Dia da semana historicamente com maior fluxo de veículos, a CPTrans voltou a testar, nesta sexta-feira (12.04) as alterações de transito em trechos como a 13 de Maio e Montecaseros. Com maior número de veículos nas vias, a companhia busca dados para analisar as mudanças em diferentes cenários, como já ocorreu durante três dias de tempo fechado com chuvas. Na próxima semana, os testes continuam podendo ser implantadas outras mudanças, de acordo com as análises técnicas da companhia. As mudanças ocorrem de 16h30 às 19h30.

As alterações começaram na última segunda-feira, com o tempo chuvoso, que permaneceu até quarta-feira. A quinta-feira, com o tempo firme, o petropolitano, melhor habituado às alterações e os motoristas já sabendo a configuração viária, o fluxo de veículos apresentou o melhor resultado desde o início das intervenções. Nos dias anteriores, houve uma discreta melhora nos pontos de retenção, principalmente para as ruas 13 de Maio e Avenida Ipiranga. Nesta sexta, o fluxo também apresentou melhor comportamento comparadas as demais.

Segundo a CPTrans,  as mudanças serão implantadas aos poucos, para que os dados sejam analisados: as mudanças que surtirem bom efeito poderão ser  mantidas e as outras, cujo resultado não for satisfatório, serão alteradas. Ainda segundo a companhia, foi observado um fluxo positivo com a velocidade média dos veículos maior na maioria do tempo.

Nesta sexta, foram disponibilizados sete agentes: um no cruzamento da Paulino Afonso com a Montecaseros, um na 13 de Maio, um na Praça da Liberdade na saída da Koeler com a Praça da Liberdade, outro no final da Roberto Silveira com Alfredo Pachá, outro em frente à Catedral e um motorizado.

O objetivo das intervenções é dar maior fluidez ao trânsito, aumentando a constância com que os veículos trafegam, chegando mais rápido aos seus destinos. São mudanças pontuais, que, juntas, deverão beneficiar os itinerários de 170 linhas de ônibus em diversos sentidos.

Se prejudicar tráfego, concessionária vai ser autuada e multada por prejuízo aos consumidores

A Prefeitura está oficiando a Concer para que finalize de imediato ou interrompa – retirando obstáculos e garantindo a fluidez - as intervenções no quilômetro 85 da pista de subida da Serra. A poucos dias do feriado de Semana Santa, a concessionária que administra a BR-040 faz mais uma intervenção colocando a estrada em meia pista com engarrafamento para os usuários. A ação da Prefeitura está sendo feita por intermédio do Procon. Insistindo na obra e não garantindo a sua finalização antes do feriado quando são esperados mais de 200 mil veículos pelo trecho, a Concer vai ser autuada pelo Procon cabendo punição e multas diárias em função do prejuízo aos consumidores.

Nos últimos feriados, em especial o de Carnaval, a Concer iniciou obras colocando a estrada em meia pista em alguns trechos ocasionando engarrafamentos vários dias seguidos com até seis horas de retenção.

O tráfego de 200 mil veículos é estimado pela própria concessionária e engloba os 180 quilômetros até Juiz de Fora. Boa parte dos veículos vem direcionado a Petrópolis que já tem 80% de ocupação hoteleira e pelo menos 12 mil pessoas com reservas feitas nos hotéis e pousadas da cidade.

Às vésperas do Carnaval deste ano, no quilômetro 82, um pouco antes do túnel do Quitandinha, a empresa iniciou colocação de placas de concreto. Em alguns dias, somada a acidentes, a intervenção chegou a ocasionar até 10 quilômetros de retenção.

São 30 mil empregos vinculados ao comércio, hotéis, restaurantes e prestação de serviços que são movimentados ainda mais em feriados, alta temporada de turismo e eventos do calendário da cidade.

Comércio e turismo sentem reflexos diretos das condições da estrada

Natalia Fátima Pereira, trabalha numa loja de flores às margens da BR-040 próximo ao Pórtico do Quitandinha e reclama "toda vez que tem um feriado de grande movimento a Concer resolve fazer obras". Ela explica que situação prejudica todo o comércio dessa área, porque clientes não conseguem parar para comprar ou desistem até de vir para a cidade. "Já recebi queixa de clientes que ficaram quatro horas presos no engarrafamento. Gente que acabou optando por ir embora lá embaixo no retorno e desistiram de vir para cidade", relata.

Para a rede hoteleira, as obras também prejudicam o setor e deixam os hóspedes insatisfeitos com a cidade. “As pessoas ficam desanimadas. Elas programam chegar aqui em 50 minutos e chegam em duas horas. Sem dúvida isso prejudica o setor, é muito ruim. Acho que as obras deveriam acontecer fora de feriados”, frisa o hoteleiro João Paulo Fonseca, da Pousada Dom.

Trabalho este ano já passou por 31 bairros da cidade, melhorando vias usadas por linhas de ônibus

O trabalho de manutenção viária em 2019 segue em ritmo intenso. Em pouco mais de três meses já foram atendidas 109 ruas em 31 bairros pelo programa Mais Asfalto. O serviço de melhoria das condições viárias do município tem dois focos: bairros e comunidades, para beneficiar o transporte público e vias de intenso movimento no Centro.

O trabalho já realizado em 2019 beneficia mais de 3 mil viagens diárias de mais de 150 linhas de ônibus de todas as empresas de transporte pública da cidade.

A prefeitura mobiliza até seis equipes de serviço todos os dias – com exceção daqueles com chuva. São cerca de 35 funcionários atuando diariamente e cada aplica entre 10 e 12 toneladas de asfalto. O serviço conta ainda com um caminhão e um rolo compressor.

Em três meses, a Secretaria de Obras já atuou em ruas de Alto da Serra, Araras, Bairro Esperança, Bela Vista, Bingen, Carangola, Castelânea, Castrioto, Caxambu, Centro, Chácara Flora, Corrêas, Duarte da Silveira, Estrada da Saudade, Independência, Itaipava, Meio da Serra, Morin, Mosela, Nogueira, Quarteirão Brasileiro, Quitandinha, Retiro, Roseiral, Samambaia, Santa Mônica, Sargento Boening, Siméria, Valparaíso e Vila Felipe.

Nesta relação estão desde ruas com pouco movimento de veículos, como Waldemar Vieira (Carangola), Francisco Scali (Estrada da Saudade), Angélica Lopes de Castro (Valparaíso), Carvalho Jr. (Corrêas), todas elas com uma única linha de ônibus diariamente; mas também outras mais movimentadas, como o circuito Monsenhor Bacelar, Rocha Cardoso e Washington Luiz (Centro), atendido na última sexta-feira (12.04), por onde passam todos os dias 79 linhas de ônibus e 1.634 viagens.

“Só tenho a agradecer a prefeitura pelo serviço. Todo mundo aqui da rua está satisfeito”, disse o morador de Nogueira, Ricardo Valente, após o serviço feito na Rua Bolívia.

Ainda nesta sexta-feira (12.04), o trabalho ocorreu nas ruas João Xavier (Duarte da Silveira), Av. Castanheira (Nogueira), Silva Jardim (Centro), Eugênio Barcellos (Valparaíso), Bartolomeu Sodré, Elisa Mussel (Caxambu), Nelson Silva (Carangola), Oswero Vilaça, Albino Siqueira, Rua Teresa (Alto da Serra) e Padre Feijó.

No ano passado, o programa Mais Asfalto atendeu 140 ruas no último trimestre. O Mais Asfalto também fez a pavimentação de quase sete quilômetros entre as ruas Santos Dumont, Souza Franco, Visconde de Bom Retiro, Aureliano Coutinho, Imperador, Dr. Sá Earp, 16 de Março, Roberto Silveira e entorno da Praça da Liberdade, no Centro.

Recursos serão repassados em melhorias estruturais para a unidade de ensino

A Prefeitura e a Faculdade de Medicina de Petrópolis/Fase assinaram convênio que garante recursos de R$ 13 milhões, de imediato – na forma de obras e ampliações - ao Hospital Alcides Carneiro (HAC). O convênio foi assinado na manhã desta sexta-feira (12.04).

Por meio de decreto, em janeiro, o poder público, regularizou o relacionamento entre o HAC e a FMP/Fase com a unidade sendo considerada, oficialmente, hospital-escola da Faculdade e tendo de destinar recursos para isto. O convênio nesta sexta-feira (12.04) formaliza o repasse de R$ 13 milhões, parte já antecipando verbas que a Faculdade deve destinar ao hospital por 12 anos.  O convênio soma ainda o valor de R$ 1,6 milhão referente ao saldo devido pela Faculdade na prestação de contas de investimentos no HAC entre 2010 e 2018.

A medida formaliza a parceria já praticada no HAC que disponibiliza a estrutura e profissionais para o treinamento e formação dos alunos da faculdade. O Hospital Alcides Carneiro presta mais de 600 mil atendimentos por ano - em 2018, foram 35% a mais de consultas, exames, cirurgias e internações.

Os recursos destinados com a contrapartida já estão sendo aplicados no hospital, que está em andamento com a obra de ampliação do Centro Obstétrico. A maternidade ganhará mais 20 leitos obstétricos e quatro salas de parto do tipo PPP (Parto, Pré-parto e Pós-parto). Com este acréscimo, a maternidade pública, que já é referência no município e cidades do entorno, passará a contar com 64 leitos.

A contrapartida da instituição de ensino formaliza a parceria com o hospital que contribui para a formação de cerca de 130 alunos, em diferentes estágios do estudo acadêmico. Os estudantes atuam no hospital sempre acompanhados por médicos supervisores, em sistema de rodízio, nos diferentes setores da unidade.

Para a diretora da FMP/Fase, a instituição está cada vez mais presente cumprindo “além da formação profissional um atendimento à população, um trabalho de responsabilidade social, de investimento em qualidade de vida”, afirma Maria Isabel de Sá Earp Chaves.

Ainda segundo o poder público, a formalização da contrapartida atinge uma das metas do plano estratégico da Saúde, com a aprovação do Conselho Municipal de Saúde.

Contrapartida oferece qualificação para o hospital de ensino

O convênio com a faculdade fortalece o certificado do hospital como unidade de ensino. A diretora da FASE, Maria Isabel de Sá Earp Chaves, destaca que são poucos os municípios que podem contar com hospitais de ensino com o mesmo porte do HAC. “A certificação de ensino traz qualificação técnica para o hospital, os profissionais no exercício de acompanhamento e treinamento dos alunos, são levados sempre a pensar mais sobre o caso de cada paciente. As avaliações dos quadros clínicos são feitas de forma mais aprofundada”.

O diretor de ensino do HAC, Álvaro Veiga, corrobora o fortalecimento que a parceria oferece. “São poucos os hospitais com certificado de ensino no Brasil como um todo e sendo municipais, com esse porte, são menos ainda. Eu acredito que é extremamente importante a parceria entre ensino e assistência aos pacientes. O aluno e o paciente ganham muito com isso. O profissional que atua com o aluno e o paciente é instigado a estudar mais, a ir mais fundo sobre cada caso. Todos ganham com isso”, destaca.

DNIT licita obra de R$ 40 milhões

O edital para recuperação dos 25 quilômetros da Estrada União e Indústria no trecho entre o Retiro e Pedro do Rio será lançado no dia 30 de abril. A informação foi confirmada nesta quinta-feira (11.04) pela direção geral do DNIT - Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes, em Brasília. A expectativa é de que a obra – orçada em aproximadamente R$ 40 milhões – comece ainda no primeiro semestre.

O projeto de reforma prevê a pavimentação, sinalização e melhorias na drenagem de todo o trecho entre o Retiro e Pedro do Rio – que é de responsabilidade do DNIT. A prefeitura vai realizar, no decorrer da obra, pequenas intervenções como a construção de baias de ônibus e pequenos alargamentos na pista. O trecho entre Pedro do Rio e Posse, de responsabilidade do DER-RJ também está sendo cobrado pelo prefeito para ser revitalizado. A publicação do edital para contratação da empresa será feita pela Superintendência do DNIT no Rio de Janeiro.

Entenda:

A reforma da União e Indústria se arrasta há quase 10 anos. Em 2009, a justiça determinou que o DNIT fizesse um projeto de recuperação da estrada, o que não ocorreu e rendeu uma multa de R$ 14 milhões ao órgão. Em 2011, o projeto até foi idealizado, mas não saiu do papel. Em 2016, uma licitação foi feita, mas a vencedora abriu mão do contrato e a segunda colocada não teve interesse na obra. Desde 2017 passado, a prefeitura cobra que o Dnit finalmente realize a reforma.

Profissionais do município vizinho visitarão uma escola e serão capacitados pela Defesa Civil

Areal quer implementar o Defesa Civil nas Escolas com base no trabalho pioneiro desenvolvido em Petrópolis. Representantes do município vizinho estarão na cidade na próxima segunda-feira (15.04) aprendendo na prática como é o funcionamento do programa. A equipe vai conhecer o trabalho desenvolvido pelos alunos do C.E.I. Jorge Rolando da Silva, no Morin, antes de participarem de uma capacitação oferecida pela Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias.

Inédito no país e premiado nacionalmente, o programa é desenvolvido nas salas de aulas da rede municipal e está servindo como referência para municípios vizinhos, que planejam formas de implementar o programa em suas cidades. Areal quer implementar as práticas no segundo semestre, trabalhando no ambiente escolar os temas Defesa Civil e Educação Ambiental, como explica o subtenente Antônio Sérgio Gandra, coordenador da Defesa Civil de Areal:

“A nossa ideia é buscar nas cidades mais próximas as boas experiências para que o nosso município fortaleça o sistema de Defesa Civil. Precisamos envolver os alunos em torno desses assuntos”, disse o coordenador.

O Defesa Civil nas Escolas insere os assuntos nas instituições de ensino, oferecendo a oportunidade de crianças e adolescentes desenvolverem a cultura de prevenção aos desastres de origem natural e de percepção de riscos. No ano passado – primeiro ano da política pública – foram realizadas 170 atividades dentro do Defesa Civil nas Escolas, com a participação de 103 colégios da rede, oito particulares e um estadual.

Em março, representantes de 18 cidades que fazem parte do Conselho Gestor de Defesa Civil das Regiões Norte e Noroeste do Estado (Cogesdec) estiveram em Petrópolis conhecendo o programa, que foi apresentado no mesmo mês no Encontro Regional de Defesa Civil Serrana, em Teresópolis, para outros 20 municípios.

Apesar de estar em prática há pouco tempo, o programa já rendeu um prêmio para a prefeitura. O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) vai entregar um pluviômetro semiautomático e um kit educativo para serem usados dentro da política pública.

Prefeitura construiu muro com cortina atirantada e estabilização com concreto da Rua Aristides Ladeira

A prefeitura finalizou uma obra de contenção na Rua Aristides Ladeira, no Bairro Esperança. O local recebeu a construção de um muro de gabião com cortina atirantada, além de estabilização de uma curva feita com concreto. O prefeito Bernardo Rossi esteve no local para ver o resultado do trabalho, finalizado no fim de março.

O muro de gabião tem oito metros de extensão e três metros de altura. Foram instalados quatro tirantes para fazer a contenção da rua. Além disso, houve concretagem de todo trecho, que fica em uma curva na subida da comunidade. A obra, que custou R$ 161 mil, foi feita pela empresa Saga Construtora em pouco mais de um mês.

A obra na Rua Aristides Ladeira faz parte de um investimento em contenção de encosta de R$ 2 milhões com recursos próprios. Além dessa, da Duarte da Silveira (Rua Catarina Blatt) e Bela Vista (Gregório Cruzick) também estão prontas, em andamento ou já licitadas obras nas localidades Sítio do Pica-Pau (Dr. Thouzet); Rua Presidente Sodré (Siméria); e Rua Atílio Marotti (Quarteirão Brasileiro).

A presidente da Associação de Moradores da Aristides Ladeira, Rosemeire da Silva Martins, ressalta que a obra, além de dar segurança para a comunidade, também vai permitir que o veículo que faz baldeação entre a subida da rua e o ônibus da linha 315.

“Essa obra representa muito. Primeiro, porque a comunidade realmente precisava dela porque a van que faz o sobe e desce não estava subindo. Tem muita gente que mora lá em cima e é idoso, pessoa com deficiência. Então a van ajuda muito. Esse muro é para isso e para a comunidade ficar mais segura”, afirmou ela.

A prefeitura deu início às obras de recuperação de um trecho da Av. Piabanha, no Centro. Três funcionários iniciaram a remoção do restante de raiz de uma árvore que caiu no fim de janeiro. A obra prevê ainda a construção de um muro de gabião no local, aterro, calçamento e meio-fio. O trabalho é executado pela empresa Barra Nova Engenharia e representa um investimento de R$ 209 mil.

Dentro da programação das ações da Campanha “Mulher 365”, o Liceu Municipal Professor Cordolino Ambrósio, no Centro da cidade, receberá duas palestras, nos dias 29 e 30 de abril, com a equipe do Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM), sobre o combate da violência contra mulher. A Campanha é uma iniciativa que dá continuidade ao trabalho de conscientização realizada durante todo mês de março, com ações de enfrentamento acontecendo todos os meses ao longo do ano.

O trabalho do Cram visa conscientizar os jovens sobre todos os aspectos da violência contra mulher, além de mostrar todo o trabalho feito pelo órgão e toda assistência que a rede municipal oferece para essas vítimas. É importante que as pessoas saibam recorrer e pedir ajuda em caso de violência. Petrópolis registrou o primeiro feminicídio de 2019 nesta semana. A vítima de 43 anos, era agredida pelo companheiro e nunca o denunciou.

“Com a Campanha Mulher 365, vamos visitar as escolas da rede e as empresas, vamos panfletar nas ruas e mostrar as ferramentas de acolhimento que o município oferece para essas mulheres que são vítimas. Precisamos combater essas ações brutais, como vimos esta semana aqui na cidade. É muito importante que as mulheres denunciem qualquer tipo de agressão”, frisou coordenadora do Cram, Cleo de Marco.

O Cram possui uma equipe multidisciplinar e oferece gratuitamente assistência social, jurídica e psicológica para mulheres que sofreram qualquer tipo de agressão. O órgão também possui o Ônibus Lilás, um equipamento do município, de atendimento itinerante para as mulheres que não têm acesso a sede do Cram, geralmente as áreas rurais. Nos três primeiros meses de 2019, o Cram já realizou mais de 163 atendimentos, entre assistências iniciais e retornos.

 “Estamos realizando palestras sobre vários assuntos para os nossos alunos e resolvemos discutir e abordar alguns temas sociais como a violência contra mulher. São problemas que refletem no ambiente escolar. Quanto mais clareza os alunos tiverem sobre divergências sociais, melhor será a convivência escolar e na vida. A educação também tem sua responsabilidade social na vida do aluno”, destacou a diretora do Liceu Municipal Professor Cordolino Ambrósio, Márcia Chiote.

A campanha acontece em parceria com o Gabinete da Cidadania, Secretaria de Educação, Secretaria de Assistência Social, Secretaria de Saúde, Caps Ad III, Conselho Municipal dos Diretos da Mulher e a 106ª Delegacia de Polícia, em Itaipava.

O município possui também a Sala Violeta inaugurada no Fórum em Itaipava, como mais um suporte de atendimento na rede, para a vítima de violência. O objetivo é garantir a segurança e a proteção das mulheres vítimas de violência doméstica, acelerando o acesso à Justiça. Todo o processo deve ser concluído em cerca de quatro horas. As obras da Sala Lilás, que será implantada no Instituto Médico Legal (IML) de Petrópolis, já começaram. O novo setor será voltado para o atendimento especial às mulheres vítimas de violência, com espaço reservado e profissionais especializados.

Projeto “Encontro Marcado” é da Casa da Educação Visconde de Mauá

Pequenos gestos podem fazer a diferença: separar corretamente o lixo, não desperdiçar água e não jogar resíduos nos mares e rios. Essas foram algumas dicas repassadas para alunos da rede municipal nesta sexta-feira (12.04) durante mais uma edição do projeto “Encontro Marcado”, da Casa da Educação Visconde de Mauá. Trinta estudantes participaram.

O bate papo contou com a participação de Anderson Campos, responsável pelo setor de Educação Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente. Ele conversou com os estudantes sobre os objetivos do projeto Inteligência Ambiental, que norteia as atividades relacionadas a Educação Ambiental promovidas pela secretaria de Meio Ambiente. O projeto é formado por seis eixos: Unidade de Conservação e Água; Cidadania e patrimônio; Meteorologia e Defesa Civil; Lixo, Coleta Seletiva e Artesanato; Bem-estar Animal e Sementes e Árvores da Mata Atlântica.

“Foi um prazer poder conversar com os jovens sobre esse assunto tão importante que é a preservação ambiental. A ideia foi a de demonstrar a importância das ações de preservação que já são realizadas nas escolas, mas, também devem fazer parte da rotina desses alunos fora do ambiente escolar. Repartições públicas, fábricas e outros espaços também devem colaborar nessa luta pela preservação que é todos”, disse Anderson Campos.

O bate papo foi mediado pela professora e psicóloga Jaqueline do Valle. “O consumo consciente e as ações diárias de preservação devem estar em foco o tempo todo. Por isso esse tipo de encontro é tão válido para os estudantes. Eles aprendem e repassam as informações e atitudes. Aqui na Casa da Educação temos um projeto, chamado Atitude Responsável, que prevê mudanças de hábitos”, afirmou Jaqueline, destacando os avanços alcançados através do projeto que é realizado na Casa da Educação Visconde de Mauá.

“Conseguimos, por exemplo, convencer os alunos a usarem garrafas retornáveis para evitar o uso de copos de plásticos. Atitudes simples que têm um reflexo positivo enorme para o meio ambiente”, afirmou Jaqueline.

Maria Eduarda Xavier, aluna do 6º ano da EM Bataillard, gostou da dica. “Aprendi muita coisa e vou conversar com os meus amigos sobre isso. Foi divertido”.

Evento faz parte da 3°Semana Municipal do Jovem Empreendedor

A programação da 3°Semana Municipal do Jovem Empreendedor contará com um dia voltado para o desenvolvimento de projetos empreendedores na prática. Com o intuito de ensinar como chegar ao modelo de negócio ideal, conhecimento do público alvo, e projeção financeira, o Pitch na Prática, será ministrado pela professora doutora Roberta Dalva, que possui experiência na área de Administração, com ênfase nos temas de gestão, gerenciamento, e logística reversa. O evento acontecerá na sexta-feira (26.04), às 10h, no Cefet. A abertura da 3° Semana do Jovem Empreendedor acontecerá no dia 24.04 e terá uma extensa programação até 27.04.

Pitch é uma apresentação rápida de um produto ou um negócio, com a intenção de “vender” a ideia para investidores, clientes, sócios ou parceiros. Basicamente, o empreendedor precisa dizer, em poucas palavras, o que é o seu projeto, em qual mercado vai atuar, qual solução oferece e o que está buscando no momento.

“O Pitch será conduzido para que o participante será o protagonista de todo o processo. Ele vai pensar, criar e projetar como vender o negócio ou o produto que estiver em mente. Vou apresentar técnicas e conceitos que os participantes possam aplicar no dia do evento para que possam continuar desenvolvendo suas ideias posteriormente”, pontua a professora Roberta Dalvo.

A Semana do Jovem Empreendedor ainda contará com a 2° Feira do Jovem Empreendedor, que está com as inscrições abertas até o dia 22 de abril e podem ser realizadas pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. , ou pelo  link https://www.sympla.com.br/feira-do-jovem-empreendedor-inscricoes__502747.  O concurso será realizado no dia 27, sábado, das 13h às 15h, na Casa dos Conselhos. Os jovens participantes devem possuir de 15 a 29 anos. Ao fim da feira, as três melhores ideias serão premiadas com dinheiro, e com o Troféu Municipal do Jovem Empreendedor.

Confira a programação da Semana do Jovem Empreendedor:

Quarta-feira (24/04) às 15h

Palácio Quitandinha (Av. Joaquim Rolla, 2 – Quitandinha)

- Cerimônia de abertura

Palestra –Repense & Reinvente & Seja Humano & Mude o Mundo!, com Paulo Siqueira, executivo sênior de uma das maiores empresas de consultoria do mundo - Accenture, e especialista em gestão estratégica de grandes empresas.

Quinta-feira (25/04) às 18h

- Universidade Estácio de Sá (Rua Bingen, 50 – Bingen)

Case de sucesso da 1º Feira do Jovem Empreendedor: Marcos Copari

Mesa redonda: Start - Início ao empreendedorismo, com Amanda Eloi (Fundadora e Coordenadora Geral do CEU - Ciclo Empreendedor Universitário) e as empresas Junior das universidades, UFF, Estácio e a Incubadora do LNCC. 

Sexta – Feira (26/04) às 10h

- Cefet (Rua do Imperador, 971 – Centro)

Case de sucesso da 1º Feira do Jovem Empreendedor: Rochele Almeida

Palestra: A importância de elaborar um Pitch Empreendedor, como Paulo César Andrade

Pitch na prática- Primeiros passos para montar um negócio na prática, com Roberta Dalvo

Sábado (27/04) - Encerramento

Auditório da Casa dos Conselhos (Avenida Koeler, 260 – Centro)

09h às 12h

1° Palestra: O caminho que dá certo, com a Ganhadora da 1° Feira do Jovem Empreendedor, Isabella Carvalho - Bella’s Confeitaria

2° Palestra: posicionamento nas redes sociais, com Isabel Ferraro, Especialista em Planejamento estratégico, Comunicação Corporativa e Mídia Sociais

13h às 15h

2°Feira Municipal do Jovem empreendedor - Apresentação de projetos e empresas de jovens do município.

Com mais de 350 mil pessoas circulando pela Bauernfest, o evento ultrapassa os limites do burgo alemão e movimenta toda a cidade. Além de hotéis – que costumam chegar próximo dos 100% de ocupação nos fins de semana – o período é considerado um dos melhores da cidade também para o comércio, restaurantes e serviços. O poder público vem estimulando que empresários de diversos setores abracem ainda mais a festa e preparem um esquema de funcionamento especial para a Festa do Colono Alemão.

Em 2019, chegando à sua 30ª edição, a Bauernfest acontece entre os dias 14 e 30 de junho, com exceção do dia 20 - feriado de Corpus Christ. Nessa data, a festa não funcionará em função das tradicionais procissões e os tapetes confeccionados durante a celebração católica, mas todos os outros atrativos da cidade estarão de portas abertas para receber turistas e petropolitanos. A expectativa é de que restaurantes, lojas, entre outros também funcionem.

Em reunião esta semana com a Turispetro, a empresária Alvanei Abi Daoud, uma das representantes do grupo de empresários da Rua 16 de Março, confirmou que o pólo de modas quer estar na programação da festa. “Já estamos nos movimentando para o evento, vamos enfeitar as lojas e muitas já confirmaram que vão abrir no feriado”, disse. O mesmo interesse também tem o Valparaíso Gourmet: “Também já estamos conversando com os empresários sobre a Bauernfest e no Valparaíso o turista tem mais opções gastronômicas além da festa”, completa a gestora do pólo, Evany Noel.

Este ano, a festa foi expandida para 16 dias – 6 dias a mais do que no ano passado -, e terá três fins de semana. O evento movimenta a economia e é considerada a 2ª maior festa da cultura germânica do país. Em 2018, foram mais de 200 atrações. Ápice da alta temporada, no período, a cidade também recebeu em torno de 880 veículos de turismo e comemorou a alta taxa de ocupação nos hotéis e pousadas, que ultrapassou os 96% nos dois fins de semana da festa. Alguns chegaram a 100% de ocupação. Em restaurantes e lojas, alguns comerciantes calculam até 40% de aumento no movimento se comparado a outras semanas comuns.

Aulas de futebol society irão atender crianças e adolescentes entre oito e 15 anos

Itaipava vai ganhar um núcleo do Agita Petrópolis a partir do dia 29 de abril no Parque Municipal, em Itaipava. A turma vai atender crianças e adolescentes, entre oito e 15 anos, com aulas de futebol society às segundas, das 9h até 10h30, e sextas-feiras, de 15h às 16h30. A expectativa é atender até 50 jovens. Com 2 mil pessoas de 16 bairros já participando do programa, que oferece atividades físicas nas comunidades da cidade, a prefeitura segue investindo na ampliação do Agita Petrópolis para outros bairros: neste mês, o Contorno – local que já era atendido pelo futebol infantil – passou a contar com aulas de ginástica e dança.

A turma em Itaipava será comandada pelo professor de educação física Rodrigo de Brito, que já foi preparador físico do time profissional do Serrano e atualmente é o treinador do Pérolas Negras, de Angola, na categoria sub-20. Ele também está à frente no núcleo do Agita Petrópolis no Meio da Serra, com aulas de futsal.

“O esporte é uma ferramenta também de inclusão. Para as crianças e adolescentes dos bairros no entorno de Itaipava a atividade vai contribuir em diversos aspectos. O trabalho será voltado para a iniciação no futebol, com os treinamentos voltados ao desenvolvimento técnico e físico dos atletas”, explicou Rodrigo.

O Agita Petrópolis oferece de maneira gratuita aulas de ginástica, alongamento ou dança no Contorno, Centro, Cascatinha, Vila Rica, Bairro da Glória, Caxambu, São Sebastião, Alto da Serra, Retiro, Bataillard, Oswaldo Cruz e Madame Machado. No Meio da Serra e no Pedras Brancas, são turmas de futsal e no Siméria e Contorno de futebol society. Na Estrada da Saudade, o basquete e o vôlei acontecem na Fábrica do Saber.

Além do programa regular, o governo municipal mantém parcerias com projetos sociais e trabalha de maneira integrada entre as pastas, oferecendo diversas modalidades esportivas nos PSFs, nas Academias da Saúde e nas Escolas Municipais. A prefeitura também volta a realizar neste ano o Festival das Comunidades – programa itinerante pelas quadras comunitárias nos bairros da cidade voltado para o público infantil.

Os interessados em participar podem procurar a sede da Superintendência de Esportes e Lazer da cidade, que fica no Centro de Cultura Raul de Leoni, na Praça Visconde de Mauá, no Centro ou fazer contato com a unidade pelo telefone: 2233-1218.

As delícias da culinária portuguesa, como o bacalhau, a sardinha, ou os doces, como o pastel de Belém, são só alguns dos destaques do que o público vai encontrar na Festa de Portugal, que acontece em maio, na Casa de Portugal, no Quitandinha. Do dia 10 ao 13, os amantes dessa cultura, que também faz parte da história da cidade, poderão contar não só com restaurante e barraquinhas de comida, como também música ao vivo, inclusive com cantores portugueses, apresentações folclóricas, palestra e missa. A entrada é gratuita.

De acordo com a Casa de Portugal de Petrópolis, a estimativa é que cerca de 1/3 da população da cidade seja de imigrantes e descendentes de portugueses. “Desde o final do século 19 e durante todo o século 20, a imigração portuguesa é muito forte. Podemos perceber isso nas áreas que eles atuaram, como na agricultura, nas padarias, em restaurantes, nas construções, entre outros”, destaca o diretor geral da instituição, Paulo Delgado.

Para celebrar a cultura portuguesa, o evento vai contar com atrações musicais como: Claudio Santos e Amigos; Rio-Lisboa Show e o fadista Ramiro da Maia; João Mossoró; entre outros. Além de apresentações do Rancho Folclórico Armando Lessa e do Veteranos da Casa do Minho. Um dos pontos altos será a culinária, com, por exemplo, almoços típicos portugueses: bacalhau à braz e cozido à portuguesa, além de outros quitutes.

 

Alvará Online - BANNER

Notícias por data

« Abril 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30          

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo