A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias apresenta na próxima quarta-feira (15.05) um calendário de atividades previstas no Plano Inverno deste ano. São ações educativas e de repressão, que serão realizadas em parceria com diversos órgãos com o objetivo de reduzir os incêndios florestais no período de estiagem. No mesmo dia, acontece a primeira reunião de trabalho das equipes para a atualização das matrizes de atividades e responsabilidades em cima das duas ameaças da estação: incêndios florestais e estiagem.Foram convidadas 58 instituições que atuam na resposta e no atendimento da população em casos de ocorrências, e desta forma, trabalhar os temas em conjunto com os petropolitanos.

Entre as atividades previstas estão sobrevoo de um drone nas áreas propensas às queimadas em apoio aos órgãos ambientais; o Defesa Civil nas Escolas, reforçando as orientações sobre prevenção no ambiente escolar; e as operações de caráter educativo, com a entrega de panfletos nas comunidades. Um simulado com a participação de todos as instituições presentes no Plano Inverno municipal também será realizado. A meta para este ano é ampliar as ações de prevenção, nos bairros e nas escolas.

Criado pela atual gestão, o Plano Inverno foi desenvolvido há dois anos estabelecendo um plano de ações para agilizar a resposta às ocorrências com a participação de diversos órgãos de atendimento. Ele é organizado e atualizado anualmente pela Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias, estabelecendo uma série de ações de prevenção aos desastres de origem natural. O município foi premiado pela Organização das Nações Unidas (ONU) pelo pioneirismo em 2017.

Além de ser uma metodologia inédita no país com relação as ameaças de inverno, o plano vem trazendo resultados positivos para a cidade. O 15° Grupamento de Bombeiro Militar (GBM) de Petrópolis registrou 302 queimadas em 2017, sendo 174 atendidas pelo Destacamento de Itaipava. No ano passado, foram 174 casos ao todo, com 78 desses acontecendo na região do terceiro distrito. As ações em conjunto entre a prefeitura, o Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, órgãos ambientais e o Ministério Público, contribuíram para a redução dos casos.

Segundo os institutos de pesquisa, a tendência é a temperatura permanecer amena e com menos chuva nos próximos meses. Essa previsão acende o alerta da Defesa Civil, já que é o cenário perfeito para ocorrerem incêndios florestais. “É importante ressaltar que fazer queimadas é crime ambiental e com pena de reclusão. Além disso, o período de estiagem é o mais crítico para o fogo em vegetação e devemos permanecer atentos”, completa o secretário de Defesa Civil.

O lançamento do Plano Inverno municipal acontece no dia 12 de junho, às 14h, na Casa dos Conselhos.

Parte dos novos aparelhos já foi entregue ao hospital onde funcionará o Centro de Ortopedia

Nesta segunda-feira (13.05) foram entregues parte de 26 novos equipamentos para o Hospital Municipal Nelson de Sá Earp (HMNSE). O investimento total R$ 1,4 milhão resultará em maior suporte e mais agilidade, principalmente para os pacientes de urgência, que poderão contar com aparelhos de tecnologia avançada. Um dos equipamentos é um aparelho de densitometria óssea, o primeiro da rede pública.  As novas aquisições serão distribuídas pelos setores do hospital e farão parte da nova estrutura do Centro Municipal de Ortopedia (CMO) que tem previsão de inauguração no segundo semestre

Além do densitômetro, dois cardioversores/desfibriladores e 20 aparelhos de pressão, foram entregues nesta segunda e o restante das aquisições, um tomógrafo e dois ultrassons, estão em fase de licitação.

Os novos aparelhos do HMNSE garantirão, além de agilidade e precisão para os laudos, mais eficácia para os atendimentos dos casos de urgência. Como é o caso dos cardioversores/desfibriladores, em versão mais moderna, oferecem mais precisão para a verificação do ritmo cardíaco. Com os densitômetro e ultrassons será possível dar maior suporte para a demanda da rede.

A especialização do HMNSE em ortopedia será ainda maior a partir do novo departamento, o CMO. Em fase de estruturação, já foi concluído o processo de seleção da empresa que realizará as adaptações do prédio ao lado do hospital. Assim que as intervenções iniciarem, a estimativa é de que o novo setor esteja pronto em 90 dias. O novo departamento pretende ser referência ambulatorial especializado no tratamento da artrose. O objetivo é oferecer na unidade tratamentos alternativos aos procedimentos cirúrgicos, como é o caso da aplicação do ácido ialurônico.

Para o CMO estão sendo investidos R$ 110 mil e no setor será instalado o primeiro aparelho para a realização de exame de densitometria óssea. Atualmente o município oferece esse atendimento a partir de convênio com a Clínica Radiológica Pedro II. A rede pública de saúde vai conseguir absorver a demanda com equipamento próprio.

Novas melhorias estão previstas para o hospital

Além da criação do Centro Municipal de Ortopedia, o hospital receberá intervenções para a reforma da cozinha. A unidade já vem recebendo melhorias internas, como no estoque de medicamentos e alimentos.

Na enfermaria, foi realizada a organização do setor, com leitos reservados com cortinas. A aposentada Maria José Queiroz, 64 anos, elogiou e estrutura e atendimento do hospital. Nas últimas três semanas, a usuária acompanhou a mãe de 87 anos que estava internada e recebeu alta nesta segunda-feira (13.05). “Minha mãe foi muito bem atendida nesses dias que esteve aqui”, destaca Maria José.

Estão abertas as inscrições para a etapa em Petrópolis do Campeonato Brasileiro de Enduro de Mountain Bike, que será realizado nos dias 13 e 14 de julho no bairro Morin. São 200 vagas para os atletas, que podem fazer o cadastro no site oficial do evento: www.senseendurocup.com.br. Os valores variam entre R$ 229, e R$ 650, (garantindo a presença em todas as etapas). Primeiro evento reconhecido e chancelado pela Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC), o Sense Enduro Cup remete ao verdadeiro espírito do Mountain Bike: unir emoção e diversão.

A competição será dividida em 11 categorias, com atletas separados por idade, gênero e experiência na modalidade. Além do torneio, uma arena será especialmente montada para receber os petropolitanos e oferecer a emoção do mundo das duas rodas, com a comodidade de uma praça de alimentação completa, entretenimento e muita música. Para as crianças, haverá um espaço exclusivo de diversão com monitores e brinquedos.

Na competição, os trechos de deslocamento e subidas não são cronometrados, tendo apenas um tempo máximo de corte, com a intenção de testar a resistência física dos participantes. As descidas, chamadas de especiais, são provas com largadas individuais contra o relógio. O objetivo é colocar à prova a habilidade dos pilotos em trilhas e descidas. O atleta que tiver a menor soma de tempos nas especiais levará a taça de vencedor.

“Ao final da etapa da Sense Enduro Cup, o público presente terá contato direto com os atletas em um pátio fechado. Com isso, o fã pode conversar com seus ídolos e o atleta divulgar seu trabalho e seus patrocinadores - algo fundamental para o desenvolvimento do esporte”, explica Milton Furtado, sócio da Production Eventos, empresa que organiza a competição. “É um evento para toda a família. Serão dois dias de muitas atividades para todas as idades”, completa.

Petrópolis recebeu em março uma etapa Copa Internacional de Mountain Bike reunindo mais de 700 atletas no Vale do Cuiabá. Segundo os organizadores, mais de 3 mil pessoas estiveram no município somente em função do evento e 40% deles não conheciam a cidade, movimentando a economia e fomentando o turismo na cidade.

Além disso, a prefeitura realiza no dia 4 de agosto a II Copa Imperial de Mountain Bike. No ano passado, cerca de 300 atletas participaram da prova que foi realizada em Secretário.

Segunda, 13 Maio 2019 18:52

Posse ganha feira livre aos sábados

Dez barracas fazem a venda de produtos da região

Banana, abacaxi, alface, tomate, brócolis e até produtos artesanais como doces, bolos, tapetes, panos de prato e laços são alguns dos destaques da Feira do Produtor, que está funcionando aos sábados na Posse, na avenida União e Indústria, em frente ao Ciep Gabriela Mistral. A feira foi inaugurada oficialmente nesse sábado (11.05).

Ao todo, dez barracas formam a feira, que funciona das 8h às 12h. Com mais esse local para venda direta, Petrópolis passou a contar com 14 feiras semanais. Sebastião Manoel Santana é um dos feirantes. Segundo ele, a venda no Centro da Posse vai facilitar o escoamento da produção. “Nós moramos longe do Centro e para a gente é interessante vender também na nossa região. Estamos felizes com essa novidade e já conquistando clientes fieis. Planto produtos orgânicos há trinta anos e estou feliz porque as pessoas estão se interessando na compra de orgânicos pensando em melhorar a saúde", disse.

Ana Lúcia de Oliveira, moradora da Posse, aprovou a iniciativa. “Os produtos são ótimos, os preços também. Muito importante essa feira, perto de casa e com tanta coisa boa".

Antônio Melo também é produtor rural. Na sua banca, os produtos mais procurados são os legumes. “Atuo com a venda direta há nove anos e estou feliz com a feira na Posse. Oportunidade de mostrar a riqueza da nossa região. Fiz muitas amizades vendendo para o povo e isso me deixa cada vez mais motivado. Amo plantar e vender saúde”, comentou Antonio.

14 feiras semanas

Além da feira na Posse, mais 13 feiras funcionam na cidade semanalmente. Segundo o Departamento de Agricultura da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, as maiores são as do Centro, Alto da Serra e Corrêas. Cerca de mil pessoas estão envolvidas na venda direta ao consumidor final.

As feiras ocorrem das 6h às 13h30. No domingo a venda ocorre no Alto da Serra, São Sebastião, Itamarati, Corrêas, Nogueira e Duarte da Silveira. Na terça-feira tem a feira do Centro. Já na quinta-feira tem venda direta no Henrique Raffard (Bingen) e Praça Pasteur. Nas sextas, a feira ocorre na Francisco Manoel e General Rondon (Quitandinha). No sábado, no Centro e Valparaíso.

Começou nesta segunda-feira (13.05) a vistoria anual da CPTrans para táxi com placa final zero. A previsão é de que todos os 67 veículos da frota, que conta com 537 táxis, passem pela companhia neste período. A vistoria pode ser feita até o dia 24 de maio, na sede da CPTrans, que fica à Rua Alberto Torres, 115 - Centro, entre 9h e 17h30, de segunda a sexta. O próprio permissionário deve levar o veículo. No local os fiscais irão verificar as condições do veículo, documentação do carro e do motorista e quitação de tributos municipais.

Para a vistoria, o permissionário precisa levar o veículo e apresentar a cópia legível dos documentos: CRLV 2018 (de acordo com calendário de licenciamento anual do Detran) ou 2019; Inspeção GNV 2018;  Aferição taxímetro 2018;  ISS 2018 pago: permissionários e auxiliares  - nos casos de isenção, o mesmo deve apresentar xerox do cartão que comprove; Certidão Negativa do Registro de Distribuição Criminal atualizada do permissionário e auxiliares;  CNH com a indicação que “exerce atividade remunerada” do permissionário e auxiliares;  Comprovante de residência do permissionário e auxiliares;  Cartão de Permissão (alvará) 2018 (original); e pagamento da Taxa de Vistoria.

A equipe de fiscalização solicita que, durante a vistoria do veículo, é fundamental que o permissionário esteja presente. Caso o mesmo não possa ir, só será admitido o representante legal, judicial ou convencional com os documentos. Durante o processo de vistoria, a CPTrans poderá, caso entenda necessário, solicitar documentos complementares. Toda a documentação deve ser apresentada, pois a falta de qualquer um dos documentos implicará na não realização do processo de renovação da autorização. Para certificação da vistoria também é necessário estar quite com todos os encargos provenientes de multas aplicadas, excetuando-se os casos com recursos interpelados em conformidade com o art. 21º, §6º da Lei Municipal nº 6.019/2003.

A data contou com missas e muitas orações

Fiéis católicos lotaram o Trono de Fátima nesta segunda-feira (13.05), data em que é celebrado o Dia de Nossa Senhora de Fátima. O monumento, que fica localizado no Valparaíso e foi construído há 72 anos, recebeu cerca de 15 mil religiosos durante todo o dia. Petrópolis já é destaque no turismo religioso por possuir mais de cem capelas, conventos e igrejas que contam com suas estruturas arquitetônicas a história da Cidade Imperial.

Com diferentes estilos, os principais monumentos religiosos do município ficam abertos para visitação. No caso do Trono de Fátima são oferecidas missas no dia 13 de todo mês, além do almoço que acontece em todos os domingos. O local fica aberto todos os dias, de 9h às 18h. Neste Dia de Nossa Senhora de Fátima a programação é ainda mais especial.

“Minha história com Nossa Senhora de Fátima começou através da minha tia que sempre foi muito devota. Ela realizou muitos milagres na vida dela e aquilo me encantava. Minha tia faleceu de câncer, mas sempre com muita fé. Hoje estou aqui passando pela mesma doença que ela e com muita fé de que tudo dará certo e que tudo será renovado em minha vida”, contou Elisabete Goettnaverg, que assistia a missa que foi realizada durante a tarde na área externa no Trono.

Segundo o administrador do Trono de Fátima, Aguines Dalzini, o espaço fomenta o turismo religioso no município. “Hoje todo o espaço é dedicado para a celebração do Dia de Nossa Senhora de Fátima. Os fiéis participaram de várias missas que foram realizadas durante todo o dia, além das barraquinhas de comidas”, destacou o administrador.

O Trono de Fátima foi construído em 1947 pelo Frei João José Pedreira de Castro, um franciscano enfermo, após cumprir uma promessa feita à santa. O local possuí uma imagem de Nossa Senhora de Fátima de 7 metros de altura e uma capela no subsolo. O conjunto está envolto por sete colunas que representam os dons do Espírito Santo – Temor a Deus, Piedade, Ciência, Fortaleza, Conselho, Inteligência e Sabedoria.

A empresa de telefonia Oi liderou o ranking de reclamações no Procon Petrópolis nos primeiros quatro meses de 2019, com 183 reivindicações. Neste período, o órgão realizou 10.346 atendimentos. Entre os principais setores que mais receberam reclamações dos consumidores estão: serviços, instituições financeiras e de telefonia. A empresa fornecedora de luz Enel aparece em segundo no ranking, com 162 reclamações e a empresa Águas do Imperador em terceiro com 129.

Os consumidores possuem queixas variadas em relação as empresas de telefonia. O Procon registrou reclamações como falhas da prestação de serviços e cobranças irregulares. Pela recorrência dos problemas relatados, o órgão estreitou canais de comunicação diretos com essas empresas, para agilizar uma solução e garantir que o direito do consumidor seja cumprido. Com a expansão dos métodos de atendimento aliado a sistemas mais modernos, o Procon atinge a taxa de resolução de suas demandas superior a 90%.

Quem quiser denunciar alguma prática abusiva pode contatar o Procon pela página do órgão no Facebook, o Procon Petrópolis; pelo site www.petropolis.rj.gov.br/procon. Há, ainda, o WhatsApp Denúncia, no número 98857-5837 ou os telefones 2246-8469 / 8470 / 8471 / 8472 / 8473 / 8474 / 8475 / 8476 e 8477. Atendimento presencial pode ser realizado na unidade do Centro, que fica na Rua Moreira da Fonseca, nº 33. A unidade de Itaipava localizada no Centro de Cidadania, que fica na Estrada União e Indústria, 11.860. Os telefones da unidade são: 2222-1418, 2222-7448 e 2222-7337.

O Balcão de Empregos da Prefeitura, administrado pelo – Departamento de Trabalho e Renda (Detra), da Secretaria de Desenvolvimento Econômico - tem 14 vagas disponíveis nesta semana. Os candidatos devem cadastrar os seus currículos na prefeitura pelo site www.petropolis.rj.gov.br. Mais informações podem ser consultadas pelo telefone (24) 2233-8113.

O balcão de empregos realiza a divulgação das vagas e os encaminhamentos dos candidatos para processo seletivo, sendo assim, fica a cargo do empregador a responsabilidade pelas entrevistas e possíveis contratações. O Detra fica na Avenida Barão do Rio Branco, nº 2846.

Confira as oportunidades:

Açougueiro - 1 vaga - ambos os sexos - Ensino médio e experiência

Inspetor de qualidade - 1 vaga - ambos os sexos - Ensino médio e experiência

Masseiro - 2 vagas - sexo masculino - Ensino médio e experiência

Motorista de ônibus rodoviário - 3 vagas - sexo masculino - Ensino fundamental, CNH categoria D ou E e experiência comprovada

Representante comercial - 1 vaga - sexo masculino - Experiência comprovada em vendas em pontos comerciais alimentícios, CNH categoria AB e possuir veículo para trabalho

Vendedor externo - 3 vagas - ambos os sexos - Ensino médio e experiência em vendas de serviços de telecomunicações

Vendedor externo de Aço Plano - 1 vaga - ambos os sexos - Ensino superior completo ou cursando e experiência

Além dessas foram cadastradas duas vagas para portadores de necessidades especiais. As chances são para auxiliar de produção, sexo masculino. Para concorrer é necessário ter ensino médio completo e laudo médico atualizado.

Atividade foi realizada durante a Festa de Portugal

“Nossas heranças, nossa riqueza”. Esse foi um dos pontos retratados durante uma palestra realizada na Casa de Portugal nesta segunda-feira (13.05). Alunos do ensino fundamental da EM Vereador José Fernandes prestigiaram o evento, que fez parte da programação da Festa de Portugal, realizado pela Casa de Portugal de Petrópolis e que contou com o apoio da prefeitura através da Turispetro e do Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE).

“Como presidente da Casa de Portugal fico feliz em receber esses jovens nessa Casa para ouvir um pouco sobre a história de Portugal. Com certeza um encontro inesquecível para eles e para todos nós que nos empenhamos em preservar essa identidade”, comentou o presidente da Casa de Portugal, Mário Mesquita.

A palestra contou com a participação do pedagogo e escritor Zeferino Costa, cujo pseudônimo é Gabriel Costa.

“Para se compreender a história do Brasil é necessário fazer essa viagem pela história de Portugal. Além da identidade histórica, exaltada pelo descobrimento do nosso país, reconhecemos nos rostos dos alunos essa pluralidade ética que também é reconhecida entre os portugueses e é importante que os estudantes descubram particularidades dessa história e da relação com o Brasil”, disse Zeferino.

Segunda, 13 Maio 2019 18:45

Nota – Alteração de trânsito

Petrópolis já se consolidou como um dos locais preferidos dos cineastas. Prova disso é que a cidade terá suas paisagens mais uma vez nas telonas. Dois filmes estão sendo gravados no município: “Quem vai ficar com Mário?” e “O Garoto”. As gravações das cenas irão alterar algumas vias da cidade durante esta semana.

Fechamentos Intermitentes:

Quarta-feira (15.05):

10h às 18h -  Rua São Pedro de Alcântara

17h às 23h – Rua Padre Siqueira no entroncamento da Av. Piabanha e Rua Treze de Maio

19h às 23h – Av. Barão do Rio Branco, sentido Centro entre as entradas das Ruas Enrique Dias e Atílio Marotti.

Quinta-feira (16.05)

10h às 18h - Rua São Pedro de Alcântara

12h às 23h30 – Av. Koeler na altura do número 190

17h às 23h - Rua Padre Siqueira no entroncamento Av. Piabanha e Treze de Maio

19h às 23h - Av. Barão do Rio Branco, sentido Centro – entre as Ruas Henrique Dias e Atílio Marotti

Sexta-feira (17.05)

12h às 23h30 - Av. Koeler altura 190

Evento acontece em outubro, no Parque Municipal, em Itaipava

Motociclistas de todo o país já começam a confirmar presença na 10ª edição do Imperial Moto Fest, que acontece entre os dias 04 e 06 de outubro, no Parque Municipal, em Itaipava. O evento, já tradicional na cidade, chega a reunir mais de 35 mil pessoas, entre petropolitanos e turistas. A estrutura conta com barracas temáticas, área de camping, praça de alimentação, shows com muito rock’nroll, DJs, concessionárias, venda de peças e assessórios, entre outras atrações. Com entrada gratuita, o festival ajuda a movimentar a economia da cidade.

Organizado pela Associação de Motociclistas de Petrópolis – que reúne oitomoto clubes da cidade, o evento conta com o apoio da prefeitura de Petrópolis, através da Turispetro e do Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE).

Para quem vem de fora, o Imperial Moto Fest vai contar com uma área de camping com chuveiro quente e aquele tradicional café da manhã, tudo gratuito. De acordo com o presidente da Associação, Arlindo Soares, na edição do ano passado foram registrados 720 moto clubes no evento. “Vieram moto clubes de todos os estados do país. Sempre vem muitas pessoas de fora. E muitos chegam antes para conhecer a cidade, o Centro Histórico, a Rua Teresa, a Feirinha de Itaipava”, frisa ele.

O evento é realizado desde 2010,quando foi criada a associação em prol da festa, que é uma verdadeira reunião dos apaixonados pela máquina sobre duas rodas em um intercâmbio entre moto clubes de várias regiões do país.

Fortalecer a política nacional do idoso e discutir as perspectivas do Estatuto do Idoso foi um dos desafios da III Conferência Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, que aconteceu neste sábado (11.05), na Universidade Estácio de Sá, no Bingen. Além dos quatro eixos temáticos debatidos, o grupo elegeu quatro delegados da sociedade civil e do poder público para levarem as mais de 40 propostas elaboradas à IV Conferência Estadual, que acontece em julho.

O encontro, que teve como tema “Os Desafios de Envelhecer no Século XXI e o Papel das Políticas Públicas”, contou com a palestra do membro do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa (CEDEPI), Sandra Rabello. Na ocasião, a palestrante abordou questões sobre o envelhecimento mundial, políticas de cuidados do idoso, nutrição, saúde entre outros. "Vamos colaborar para os fortalecimentos das conferências nos municípios. Esperamos que as propostas sejam bem discutidas pois precisamos discutir o envelhecimento no Brasil. Formular novas propostas é fortalecer as diretrizes do direito do idoso", frisou a conselheira estadual, Sandra Rabello.

"Montamos uma estrutura para receber todos hoje aqui e acredito que somos multiplicadores desta causa. O assunto é sério, os dados estatísticos apontam que a população idosa tende a crescer cada vez mais. Precisamos não só discutir, mas aplicar as políticas públicas apresentadas. Precisamos estar mais próximos dos idosos e assim avançaremos nesse cuidado", destacou a presidente do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa (CMDDPI), Tânia Maltez.

Os quatro eixos debatidos foram: Direitos Fundamentais na Construção/Efetivação das Políticas Públicas (Saúde, Assistência Social, Previdência, Moradia, Transporte, Cultura e Lazer); Educação: assegurando direitos de emancipação humana; enfrentamento da violação dos direitos humanos da pessoa idosa e Os Conselhos de Direitos: Seu papel na efetivação do controle social na geração e implementação das políticas públicas. A partir deles, o grupo elaborou mais de 40 propostas que foram aprovadas pela plenária, e serão encaminhadas para a Conferência Estadual, que será representada por quatro delegados eleitos na ocasião. Representando a sociedade civil, Aldemir Mota, Gabriel Wein e Melina Teixeira de Souza, e pelo poder público, Maria da Penha Rodrigues de Veras.

 

O evento contou com panfletagem de material informativo sobre doenças, prevenções, alimentação entre outros, além do almoço que foi oferecido para os participantes da Conferência.

Atrativo recebeu, na última semana, prêmio da Academia Petropolitana de Letras          

Única casa construída pelo inventor Santos Dumont no Brasil, “A Encantada” hoje é um dos museus mais visitados de Petrópolis. E para comemorar o Dia Internacional dos Museus – 18 de maio – o Museu Casa de Santos Dumont terá entrada gratuita para petropolitanos e visitantes. O atrativo ainda ganhou destaque na última semana com o recebimento do "Prêmio APL - Academia Petropolitana de Letras 2019”, na categoria “Associação de Ciências e Letras para entidades culturais”. A solenidade foirealizada na quarta-feira (08.05), no Museu Imperial.

Construída em 1918, o chalé de fachada européia com paredes brancas e janelas verdes se destaca na paisagem do Centro Histórico. 

Na próxima semana, de 13 a 19 de maio, acontece a 17ª Semana Nacional de Museus – SNM, temporada cultural promovida pelo Ibram em comemoração ao Dia Internacional de Museus, e o Museu Casa de Santos Dumont não poderia ficar de fora da comemoração. 

Antes da construção do imóvel, poucos imaginavam que o terreno íngreme que ficava bem na entrada da Rua do Encanto, no Centro da cidade, poderia abrigar uma moradia. Visionário, o pai da aviação decidiu construir lá seu chalé, que desenhou e planejou com a ajuda do engenheiro Eduardo Pederneiras. Hoje, quem sobe as escadarias e entra na imóvel consegue notar de cara que se trata de uma casa especial. Para entrar, só é possível com o pé direito, em função do formato das escadas criadas por Santos Dumont. A personalidade do inventor é facilmente notada em cada canto, desde o chuveiro aquecido a álcool, que ele mesmo inventou, aos móveis multiuso, como um gaveteiro que servia de cama e uma mesa de estudos que também era usada para fazer suas refeições.

O museu, que tem 59 metros quadrados, conta hoje com cerca de 70 peças em seu acervo, incluindo medalhas, cartas, peças de vestuário, mobiliário solto, livros, entre outros.

“O museu tem trazido grande contribuição para o turismo cultural da cidade. Somos hoje o segundo museu mais visitado, recebemos turistas de todo o mundo. Nosso patrono era conhecido mundialmente. Uma casa pitoresca, bem como sua personalidade. Além da nossa cidade ter sido a escolhida para construir a seu gosto sua única residência ‘A Encantada’. Com mais de 100 anos de construção, a casa contém seu mobiliário original, e grande acervo a ser observado. Com estilo de um chalé francês, a casa se tornou um ícone na cidade, diferente de toda construção da época”, avalia a coordenadora do museu, Simone Wayand.

Museu é premiado pela APL

Pela importância do museu e pela valorização do patrimônio da cidade, o Museu Casa de Santos Dumont foi escolhido para receber o prêmio Associação de Ciências e Letras para entidades culturais, da APL - Academia Petropolitana de Letras, de 2019. Criado em 1985, o prêmio contempla personalidades e instituições que se destacam em diversos segmentos culturais, das artes e da educação, com diplomas e medalhas, além de conceder outorgas honorárias e homenagens especiais. 

“O Museu Casa de Santos Dumont é um patrimônio que a gente precisa valorizar e mostrar. Ele tem essa missão de preservar a nossa história”, explica Christiane Michelin, vice-presidente da APL.

“É muito importante o museu receber esse reconhecimento. Ele tem ganhado atenção especial nos últimos anos e tem recebido cada vez mais turistas. Temos incentivado também a visita dos petropolitanos, concedendo gratuidade em datas comemorativas, por exemplo ”, destaca a diretora de Turismo da Turispetro, Amanda Alvarez.

O Museu Casa de Santos Dumont funciona de terça-feira a domingo, de 9h às 17h30, sendo que a bilheteria fecha às 17h.

Foram 1.453 em abril. Desde janeiro de 2019, já foram 4.556 atendimentos. Em todo o ano passado foram mais de 10 mil

Atendimento sem necessidade de agendamento prévio fica no Centro Administrativo da prefeitura

Quem pensa em abrir um negócio em Petrópolis encontra no Espaço Empreendedor da Secretaria de Desenvolvimento Econômico o local perfeito para tirar dúvidas e receber informações sobre incentivos fiscais, registro de empresas e até solicitação de microcrédito, através de uma parceria com a AgeRio. Desde dezembro de 2017 o EE vem registrando aumento nos atendimentos mensais e em abril deste ano o número foi recorde: 1.453 atendimentos. O número é 58,2% maior em comparação aos registros do mesmo período no ano passado, quando 918 atendimentos foram contabilizados.

Só neste ano, desde janeiro, já foram 4.556 atendimentos. E, em todo o ano de 2018, foram mais de 10 mil. O EE é um local especialmente preparado para receber os novos empreendedores e os empresários que buscam aumentar os seus negócios. A evolução da economia está diretamente ligada aos novos negócios e é por isso que o poder público mantém esse atendimento, sem agendamento prévio, no Centro Administrativo Frei Antônio Moser. 

Do total de atendimentos em abril, 1.042 foram referentes aos registros feitos pela Jucerja – Junta Comercial do Rio de Janeiro: informações sobre MEI, registro de empresas, processos e protocolos. Os demais 411 foram referentes a atendimentos de outras secretarias como Departamento de Trabalho e Renda, Solicitação de incentivos fiscais, protocolo geral, solicitação de microcrédito da AGeRio e consultoria empresarial.

Além de obter informações sobre a documentação necessária para se tornar MEI e dar entrada no alvará, o EE também disponibiliza a consultoria para se conseguir o microcrédito da AgeRio. Uma forma de conseguir capital que pode ser investido em mercadoria e capital de giro e pode ajudar no crescimento de novos negócios, ou seja, uma ferramenta importante para quem está deseja aumentar o seu negócio

Na comparação com o número de atendimentos no EE em abril do ano passado – 918 atendimentos - foi registrado um aumento de 58,2% na comparação com abril deste ano.

“Quem deseja empreender precisa tirar as suas dúvidas e encontrar em um mesmo local todos os atendimentos necessários para agilizar a concretização do empreendimento e é por isso que o EE vem se destacando, mostrando que os novos empreendedores têm um local com servidores especializados para atendimento”, explica Eduardo Barbosa, responsável pelo Departamento de Desenvolvimento Econômico e responsável pelo EE.

No EE os empresários também têm acesso a outros serviços como: Informações sobre alvará, Autenticação de livro, Consultoria Jurídica, Jucerja, Nota Fiscal Eletrônica, Registro de empresas, Mais Valia (Secretaria de Obras), Departamento de Trabalho e Renda, Incentivos fiscais (Secretaria de Desenvolvimento Econômico), Posturas e IPTU (Secretaria de Fazenda), atendimento ao produtor rural, Protocolo Geral, Secretaria de Assistência Social e Secretaria de Meio Ambiente.

Um serviço que é bastante procurado é o de cadastro de vagas no Balcão de Empregos. “O empresário pode deixar as vagas cadastradas, mais um fator que facilita a vida dos empreendedores. O próprio sistema faz uma triagem dos currículos de acordo com as referências solicitadas e encaminha os currículos para a empresa”, conta Eduardo Barbosa.

O atendimento no EE ocorre de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h, no Centro Administrativo Frei Antonio Moser – Avenida Barão do Rio Branco, nº 2846.

Números positivos do ano passado demonstram a importância do trabalho organizado dentro do Plano Inverno municipal

Reduzir o número de incêndios florestais é a meta dos 58 órgãos de resposta que fazem parte do Plano Inverno municipal. O 15° Grupamento de Bombeiro Militar (GBM) de Petrópolis registrou 302 queimadas em 2017, sendo 174 atendidas pelo Destacamento de Itaipava. No ano passado, foram 174 casos ao todo, com 78 desses acontecendo na região do terceiro distrito. A diminuição é o resultado de uma sequência de ações educativas e de repressão realizadas em conjunto entre a prefeitura, o Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, órgãos ambientais e o Ministério Público. A ideia é que o trabalho seja ampliado neste ano, com mais ações acontecendo nas escolas e nos bairros propensos aos incêndios deste tipo.

Criado pela atual gestão, o Plano Inverno municipal foi desenvolvido há dois anos estabelecendo um plano de resposta para agilizar a resposta às ocorrências com a participação de diversos órgãos de atendimento. Ele é organizado e atualizado anualmente pela Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias, estabelecendo uma série de ações de prevenção aos desastres de origem natural. O município foi premiado pela Organização das Nações Unidas (ONU) pelo pioneirismo em 2017.

Buscando reduzir ainda mais a quantidade neste ano, o Plano Inverno municipal começou a ser atualizado pela Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias na última semana. Nele estão previstas uma série de ações de prevenção, como o sobrevoo de um drone nas áreas propensas às queimadas em apoio aos órgãos ambientais; o Defesa Civil nas Escolas, reforçando a prevenção no ambiente escolar; e as operações de caráter educativo, com a entrega de panfletos nas comunidades. 

Também como forma de prevenir às queimadas, os petropolitanos podem denunciar os casos para a Secretaria de Meio Ambiente no telefone (24) 2233.8180. Ou ainda ligar para o Linha Verde, programa do Disque Denúncia do Rio de Janeiro exclusivo para recebimento de informações sobre crimes ambientais, através dos telefones 0300 253 1177 e (21) 2253-1177.

A população deve informar também os locais onde há a queima de lixo doméstico ou entrada em matas com produtos inflamáveis. Quem provoca incêndio está sujeito a punições, dependendo das consequências dos seus atos. Fazer queimadas, mesmo em áreas rurais, é crime previsto em lei e pode levar a detenção de seis meses a um ano, além da aplicação de multa. 

Previsão de tempo seco em todo o Estado nos próximos meses

Menos chuvas e temperaturas mais amenas. Essa é a tendência para os próximos meses, segundo o Instituito Nacional de Meteorologia (Inmet).  Nesse período ainda pode acontecer moderada influência do El Niño em algumas regiões do País, mas a previsão é de que os impactos do fenômeno não aconteçam de forma generalizada e significativa.

Nos grandes eventos da cidade, como a Expo Agropecuária e a Bauernfest, o stand permite a exposição do trabalho de quem faz reciclagem para criar artigos para casa, decoração, vestuário e brinquedos

Sabe aquela sua sombrinha velha? A estilista Juliana Pinto transforma em um casaco impermeável. E aqueles retalhos de roupas ou panos? Vira uma linda boneca para presentear uma criança nas mãos da artesã Teresa Heinrichs. Já com 810 garrafas pets a Sueli Meira faz uma cama de casal. Os exemplos acima são só alguns dos vários produtos feitos a partir do reaproveitamento de materiais que normalmente vão para o lixo – mas que graças ao trabalho de artistas e artesão da cidade ganham uma nova utilidade. Todos eles ganham espaço para serem expostos no stand que a Comdep monta nos grandes eventos da cidade para conscientizar os frequentadores sobre coleta seletiva e reciclagem, como aconteceu na última edição da Expo Agropecuaria e voltará a acontecer na Bauernfest, em junho.

A cidade possui três programas de coleta seletiva: “Porta a Porta”, que faz o recolhimento em alguns bairros da cidade de segunda a sexta; “coleta eventual”, que atua no Centro, em Araras, e em Corrêas sob demanda; e os ecopontos da Mosela, de Itaipava e do Quitandinha, onde a entrega de materiais recicláveis gera descontos na conta de luz. Nos três primeiros meses do ano, 128 toneladas de material reciclável e 919 litros de óleo de cozinha foram coletados nesses programas.

O stand da coleta seletiva dentro dos grandes eventos é um dos trabalhos dentro do Programa de Educação e Conscientização Ambiental (Peca) que a Comdep mantém. O programa conta com palestras em escolas e em empresas, que tem o mesmo objetivo do stand: mostrar para as pessoas como participar dos programas de coleta seletiva contribui para a preservação da natureza e como isso ajuda na limpeza da cidade. Estar nos grandes eventos é uma oportunidade de poder atingir um público ainda maior sobre esse tema.

Seis artesãos puderam expor trabalhos de reciclagem na Expo

No último evento em que o stand foi montado, seis artesãos puderam expor produtos que fizeram a partir de reciclagem e até vender artigos para casa, decoração e vestuário. São pessoas que trazem consigo não apenas a criatividade de enxergar possibilidades novas para aquilo que geralmente vai para o lixo, mas que possuem também a consciência de estar cuidando do meio ambiente ao retirar materiais que poderiam degradar a natureza por anos, séculos e até milênios.

“Existem diversos artistas que além de evitar o descarte incorreto, ainda trabalham a conscientização ambiental e agregam valor ao que é considerado lixo. Porém, muitas vezes essas iniciativas ficam isoladas e espalhadas, sem alcançar o reconhecimento merecido. Trazendo esses artistas para expor no stand da Comdep, criamos um espaço de divulgação e intercâmbio destas iniciativas”, explica a coordenadora do Programa de Educação e Conscientização Ambiental da Comdep, Jussara Gatto Justen.

Há um ano, Juliana Pinto foi desafiada na faculdade de Moda a criar uma marca que tivesse um apelo sustentável. Foi então que ela teve ideia de reaproveitar o tecido de sombrinhas para fazer casacos – que além de protegerem do frio, ainda possuem outra vantagem: são impermeáveis, adequados para uma cidade em que chove bastante como Petrópolis. Hoje, ela já vende os casacos com a marca “Relevo”, outra inspiração que teve com as características do município.

“Eu sempre gostei desse tema de sustentabilidade. Um casaco pequeno eu uso duas sombrinhas, já um grande são três ou quatro. Tento fazer peças mais jovens, mais coloridas. Acho que espaços como esse stand são superimportantes, porque a sustentabilidade é o futuro, então quanto mais as pessoas saberem o que dá para reaproveitar, melhor”, acredita a estilista.

Marta Monteiro, depois de trabalhar na área de turismo, passou a trabalhar com produtos recicláveis. No stand, ela e o marido, Carlos Monteiro, especialista em sustentabilidade, mostraram bolsas, mochilas e carteiras que foram criadas com lonas feitas a partir de garrafas pets. Também no stand é possível conhecer peças de decoração, como mosaicos feitos com colagem de cacos de vidro, uma técnica chamada de “Picassiette”.

“É uma arte na minha vida. Estou em todos os eventos no stand da Comdep, que é uma forma de conscientização das pessoas. O mundo não suporta só criar lixo, as pessoas têm que aprender a aproveitá-lo para retirar esse resíduo da natureza”, diz ela.

Reciclando e brincando

Já Oseas Siqueira busca atingir um outro público: as crianças. Ele usa latinhas de bebidas e de alimentos, tampinhas de garrafa e outras embalagens para fazer brinquedos simples – bonequinhos, animais, vasos de plantas. E o objetivo é um só:

“A criança chega aqui no stand e identifica que todos esses materiais ela encontra em casa. Isso vai conscientizar elas a não desperdiçar nada. É importante vir desde cedo formando essa consciência”, afirma.

Outra artesã que trabalha com brinquedo é Teresa Heinrichs. Ela aproveita retalhos de roupas ou de qualquer tecido para fazer bonecas e usa como base para corpo dessas peças uma garrafinha de refrigerante, aquelas do tipo “caçulinha”. Mas no caso dela, não é só a sustentabilidade uma marca desse trabalho.

“Eu trabalho montando bonecas negras, para que as meninas negras também se identifiquem. E também faço outros produtos que eu posso vender. Quem vê os produtos aqui no stand percebe que também pode conseguir renda aproveitando esses materiais. Para um desempregado, por exemplo, dá para fazer um trabalho muito rico. E com a reciclagem, muita coisa vai deixar de ir para o lixo”, ressalta ela.

“Era lixo, virou luxo”

Sueli Meira é uma agente de saúde que criou um projeto chamado “Era lixo, virou luxo”. Ela também coordena o “Grupo Florescer”, que tem oficinas toda sexta-feira para ensinar mulheres da Estrada da Saudade a transformar “o dito lixo”, como ela diz, em peças práticas para casa. Na Expo, ela mostrou uma cama que ela construiu com 810 garrafas pets. Mas não foi só isso que ela fez: de uma embalagem de amaciante, nasceu um porta-jóias; dois pneus viraram um puff; e ainda teve cadeiras, colchas, quadros e banner que ficaram expostos no stand.

“Durante um evento como esse, muita gente pode mostrar o que faz. E é legal ver a reação de cada pessoa: os homens olham e pensam na economia que podem fazer,  já as mulheres pensam na praticidade. O bom desse stand é que todo que vem não consegue ficar indiferente”, destaca.

Alvará Online - BANNER

Notícias por data

« Maio 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31    

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo