Com o objetivo de construir propostas voltadas para a proteção e direitos da pessoa idosa nas políticas públicas, a III Conferência Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa acontece sábado (11.05), às 8h30 na Universidade Estácio de Sá, no Bingen. O encontro, que tem o tema “Os Desafios de Envelhecer no Século XXI e o Papel das Políticas Públicas”, irá fortalecer ações embasadas na Política Nacional do Idoso e Estatuto do Idoso, para serem apresentadas na Conferência Estadual. O credenciamento será no dia, antes do início do evento, com apresentação de um documento com foto.

A conferência inicia com a apresentação do tema, em seguida é realizada a leitura e aprovação do regimento interno. Toda a reunião acontece com a presença dos membros do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa (CMDDPI). A reunião para às 12h, para o almoço, e retorna às 13h.

“Estamos focados nas ações de fortalecimento dos direitos dos idosos, sempre zelando com muito respeito esta classe que é vulnerável e precisa muito da nossa atenção. A Conferência Municipal é o momento onde novas ideias e melhorias surgem, e viram propostas que serão encaminhadas para a Conferência Estadual. E tudo feito de forma bem democrática”, destacou a presidente do CMDDPI, Tânia Maltez.

Serão debatidos quatro eixos: Direitos Fundamentais na Construção/Efetivação das Políticas Públicas (Saúde, Assistência Social, Previdência, Moradia, Transporte, Cultura e Lazer); Educação: assegurando direitos de emancipação humana; enfrentamento da violação dos direitos humanos da pessoa idosa e Os Conselhos de Direitos: Seu papel na efetivação do controle social na geração e implementação das políticas públicas.  Eles serão analisados por grupos, que serão definidos no dia, para que então sejam elaboradas as propostas que serão aprovadas pela plenária e encaminhadas para a Conferência Estadual. Ainda durante a Conferência, os membros irão eleger um delegado para representar o município na Conferência Estadual em julho.

Segundo a Coordenadora da Casa dos Conselhos e Comissões, Maria da Penha Rodrigues de Veras, a conferência é o espaço que a sociedade civil e o poder público conseguem juntos apresentar novas ações. “ O resultado da Conferência poder levar propostas para a Conferência Nacional, é um importante momento de discutir e organizar as políticas públicas do município”, finalizou.

Unidades do CRAS atuarão em parceria com projeto criado para garantir o melhor aproveitamento de medicações

O projeto Farmácia Solidária será mais uma porta de acesso a medicamentos para os usuários da rede pública de saúde. A partir de parceria com a Secretaria de Assistência Social, esse será mais um serviço oferecido nos oito Centros de Referência de Assistência Social (CRASs) do município. As unidades voltadas para a assistência da população em vulnerabilidade social atuarão em conjunto com o projeto, na disponibilização de medicamentos que constam na lista dos fornecidos pela rede de atenção básica.

A partir da segunda quinzena de maio, as unidades do CRASs serão ponto de apoio para os usuários terem acesso ao projeto Farmácia Solidária e obter os medicamentos a partir de prescrição médica. A doação dos remédios ocorrerá de acordo com a disponibilidade do projeto.

O projeto Farmácia Solidária nasceu em 2016 a partir de um trabalhado desenvolvido pela Universidade Estácio de Sá, em Nova Friburgo. A iniciativa foi trazida esse ano para o campus da instituição de Petrópolis, no Bingen. A extensão para as unidades do CRAS visa ampliar o acesso ao serviço. Vale salientar que nenhum medicamento será fornecido sem a indicação médica.

Atualmente o projeto possui mais de 150 tipos de medicações e em Petrópolis é mantido por dois farmacêuticos e conta com o suporte de 30 alunos de Farmácia da faculdade, que administram e controlam a qualidade e validade dos medicamentos doados ao projeto. A iniciativa teve início a partir de estudo sobre contaminação ambiental por medicamentos descartados incorretamente. De acordo com uma das idealizadoras, a professora Luciana Lessa, o projeto visa minimizar os impactos ambientais, mas principalmente “reduzir o desperdício e facilitar o acesso aos que mais necessitam”.

O projeto também funciona como ponto de descarte dos medicamentos. “Os medicamentos que não se encontram em condições de serem doados para a população, são encaminhados para o para descarte correto”, explica a professora que atua nos polos de Petrópolis e de Nova Friburgo. Os medicamentos que exigem controle especial não estão na lista dos disponibilizados pelo projeto. “Os medicamentos são diversos, pois recebemos muitas amostras grátis”, conta.

CRAS oferece uma gama de serviços aos usuários acompanhados

Atualmente as unidades do CRAS têm aproximadamente 22.500 mil pessoas registradas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). O serviço oferece acesso diversos benefícios e serviços comunitários, entre os quais o Bolsa Família, para auxílio a renda familiar; o Cartão Imperial, voltado para o suporte a nutrição; o Benefício de Proteção Continuada (BPC), para idosos com baixa renda per capta;  Cartão do Idoso e o ID Jovem, que oferecem benefícios e descontos para as faixas etárias; o Programa Criança Feliz, voltado para o desenvolvimento na primeira infância; o Acessuas, para o ingresso ao mercado de trabalho; e o Peti, para erradicação do trabalho infantil.

Além da inclusão em programas, os usuários dos CRASs participam de oficinas, palestras e atividades diversas desenvolvidas por agentes, pedagogos, psicólogos e assistentes sociais.            

O projeto Farmácia Solidária é mais um dos benefícios que estará disponível em todas as unidades do CRAS:

CRAS Quitandinha - Rua Alagoas, s/nº – Quitandinha. Contato: 2246-9150

CRAS Centro - Rua Dr. Sá Earp, 35, Centro, Petrópolis/RJ (Antiga Secretaria de Segurança). Contato: 2245-8272

CRAS Retiro - Rua Henrique Dias, 221 – Retiro. Contato: 2246-4568

CRAS Posse - Estrada União e Indústria, S/N, ao lado do CIEP Gabriela Mistral (CEU da Posse). Contato: 2259-1366

CRAS Corrêas - Rua Vigário Correa, 443 – Corrêas. Contato: 2221-0047

CRAS Vale do Carangola - Rua Waldemar Vieira Afonso, 19 – Antiga ONG - Vale do Carangola. Contato: 2246-6330

CRAS Itaipava - Estrada União e Indústria, 11860 – Itaipava. Contato: 2222-7270

CRAS Madame Machado - Rua Geraldo Lourenço Dias, s/nº (ponto final do ônibus 704) – Madame Machado. Contato: 2249-4281

Com 2 milhões de visitantes por ano, Petrópolis já é um dos principais destinos turísticos do Rio de Janeiro. Mas além de ser bem recebido em hotéis, pousadas, restaurantes e atrativos, um profissional é fundamental para que a cidade conquiste os turistas: o Guia de Turismo. E para comemorar o dia deles – 10 de maio – e também para marcar os 35 anos de fundação da Associação de Guias de Turismo de Petrópolis, um seminário reuniu cerca de 170 pessoas ligadas ao setor, não só de Petrópolis, como de diversas cidades do estado. O encontro aconteceu nesta segunda-feira (06.05), na Cervejaria Bohemia.

Com o tema "Petrópolis além do Império", o principal objetivo era mostrar que o município oferece uma infinidade de atividades além do patrimônio histórico-cultural do Centro, como atrativos nos distritos. Entre os palestrantes estavam, por exemplo, responsáveis pela La Grande Vallée, José Augusto Wanderley, em Itaipava, e do Museu do Artesanato, Cocco Barçante, na Coronel Veiga.

“Mostramos o que Petrópolis tem além do circuito histórico do Centro. Então tivemos vários palestrantes de diversos espaços pela cidade”, explica a presidente da Associação, Ana Beatriz de Oliveira, lembrando a importância do Guia de Turismo para o setor na cidade. “O guia orienta e organiza a visita do turista, ele vai informar onde estacionar, onde comprar o ingresso dos atrativos, os horários de funcionamento, etc. O tempo que o visitante fica na cidade pode ser melhor aproveitado. Além disso, os guias deixam as visitas mais interessantes, com informações histórico-culturais de cada lugar”, completa.

Petrópolis ocupa o topo do ranking do turismo nacional, com categoria “A” no Mapa do Turismo Brasileiro, do Ministério do Turismo, e é uma das principais cidades indutoras do turismo no estado.

A prova é a quarta a contar pontos para o ranking municipal dos corredores

As inscrições para a Petrópolis-Itaipava seguem até o dia de 20 de maio. Os corredores podem garantir a vaga no site: www.papaleguas.org. A prova, que será realizada no dia 26 do mesmo mês, tem largada prevista para às 7h30 no Palácio de Cristal e chegada no Parque Municipal. Os valores dos kits variam entre R$ 40 até R$ 70. O evento conta com o apoio da prefeitura, através da Superintendência de Esportes e Lazer e da CPTrans, sendo a quarta corrida de rua que conta pontos para o ranking municipal.

A prova tem percurso de 15 quilômetros, com largada na Rua Padre Siqueira - aos fundos do Palácio de Cristal - passando pela Avenida Barão do Rio Branco, Rua Hermogênio Silva e Estrada União e Indústria, até o Parque Municipal, em Itaipava. O evento fez parte do calendário esportivo do município nas décadas de 80 e 90 e voltou a ser realizada em 2016. Os organizadores esperam a presença de 400 atletas.

“O perfil da prova é um pouco diferente das outras corridas que acontecem na cidade. É um percurso maior, que exige um preparo ainda melhor dos atletas. Pela média dos últimos anos e o histórico de sucesso, a gente acredita no sucesso da prova entre os corredores˜, explica Artur Castro, organizador da Petrópolis-Itaipava.

Além da Petrópolis-Itaipava, ainda contam pontos para o ranking municipal neste ano: Love Run (9 de junho); Fire Run (7 de julho); XC Run (20 de julho); Corrida Master (20 de outubro); Petrópolis Night Run (26 de outubro) e WTR Serra do Mar (23 de novembro). A Corrida do Shopping Pedro II, Corrida Contra a Fome e a Corrida do Trabalhador já foram realizadas.

O calendário esportivo completo, com todos os eventos previstos para Petrópolis neste ano, está disponível no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

Corrida de rua para mulheres ainda possui 100 vagas disponíveis

A corrida feminina Circuito Mulheres está com 100 vagas disponíveis. As interessadas têm até o dia 13 de maio para fazer a inscrição pelo site: www.peixepersonal.net. A prova acontece no dia 19 de maio e tem percurso de 6 Km, com a largada na Cervejaria Bohemia, no Centro. O evento conta com o apoio da prefeitura, através da Superintendência de Esportes e Lazer e da CPTrans.

As inscrições possuem valores que variam de R$45 a R$85. O objetivo do circuito é incentivar a presença das mulheres nas corridas de rua realizadas no município. A prática da modalidade ajuda na melhora da resistência física, circulação sanguínea, fortalece o sistema imunológico e ajuda a emagrecer. As cinco primeiras colocadas no geral, receberão a premiação com troféu, e nas três melhores corredoras por categoria.

Regras sobre o consumo foram informadas durante a ação

Uma equipe do Procon Petrópolis percorreu restaurantes e lojas de chocolates nesta terça-feira (07.05) orientando os responsáveis pelos estabelecimentos sobre a venda dos gêneros alimentícios. Focada no Dia das Mães, a ação visa minimizar problemas potencializados pela compra dos doces e o aumento do público que buscam opções diferentes para as refeições nesta data. A iniciativa é voltada às relações de consumo e baseada no Código de Defesa do Consumidor. Ao todo, foram 14 restaurantes e seis lojas do doce que receberam as dicas e tiraram as dúvidas dos consumidores.

Em restaurantes com comanda, por exemplo, elas devem ser feitas em duas vias para que tanto o consumidor, quanto o estabelecimento saibam o que foi consumido. Os restaurantes também são proibidos de cobrar taxa pela perda da comanda, mesmo se isso estiver informado na mesma. No cardápio, é necessário informar os preços dos produtos, bem como os ingredientes. Além disso, ele deve estar em português, inglês e espanhol, caso o estabelecimento fique em área turísticas.

A Operação do Dia das Mães culmina com a ação itinerante que vai ocorrer na Praça na Praça Alcindo Sodré, entre 13h30 e 17h, na sexta-feira. O objetivo é explicar às pessoas quais são seus direitos e deveres na hora da compra, troca e devolução dos produtos comprados para presente, bem como explicar quais as regras de consumo quando estiver em restaurantes e para compra de gêneros alimentícios como chocolates.

O Procon explica que a cobrança de consumação mínima é proibida. No caso de restaurantes self service, o peso do prato deve estar programado na balança e o consumidor tem o direito de conferir o peso programado. Outra informação importante é que a gorjeta, que deve corresponder a 10% sobre o valor da conta só deve ser paga se o cliente quiser, já a água potável e filtrada é um direito do consumidor e deve estar disponível gratuitamente, bastando que o consumidor peça a água da casa.

Na ação, a equipe também explicou aos estabelecimentos que contam com música ao vivo, que a cobrança do couvert artístico deve ser afixada, de forma visível, na entrada do estabelecimento. Já o couvert de mesa só poderá ser cobrado se o consumidor for consultado e aceitar. Couvert deixado sobre a mesa, sem o expresso consentimento do consumidor é considerado amostra grátis. O cliente também tem o direito de visitar a cozinha do estabelecimento, se assim desejar.

Consumidores que tiverem dúvidas sobre seus direitos ou estabelecimentos podem e devem entrar em contato com o órgão de defesa do consumidor, que ficam Rua Dr. Moreira da Fonseca 33, no Centro, ao lado da Câmara dos Vereadores, e em Itaipava, na Estrada União e Indústria 11.860, no Centro de Cidadania. Os telefones para contato são o 2246-8469 / 8470 / 8471 / 8472 / 8473 / 8474 / 8475 / 8476 e 8477. Os usuários também têm como opção o WhatsApp Denúncia pelo 92257-5837 e o site www.petropolis.rj.gov.br/procon e o serviço de mensagens da página Procon Petrópolis no Facebook.

Desde o início do monitoramento, já foram registradas 222 cenas de crimes ou suspeitas para colaborar com flagrantes e investigações

As imagens do Centro Integrado de Operações de Petrópolis (Ciop) levaram a prisão de um homem suspeito por tráfico de drogas na segunda-feira (06.05). Ele foi encontrado na Av. Barão do Rio Branco pela Polícia Militar e levado para a 105ª DP junto com outros dois homens, que foram ouvidos e liberados. Este ano, o Ciop já fez 91 registros de crimes ou suspeitas, que ajudaram ações de flagrante e estão à disposição da Polícia Civil para investigação.

As imagens gravadas entre janeiro e abril estão armazenadas junto com 131 imagens registradas no ano passado, ou seja, desde maio do ano passado (quando o monitoramento da cidade foi iniciado ainda antes da inauguração do Ciop), já foram arquivadas 222 cenas de crimes ou suspeitas.

No caso registrado nesta segunda-feira, a Guarda recebeu uma denúncia de que o suspeito estaria na Praça da Liberdade falando com outras duas pessoas sobre fazer entrega de drogas. As informações sobre características e roupas dessas pessoas foi passada para o Ciop, que conseguiu identifica-los e foi possível acompanhar a movimentação deles. A PM encontrou os três na Barão do Rio Branco.

O homem que foi preso estava com um tablete de erva seca prensada e vai responder por uso e consumo de drogas. Ele já tinha passagens anteriores pela polícia por tráfico e roubo. Os outros depois foram liberados após prestarem depoimento.

Outros casos com participação do Ciop

Apenas no ano passado, as imagens ajudaram na prisão de quadrilhas responsáveis por assaltos a residências em Itaipava e Pedro do Rio, a um estabelecimento comercial no Retiro, a postos de gasolinas na cidade e também para recuperar um veículo roubado na Cel. Veiga. Também ajudou a descobrir três falsas comunicações de crimes (casos de estelionatos).

Em fevereiro, o monitoramento contribuiu para a prisão de um suspeito por assalto a uma joalheria e outros dois homens também por assalto a um bar, ambos no Centro. Além disso, ajudou a localizar o acusado por disparar um tiro em um ônibus.

No mês de março, as câmeras ajudaram a identificar o veículo usado por uma quadrilha acusada de aplicar o golpe da “saidinha de banco”. Com as informações do monitoramento, foi possível avançar com a investigação que terminou com a prisão de três pessoas.

Além de situações de crimes ou suspeitas, também foram registradas 62 cenas de acidentes ou ocorrências de trânsito e 100 imagens de outros tipos – totalizando 384 imagens já gravadas desde o início da operação do monitoramento.

Os novos integrantes da ARTE – Associação da Rua Teresa foram empossados na última segunda-feira (06.05) em uma solenidade realizada na sede da ARTE. Como novos objetivos da nova associação, estão o de fazer campanhas para que a ARTE consiga mais associados e o de programar ações em conjunto com os lojistas, principalmente nas épocas em que a Rua recebe mais turistas – Dia das Mães e Natal, para que o número de visitantes cresça ainda mais ao longo do ano. Com mais de mil estabelecimentos comerciais, a Rua Teresa é considerada um atrativo para os turistas: centenas de visitantes visitam a rua todas as semanas e a região é considerada o maior polo de vendas de moda do Estado.

A Rua Teresa é o coração da cidade. Local que reúne muitos empresários e recebe a visita de muitos turistas, ou seja, local que fomenta a economia em vários setores. As pessoas visitam a rua, se hospedam nos hoteis da cidade, aproveitam para conhecer pontos turísticos e restaurantes. 

Os novos integrantes da ARTE são: Presidente: Denise Fiorini - Loja Casa Verde; Vice-presidente: Marlan Hammes - Lojas Empório; Diretor Financeiro: Francisco Carvalho - Lojas Alleta; Diretor Comercial: João Silva - Lojas Joviane; Diretor de Marketing: Eudes Muralha - Lojas Kinky e Secretaria: Danielly Martinho - Lojas Savannah Kids.

“Agradeço o voto de confiança depositado em mim e nessa nova equipe. Vamos trabalhar muito para aumentar o número de visitantes, chamar ainda mais a atenção dos nossos turistas para a Rua Teresa e demonstrar todo o potencial de vendas nas lojas. Vamos elaborar uma programação diferenciada porque queremos ver a Rua Teresa lotada sempre. Juntos, os empresários podem e devem lutar pela Rua Teresa, o maior polo de vendas da nossa cidade”, garantiu a nova presidente da Arte, Denise Fiorini.

Empresário há 26 anos na Rua Teresa, Eudes Muralha destacou a importância da ARTE ter empresários comprometidos com a associação.

“Precisamos de parceiros comprometidos com a história da nossa Rua. Juntos podemos avançar, chamar atenção dos nossos produtos para os visitantes. Estamos confiantes nessa nova era na Rua Teresa”, contou.

De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, os dados da CNAE - Classificação Nacional de Atividades Econômicas retratam a importância do polo de moda para a economia da cidade: as Rua Teresa e Aureliano Coutinho possuem: 644 lojas do setor de moda (comércio varejista do vestuário/acessórios); 169 confecções, 45 lanchonetes, 21 restaurantes e similares; 50 empresas do comércio varejista especializado de equipamentos e suprimentos de informática; 18 empresas de comercio varejista de calçados; 20 empresas de comércio varejista de tecidos; 10 empresas de comercio de alimentos e mais de 200 prestadores de serviços.

“Temos ativos mais de mil estabelecimentos de diversos segmentos na Rua Teresa. É o segundo lugar com maior incidência de atividades econômicas da cidade, ficando muito próximo do Centro Histórico que tem em torno de 1200 estabelecimentos ativos. A região é um chamariz para o turismo e uma das responsáveis pelo movimento econômico do Centro por isso, o poder público deve ter um olhar especial para a Rua Teresa, nosso grande polo de modas petropolitano”, afirma o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini.

Alvará Online - BANNER

Notícias por data

« Maio 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31    

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo