Programa está usando nas ruas do município o chamado “asfalto quente”, que tem maior qualidade e durabilidade

O programa Prefeitura Presente fez aplicação de asfalto em ruas e comunidades de 13 bairros nesta quarta-feira (16.10). O material utilizado é o chamado “asfalto quente”, que tem maior qualidade e durabilidade e foi utilizado em ruas de Mosela, Fazenda Inglesa, Vila Felipe, Alto da Serra, Caxambu, Independência, Taquara, Centro, Castelânea, Corrêas, Nogueira, Quitandinha e Itaipava. O prefeito acompanhou a equipe que atuou na Estrada das Arcas, comunidade do Laginha, em Itaipava.

O material que vem sendo utilizado pelo programa é o chamado “concreto betuminoso usinado à quente” (CBUQ), que permite uma aderência melhor durante a aplicação.

Implementado nesta semana, o programa vai ampliar a presença nos bairros com o reforço de até 150 homens para serviços como manutenção viária, limpeza (como remoção de entulho, capina, desobstrução de canaletas), pintura de meio-fio e faixas, iluminação pública (tanto manutenção quanto instalação de LED), entre outros. Esses trabalhos já são realizados normalmente nas comunidades do município por Comdep, Secretaria de Obras, Secretaria de Serviços e CPTrans.

Além da comunidade do Laginha, o serviço também aconteceu em Pedras Brancas, Alto da Derrubada, Rua Major Sérgio, Jacinto Rabelo,Vila Real, Dom João Braga, Elisa Mussel Peixoto, Bartolomeu Sodré, Estrada José Almeida Amado, Ângelo João Brand, Antônio da Silva Ligeiro,Rua Nova, Primeiro de Maio, Rua Ceará e Quarteirão Italiano.

O programa Prefeitura Presente também teve atuação da Comdep com remoção de entulho em ruas dos bairros Castelo São Manoel, Siméria, São Sebastião, Chapa 4 (Valparaíso), Dr. Thouzet, Morin, Casemiro de Abreu e 14 Bis (Centro),  

Também houve capina e roçada no Valparaíso, Sargento Boening, Centro, Moinho Preto, Dr. Thouzet, Centenário, São Sebastião, Quitandinha, Duarte da Silva, Castelânea, Castelo São Manoel e Itaipava.

A manutenção de iluminação ocorreu no Brejal (Posse) e Quissamã.

Programa “Feliz Visão” foi lançado pelo prefeito Bernardo Rossi e vai zerar fila

Setenta e cinco pessoas já passaram pela primeira consulta do pré-operatório para a realização da cirurgia de catarata. O atendimento começou hoje na clínica conveniada à prefeitura. O Programa “Feliz Visão” foi lançado pelo prefeito no dia 11 de outubro. O objetivo é zerar a fila de pacientes que aguardam por uma cirurgia de catarata.Serão de 80 a 100 cirurgias por semana, regulando todo o fluxo de pacientes da cidade.

O paciente que for atendido pelo programa vai contar com todo acompanhamento como consulta, cirurgia, pós-operatório e consultas de revisão.

A catarata é caracterizada pela opacidade do cristalino, que pode levar à diminuição da visão. Segundo o Ministério da Saúde, a doença é responsável por 47,8% dos casos de cegueira no mundo, acometendo principalmente a população idosa. O diagnóstico é clínico, realizado durante consulta oftalmológica e o tratamento é basicamente cirúrgico e bastante eficaz. A cirurgia dura em média de 6 a 12 minutos.

A secretária reforça que a ampliação do atendimento foi possível graças ao investimento em saúde que a Secretaria de Estado está fazendo nos municípios. A Programação Pactuada e Integrada (PPI) é uma verba destinada a ações de saúde nos municípios.

Entre os primeiros pacientes atendidos pelo Programa “Feliz Visão” estava a paciente Ermínia Nunes Pizzolato, de 83 anos. Ela veio para consulta com a filha, Cláudia que avaliou muito bem esse novo investimento na saúde.

“Minha mãe foi muito bem atendida hoje e recebeu orientação adequada para o caso dela. Agora vai passar por uma retinopatia, que é exame para verificar a alteração na vista provocada pela diabetes. E, hoje mesmo, já marcaram a segunda consulta para nova avaliação”, explica a filha da paciente.

O programa “Feliz Visão” é realizado em parceria com o Hospital dos Olhos Dr. Tannure, com incentivo do Governo do Estado.

CEI para 50 crianças será construído pela Associação de Moradores – AMAVALE e administrado pela prefeitura

Quatro salas, pátio para recreação e sala de leitura. Esses são os espaços previstos no projeto criado pela AMAVALE – Associação dos Moradores do Vale das Videiras – para um Centro de Educação Infantil que atenderá 50 crianças a partir de 3 anos. O CEI será construído pela associação e administrado pela prefeitura, a partir de uma parceria com a AMAVALE. O projeto foi apresentado nesta quarta-feira (16.10) para o prefeito e secretários municipais.

A expectativa é de que o espaço comece a ser construído ainda neste ano e deve demorar seis meses para ficar pronto. 

O projeto do CEI foi apresentado por Zaíde de Melo Franco Faoro, uma das diretoras da AMAVALE, que representou o presidente da associação, Dircésio Melo. “Acreditamos que a educação na primeira infância seja o ponto crucial para o desenvolvimento das crianças e é por isso que a associação e seus parceiros estão encantados com esse projeto. Já temos uma atuação forte na escola da comunidade e manteremos isso no CEI. Todos os recursos já estão separados e nos reunimos com a prefeitura para fortalecer essa colaboração entre a associação e o poder público”, explicou.

A ideia é de que o espaço, quando ficar pronto, seja administrado pela prefeitura com a colaboração da associação. “Temos ideias e projetos que incentivarão as equipes e as crianças. Acredito que o caminho é esse, comunidade e poder público trabalhando juntos para o lugar onde vivemos. Ninguém consegue fazer nada sozinho e estamos aqui, juntos, para auxiliar o poder público e proporcionar um ensino de excelência para a comunidade”, contou Zaide.

Na ocasião, a associação de moradores também solicitou que a educação em tempo integral seja futuramente instalada na EM José Américo Ribeiro, fundada em 2000, após a doação de um terreno da associação de moradores para a prefeitura. A escola atende, atualmente, 210 alunos matriculados da educação infantil até o 9º ano do ensino fundamental.

O prédio do CEI terá 320 m² e deverá ficar pronto em 2020. 

O projeto foi criado gratuitamente pelos arquitetos Renata Bartolomeu e Reiner Mitterer.

Visita à EM José Américo Ribeiro e Posto de Saúde do Vale das Videiras

Durante a visita na comunidade, o prefeito fez questão de conferir o atendimento na EM José Américo Ribeiro e no Posto de Saúde do Vale das Videiras. 

Sobre a AMAVALE

Desde a sua fundação, em 1989, a Associação de Moradores do Vale das Videiras vem realizando, graças ao trabalho dos associados, vários benefícios no Vale das Videiras, como a construção da sede da AMAVALE, a construção do posto de saúde (1999), a doação do terreno para construção da escola municipal (2000), construção de quadras de recreação e aquisição da arena do Vale.

Quase mil alunos participaram da entrega da premiação dos Jogos Estudantis Municipais (Jems) nesta quarta-feira (16.10) no Teatro Mecanizado do Palácio Quitandinha. Foram entregues as medalhas dos atletas e mais 31 troféus. A competição envolveu 1,9 mil estudantes de 30 escolas em sete modalidades. Foram mais de 100 horas de atividades esportivas realizadas.

O evento de premiação é mais uma novidade implementada pela atual gestão. Também foi neste governo que as escolas ganharam transporte para os locais onde acontecem os jogos. Neste ano, o Jems foi realizado no Centro Esportivo da Escola Municipal Fábrica do Saber e no Sesc de Nogueira.

O fortalecimento dos jogos estudantis é uma marca da atual gestão da prefeitura. Em 2016, por exemplo, apenas 19 escolas participaram do Jems. 

O Jems foi disputado nas categorias sub-13 e 15. As modalidades foram o futsal, futebol de campo, basquete, vôlei, handebol, tênis de mesa e xadrez. "Em uma comunidade como a nossa, o esporte é essencial na formação dos jovens. Um evento como esse marca a vida das crianças", disse Raquel Girardi Sixel, diretora da Fábrica do Saber.

A Escola Municipal João de Deus Rodrigues foi a campeã geral. Em segundo lugar, ficou a Escola Municipalizada Santa Teresinha.

"É um trabalho de continuidade na parte esportiva e também em sala de aula. Os alunos que participam dos jogos participam de avaliações semestrais e precisam estar com notas boas para jogarem", explica o diretor da EM Monsenhor João de Deus Rodrigues, Ney Marcos de Paula Júnior. A escola venceu a competição pelo sexto ano seguido.

Ação contou com a participação do Cram e da APPO

Com o objetivo de alertar as mulheres sobre a importância da prevenção ao câncer de mama, a equipe do Posto de Saúde da Família (PSF) de Secretário ofereceu, nesta quarta-feira (16.10), diversas atividades dentro da programação do Outubro Rosa. Mais de 200 mulheres participaram da ação, que contou também com palestras da coordenadora do Centro de Referência de Atendimento à Mulher (Cram), e madrinha da Campanha Outubro Rosa, Cleo de Marco, e da equipe da APPO, com as Vitoriosas. O evento aconteceu em parceria com o Sesc, Nasp e Senar, além do comércio local.

O encontro “Mulher Saudável, Família Saudável faz Comunidade Saudável” ofereceu orientações sobre higiene bucal; aulas de alongamento e zumba; palestras; cabelereiro; manicure; almoço, além de testes rápidos – com resultados dados em 20 minutos, de HIV, sífilis e hepatite. A finalidade das atividades é aumentar a autoestima das mulheres, melhorar e qualificar a saúde, valorizando a família e a sociabilização.

“Socializar é uma maneira de tirar essas mulheres do isolamento e a ação estimula essa convivência umas com as outras, além de fortalecer a relação do paciente e profissional da saúde. As ações estimulam ao acompanhamento no PSF e assim conseguimos realizar tratamentos preventivos e dar o suporte de maneira adequada”, destacou o enfermeiro do PSF de Secretário, Rogério Ramos de Mello.

A coordenadora do Cram, que é subordinado ao Gabinete da Cidadania, Cleo de Marco, ressaltou durante a palestra toda a rede oferecida em proteção à mulher, os tipos de violência e como o órgão encaminha as assistidas. “Falamos hoje sobre a violência doméstica, e vamos trazer o ônibus lilás aqui para atender as mulheres que não podem ir até a sede do Cram. Trabalhamos em parceria com o PSF, com a conscientização da saúde da mulher como um todo”, frisou a coordenadora.

“O trabalho e o atendimento do PSF é excelente. Aqui a equipe presta toda assistência à população. Eu já fiz o meu exame de mamografia e estou adorando a programação de hoje. É uma confraternização para as mulheres da região. A presença do Cram em abordar violência doméstica também foi muito importante”, contou a moradora, Irene Borsato.

Produtores interessados no edital de projetos culturais lançado pelo Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE) neste segundo semestre de 2019 têm até o dia 31 deste mês para inscrever os seus projetos. Desta vez, será disponibilizado o valor de R$ 150 mil do Fundo Municipal de Cultura para custear ações de pequeno e médio porte. Podem participar pessoas jurídicas, inclusive Microempreendedores Individuais (MEIs), que representem todos os segmentos culturais, como artesanato; artes plásticas; audiovisual; entre outros.

As inscrições podem ser feitas de segunda a sexta-feira, de 10h às 18h, na Superintendência de Cultura do IMCE, que fica na Praça Visconde de Mauá, 305, no Centro. Interessados podem consultar o edital, que está disponível no site da prefeitura (http://www.petropolis.rj.gov.br/), no campo “licitações”, concurso nº2.

No último edital, 20 projetos culturais foram selecionados, um investimento de R$ 320 mil. Neste, os nove projetos contemplados deverão ser realizados no período entre dezembro de 2019 a abril de 2020. O valor disponibilizado vai custear seis projetos de pequeno porte e três de porte médio. Segmentos também de bandas marciais; canto coral; culturas afrobrasileira, indígena e populares; cultura germânica; cultura urbana; dança; escolas de samba e blocos carnavalescos; literatura; música; teatro e patrimônio histórico também podem participar.

Evento será nos dias 23, 24 e 25 na UCP

Profissionais da Educação têm até esta sexta-feira, dia 18 de outubro, para se inscrever no Seminário "A Educação nos move: repensando ideias, atualizando propostas", que será realizado nos dias 23, 24 e 25 de outubro na UCP da Rua Benjamin Constant. A iniciativa é da Secretaria de Educação e tem como objetivo discutir as ações vigentes na área educacional, além de mostrar práticas que deram certo na rede municipal de Educação.

O Seminário contará com palestras e mesas redondas. As inscrições podem ser feitas na página da prefeitura: www.petropolis.rj.gov.br.

No dia 23 a programação será das 13h às 17h. No dia 24, das 8h às 17h e no dia 25 de outubro, das 8h ás 11h. Os horários e as salas onde os assuntos serão tratados estão na programação no site da PMP.

Confira a programação:

23/10 – QUARTA-FEIRA

13h – Credenciamento

13h30 – Café

14h – Abertura do evento

14h15 – Apresentação Musical (orquestra de violões – Casa da Educação)

14h30 – Palestra de Abertura: Construindo Redes de Ensino onde todos os alunos aprendam (Teresa Pontual – Gerente Executiva da FGV EBAPE/CEIPE)

15h30 – Tempo para perguntas

16h –  Mesa Redonda c/ 3 trabalhos: Apresentação de Prática de Sucesso (Banner)

17h – Encerramento

24/10 – QUINTA-FEIRA

MANHÃ

8h – Credenciamento, café e encaminhamento para salas

8h30 às 9h50

Sala 1 – Brincadeiras Musicais na Educação Infantil - Ana Laura Simão – Graduada em música e especializada em Educação Integral

Sala 2 – Currículo - Ana Lúcia Tavares - Licenciatura em Letras e Pedagogia –UNIFLU Especialização em Políticas Públicas – FGV / Pós-Graduação em Docência do Ensino Superior – UERJ/FAFIC - Coordenadora da Educação Básica – SMECE - Professora da rede pública de Ensino.

Sala 3 – As habilidades cognitivo-linguísticas e sua relação com o desenvolvimento da leitura e escrita – Thais Gomes Braga da Silveira

Sala 4 – Juliana Justen – Roda Literária: Tecendo fios, bordando sentidos

Sala 5 – Repensando as práticas de avaliação- Bianca Dela Nina – Mestre em                                        Educação e Mestre em Português e Linguística

10h – Mesa Redonda Boas Práticas

11h – Encerramento

TARDE

13h – Credenciamento, café e encaminhamento para salas

13h30 às 14h50

Sala 1 – Brincadeiras Musicais na Educação Infantil - Ana Laura Simão – Graduada em música e especializada em Educação Integral

Sala 2 – Currículo - Ana Lúcia Tavares - Licenciatura em Letras e Pedagogia –UNIFLU Especialização em Políticas Públicas – FGV / Pós-Graduação em Docência do Ensino Superior – UERJ/FAFIC - Coordenadora da Educação Básica – SMECE - Professora da rede pública de Ensino.

Sala 3 – As habilidades cognitivo-linguísticas e sua relação com o desenvolvimento da leitura e escrita – Thais Gomes Braga da Silveira

Sala 4 –Juliana Justen – Roda Literaria: Tecendo fios, bordando sentidos

Sala 5 – Material Adaptado através do brincar – Thiago de Araujo (Coordenador da Brinquedoteca da Recriasce / Responsável pelos projetos da Criative Ideias)

15h às 16h - Salão – Neurociências e o desenvolvimento das potencialidades em sala de aula - Martha Relvas (Coordenadora do Programa de Pós-graduação de Neurociência Pedagógica da UCAM/AVM)

16h – Mesa Redonda Boas Práticas

17h – Encerramento

25/10 – SEXTA-FEIRA

8h – Credenciamento, café e encaminhamento para salas

8h30 às 9h30 - Cíntia da Luz Rodrigues – Doutoranda e Mestre em Educação pela UFF, Avaliadora Educacional Técnica da SASE/MEC

10h –  Palestra e encerramento -  A Educação nos move – Pilar Lacerda – diretora Fundação SM Brasil.

Mais um modelo de "Tuktuk" foi colocado em teste para substituir as charretes de tração animal. O veículo foi acompanhado pelas equipes CPTrans no Centro Histórico na manhã desta quarta-feira (16.10). O modelo tem capacidade para transportar duas pessoas e funciona com um condutor pedalando, assistido de uma bateria elétrica. A iniciativa do governo em substituir as tradicionais charretes é inédita no país e tem o objetivo de estimular o turismo. O fim do uso dos cavalos para tração do transporte foi escolhido por 117 mil pessoas em um plesbicito realizado no ano passado.

O prazo para as empresas se apresentarem e realizarem os testes se esgotou nesta quarta. Oito veículos circularam pela cidade, de um total de 12 empresas cadastradas. "Fizemos contato com as outras, mas elas não conseguiram realizar o teste dentro do prazo determinado", explica o Diretor Operacional da CPTrans, Luciano Moreira.

Após homologação do resultado do plebiscito pelo TSE, a prefeitura decretou a extinção da atividade, em março deste ano. O modelo apresentado pela Tuk Tour faz sucesso no Rio de Janeiro. "A ideia é empregar pessoas da cidade, gerar renda aqui. O modelo, que funciona com um condutor pedalando, assistido de uma bateria elétrica, vai permitir um passeio de até 20 km/h, bem calmo e tranquilo para o passageiro", explicou Fred Sampaio, diretor da empresa.

“Petrópolis, mais uma vez, está saindo na frente. Como cidade turística, que tem no setor uma importante fonte de renda, termos um serviço como esse é muito importante, incentivando o turismo. Atendemos o pedido da população, para o fim das charretes, mas o serviço vai continuar existindo de outras maneiras”, destaca o prefeito Bernardo Rossi.

O próximo passo é a criação do Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) – que deve contemplar preferencialmente a utilização da mão de obra dos antigos condutores das vitórias de tração animal. "Vamos fazer um trabalho mais amplo, não só para atender o espaço em frente ao Museu Imperial. A ideia é abrir um leque de oportunidades para melhorar e expandir o turismo da cidade", completa Luciano.

O Programa Petrópolis Iluminada fez a instalação de 14 luminárias de LED na Rua Floriano Peixoto na noite da última terça-feira (15.10). O trabalho dá sequência ao planejamento de substituição de lâmpadas comuns pela tecnologia que ilumina mais e economiza energia, além de demandar menos manutenção. Desde o ano passado, 30 locais já receberam 610 luminárias.

O planejamento terá sequência nesta quarta-feira (16.10) com instalação de 20 luminárias ao longo da Rua Alberto Torres. Depois, o serviço está previsto para Av. Dom Pedro, Barão de Teffé, Nilo Peçanha, Av. Ipiranga e Dr. Joaquim Moreira, além de alcançar a reta de Itaipava. Esse roteiro está previsto para se estender até o mês de dezembro com mais 372 pontos de luz substituídos pela iluminação mais moderna.

O trabalho vem sendo feito pela empresa contratada pela prefeitura para fazer a manutenção da rede de iluminação pública na cidade, a Vitorialuz. O trabalho da última terça-feira mobilizou duas equipes na Floriano Peixoto e ocorreu no período noturno por causa da menor movimentação de veículos.

Além desse serviço, o Programa Petrópolis Iluminada também fará a extensão de rede de iluminação pública em pelo menos 510 locais, já com luminárias de LED, e também levará a tecnologia para bairros, sobretudo para ruas que servem de itinerário para linhas de ônibus que atendem as comunidades.

Documento foi aprovado pelo Comed

As aulas letivas do ano de 2020 começarão no dia 4 de fevereiro. O calendário oficial, estabelecido pela Secretaria de Educação, foi apresentado durante a reunião do Conselho Municipal de Educação – Comed, realizada este mês.

O calendário prevê 204 dias letivos de aula. O 1º semestre será do dia 3 de fevereiro até o dia 10 de julho e o 2º semestre de 27 de julho a 23 de dezembro.

O planejamento respeita o número de aulas letivas previstas na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), Lei Federal nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996.

Banner INFOS ATUAIS2

Notícias por data

« Outubro 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31      

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo