarias e entra na imóvel consegue notar de cara que se trata de uma casa especial. Para entrar, só é possível com o pé direito, em função do formato das escadas criadas por Santos Dumont.

Área do transbordo está em fase final de obras previstas em TAC firmado com o Ministério Público, ICMBio e APA Petrópolis

O sistema de transferência do lixo coletado pelos caminhões em toda cidade para as carretas que fazem o transporte para o aterro de Três Rios deve começar a operar da forma adequada a partir de outubro. A estação de transbordo de lixo de Petrópolis continua passando por obras de adequação do espaço. São obras tanto na área interna – para impermeabilização do solo e construção de um muro de contenção – quanto do lado de fora, onde está sendo feita uma pista de desaceleração para os caminhões que chegam pela BR-040. As obras fazem parte do termo de ajustamento de conduta assinado pelo município, pelo MPF, pelo ICMBio e pela APA Petrópolis.

Empresa que opera o transbordo, a PDCA já concluiu três pontos da obra: a concretagem do piso onde ficarão as carretas (em uma parte inferior), um muro de contenção e a concretagem do piso que será utilizado pelos caminhões de coleta de lixo (no andar superior). Agora, está sendo finalizada a estrutura de uma cobertura que vai impedir o contato de água de chuva na área de operação de transferência do lixo. Com isso, a operação passará a ser totalmente adequada ambientalmente.

Atualmente, o município recolhe cerca de 310 toneladas de lixo diariamente. São 1.633 ruas ou localidades que são atendidas com coleta de segunda a sábado ou com intervalos de 48 horas pela Força Ambiental. Todo lixo é levado para o transbordo e rapidamente colocada em carretas para o transporte para Três Rios. A partir de outubro, a transferência será direta dos caminhões para as carretas.

“Estamos deixando para trás 20 anos de uma condição ambientalmente indevida, inapropriada, para uma condição 100% ambiental e ecologicamente correta, inclusive na utilização de energia. Isso é um investimento além do que foi planejado”, explica o diretor da PDCA, Jefferson Barreiros.

Ele destaca que a cobertura que está sendo construída também vai contar com placas de energia solar, que serão utilizadas nos postes do sistema de iluminação da área de transferência do lixo para as carretas. A área também está sendo reflorestada e vai receber cerca de 1,5 mil mudas de espécies nativas – quase metade delas já plantadas.

Todo processo de adequação do transbordo de lixo é acompanhado de perto pelo Ministério Público Federal, pelo ICMBio e pela APA Petrópolis. Além dessas obras, outros pontos determinados pelo TAC que já foram providenciados foram a limpeza da área de entorno do transbordo, instalação de tapume para que o lixo não seja arrastado para a pista, a diminuição da área utilizada no terreno.

Um próximo passo é a construção de uma faixa de desaceleração junto ao transbordo para os caminhões que trafegam na BR-040. Essa pista terá 500 metros para entrada dos veículos (desaceleração) e 300 metros para saída (aceleração). Isso vai permitir que os caminhões não trafeguem na rodovia em velocidade tão baixa, o que vai evitar riscos de acidentes.

Município atende 5.638 crianças de até 5 anos nos CEIs

“O café é gostoso e também podemos usar a bebida de outras formas, como para fazer um bolo”. A frase é do Gustavo de Moura, aluno do 5º período do CEI Hermínia Matheus. Gustavo e seus amigos estão participando de várias atividades diferentes através do projeto “Fazendo Arte pelo Brasil Afora”, criado pela equipe do CEI. Ao conhecerem um pouco mais sobre a região sudeste, descobriram, na prática, que o café é um destaque na região. Utilizando recursos diferenciados como pesquisa, figuras, desenhos, os profissionais que atuam no CEI estão mostrando para os 123 alunos da unidade, as tradições e diferenças que existem no país. A realização de atividades diferenciadas é uma das metas da educação infantil e contribui para o desenvolvimento pedagógico e social dos pequenos alunos.

No CEI Hermínia Matheus, através do projeto “Fazendo Arte pelo Brasil Afora”, os alunos estão aprendendo um pouco mais sobre a cultura, história, culinária e tradições das regiões. O objetivo, segundo a direção do CEI é o de trabalhar a diversidade cultural do pais realizando atividades educativas diferenciadas com os eixos temáticos que exaltam a diversidade brasileira, ação que respeita o Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil - conjunto de reflexões de cunho educacional sobre objetivos, conteúdos e orientações didáticas para os educadores que atuam diretamente com crianças de até 6 anos, respeitando seus estilos pedagógicos e a diversidade cultural brasileira.

“Além de resgatar a cultura do nosso país, buscamos através das brincadeiras, danças e artes, também garantir que as atividades estimulem a coordenação motora, a descoberta das cores, de diferentes texturas e formas. Usamos guache, argila, pintura, materiais diferentes que resultam em verdadeiras obras de arte”, explica a diretora do CEI Hermínia Matheus, Carla Corrêa.

Para garantir o sucesso do projeto, cada turma fez atividades diferentes de acordo com as regiões: Centro Oeste, Nordeste, Norte, Sul e Sudeste. Uma turminha do 2º período fez releitura da obra “O Galo”, do artista plástico Ademir Martins, como por exemplo. A turminha do 5º período, do Gustavo, pesquisou tudo sobre a região sudeste. Nessa semana, além de provar o café, os alunos colocaram a mão na massa e fizeram um bolo de chocolate com café.

“Eles descobriram a história do café, conheceram o grão, provaram a bebida, plantaram café e fizeram o bolo. Na confecção do bolo, trabalhamos as medidas. Mais uma atividade diferenciada que prende a atenção das crianças. Todos ficaram curiosos e adoraram ajudar”, garante Carla.

O entrosamento dos familiares nas atividades também se destacou durante o projeto. Adilson Simões Cardoso que é avô da aluna Maria Sophia Cardoso Herculano, construiu um carro, de madeira e doou para o CEI. O carro recebeu o nome de “Carro da Hermínia” e já conquistou os pequenos: as turminhas estão “viajando” entre as regiões estudadas graças ao famoso carro vermelho. “Já virou o xodó do CEI”, disse Carla.

Para a diretora do Departamento de Ensino Infantil, Simone Malheiros, as atividades diferenciadas que priorizam o lúdico favorecem uma aprendizagem significativa.

“Trabalhar com projetos com uma perspectiva metodológica que garante essas aprendizagens é um caminho de sucesso. Partir do desconhecido e das curiosidades das crianças torna a aprendizagem viva nos espaços. E, para colaborar com tudo isso, o poder público vem realizando formações para educadores, orientadores e professores que fortalecem esse pensar”, explicou.

Aumento no número de vagas

O CEI Hermínia Matheus é um dos espaços criados pelo poder público para atendimento de crianças na educação infantil. Funcionando desde 2018 no São Sebastião, o CEI é um dos pontos de atendimento: o poder público mantém 5.638 alunos de até 5 anos em Centros de Educação Infantil. O atendimento ocorre de forma integral: quatro refeições, cardápios formulados por profissionais e atividades pedagógicas dirigidas, de acordo com a idade.

De acordo com o planejamento do poder público, até novembro, serão inaugurados quatro CEIs que irão oferecer 800 novas vagas. Além dessas, ainda serão ofertadas em espaços que já estão em funcionamento no Bingen, Centro e Jardim Salvador, novas vagas. Até o fim de 2020 serão inaugurados espaços na Estrada da Saudade, Independência, Cascatinha, Itaipava, Castelo São Manoel e Carangola, concluindo a meta da Secretaria de Educação.

Os estudos para elaboração do Plano de Cargos, Carreiras e Salários da Comdep estão avançando pela prefeitura. O grupo de trabalho que analisa a formulação da proposta já conseguiu identificar os cargos e fez a classificação de níveis técnicos e salariais. Agora, está sendo feita a análise do impacto financeiro e orçamentário para a efetiva implementação. O prefeito esteve na sede da Companhia, no Quitandinha, nesta sexta-feira (30.08), e pode conversar com os funcionários sobre o trabalho que vem sendo desenvolvido para valorizar os colabores da empresa.

São mais de 1,1 mil funcionários trabalhando e cuidando de toda cidade. A Comdep é responsável por trabalhos como varrição de ruas, remoção de entulho, capina e roçada, jardinagem (plantio de mudas, corte e poda de árvores, manutenção de canteiros), obras de conservação (pintura, reforma de parquinhos, manutenção de chafarizes, serralheria), entre outros.

A Companhia oferece a eles café da manhã, refeições (almoço e janta) e cestas básicas. De janeiro a setembro, os servidores receberam novas peças do uniforme (camisas, jalecos, calças) e mais de 3,1 mil equipamentos de proteção individual. No ano passado, foram quitadas mais de R$ 360 mil de valores devidos de pensões e empréstimos consignados de funcionários retidos por gestões passadas, mas que não haviam sido repassadas.

Quem trabalha na Comdep faz questão de mostrar a importância que tem a formulação do PCCS da categoria e o orgulho em trabalhar na limpeza e conservação da cidade.

“A Comdep está ótima e vai melhorar ainda mais. A gente só tem a agradecer. Eu me sinto valorizada aqui, somos concursados e o salário não atrasa, também temos uma cesta básica que é abençoada, vale transporte, que é importante para mim que moro longe”, disse a funcionária da Comdep há 16 anos, Cátia Cristina, que atua na varrição em ruas do Centro.

“As pessoas desse lugar são muito importantes para mim, é muito bom trabalhar aqui, eu amo estar aqui. A Comdep me deu tudo que eu tenho hoje. Se eu cheguei onde cheguei, eu agradeço à Comdep porque foi através dela que eu fui encaminhada para vários lugares, conheci várias pessoas. Hoje estou trabalhando na recepção e me sinto agraciada porque aprendi muito através daqui”, contou a funcionária da Comdep há 10 anos, Sara Silva, hoje recepcionista na sede da Comdep.

“É um serviço bom, eu amo trabalhar na Comdep. Aqui é o meu “ganha pão” e dos meus amigos. Aqui eu fiz muitas amizades e também conheci muito bairros que eu não tinha ido. Eu me orgulho muito do uniforme verde que eu uso”, destacou a funcionária da Comdep há 12 anos, Idalina Regina do Nascimento, uma das responsáveis pela manutenção e limpeza do Palácio Sérgio Fadel (sede da prefeitura).

“Nosso trabalho está sendo feito e está sendo mostrado. Pintura, capina, toda parte de obras, tudo está sendo feito graças a essa equipe da Comdep e o prefeito”, falou o funcionário da Comdep há 2 anos, André Sanabio, que trabalha no serviço de capina.

52 novos objetos e mais de 30 fotografias digitalizadas enriquecem acervo que ajuda a contar a história da colonização alemã em Petrópolis

O acervo do Museu Casa do Colono, como o seu mobiliário, os utensílios domésticos e de trabalho, além de documentos e diversos outros objetos ajudam os visitantes a entenderem melhor a maneira como viviam os colonos germânicos que ajudaram a construir a cidade. Parte deste acervo foi construído graças às doações de famílias de descentes que até hoje guardam objetos daquela época.Por isso, nesta quinta-feira (30.08), o museu prestou uma homenagem às mais recentes famílias que abriram mão de seus pertences em prol de perpetuarem a história. No total são 52 novos objetos e mais de 30 fotografias digitalizadas.

Os objetos doados, entre ferramentas de trabalho, fotografias e documentos escritos (como livros, caderneta e bíblias), indumentária, e utensílios domésticos como panelas, travessas, entre outros, que antes faziam parte de um acervo pessoal, particular, agora estão em exposição no museu. 

Entre os homenageados estava o aposentado Hilário Plum, que doou 33 objetos este mês à instituição. Parte do material já está em exposição e o restante vem sendo restaurado, para também ser exposto ao público. “Eu me interessei em doar porque eu falei: ‘se eu não doar agora, depois vai ficar tudo jogado, não sei mais o que vão fazer, de repente jogam fora’. Ai eu decidi doar. Agora vai ficar na história. As pessoas queàs vezes têm coisas que nem usam e não sabem o que fazer deveriam doar também”, frisa ele.

Inaugurado em 16 de março de 1976, o Museu Casa do Colono tem a missão de preservar e promover a memória dos imigrantes germânicos, trabalhadores que ajudaram a construir e a desenvolver Petrópolis. Representando a família Hingel, o professor aposentado Luiz Antônio Sanseverinoexplica a importância de garantir a preservação dessa história. “Eu sou uma pessoa que acho que a memória tem que ser gravada, tem que ser sempre preservada. Então os museus têm esse papel muito significante que é guardar a memória da cidade. E Petrópolis é uma cidade bonita e que tem que ser preservada, não só a sua paisagem, como seus museus. Acho que o museu é tudo, é o passado sendo resguardado pro futuro”, disse.

A solenidade contou com homenagens também à Marcos Carneiro e Elisabeth Graebner; Patrícia Essinger; André Luiz Preisner Peres; Sylvia Tannenbaum; Lair Pedro Gall; Antônio Mayworm e Cléa Maria Perreira.

“Agradeço muito o desprendimento dessas pessoas para que as doações aumentem o nosso conhecimento sobre a história de Petrópolis”, acrescenta o administrador do museu, Didayr da Silva.

O 32° Batalhão de Infantaria Leve - Batalhão Dom Pedro II, na Vila Militar, será palco do exercício de apoio dos militares aos agentes da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias em setembro. O treinamento em conjunto começa no dia 30 e segue até 4 de outubro. A ideia é preparar as equipes para o atendimento das principais ameaças de desastres de origem natural em Petrópolis: deslizamentos de terra, inundações, rolamentos de blocos rochosos, vendavais e tempestades de raio.

O exercício de apoio do Exército tem o objetivo de preparar os militares e os agentes da Defesa Civil para o período de chuvas fortes, que começa em dezembro e vai até meados de abril. Com o treinamento, as equipes podem atuar em conjunto no atendimento das ocorrências. 

O trabalho integrado em conjunto do Exército com a Defesa Civil acontece desde 2017, quando mais de 200 pessoas participaram do Exercício Conjunto de Apoio à Defesa Civil (Ecadec). No ano passado, os agentes participaram do Simpósio de Força de Ajuda Humanitária, também realizado no 32° Batalhão.

Usuários do benefício devem se apresentar ao CRAS Centro para a atualização dos dados

Até o dia 11 de outubro a Secretaria de Assistência Social realiza a segunda etapa de atualização cadastral das famílias usuárias do Cartão Imperial. Estão sendo chamadas ao recadastramento as 373 famílias das regiões do Alberto Torres, Castrioto, Bingen, Capela, Contorno, Dias de Oliveira, Duarte da Silveira, Fazenda Inglesa, Moinho Preto, Mosela, Pedras Brancas, Vila Militar e Vila São José. Os usuários do benefício, moradores dessas regiões, devem comparecer ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do Centro – Rua Dr. Sá Earp, 39 - das 9h às 16h.

A atualização anual de dados dos beneficiários teve início em julho, com a comunidade de Madame Machado. O Cartão Imperial faz parte do Programa de Segurança Alimentar e Nutricional, concede auxílio de R$ 70, para 3700 famílias do município. O recadastramento visa garantir que o benefício continue sendo direcionado para as famílias que ainda se enquadrem ao perfil do serviço. 

São incluídas no programa famílias em vulnerabilidade alimentar ou que necessitem de alimentação especial por recomendação médica.  O auxílio é creditado mensalmente em cartão magnético, que é aceito em 145 estabelecimentos do setor de alimentação na cidade. O benefício é concedido para as famílias até que consigam se reestruturar e deixem de depender do auxílio. 

Os usuários que não comparecerem para realizar o recadastramento terão o auxílio bloqueado e após 30 dias, se não houver contato, o benefício é descontinuado. Desde a nova gestão, cerca de 1500 cadastros foram desligados por falta de comparecimento para a atualização dos dados ou não adequação aos critérios para a inclusão ao serviço.

Para realizar a atualização cadastral os beneficiários do Cartão Imperial devem comparecer ao CRAS portando o documento de identificação do titular, CPF, carteira de trabalho de todos que residem na mesma casa, comprovante de renda atualizado, certidão de nascimento e carteira de vacinação dos menores de 18 anos, declaração de escolaridade, comprovante de residência atualizado, laudo médico ou documento que comprove que o beneficiário tenha doença crônica grave ou seja deficiente.

As famílias atendidas são acompanhadas pelos CRASs, onde todo perfil da família é avaliado e é providenciado o direcionamento dos usuários para outros programas que visam a reinserção social. Pelo CRAS, o usuário é inserido no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), que dá acesso a diversos programas do Governo Federal. A partir daí, os agentes atuam nas necessidades de cada família, na busca por emprego, no combate ao trabalho infantil, na melhoria do desenvolvimento e educação das crianças, entre outros. 

Equipes de saúde comemoram o Dia do Profissional de Educação Física com atendimentos individuais e aulas coletivas

No Dia do Profissional de Educação Física, comemorado neste domingo (01.09), as equipes das Academias da Saúde vão tomar conta da Praça D. Pedro. Os profissionais do projeto implantado pela Secretaria de Saúde vão realizar a primeira mostra das ações desenvolvidas nas quatro unidades em funcionamento na cidade. Das 9h às 14h o público poderá participar de aulas coletivas e atendimentos individuais. Uma exposição fotográfica também apresentará ao público todas as atividades de prevenção de saúde praticadas pelo serviço.

Durante as cinco horas de evento, os profissionais farão demonstrações de todas as atividades oferecidas nas Academias da Saúde que funcionam no Cremerie, Itaipava, Castelo São Manuel e Vale do Carangola. 

No domingo, educadores físicos, fisioterapeutas e voluntários oferecerão um pouco de cada atividade implantada nas Academias da Saúde. O público terá atendimento individual de fisioterapia, shiatsu, fitoterapia, shiatsu, floral, além de aulas coletivas como de biopilates, yoga, capoeira, dança de salão, step, alongamento, zumba e yoga do riso.

As terapias alternativas como shantala e yoga, que fazem parte das atividades das Academias da Saúde, também serão oferecidas ao público. “Queremos mostrar toda a estrutura das nossas academias, que contam com profissionais qualificados para o atendimento aos usuários”, destaca a coordenadora das Academias da Saúde, Márcia Verônica Ferreira. Mensalmente, cada uma das quatro unidades atende cerca de 200 pessoas, que passam por avaliação dos profissionais e recebem todo o acompanhamento necessário a partir da demanda apresentada.

Na ocasião, a população também receberá orientações de como se inscrever nas atividades oferecidas em cada unidade. Além dos serviços demonstrados no evento, as academias também oferecem acupuntura, natação e hidroginástica. As atividades na piscina são oferecidas exclusivamente na unidade que funciona no Parque Cremerie, que conta com estrutura para as aulas. “A natação é mais um serviço que voltamos a oferecer para toda a população”, frisa a coordenadora, destacando que as inscrições para a natação e hidroginástica estão abertas.

As Academias da Saúde funcionam diariamente, com um cronograma diversificado para cada região. Para se inscrever em uma das unidades basta apresentar documento de identificação, cartão SUS e um atestado médico que indique a prática da atividade física desejada. 

Academias complementam trabalho de prevenção na rede de saúde

As Academias da Saúde fazem parte da rede de atenção básica da Secretaria de Saúde, com atendimento complementar e alternativos aos usuários do sistema público de saúde do município. Nas unidades são oferecidas atividades preventivas de saúde, além de contar com acompanhamento aos pacientes com indicação de fisioterapia, alongamento e atividades físicas diversas, além de tratamentos complementares como o shiatsu, acupuntura, fitoterapia, florais e shantala.

Para ter informações sobre a programação e disponibilidade de vagas, os interessados podem fazer contato diretamente das academias:

Castelo São Manuel (Rua Valter Bichtluf São Coutinho, 711 - Tel.: 2243-9901) – atividades as sextas-feiras – nos dias 19 - das 13h30 às 15h30 e 26 - das 10h às 12h;

Cremerie (Estrada Independência, s/nº - Tel.: 2243-4153) - atividades na terça, 23 e quinta, 25 – de 13h30 às 16h30;

Itaipava (Estrada União e Indústria, nº 10.000 - Tel.: 2233-8882) - atividades nos dias 19, 25, 26 e 30, das 13h30 às 16h;

Vale do Carangola (Rua Waldemar Vieira Afonso, 7 - Tel.: 2291-8310) – atividades as sextas, dias 19 e 26, das 9h às 11; e as segundas, dias 22 e 29, das 14h às 16h.

Sete equipes, três categorias e cerca de 300 atletas envolvidos: começa neste sábado (31.08) o Campeonato Municipal de futsal. Os jogos acontecem no ginásio da Casa de Portugal, onde o time da casa recebe o Palmeira. A partida do sub-9 está marcada para às 18h, e na sequência, acontecem o 11 e o 13. A iniciativa da Liga Petropolitana de Desportos (LPD) conta com o apoio da prefeitura, através da Superintendência de Esportes e Lazer.

Já na próxima terça-feira (03.09) dois confrontos completam a primeira rodada. Magnólia e Laginha jogam no ginásio do "verdão do Bingen", às 18h30 no sub-9, com as outras categorias na sequência. E no Ginásio Affonso Paoni, o Serrano recebe o Corrêas. O Sub-13 começa jogando às 18h30. Em seguida acontece a partida do Sub-11 às 19h30, e o Sub-9 fecha a rodada às 20h30.

Durante o campeonato, as equipes jogam em turno e returno, pela primeira fase. Após o encerramento da primeira fase, os quatro melhores colocados na classificação geral avançam às semifinais. As semifinais serão realizadas em jogos de ida e volta, sendo que o segundo jogo será realizado nos ginásios das equipes de melhor campanha. A final também será decidida em dois jogos, com o segundo jogo na casa do time com mais pontos na primeira fase.

 “Esse apoio da prefeitura é fundamental para que as competições estejam ainda mais fortalecidas", completa Geraldo Barros, presidente da Liga.

Outras informações sobre a competição, os jogos, a fórmula de disputa e muito mais, estão no site: www.ligapetropolitana.com.br.

"A prefeitura está lutando para que todos tenham acesso ao esporte na nossa cidade, começando pelas crianças e adolescentes. Os clubes são a porta de entrada para muitos dos nossos jovens”, explica Leandro Kronemberguer, superintendente de Esportes e Lazer.

As finais de vôlei dos Jogos Estudantis Unificados de Petrópolis (Jeups) acontecem neste sábado (31.08) no Centro de Iniciação ao Esporte (CIE), no bairro Caxambu. O primeiro jogo será às 9h, com a sub-13 feminina, e segue até às 11h30 com a sub-18 masculino. Na fase decisiva da modalidade, foram realizados 30 jogos nesta semana, envolvendo mais de 150 atletas nas três categorias.  A tabela com toda a programação dos jogos pode ser encontrada no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

Nesta fase final, acontecem 212 partidas em cinco modalidades, com a participação de 247 equipes, reunindo cerca de 2 mil alunos. Este ano marcou o número recorde de escolas participantes. Em 2016, apenas 19 participaram. Em 2017 foram 41, no ano passado 44 e, neste ano, com 50, os jogos chegaram ao maior número de instituições inscritas na história.

Além do vôlei, já foram realizados os jogos finais de futsal e de basquete. Na semana que vem, será vez a vem do handebol, encerrando as modalidades em quadra. Também ainda restam a serem disputados o futebol de campo, judô, tênis de mesa, xadrez e o atletismo. 

Também conta pontos no Jeups a campanha de doação ao Banco de Sangue Santa Teresa. As instituições de ensino que levarem o maior número de pessoas para a mobilização ganharão pontos equivalentes aos esportes em disputa. Serão aceitas doações até o dia 30 de setembro. “Ainda dá tempo de as escolas participarem. Estamos com uma boa expectativa para essa segunda fase", disse Vinicius Paulo Neves Pereira, captador de doações.

Outra novidade é o projeto Selecionados Jeups. Serão formadas seleções com os principais atletas das categorias sub-15 e 18 no basquete, handebol, vôlei e futsal (apenas no feminino, já que no masculino a Liga Petropolitana de Desportos representa a cidade). Uma comissão de professores está avaliando o desempenho dos estudantes.

Alvará Online - BANNER

Notícias por data

« Agosto 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31  

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo