A árvore com mais de 20 metros de altura que enfeita o Trevo de Bonsucesso “anuncia” para quem chega que Itaipava está no clima do Natal Imperial. Com ruas e shoppings enfeitados, a região já se prepara também para receber uma atração especial feita exclusivamente por crianças. Será o “Desfile de Velas São Nicolau”, que acontece no dia 14 de dezembro. Cerca de 160 crianças vão transformar um trecho da Estrada União e Indústria em passarela para contar a história de São Nicolau, um bispo que virou santo e deu origem à figura do Papai Noel.

Com velas nas mãos, os desfilantes saem da altura do Shopping Estação Itaipava, às 20h, no sentido Centro, e percorrem a rua até o Parque Municipal. A concentração será a partir de 18h30. O evento vai contar com o apoio da CPTrans para orientar os motoristas durante a atração. Crianças da Associação Filantrópica de Petrópolis (Afipe) e também de escolas municipais da região participam do evento.

O desfile é uma parceria entre a prefeitura e o Petrópolis Convention & Visitors Bureau.

Em dezembro também acontecem os grandes desfiles do Natal Imperial: as Paradas Iluminadas, que serão realizadas nos três domingos anteriores ao Natal (dias 08, 15 e 22). É um espetáculo a céu aberto, que conta com fantasias e alegorias de Natal, além de uma trilha sonora inspiradora, que levará o público a mergulhar nesse clima de encantamento.

Mais de 350 pessoas receberam orientação sobre cuidados e administração dos condomínios

A prefeitura realizou na noite da última segunda-feira (25.11) a terceira reunião com futuros moradores do conjunto habitacional do Vicenzo Rivetti. Mais de 350 pessoas lotaram o auditório da Fase/FMP para receber orientações sobre como cuidar dos condomínios que estão sendo construídos no local – é o trabalho de gestão condominial, que vai ajudar na organização deles para administração jurídica e contábil dos blocos. São 776 moradias, que estão com as obras em reta final.

A reunião foi realizada com quem vai viver no condomínio 2, que tem 300 unidades. Outros encontros já haviam acontecido antes desse com os futuros moradores dos condomínios 3 (que também tem 300 moradias) e 1 (o menor deles, com 176 apartamentos).

As 776 unidades estão em fase de construção, restando finalizar acabamentos como pintura, troca de vidros quebrados, concluir o acesso de um dos condomínios e fazer a limpeza dos blocos. O município trabalha para fazer a infraestrutura de entorno, como o arruamento e construção da rede de esgoto, para implantar equipamentos comunitários – creche e UBS – e ainda o trabalho na área social de capacitação profissional dos futuros moradores.

O trabalho de gestão condominial é conduzido pela empresa AJR, que durante 12 meses vai dar assessoramento jurídico e administrativo necessário para implantação dos condomínios, eleição de síndico, recebimento desses moradores nas primeiras assembleias, entre outros pontos.

Uma dessas pessoas que irá para o Vicenzo Rivetti é Luiza Eduardo da Silva, que vai morar no conjunto habitacional com mãe, dona Iracema Borges da Silva. Elas ficaram desabrigadas em 2009, quando moravam em Vila Rica. Dez anos depois, elas não veem a hora de deixar a casa onde vivem hoje, em Pedro do Rio, para voltar a ter a moradia própria.

“Rachaduras, barranco caindo. Eu ajudei a tirar criança debaixo de terra na frente da minha cozinha. Nós ficamos lá no terreno até o ano passado. Ano passado, eu e minha mãe conseguimos aluguel social e uma das minhas irmãs conseguiu a casinha dela na Posse. Essa casa é o presente da minha mãe e para mim, o presente é poder acolher o meu anjinho”, conta Luiza, se referindo com carinho sobre a mãe.

“A gente paga aluguel, a prefeitura ajuda, mas nós temos que completar. Vou me sentir muito feliz de estar na minha casinha própria. Eu agradeço muito a Deus e ao prefeito”, diz Iracema.

O II Seminário de Prevenção da SAF (Síndrome Alcoólica Fetal) foi realizado na manhã desta terça-feira (26.11) no pavilhão de ensino do Hospital Alcides Carneiro (HAC). Durante o evento, a secretária de saúde Fabíola Heck recebeu o anteprojeto SAF Petrópolis da coordenadora do Programa de Políticas sobre Drogas, Leandra Iglesias. O projeto visa ampliar o trabalho de prevenção e orientação que já vem sendo desenvolvido no Centro de Saúde Coletiva. Estima-se que dez em cada 1.000 nascidos vivos sejam afetados pela síndrome.

Desde 2018, grávidas que fazem o pré-natal no Centro de Saúde coletiva já recebem orientações sobre os danos ao feto e também ao futuro indivíduo com a ingestão de álcool em qualquer fase da gestação. Além disso, 70 profissionais da Atenção Básica já foram capacitados para atuar junto às gestantes. O programa está em fase inicial de desenvolvimento no Ambulatório Escola daFMP/FASE, em Postos de Saúde da Família e também no Hospital Alcides Carneiro. Petrópolis foi a primeira cidade da América Latina a ganhar uma semana dedicada ao tema. A Lei 6.641 é de autoria do prefeito, quando foi vereador.  

O evento teve como palestrante convidado o médico José Mauro Braz de Lima, professor de Medicina da UFRJ e diretor geral científico da Associação Brasileira de Álcool e Drogas que falou sobre os danos ao indivíduo antes de nascer até o fim de sua expectativa de vida. “Naturalmente temos que ter esse olhar, na saúde, na educação, na justiça. Mas também temos que ter o olhar econômico, quanto custa isso pra sociedade?”, questionou. Diferentes de outras síndromes e acometimentos na saúde, o médico ressaltou que a SAF é 100% previsível, justificando desta forma o investimento em prevenção.

Segundo Leandra Iglesias, a Síndrome Alcoólica Fetal, é caracterizada por um conjunto de sinais e sintomas apresentados pela criança decorrentes da ingestão de álcool pela mãe durante a gravidez. O que pode acarretar diversos problemas futuros para o indivíduo, desde a má formação de órgãos aos problemas de aprendizagem, retardos e até microcefalia.

Com a visita dos agentes na E.M. Alto Independência, a Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias iniciou o calendário de operações nas comunidades nesta terça-feira (26.11). O prédio é o ponto de apoio do bairro, que é o mais populoso da cidade e tem um histórico de ocorrências relacionadas às fortes chuvas. Também foram entregues cartilhas de prevenção aos desastres de origem natural para moradores e comerciantes. O objetivo da ação é reforçar a importância do Sistema de Alerta e Alarme para a população, além de preparar os locais de apoio para estarem abertos na estação mais crítica do ano.

A ação teve início com a troca da placa que sinaliza o local como ponto de apoio. Na sequência, os agentes da Defesa Civil fizeram a distribuição de cartilhas com informações de prevenção a desastres naturais. São dicas simples, como o descarte correto do lixo e a instalação de calhas para as águas das chuvas. Em 2013, por exemplo, a E.M. Alto Independência abrigou mais de 80 pessoas após um dia de chuvas fortes. Segundo o diretor da instituição, Carlos Magno, o trabalho de prevenção é importante para alertar os moradores. “Acredito muito nesse trabalho, principalmente para as pessoas verem que as sirenes realmente funcionam e podem evitar uma tragédia, como aconteceu em 2013. Sempre que é necessário, a Defesa Civil faz o contato solicitando a abertura da escola”, disse.

Os moradores do Independência também receberam bem os agentes da Defesa Civil e elogiaram a preocupação da prefeitura e a continuidade das ações mesmo no período das fortes chuvas. Luiz Henrique da Silva, morador do bairro há 45 anos, destacou a presença do órgão municipal. “É importante ver a equipe da Defesa Civil próxima da gente. Por mais que algumas pessoas reclamem das sirenes, elas salvam vidas. Sei que se a gente precisar, os agentes vão estar aqui para ajudar”, afirmou.

A comerciante Cristiane Botelho destacou a importância das sirenes. "Quando toca, o pessoal já sabe que é para sair de casa e ir para um local seguro. Chove bastante aqui no bairro e a conscientização é sempre muito importante", garantiu.

Petrópolis conta com 20 conjuntos de sirenes do Sistema de Alerta e Alarme em 12 comunidades: Gentio, Buraco do Sapo, 24 de Maio, Alto da Serra, Bingen, Dr. Thouzet, Independência, Quitandinha, São Sebastião, Sargento Boening, Siméria e Vila Felipe. São 15 pontos de apoio, que são locais seguros para os moradores permanecerem caso os índices de chuva estejam alarmantes. O trabalho será realizado em todas as comunidades.

A próxima ação da Defesa Civil acontece na quinta-feira (28.11), às 10h, na E.M. José Fernandes da Silva, ponto de apoio do bairro Alto da Serra.

Ação levou os cães Chico e Jujuba para contato direto com a população, com objetivo de divulgar o trabalho do canil, e continuará no mês de dezembro

A alegria e a descontração proporcionados pelo trabalho de cinoterapia agora vão acontecer, também, na rua. A Guarda Civil levou nesta terça-feira (26.11) os cães Chico e Jujuba, que fazem o trabalho de elevar a autoestima de pacientes em tratamento de câncer e levar alegria para crianças de creches, para o Calçadão do Cenip, no Centro. A intenção é divulgar o serviço feito pelo Grupamento de Operações com Cães e, ao mesmo tempo, proporcionar esses momentos de descontração e felicidade para todos que tiverem contato com os animais – nesta primeira ação, pelo menos 100 pessoas pararam para fazer carinho e tirar fotos com os dois. A iniciativa vai continuar durante o mês de dezembro.

Neste ano, os dois golden retriever já fizeram cerca de 50 visitas ao Centro de Terapia Oncológica (CTO), a instituições de acolhimento de idosos e também a unidades escolares do município. A próxima ação da “cinoterapia de rua” será na Praça Dom Pedro, na semana que vem.

"Trazer a cinoterapia para a rua, trazer o contato das pessoas que não conhecem o nosso trabalho, que está muitas vezes dentro das clínicas ou das escolas, para o pessoal saber que os cachorros da Guarda não são só de policiamento, nós também temos animais para trazer alegria, felicidade", explicou o coordenador técnico do canil da Guarda, Leandro Lopes.

O Grupamento de Operações com Cães da Guarda Civil existe há mais de dois anos e meio com 10 cães, sendo usados para o trabalho de proteção e contenção de confusões e brigas, detecção de drogas, armas e explosivos, resgate em escombros, além de cinoterapia. O canil fica na sede da Guarda e é cuidado por 11 agentes.

Jane Andrade, que trabalha com confecção e parou com o filho, Enzo, de seis anos, para conhecer Chico e Jujuba, tirar fotos e fazer carinho.

"Tem muita gente que as vezes acha que não dá um resultado tão bom, mas dá um resultado grande. A minha mãe também teve se tratando no CTO, mas na época ela não teve essa oportunidade. Ela tinha paixão por cachorro, amava, e acho que se ela tivesse passado por essa oportunidade, teria se sentido até melhor", disse.

A enfermeira Larissa Silva ficou “apaixonada” de cães. Ela não conhecia o trabalho de cinoterapia, mas crê que o contato de pessoas doentes com cães pode ser importante no tratamento e gostou da iniciativa.

"Dizem que os cães são os melhores amigos do homem. Não tem explicação. As pessoas que se encontram em estado terminal ou em processo de cura, de tratamento, elas se sentem muito sozinhas, tem muita dor. E os animais trazem um certo conforto, além da alegria", afirmou.

Os fiscais estarão nas lojas a partir de zero hora de sexta-feira (29.11)

O Procon Petrópolis montou uma ação especial para atuar durante toda a Black Friday, período em que as vendas aumentam consideravelmente. Este ano, a expectativa é que as vendas cresçam 18% em relação ao ano passado. Serão três equipes do Procon de plantão disponíveis em pontos distintos da cidade a partir de zero hora de sexta-feira (29.11), fiscalizando os estabelecimentos e orientando os consumidores. Durante o dia a equipe também estará atuando em toda a cidade e também em um ponto fixo com o Procon Móvel.

O objetivo da ação é coibir cobranças extorsivas e evitar falsas propagandas no comércio da cidade. As equipes estarão distribuindo cartilhas informativas com dicas de compras, dando explicações sobre regras de compras durante este período. Farão também visitas nos estabelecimentos, lembrando a importância das regras que regem o Código de Defesa do Consumidor.  A conscientização acontece tanto para o consumidor quanto para os comerciantes. Entre as dicas que os consumidores devem ficar atentos para não terem problemas futuros, como: condições de troca, especificações dos produtos, cumprimento das ofertas, exibição dos preços dos produtos expostos à venda, entregas dos produtos comprados pela internet, entre outros.

Os agentes de fiscalização fizeram no início do mês um levantamento nas lojas virtuais e físicas, dos preços dos produtos mais vendidos durante a Black Friday. O levantamento inicial dos produtos foi realizado em 10 estabelecimentos entre físicos e virtuais, catalogando mercadorias de modelos e marcas diferentes como: celular, televisão, tablete, fogão, geladeira e ventilador. O órgão criou um acervo de fotos e dados dos preços e produtos de cada loja pesquisada, assim facilitará a apuração de denúncias. O Procon fiscaliza o cumprimento da lei 8.078 no artigo 37, que dispõe sobre propaganda enganosa utilizada para induzir o consumidor a erro.

Confira algumas dicas:

Atenção às especificações do produto

Consumidor, saiba o que está comprando. Tanto na loja quanto na internet verifique o que está incluso na embalagem do produto. Leia rótulos, veja se a oferta contém todas as informações necessárias como preço, quantidade, características, validade, identificação do fabricante ou importador, recomendações de restrição quanto à saúde e segurança etc. Nas compras pela internet tenha cuidado redobrado, pois muitas vezes nem todas as informações são exibidas. Por isso, pesquise e se for necessário entre em contato com o SAC da loja virtual.

Informa-se sobre condições de troca

A loja não é obrigada a trocar o produto vendido, a não ser que ele tenha algum defeito e, ainda assim, ela tem 30 dias para fazer o reparo, se for o caso. No entanto, algumas lojas oferecem um prazo amigável para que o consumidor possa efetuar a troca por outra cor, tamanho, modelo, ou até mesmo outro produto completamente diferente. Mas atenção: é necessário guardar a nota fiscal! Por isso, sempre exija que o estabelecimento emita o documento. Além disso, é importante obter as informações por escrito sobre o prazo eventualmente concedido pela loja para não haver dúvidas. Por exemplo, a loja pode oferecer 10 dias para troca, mas se ela não realiza trocas aos sábados e seu prazo vence nesse dia, saiba como a loja procede nesse caso.

Comprei e não gostei, posso devolver?

No caso de compras fora do estabelecimento comercial, ou seja, pela internet, por telefone, em domicílio, telemarketing, catálogos etc, o consumidor pode devolver o produto por qualquer que seja o motivo em até sete dias. Esse prazo é contado a partir da aquisição do produto ou do seu recebimento. Mas se a compra foi feita presencialmente, o estabelecimento não é obrigado a fazer a troca, a não ser em caso de defeito. Nesses casos, o consumidor deve consultar o vendedor para saber se a loja possui alguma política de troca para produtos sem defeito.

Fique de olho da entrega

Tanto nas compras pela internet quanto nas efetuadas nos estabelecimentos comerciais, o prazo de entrega deve ser informado por escrito. No Estado do Rio de Janeiro, existem duas leis que estabelecem que as empresas são obrigadas a oferecer a possibilidade de agendamento de data e hora/turno de entrega do produto ao consumidor. Antes de comprar aquele presente, veja se vai dar tempo de chegar antes do dia da festa e esteja preparado para receber o produto!

Atenção para exibição dos preços dos produtos expostos à venda

A informação de preços precisa ser clara, sem que seja exigido qualquer esforço para entender o que está sendo informado e não enganar ou deixar em dúvida o consumidor.

No estado do Rio de Janeiro, existe uma lei que obriga que o preço do produto à vista esteja sempre em tamanho maior que o preço a prazo ou parcelado. Além disso, acompanhando o preço à vista na oferta, deve constar o número das prestações. Todos os demais encargos como a taxa de juros e acréscimos e o valor total a ser pago com o financiamento deve ser informado ao consumidor. 

Essa dica vale tanto para compras online quanto em lojas físicas.

Saiba como exigir o cumprimento da oferta

Guarde as imagens e e-mail publicitários. Toda informação suficientemente precisa tem valor de contrato e obriga a empresa a cumprir a oferta nos exatos termos do anunciado.

A informação sobre o preço do produto, características, prazo de entrega, formas de pagamento, despesas adicionais ou acessórias (de entrega ou seguros), validade, quantidade, composição e origem deve ser clara e precisa, de modo a não induzir o consumidor em erro.

Lembre-se que as compras realizadas no período da Black Friday seguem as normas do Código de Defesa do Consumidor (CDC)

Pesquise antes de comprar

Sempre que possível é recomendável que antes de efetuar a compra você pesquise os preços do produto em lojas e sites diferentes. Isso vai ajudar a saber se os produtos estão com preços realmente promocionais. Fuja das falsas promoções, em que há simulação de descontos ou maquiagem do preço para que o produto pareça mais barato. Evite as compras por impulso!

Mais de 180 alunos da Escola Municipal Beatriz Zaleski, na Posse, participaram nesta terça-feira (26.11) da palestra com a delegada da 106ª Delegacia de Polícia, Juliana Ziehe, junto com os oficiais de cartório Rodrigo dos Passos e Mariana Marinho. A ação faz parte do projeto “Minha Aurora” criado pela Polícia Civil, em parceria com a prefeitura de Petrópolis, através do Gabinete da Cidadania.

Os alunos do 7ª, 8ª e 9ª ano puderam ter mais informações sobre violência contra mulher, estupro, bulying, crimes cibernéticos entre outros. “Fiquei muito grata e feliz com a presença da equipe aqui na escola. A abordagem da delegada foi muito importante. Ela falou com jovens de seis turmas, e eles foram bem participativos. Ela plantou a sementinha aqui e agora eles sabem detectar a violência, inclusive as que acontecem na internet”, destacou a diretora Escola Municipal Beatriz Zaleski, Marcia Regina da Silva Couto.

A iniciativa do Projeto Minha Aurora cria um novo modelo de atendimento de saúde e social a vítimas de estupro e terá um trabalho educativo de orientação sobre como identificar e agir em casos de abuso sexual. Ao mesmo tempo, os novos equipamentos do Posto Regional de Polícia Técnico-Científica (PRPTC) vão auxiliar a Polícia Civil a dar uma resposta mais rápida nas investigações desses crimes.

O Museu encerra 2019 apresentando ao público novo projeto museográfico

O Museu Casa do Colono inaugura, no dia 12 de dezembro, o Projeto de Revitalização da Exposição de longa duração. A iniciativa busca oferecer aos visitantes uma experiência mais receptiva, didática e uma comunicação mais atrativa. O projeto é um dos aprovados na Seleção de Projetos Artísticos Culturais do Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE) da Prefeitura de Petrópolis, e foi financiado pelo Fundo Municipal de Cultura.

A nova identidade visual da exposição está presente agora em cada detalhe do museu: nos painéis expositivos, vitrines, suportes museográficos e legendas bilíngues, que contam um pouco da história da imigração germânica em Petrópolis e sua importância para a construção e o desenvolvimento socioeconômico e cultural da cidade.

O projeto de Revitalização da Exposição do Museu Casa do Colono foi idealizado pela Partes Design e executado pela designer Miriam Barrutia.

“Como um museu casa histórica, sua museografia busca comunicar de modo integrado a arquitetura, as coleções sob sua guarda e a experiência do público, agora de forma mais acessível, interpessoal e uma linguagem escrita e visualmente mais atrativa”, destaca a museóloga Ana Carolina Vieira.

O museu também oferece visitas guiadas e contação de histórias. A entrada é gratuita.

Serviço:

Museu Casa do Colono

Rua Cristovão Colombo, 1034 - Castelânea, Petrópolis - RJ, 25640-322

Visitação de terça-feira à domingo, das 8h30 às 16h

Entrada franca

Mais informações, através do telefone (24) 22473715

Usuários do Centro POP participaram na segunda-feira (25.11) do projeto Beleza POP e também de uma oficina de música. As atividades fazem parte das ações desenvolvidas pela Secretaria de Assistência Social para o resgate da cidadania das pessoas em situação de rua e/ou em vulnerabilidade social.

Um corte de cabelo e uma barba bem-feita podem ser considerados detalhes que normalmente passam despercebidos no dia-a-dia. Mas esses pequenos cuidados com a aparência são capazes de levantar a autoestima de quem está excluído socialmente. Com esta proposta, o Centro POP (Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua) promove semanalmente ações e atividades voltadas para proporcionar bem-estar e momentos de socialização entre seus usuários. O principal objetivo é o de resgatar a cidadania dessas pessoas.

O Centro Pop e o NIS fazem um trabalho em conjunto para a reintegração das pessoas em risco social. Aberto de domingo a domingo, o Centro POP oferece estrutura para o atendimento diário para higiene pessoal, manutenção de objetos pessoais, alimentação, atendimento psicossocial, regularização de documentação e encaminhamento profissional com indicação para processos seletivos e capacitação para o mercado de trabalho.

            “Sempre buscamos atividades que produzam frutos para essas pessoas, que trabalhem a autoestima. Estamos conseguindo motivar pessoas a resgatarem suas vidas”, conta a diretora do Departamento de Proteção Social Especial, Katia dos Prazeres.

Termina nessa quarta-feira (27.11) a programação do 3º Encontro Literário da Posse, realizado pelo Departamento de Projetos da Secretaria de Educação com os alunos das escolas da rede municipal situadas na Posse. O fechamento contará com uma visita a Fazenda Vira Mundo, no Brejal.

A expectativa é de que mais de 200 alunos participem das atividades promovidas durante o Encontro Literário.

A programação do último dia do evento contará com bate papo com os autores Catarina Maul e Leferr e oficina com Paula Hungria Machado com o tema: Ilustrações Inventadas.

Nessa quarta-feira (26.11) a programação contou com lançamento do livro: Memórias fotográficas - escritor Leferr, oficina “Pintando com o escritor”, Contação de história: Florisbela conta um conto, com Beth Silveira e o teatro adaptação do poema Morte e Vida Severina de João Cabral de Melo Neto.

Roberto Saul Wigoda, o Betinho, ficou em 7º lugar no torneio nacional

O atleta petropolitano de bocha adaptada Roberto Saul Wigoda, o Betinho, ficou em 7º lugar no Campeonato Brasileiro da modalidade, disputado no último fim de semana em São Paulo. Ele participou da competição na classe BC2, categoria que contou com outros 21 jogadores de todo o país. Betinho havia conquistado uma vaga no principal torneio do país após o atleta que ficou em terceiro lugar no torneio Regional Leste ter desistido de participar por problemas pessoais.

Disputado no CT Paralímpico, o Campeonato Brasileiro de bocha adaptada contou com a presença de 79 atletas de 37 clubes. Foram 12 quadras com jogos simultâneos nas quatro categorias. A competição foi organizada pela Associação Nacional de Desporto para Deficientes (Ande). O petropolitano Betinho foi o primeiro atleta da modalidade em todo o país.

"O desempenho do Betinho foi muito bom, terminando na parte de cima da tabela de um torneio nacional. Essa foi uma oportunidade muito bacana, que fortalece o trabalho realizado pela nossa Associação em Petrópolis", explica Marcelo Corrêa, treinador e coordenador técnico do time de Petrópolis, lembrando ainda que outro atleta, Felipinho, também participou da competição nacional no ano passado.

“A rotina de treinamentos faz toda a diferença na hora de disputar as principais competições do país. Foi o que aconteceu com o Felipinho, nosso atleta que no ano passado participou do Campeonato Brasileiro de bocha adaptada. Graças a parceria da APDEF com o governo municipal, conseguimos um espaço para treinar e desenvolver a modalidade”, completa Marcelo.

A equipe de Petrópolis de bocha adaptada realiza os treinamentos no Centro de Cultura Raul de Leoni, no Centro, todas as terças e quintas-feiras entre 14h e 17h, graças a parceira da prefeitura, através da Superintendência de Esportes e Lazer, com a Associação Petropolitana dos Deficientes Físicos (APDEF).

Além da parceria, o município também realizou eventos esportivos. No ano passado, aconteceu de maneira inédita a I Copa Imperial de futsal para surdos - em parceria com a Associação Petropolitana de Surdos (APES) - e o campeonato municipal de futsal para surdos.

Além disso, já foi realizada a capacitação gratuita para estudantes e professores de educação física que desejam trabalhar com pessoas com deficiência intelectual e um treinamento, também de graça, para árbitros de futebol e futsal. 

No calendário esportivo deste ano, estão previstos, mais uma vez, as competições de futsal e o Dia de Convivência, dentro da programação dos jogos estudantis.

Sobre a bocha adaptada

A bocha adaptada é um esporte que consiste no lançamento de bolas coloridas e vence o jogador que alcançar o maior número de bolas próximas à bola branca, que funciona como uma referência. São quatro categorias: BC1, BC2, BC3 e BC4, que são divididas de acordo com a limitação de cada atleta. A categoria de Betinho não permite nenhum auxiliar, apenas um suporte para as bolas.

Site da prefeitura é a ferramenta para os candidatos cadastrarem seus currículos

O Balcão de Empregos da Prefeitura, administrado pelo Departamento de Trabalho e Renda (Detra), da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, tem 20 vagas disponíveis nesta semana. Os candidatos devem cadastrar os seus currículos na prefeitura no site www.petropolis.rj.gov.br. Mais informações podem ser consultadas pelo telefone (24) 2233-8113.

O Balcão de Empregos realiza a divulgação das vagas e os encaminhamentos dos candidatos para processo seletivo, sendo assim, fica a cargo do empregador a responsabilidade pelas entrevistas e possíveis contratações. O Detra fica na Rua Aureliano Coutinho, 203, no Centro. Confira as oportunidades:

Assistente administrativo - 1 vaga - sexo masculino - Experiência, CNH categoria B e disponibilidade para plantões no final de semana

Atendente de loja de conveniência - 1 vaga - ambos os sexos - Experiência

Atendente de restaurante - 1 vaga - sexo feminino - Experiência

Auxiliar de cozinha - 3 vagas - sexo feminino - Experiência

Auxiliar de manutenção - 1 vaga - sexo masculino - Experiência, CNH categoria B

Barman - 1 vaga - sexo masculino - Experiência

Churrasqueiro - 1 vaga - sexo masculino - Experiência

Garçom - 5 vagas - ambos os sexos - Ensino médio e experiência

Passadeira - 1 vaga - sexo feminino - Experiência

Porteiro - 1 vaga - sexo masculino - Experiência, CNH categoria B

Salgadeiro - 1 vaga - sexo feminino - Experiência

Supervisor de loja - 1 vaga - ambos os sexos - Ensino superior completo e experiência em vendas

Zelador - 2 vagas - sexo masculino - Experiência, CNH categoria B

Palestras e rodas de conversas promovidas pelos alunos do 9º ano

Capacitar o aluno para o autocuidado, entendendo a saúde como direito e responsabilidade social. Com esses objetivos, a EM Theodoro Machado, localizada no Vale do Cuiabá, promoveu nessa terça-feira (26.11) o primeiro encontro do Programa “Deixa Comigo”: alunos do 9º ano deram dicas e orientações para os demais estudantes da escola sobre assuntos como higiene, prevenção, saúde bucal e câncer.

A atividade é resultado de uma parceria entre a escola e o PSF Boa Esperança e foi criada a partir do Programa Saber Saúde, iniciativa do INCA realizado pelas Secretarias de Saúde e Educação que também promove palestras com servidores e alunos de escolas da rede.  “Ficamos motivados e criamos essa atividade diferenciada que prevê a participação dos alunos do 9º ano do ensino fundamental. Eles, junto com os profissionais do posto de saúde apresentaram palestras com diferentes temas, sempre lembrando a todos que a prevenção é o melhor remédio”, afirmou Shirley Fernandes, diretora da EM Theodoro Machado.

Durante toda a manhã os alunos do ensino fundamental da EM Theodoro Machado – que tem 287 matriculados – visitaram as salas onde os jovens realizaram bate papo sobre os temas: Higiene Pessoal, Saúde Bucal, Obesidade na infância e na adolescência, câncer e seus fatores de risco, DSTs – Prevenção.

“Muito bom poder pesquisar sobre o tema, falar na nossa linguagem sobre os cuidados com a saúde e mostrar que temos que cuidar do nosso corpo e prestar atenção nos sinais para prevenir problemas”, disse Maria Eduarda Assis, aluna do 9º ano.

Banner INFOS ATUAIS2

Notícias por data

« Novembro 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30  

Prestação de conta COVID-19

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo