A segunda semana dos testes de trânsito executados pela CPTrans começou com resultados positivos nas ruas Montecaseros e 13 de Maio. Importantes gargalos na saída de veículos da cidade, esses pontos estão, desde a última semana, recebendo intervenções com a colocação de gradis e moralização do trânsito com a presença de agentes. Outros pontos também tiveram reflexos positivos, como a Roberto Silveira, Paulino Afonso e Koeller, por exemplo. 

Na Montecaseros, a implementação de um gradil impedindo a entrada para uma escola de quem segue do sentido Piabanha X Montecaseros, já demonstrou bons resultados. Agentes também ficaram na rua orientando os motoristas e impedindo irregularidades no local. Outro ponto com bons resultados foi a 13 de Maio. A disponibilização de gradis no local, um impeditivo de conversão à esquerda, também tem apresentando bons resultados no trecho.

Os testes estão sendo executados aos poucos e as avaliações feitas dentro de um cronograma para que as os resultados positivos sejam implementados em caráter definitivo.

O objetivo das intervenções é dar maior fluidez ao trânsito, aumentando a constância com que os veículos trafegam, chegando mais rápido aos seus destinos. São mudanças pontuais, que, juntas, deverão beneficiar os itinerários de 170 linhas de ônibus em diversos sentidos.

Petrópolis recebeu a segunda etapa da Liga Master de Handebol do Rio de Janeiro neste domingo (14.04). A competição contou com a presença de mais de 600 pessoas no Centro de Iniciação ao Esporte (CIE), no Caxambu. Foram cinco jogos: cinco disputas masculinas nas categorias sub-35 e 42 e dois jogos femininos na sub-37.

Na categoria masculina, o grande destaque foi o time de Volta Redonda, que venceu o Instituto Piu XI de 30 a 17 – sub 35. Já na categoria feminina, sub 37, o time da Legião Handebol venceu por 26 a 12 o União JPA. O objetivo da liga é possibilitar o encontro dos atletas, aquecer a modalidade, ser referência para os jovens e promover um ambiente de integração familiar.

O handebol é oferecido pela prefeitura na programação dos Jogos Estudantis Municipais (Jems) e nos Jogos Estudantis Unificados de Petrópolis (Jeups). Somadas, as competições reuniram cerca de 300 jovens em torno da modalidade em 2018. A expectativa é que mais estudantes estejam envolvidos neste ano.

Secretaria de Saúde destina novos aparelhos para os hospitais Nelson de Sá Earp e Alcides Carneiro

A prefeitura abriu licitação para aquisição de novos equipamentos de exame de imagens para a rede pública de saúde. Dois ultrassons, um tomógrafo e um mamógrafo são os objetos de compra das licitações programadas para acontecer ainda na segunda quinzena de abril e início do mês de maio.      Os novos aparelhos – com concorrência no teto de R$ 2,5 milhões -  vão ampliar e modernizar os serviços oferecidos nas unidades médicas e hospitalares da rede.

Os equipamentos irão atender as necessidades dos hospitais Nelson de Sá Earp (HMNSE) e Alcides Carneiro (HAC). Segundo a prefeitura, o objetivo é o de estruturar cada vez mais a rede de saúde pública - o município investe quase 32% do orçamento em Saúde.

Serão adquiridos quatro novos equipamentos, sendo que a maioria deles é destinada para o HMNSE onde será montado um centro especializado em exames de imagens. A unidade passará a contar com dois aparelhos de ultrassom e um tomógrafo.

Para o Hospital Alcides Carneiro será destinado um novo aparelho de mamografia, que irá substituir o existente na unidade. O novo equipamento tornará os procedimentos realizados no HAC mais rápidos e simples. Com tecnologia digital, o aparelho oferecerá ainda mais precisão nas análises feitas com maior agilidade, o que é de grande importância a definição de um diagnóstico de câncer.

Todos os pregões eletrônicos são realizados na modalidade menor preço e as realizações cumprem emendas parlamentares, que destinam verbas do Fundo Nacional de Saúde, do Ministério da Saúde.

Dias 17, 18 e 19 de abril na Rua Souza Franco

Quem segue a tradição de priorizar a compra de peixes e frutos do mar na Semana Santa poderá aproveitar os produtos frescos que serão vendidos na tradicional Feira do Pescado. Nesse ano, a feira vai ocorrer nos dias 17, 18 e 19 de abril, na Rua Souza Franco. Serão 30 barracas e a expectativa é de que seja disponibilizado para o público aproximadamente 25 toneladas de peixes.

Os produtos mais procurados estarão à venda: corvina, tira-vira, cação, namorado, tilápia, filé de linguado, filé de merluza, sardinha, cavalinha, camarão e salmão.

A feira vai funcionar no dia 17 (quarta-feira), das 10h às 22h, no dia 18 (quinta-feira), das 6h às 22h e no dia 19 de abril (sexta-feira), das 6h às 14h.

De acordo com os feirantes os peixes mais procurados são: corvina, sardinha, cavalinha, camarão, merluza e cação em posta.

A feira ocorre por meio da parceria entre o Departamento de Agricultura, da secretaria de Desenvolvimento Econômico, Comdep, que realiza a limpeza do lugar e CPTrans, que organiza o trânsito. Além disso, a Enel realiza a ligação de energia para as barracas e a Guarda Civil reforça a segurança. Todos os feirantes usam uniformes.

 

Empresas vencedoras vão pagar para a prefeitura para ter exclusividade no fornecimento dos produtos. Objetivo é fortalecer a qualidade das festas e trazer economias aos cofres públicos

Uma das festas mais aguardadas de Petrópolis, a Bauernfest se aproxima e dois produtos são indispensáveis no burgo alemão: o salsichão e a cerveja. É por isso que a prefeitura está lançando dois editais para captação de recursos financeiros, por meio de patrocínio por cota e detenção de exclusividade total no fornecimento de salsichão e bebidas para a realização da 30ª da Festa do Colono Alemão. Este ano, o evento acontece de 14 a 30 de junho (exceto no dia 20 – feriado de Corpus Christ), no Palácio de Cristal e arredores.

O objetivo dos dois editais é selecionar empresas parceiras que tenham interesse em colaborar com o município na realização dos eventos, com aporte financeiro. Em contrapartida, a empresa fica com a exclusividade no fornecimento dos produtos.

Segundo a Turispetro, a parceria fará com que o município economize: as empresas vencedoras vão pagar para a prefeitura para ter essa exclusividade e o município vai usar o valor para custear parte do evento.

Para o edital de bebidas, que prevê o fornecimento de chope, refrigerantes, sucos de fruta e água mineral o lance mínimo será de R$ 800 mil. Ou seja, o valor deverá ser pago à prefeitura. Em contrapartida terá exclusividade no fornecimento das bebidas para a Bauernfest e também uma barraca nos jardins do Palácio de Cristal. O valor do patrocínio será utilizado para a contratação das estruturas e serviços necessários para a realização da festa.

Vale lembrar que, apesar da exclusividade, há exceção ao cumprimento da Lei Municipal n° 7.565 de 10/10/2017, sancionada pelo prefeito Bernardo Rossi, que garante o incentivo à produção de cerveja artesanal por microcervejarias da cidade.

Já para o edital do salsichão, a empresa vencedora deverá fornecer os salsichões especialmente desenvolvidos com formulação tipicamente alemã e ter capacidade para fornecer as quantidades estipuladas no edital. A cota de patrocínio correspondente ao chamamento público tem o valor mínimo de R$ 38.153,45 mil, em contrapartida, terá o fornecimento com exclusividade de salsichão para comercialização nas barracas da festa, com exceção das barracas no intramuros do Palácio de Cristal. Apesar disso, a empresa também  terá uma barraca exclusiva nos jardins do Palácio de Cristal.

Os editais estarão disponíveis no Departamento de Licitações, Compras e Contratos Administrativos (Delca), ou na internet, no site da prefeitura: www.petropolis.rj.gov.br, a partir desta quarta-feira (17.04). Para o edital do salsichão, o envelope contendo a proposta e habilitação deverá ser entregue no dia 07 de maio, às 14h. Já no edital de bebidas, o envelope deverá ser entregue no dia 09 de maio, às 14h. Ambos no Delca, no Centro Administrativo da prefeitura.

30ª Bauernfest será expandida

Petrópolis já se prepara para receber sua festa mais tradicional: a Bauernfest. Este ano, o burgo alemão será expandido e terá 16 dias, sendo três fins de semana. A expectativa da Prefeitura é a de melhorar a qualidade da festa para o público, além de aumentar o número de turistas atraídos para a cidade com seis dias a mais em relação ao ano passado. O evento, que em 2019 chega à sua 30ª edição, movimenta a economia e é considerada a 2ª maior festa da cultura germânica do país

A Bauernfest é um dos principais eventos de Petrópolis. A comemoração começou com pequenas quermesses realizadas no início do século XX, no bairro Fazenda Inglesa, onde os primeiros colonos promoviam o retorno às origens com música, dança e os tradicionais pratos da culinária alemã. Já em 1983, no Clube 29 de Junho, que reúne descendentes da colônia, surgiu a ideia de transformar a festa em um evento onde todos teriam conhecimento da história e tradições dos alemães da cidade de Petrópolis. O local escolhido foi os arredores do Palácio de Cristal, onde está um cruzeiro que marca a chegada dos pioneiros. A partir de 1990, já com o nome Bauernfest e o apoio da prefeitura, o evento foi profissionalizado e cresceu, alcançando o formato atual da festa.

O muro que está sendo construído na Rua Atílio Marotti foi concretado. A estrutura terá 20 metros de extensão no total e cinco metros de altura. Ao mesmo tempo, já foram instalados seis de um total 22 tirantes, equipamentos que farão a contenção da rua.

Para a construção do muro, foram instaladas 10 estacas raiz para reforçar a fundação da obra. Depois, foi colocada a ferragem da estrutura. O muro tem tempo de “cura” (secagem) estimado em quatro semanas. Nesse período, serão instalados mais seis a sete tirantes. Após a secagem completa, será feita a concretagem do talude e instalados as demais estruturas de contenção.

A obra é executada pela empresa MacPort Estrutura, que mantém cinco funcionários no local. O trabalho ainda inclui a reconstrução da rede de águas pluviais. Toda a área onde o serviço é realizado é cercado com tapumes.

Serviço tem sete famílias capacitadas, duas crianças já foram acolhidas

O serviço Família Acolhedora organiza mais um Chá Acolhedor para o mês de junho. A iniciativa visa atrair pessoas interessadas pelo serviço voluntário de amparo a crianças em vulnerabilidade social. Essa é uma das formas de ingressar no serviço que capacita famílias para prestar assistência aos menores de idade que, por medida de segurança são afastados da família biológica. O serviço capacitou mais uma família, que em março recebeu mais uma criança encaminhada para o acolhimento por decisão judicial.

O trabalho voluntariado é aberto a todos e o Chá Acolhedor é um canal para conhecer o serviço que vem sendo desenvolvido para o preparo das famílias. Os interessados já podem confirmar presença pelo telefone 2249-4319. O Família Acolhedora é uma alternativa aos orfanatos. A proposta é manter as crianças que, por segurança, precisaram ser afastadas das famílias biológicas, e são encaminhadas para o acompanhamento de uma família substituta.

Os voluntários, que passam por treinamento, não podem ter interesse em adoção, permanecem com as crianças e adolescentes, oferecendo todo o suporte necessário para o desenvolvimento do menor.

As famílias aptas a receberem as crianças passam por capacitação, com nove encontros com as psicólogas, assistentes sociais e demais profissionais do serviço. Os interessados participam de palestras sobre temas diversos, entre os quais, o desenvolvimento da criança e adolescente, traumas psicológicos que as crianças podem apresentar, política municipal de assistência social, abuso sexual, alienação parental, entre outros.

Cada criança pode ficar cerca de dois anos com a família substituta, tempo em que serão avaliadas questões sociais que possibilitem o retorno ao convívio da família biológica ou defina o encaminhamento para a adoção.  Foi o que aconteceu com a primeira criança acolhida em 2018. Após um ano sob o amparo da família substituta, será adotada e terá um novo lar definitivo.

Até que se defina o destino do menor, são buscadas todas as tentativas de reinserção ao convívio com a família biológica. A determinação de encaminhamento para a adoção é dada pela Vara da Infância e Juventude, após a constatação da impossibilidade de reingressar ao lar de origem.  Nesse período de tempo em que ainda não há destino certo para as crianças, a famílias acolhedora tem um importante papel para o bem-estar das crianças e adolescentes.  

Serviço atrai voluntários no acolhimento ou na multiplicação do trabalho

Após conhecer o trabalho, a professora e assistente social, Maria Angélica Antunes, 50 anos, se tornou uma multiplicadora e vem sendo voluntária desde 2016 na organização dos Chás Acolhedores. Foi no primeiro evento realizado há três anos que surgiu a primeira família acolhedora. Por saber da complexidade e importância do trabalho, todos os anos os eventos são realizados com o objetivo de disseminar o serviço. “A proposta é mostrar o que é o serviço. A família acolhedora é um ato amor. Acolher uma pessoa que necessita é garantir uma oportunidade”, destaca Maria Angélica.

Quando não há a possibilidade de se alcançar acolhedores, durante os chás, o serviço amplia o número de pessoas que atuam como multiplicadores. “Esse é um momento importante em que apresentamos todo o trabalho realizado. Muitas das vezes as pessoas não se sentem preparadas para acolher, mas passam a contribuir com o serviço”, destaca a coordenadora do Serviço Família Acolhedora, Graciele Vanzan. Desde que o serviço foi retomado em 2016, foram formadas três turmas de preparação, a partir das quais, sete famílias se tornaram aptas a acolherem crianças e adolescentes.

Quem pode ser acolhedor?

Para se credenciar como Família Acolhedora, os interessados devem procurar os profissionais do serviço e agendar uma entrevista. É necessário ter disponibilidade de tempo e afeto para cuidar da criança, idade entre 24 e 65 anos, boa saúde e zelar pela saúde da criança, garantir a frequência em escola. Além disso, é preciso que o interessado não esteja respondendo a inquérito policial ou envolvido em processo judicial e ter residência fixa no município.

O município disponibiliza subsídio financeiro à Família Acolhedora, nos valores equivalentes a meio salário mínimo ou um salário mínimo nos casos em que a criança ou adolescente a ser acolhido seja pessoa com deficiência. Para mais informações, a Secretaria tem disponível o telefone (24) 2249-4319.O serviço, que é mantido com verba do Governo Federal, recebeu essa semana apoio do Conselho Municipal da Criança e Adolescente que repassou auxílio proveniente do Fundo da Criança e Adolescente (Funcria) para aquisição de equipamentos e melhorias no serviço.

Prazo para regularização de 50 táxis vai até dia 26

Cinquenta táxis com o final da placa com o número 8 deverão realizar a vistoria anual da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) até o próximo dia 26 de abril. O trabalho é executado na sede da própria companhia, entre 9h e 17h30. O veículo deve ser levado pelo permissionário. No local os fiscais irão verificar as condições do veículo, documentação do carro e do motorista e quitação de tributos municipais. A CPTrans fica na Rua Alberto Torres, 115 – Centro.

Na falta do permissionário só será admitido o representante legal, judicial ou convencional com os documentos. Durante o processo de vistoria, a CPTrans poderá, caso entenda necessário, solicitar documentos complementares. Toda a documentação deve ser apresentada, pois a falta de qualquer um dos documentos implicará na não realização do processo de renovação da autorização. Para certificação da vistoria também é necessário estar quite com todos os encargos provenientes de multas aplicadas, excetuando-se os casos com recursos interpelados em conformidade com o art. 21º, §6º da Lei Municipal nº 6.019/2003.

Confira a documentação exigida:

CRLV 2018 (de acordo com calendário de licenciamento anual do Detran) ou 2019; Inspeção GNV 2018;  Aferição taxímetro 2018;  ISS 2018 pago: permissionários e auxiliares  - nos casos de isenção, o mesmo deve apresentar xerox do cartão que comprove; Certidão Negativa do Registro de Distribuição Criminal atualizada do permissionário e auxiliares;  CNH com a indicação que “exerce atividade remunerada” do permissionário e auxiliares;  Comprovante de residência do permissionário e auxiliares;  Cartão de Permissão (alvará) 2018 (original); e pagamento da Taxa de Vistoria.

Calendário de vistorias:

Fim de placa – número 8 – período de vistoria: 15/04/2019 até 26/04/2019

Fim de placa – número 9 – período de vistoria: 29/04/2019 até 10/05/2019

Fim de placa – número 0 – período de vistoria: 13/05/2019 até 24/05/2019

Os petropolitanos dominaram o pódium com 8 vitórias

A seleção de Petrópolis conquistou 8 vitórias contra atletas de todo o Estado, durante o desafio de Muay Thai, que aconteceu neste domingo (14.05), na Academia Extreme. Foram 14 combates de categorias de 55 até 86 quilos. A luta principal e mais técnica da noite, teve vitória do petropolitano Gabriel Benvenuti, na categoria 55 kg. A competição contou com a presença de mais de 300 pessoas e com o apoio da prefeitura, através da Superintendência de Esportes e Lazer.

Os grandes vencedores do Desafio de Muay Thai foram os atletas da Seleção Petropolitana: José Balbino, Pedrinho Thai, Caio Salgueiro, Jeferson Mulsumano, Matheus Costela, Sidney Buakaw, Gabriel Benvenuti e Douglas Rocha. Segundo organizador do desafio, professor Steiner Benvenuti, o evento também teve um cunho social. “O Desafio superou nossas expectativas, conseguimos alcançar o dobro de público que esperávamos. E na entrada, pedimos 1kg de alimento não perecível. Conseguimos montar cestas básicas e vamos doar para o Projeto do Morro, na Rua Oswero Carmo Vilaça. Ficamos muito felizes com o resultado”, contou o professor.

O poder vem realizando parcerias público-privada para trazer eventos de artes marciais para a cidade, proporcionando opções de lazer e incentivando as modalidades. No ano passado, por exemplo, foram realizados o Torres Fight Championship, a nona edição da Copa Petropolitana de Judô e o Open de Judô.

O professor e organizador do evento, Steiner, anunciou também a realização da Copa Thai Kids no dia 5 de maio, na mesma academia, atendendo crianças de 9 até 13 anos. “ Temos muitos atletas preparados e as competições são uma oportunidade de trabalharem suas técnicas”, finalizou o professor.

Atividade ministrada pela Comdep fez parte da Semana dedicada ao setor e promovida pela universidade, que discute o reaproveitamento de materiais na construção civil

A Comdep abriu as portas do Centro de Triagem de Cascatinha para visitação de alunos de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Estácio de Sá. A atividade ocorreu dentro da Semana de Arquitetura e Urbanismo promovida pela faculdade, na última semana. O espaço é o local onde o lixo reciclável coletado na cidade passa por separação e seleção e, depois, é comercializado por uma cooperativa de catadores. O objetivo foi mostrar como o trabalho é feito para que futuros arquitetos formados pela universidade tenham um olhar diferenciado em relação ao reaproveitamento de materiais.

Durante a Semana de Arquitetura e Urbanismo, a Comdep manteve um stand sobre coleta seletiva, com informações sobre o tempo de decomposição de produtos, exposição de peças de artesanato feitos com produtos reaproveitados e mostrar os trabalhos de coleta seletiva realizados no município.

A reciclagem foi um dos temas principais temas debatidos pela universidade. A intenção era mostrar aos alunos a importância de se pensar sobre consumo, aproveitamento e descarte consciente dos materiais usados na construção civil.

O professor do curso de Arquitetura e Urbanismo, Paulo Igreja, ressalta que esse é um conceito antigo – ele lembra que ainda na década de 1920 foi construída a “Casa da Flor”, em São Pedro da Aldeia, feita e decorada apenas com materiais retirados do lixo. Para o docente, esse é um assunto que vem sendo levando cada vez mais em consideração pelos alunos porque eles vivenciam essa necessidade.

O aluno Arthur Vogel acredita que a visita deu uma oportunidade única de aguçar a criatividade sobre novas maneiras de usar os produtos de forma ecologicamente correta.

“Essa ideia de ‘reciclar a Arquitetura’ traz esse conhecimento da reciclagem em si. Então poder trazer para veia e embasar esse conhecimento de reciclagem aqui no Centro de Triagem é supervalioso isso. E isso tudo pensando em um futuro melhor”, destaca.

No Centro de Triagem de Cascatinha, a Cooperativa Crescer tem 15 pessoas que fazem a separação do lixo recolhido pela Comdep na coleta seletiva eventual e do programa “Porta a Porta” e o que é recebido como doação nos ecopontos. Parte desse material recolhido pela Comdep vai para o grupo de catadores que trabalha no local e outra vai para outras cooperativas da cidade. Só em Cascatinha, em fevereiro, a Cooperativa Crescer fez a triagem de 72 toneladas de materiais como plástico, papel, alumínio e vidro. Para isso, ela conta com uma prensa, uma balança, uma paleteira (um equipamento tipo empilhadeira) e quatro mesas separadoras.

Tema cada vez mais difundidos entre às universidades, a defesa do consumidor vai ser abordada pelo Procon Petrópolis em palestra para os estudantes do polo da Cruzeiro do Sul. O encontro está marcado para esta terça-feira (16.04), às 19h, na sala 802 do número 288 na Rua do Imperador. Os interessados devem se inscrever no (24) 98882-3645 e (24) 2291-2859. A ação acontece dentro da vertente Procon Educa, que busca levar às instituições da cidade, orientações sobre seus direitos e deveres dentro das relações de consumo.

Inédito no país e premiado nacionalmente, o programa Defesa Civil nas Escolas virou referência para outros municípios. O Secretário de Educação, José Roberto Zimbrão Ribeiro, agentes da Defesa Civil e da Guarda Municipal de Areal visitaram o C.E.I. Jorge Rolando da Silva, no Morin, para conhecer a parte prática do programa desenvolvido em Petrópolis. O objetivo é implantar Defesa Civil nas Escolas em 50% da rede municipal de Areal, ainda no segundo semestre.

Durante a visita, a equipe conheceu as atividades que são oferecidas nas salas de aula. O C.E.I realizou trabalhos de educação ambiental com alunos do quarto período, e o programa atendeu 130 crianças. Foram apresentadas duas turmas aos agentes, uma fez um projeto que transformou garrafas pet em brinquedos, e a outra reciclagem de papel.

O secretário de Educação de Areal, José Roberto Zimbrão Ribeiro, acompanhou a visita e ficou impressionado com o desenvolvimento do programa na unidade de ensino. “Vimos na prática a execução do programa, e é excelente. O município está de parabéns! As crianças muito engajadas e o trabalho de prevenção sendo realizado de forma educativa”, disse o secretário.

“Hoje viemos conhecer a Defesa Civil nas Escolas, pois queremos implantar o programa na nossa rede de ensino. Petrópolis é referência em trabalhos da Defesa Civil e estou muito emocionado em ver de perto como funciona o programa”, destacou o Coordenador de Defesa Civil de Areal, Antônio Sérgio Gandra.

A diretora do C.E.I. Jorge Rolando da Silva, Mônica Achão, contou a como o programa pode modificar a vida dos alunos no futuro. “As crianças são multiplicadoras. Hoje estão aprendendo sobre reciclagem, cuidando do mundo e futuramente serão preocupados com as questões ambientais. Eles terão uma mudança de comportamento em relação ao lixo, logo contribuindo para um bem coletivo e para o planeta”, frisou a diretora.

O programa que é realizado nas salas de aula da rede municipal, insere os assuntos nas instituições de ensino, oferecendo a oportunidade de crianças e adolescentes desenvolverem a cultura de prevenção aos desastres de origem natural e de percepção de riscos. No ano passado – primeiro ano da política pública – foram realizadas 170 atividades dentro do Defesa Civil nas Escolas, com a participação de 103 colégios da rede, oito particulares e um estadual.

O Balcão de Empregos da Prefeitura, administrado pelo – Departamento de Trabalho e Renda (Detra), da Secretaria de Desenvolvimento Econômico - tem 13 vagas disponíveis nessa semana. Os candidatos devem cadastrar os seus currículos na prefeitura pelo site www.petropolis.rj.gov.br. Mais informações podem ser consultadas pelo telefone (24) 2233-8113.

O balcão de empregos realiza a divulgação das vagas e os encaminhamentos dos candidatos para processo seletivo, sendo assim, fica a cargo do empregador a responsabilidade pelas entrevistas e possíveis contratações. O Detra fica na Avenida Barão do Rio Branco, nº 2846. Confira as oportunidades:

Assistente de documentação técnica - 1 vaga - ambos os sexos - Ensino médio completo, certificação ANAC definitiva válida, inglês técnico básico, conhecimento do sistema operacional SAP

Assistente de processos químicos e mecânicos - 1 vaga - ambos os sexos - Ensino médio e domínio de informática

Chapeiro - 2 vagas - ambos os sexos - Ensino o fundamental e experiência

Costureira - 1 vaga - ambos os sexos - Experiência comprovada na confecção de vestidos de noivas e festas

Inspetor configurador - 1 vaga - ambos os sexos - Ensino médio completo, certificação ANC definitiva válida e inglês técnico

Instrutor de segurança - 1 vaga - ambos os sexos - Ensino superior completo, diploma em segurança do trabalho (técnico ou engenheiro), conhecimento em normas regulamentadoras.

Operador de empilhadeira - 1 vaga - sexo masculino - Ensino fundamental completo e curso na área

Promotor de vendas - 2 vagas - ambos os sexos - Ensino médio completo, experiência na função, habilitação categoria A, moto para trabalho e disponibilidade para viajar.

Além dessas, foram cadastradas 3 vagas para portadores de necessidades especiais. Confira:

Assistente administrativo - 1 vaga - ambos os sexos - Ensino médio completo, conhecimento do pacote office, experiência em atividades administrativas. Desejável ensino superior completo ou cursando e inglês intermediário, além de laudo médico atualizado.

Assistente de comércio exterior - 1 vaga - ambos os sexos - Ensino médio completo, conhecimento do pacote office, experiência em atividades administrativas. Desejável ensino superior completo ou cursando e inglês intermediário. Laudo atualizado.

Auxiliar de logística - 1 vaga - sexo masculino - Ensino médio completo, laudo atualizado.

Com mais de 21.724 MEIs – microempreendedores individuais– Petrópolis é uma das cidades fluminenses que têm modificado seu perfil econômico e de empregos. O número de pessoas trabalhando por conta própria (e que podem empregar mais uma pessoa) aumenta a cada ano, na casa de 9% em média. E o faturamento dos MEIs apenas na cidade pode chegar a movimentar até R$ 1,7 bilhão por ano, o que representa 13,5% do PIB de Petrópolis.

E para acompanhar a transição no perfil econômico, Petrópolis trabalha forte para aumentar a legalização das pessoas que ainda estão na informalidade. Para facilitar a vida das pessoas interessadas em regularizar as atividades de microempreendedor individual, as secretarias de Fazenda e Desenvolvimento Econômico passaram a disponibilizar o cadastro e a emissão do documento em um único local: a Sala do Empreendedor, que funciona no Centro Administrativo da prefeitura, na Barão do Rio Branco. Em 20 dias, 660 pessoas foram atendidas já com este novo sistema.

A economia da cidade está voltando a crescer e as pessoas estão vencendo a crise com empreendedorismo. O perfil econômico está sendo alterado gradativamente e a Prefeitura precisa e está acompanhando a forte tendência fazendo o seu papel: desburocratizando o acesso à legalização.

A última nota técnica do Sebrae sobre o crescimento dos MEIs é de fevereiro deste ano. No país são 10,5 milhões de microempreendedores individuais. No estado do Rio são 923 mil, um crescimento de 22,6% em um ano. E Rio e São Paulo são os estados que mais têm verificado aumento no número de MEIs.

Petrópolis, em 2017 e 2018, deu um salto de mais 2,3 mil novos empreendedores individuais – em 2016 eram 18.525 - e a tendência é que este número seja batido até a metade do ano. Até março já foram registrados 884 novos microempreendedores individuais. Só o Sebrae deu, em 3 meses, 2,8 mil orientações a interessados.

“São dois cenários que influenciam nesta transição: a crise econômica que levou muitos à informalidade, pessoas que agora legalizam a sua atividade e um perfil de empreendedor do jovem, uma nova geração que não quer ter carteira assinada e, sim, ter seu próprio negócio”, analisa a coordenadora regional do Sebrae-RJ em Petrópolis, Cláudia Pacheco.

O crescimento de negócios por meio digital e ainda a prestação de serviços, com viés em turismo e comércio compõem o novo perfil para o qual transita a economia petropolitana. O setor de beleza, de comércio de roupas e acessórios, alimentação, construção civil e de beleza são alguns dos setores com mais inscrições como MEIs na cidade.

Segundo a empresária, Rosangela Gomes, que comercializa roupas, o MEI só traz vantagens para o negócio. "Possibilita a isenção do imposto de renda, me ajuda a ter crédito rápido no banco, tenho mais facilidade para comprar mercadorias para a minha loja, além dos benefícios previdenciários. O valor mensal é acessível e ainda me possibilita abrir uma conta jurídica, onde eu consigo vários bônus para a empresa. No final os gastos são bem menores", aponta.

“Eu estava cansado de trabalhar para os outros, queria ter meu próprio negócio, quando eu vi a oportunidade do MEI. Me trouxe a formalidade e a estrutura de empresa, posso emitir notas, ter mais uma pessoa trabalhando comigo e isso com as taxas baixas, foi uma realização ser dono do meu negócio”, contou Felipe de Oliveira Joaquim que realiza serviços de entrega rápida.

Cadastro e retirada de MEI podem ser feitos na Sala do Empreendedor

A média diária de atendimentos no Espaço do Empreendedor é de 30 pessoas para dar entrada no pedido de MEI, ou para buscar informações sobre o que é necessário para retirar o alvará, que sai em média em uma semana.

Desde o início dos atendimentos na sala do empreendedor, as maiores demandas por alvará para MEIs vêm sendo para a área de construção civil (pedreiros e eletricistas) e setores como beleza (manicure e cabeleireiros), além de uma demanda de regularização pela atividade de diarista.

A Sala do Empreendedor funciona de segunda a sexta-feira,das 10h às 17h.  Para solicitar a emissão do alvará o interessado deve apresentar comprovante de residência, CPF, Carteira de Identidade e título de eleitor.

 

Vagas serão ofertadas para alunos da rede municipal

Uma boa notícia para a rede municipal de Educação: A Casa da Educação vai oferecer aulas de alemão para alunos da rede municipal de Educação. As inscrições serão abertas já nesta segunda-feira (15.04).  Serão oferecidas 50 vagas para estudantes entre 7 a 17 anos. A ação é resultado de uma parceria com o Grupo KaiserstadtKulturkreis.

Neste primeiro momento serão oferecidas 50 vagas, em quatro turmas para alunos entre 7 e 17 anos. “A ideia é de que outras turmas sejam abertas, ao longo do ano, para privilegiar o maior número de alunos possível. Agradeço ao Grupo Folclórico KaiserstadtKulturkreis que prontamente se colocou à disposição para nos ajudar na realização desse sonho que se tornou realidade”, disse a secretária de Educação, Marcia Palma.

No início do projeto duas professoras serão responsáveis pelas aulas. “Ficamos muito felizes com o recebimento do projeto na Casa da Educação. Queremos beneficiar o maior número possível de alunos da rede municipal. Oferecer isso para as crianças significa perpetuar o legado dos imigrantes, uma luta nossa. É uma realização pessoal essa conquista”, contou Marcos Carneiro, do Grupo KaiserstadtKulturkreis.

De acordo com a Secretaria de Educação a ideia é de que o projeto seja implantado, no próximo ano, em outros espaços educacionais. “Vamos acompanhar a evolução das aulas na Casa da Educação e estudar a melhor forma de implantar esse projeto em outras escolas, principalmente nas que oferecem ensino integral”, comenta Marcia Palma.

As inscrições devem ser feitas na secretaria da Casa da Educação, que funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h. Para a inscrição é necessário levar declaração escolar e cópias da certidão de nascimento, comprovante de residência, RG e CPF do responsável.

Casa da Educação: referência em cursos e oficinas gratuitas

As aulas de alemão serão mais um curso ofertado para os alunos da rede municipal. Na Casa já são atendidos estudantes nos cursos de: ballet (4 a 16 anos), desenho (8 a 17 anos), capoeira (4 a 12 anos), fotografia (5º ao 9º ano), inglês (5º ao 9º ano), judô (7 a 14 anos), musicalização infantil (4 a 5 anos), prática de conjunto (8 a 18 anos), teatro (6º ao 9º ano), violino (8 a 17 anos) e violão (8 a 17 anos).

 Além desses, há cursos e oficinas que são realizadas através de parcerias e que aceitam alunos de outras redes são: Companhia Musical Maestro Guerra Peixe - violino (4 a 17 anos), Canto Coral (7 a 17 anos) e flauta (7 a 17 anos); Orquestra Jovem de Violões Raphael Rabello - violão (8 a 18 anos, desde que passem pelo teste de nível) e Coral dos Anjos - pessoas de todas as idades.

Procon vai defender a representação enviada ao MPF sobre o não repasse de desconto da Petrobras na venda aos postos de combustíveis

A investigação da Prefeitura, por meio do Procon Petrópolis, que culminou na representação ao Ministério Público Federal sobre o não repasse de descontos das distribuidoras aos postos de combustíveis da cidade, será o tema abordado pelo órgão em evento da Agência Nacional do Petróleo e Biocombustíveis (ANP). O Procon Petrópolis irá representar os Procons de todo o país, no workshop marcado para a próxima quarta-feira (17.04), no Rio de Janeiro.

No evento, o município vai entregar o estudo – um documento de mais de 2,5 mil páginas fruto de cinco meses de investigação – ao Conselho Administrativo de Defesa Econômico (Cade), que também fará parte do encontro. Ministério Público Federal (MPF)e Estadual (MPE) também estão confirmado no workshopcuja temática é o “Acompanhamento dos Preços dos Combustíveis no Cenário de Livre Comércio”. De acordo com a ANP, a intenção é debater o cenário atual do mercado de combustíveis, com foco nas variações dos preços e eventuais abusos cometidos. No encontro, o coordenador do órgão, Bernardo Sabrá, vai falar sobre “O paradoxo entre as distribuidoras e revendedoras na cadeia de precificação da gasolina no Brasil”.

“Temos uma tese embasada e poderemos defendê-la na frente de instituições importantes nesse evento. Queremos uma mudança de postura, que Petrópolis seja contemplado com as quedas de preços que ocorre quando a Petrobras anuncia a redução. Iremos usar todas as formas que pudermos para conquistar os benefícios que o petropolitano tem direito. Essa é uma oportunidade importante e mostra que temos um órgão de defesa do consumidor atuante e forte, como determina o prefeito Bernardo Rossi, respeitado em todas as instâncias”, destaca Sabrá.

Na representação, o órgão aborda diversos aspectos constatados pela equipe técnica ao analisar os comprovantes de compra e venda de combustíveis na cidade. O documento traz, por exemplo, análise das notas de setembro de 2018, quando o valor do litro vendido pelas refinarias às distribuidoras era de R$ 2,250 e as distribuidoras vendiam aos postos por R$ 4,363 que, por sua vez, vendia ao consumidor final por R$ 4,990. Em fevereiro deste ano, porém, o valor vendido pela Petrobras às distribuidoras foi de R$ 1,490, sendo vendido por R$ 4,239, que repassava o preço na bomba a R$ 4,759.

"Esse é só um exemplo, mas é o retrato do que constatamos nas 135 incursões a 45 postos de combustíveis de Petrópolis. Observamos que, na prática, houve redução de R$ 0,76 centavos pela Petrobras, mas a distribuidora repassou apenas R$ 0,12 aos postos de combustíveis. No período da análise vimos que as reduções chegaram a 35% nas refinarias, porém o repasse de desconto das distribuidoras aos postos revendedores ficou em apenas11,21%, ou seja, uma diferença de 23,79%”, explica Sabrá.

Inédito na cidade, ele contempla a mobilidade em seus mais variados aspectos

O Plano de Mobilidade Urbana (PlanMob) está estabelecido em Petrópolis. Ele define as diretrizes de políticas públicas para o setor de mobilidade da cidade. A decisão, por decreto,  foi publicada no Diário Oficial do Município desta sexta-feira (12.04) após cinco consultas públicas, uma audiência e 26 reuniões do Conselho de Trânsito e Transportes que abordaram o tema. Com o decreto, Petrópolis cumpre o prazo estabelecido pela Lei Federal nº 12.587, estando apto a receber recursos federais para aplicação em projetos voltados ao tema.

O plano, o primeiro da cidade, será o instrumento de orientação das políticas públicas do setor de mobilidade, com diretrizes e ações para o período 2019 – 2029. O PlanMob se refere aos modos, serviços e infraestrutura viária e transporte que garantam os descolamentos de pessoas e bens em seu território, além da gestão e operação do sistema de mobilidade, visando atender as necessidades atuais e futuras da população. Ele foi elaborado com base nas recomendações do então Ministério das Cidades e todos os órgãos envolvidos no assunto.

Muitos municípios licitaram a criação do plano gastando recursos de mais de R$ 1,5 milhão, e que, em Petrópolis, foram os próprios servidores, técnicos e engenheiros, que elaboraram o documento.

O decreto dá o apontamento para a íntegra do Plano – um documento de cerca de 600 páginas, totalmente interativo, que contém fotos, vídeos, gráficos e amplo levantamento sobre aspectos da cidade que englobam áreas como saúde, educação e turismo, por exemplo. Ele está disponível em caráter definitivo no site da CPTrans: www.petropolis.rj.gov.br/cptrans.  Nele são contemplados transportes motorizado e não motorizado, transporte coletivo e privado de passageiros, transporte de cargas e serviços, circulação de pessoas e veículos, além da participação popular.

“O PlanMob engloba os próximos 10 anos, mas ele precisará ser alterado, considerando que o cenário global no que diz respeito ao tema muda a cada instante. Então, o próprio decreto contempla relatórios bienais que deverão contemplar análise do desempenho do Sistema Municipal de Mobilidade Urbana”, explica o diretor técnico e operacional da CPTrans, Luciano Moreira, que encabeçou a confecção do plano. “Nele deverão ser adicionados informações relevantes consideradas pelos técnicos participantes da equipe de desenvolvimento e pela sociedade civil”, completa.

O PlanMob é um documento integral e adicional ao Plano Diretor. Ele contém os levantamentos, com projetos para a cidade e planos de ações. Passada a fase burocrática, com a entrega do plano a todos os setores, a prefeitura irá trabalhar na demonstração das suas propostas à população. Esse, aliás, será o grande mote do Maio Amarelo, que o mês dedicado a prevenção de acidentes. Um bom planejamento e, claro sua execução, trata benefícios a curto, médio e longo prazo, neste que é um dos nossos principais objetivos, a preservação da vida.

Céu azul, sorrisos, muita alegria, recreação, atividades esportivas, dança, pipoca e algodão doce, foi assim que mais de mil crianças receberam os chocolates arrecadados na Campanha Páscoa Feliz, realizada pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), em parceria com a Prefeitura de Petrópolis. O evento que aconteceu neste sábado (13.04) no Campo do Serrano, com a presença de 13 instituições.

As crianças puderam aproveitar várias atividades que envolveram todas as secretarias do município, em parceria com o Sesc. Capoeira, Zumba, pula-pula, escorrega, circuito esportivo foram as atrações do dia tão feliz. Além da presença especial do Coelhinho da Páscoa, que chegou no carro do Corpo de Bombeiros e entregou os ovos e bombons de chocolate para todos os pequenos. A Campanha arrecadou mil ovos de chocolate e mais de 500 caixas de bombons.

A pequena Melissa Silva Leite, de 12 anos, participou da festa pela instituição Aldeia da Criança Alegre, que fica no Contorno. "Estou muito feliz em estar aqui hoje na festa. Já brinquei muito aqui e adorei o pula-pula", contou rápido a menina, que queria voltar logo para a recreação.

A Assistente Social do projeto Sadias no Morin, e Aldeia Criança Alegre no Contorno, Adriana Kreischer, contou que a importância do evento para as crianças. "Mostrar que existe um mundo fora do local onde eles vivem é muito importante. Assim eles valorizam cada atividade oferecida, além de sentirem que são amparados, que existe um rede com infraestrutura para protegê-los. Eles estão muito felizes em estar aqui hoje", contou a assistente social.

Notícias por data

« Abril 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30          

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

cmv-logo

Relatorio CMVP