As 14 Unidades Básicas de Saúde (UBS) estão preparadas para intensificar a vacinação de prevenção a Febre Amarela. O objetivo é alcançar a meta do Ministério da Saúde de ter 95% da população vacinada nos municípios.  Até o momento, Petrópolis tem uma cobertura de 85% de pessoas imunizadas. As doses da vacina são fornecidas pelo Governo Federal rotineiramente e são encaminhadas para as salas de vacina conforme demanda. Quem ainda não se vacinou pode se apresentar a uma das UBSs da cidade, das 8h às 16h. Nas unidades do Retiro, Itamarati, Mosela e Quitandinha, o atendimento é estendido até às 20h.

Até o momento 253.434 pessoas foram vacinadas na cidade. O reforço para conseguir vacinar o maior número de pessoas teve início em março 2017, quando Petrópolis acompanhou as ações de prevenção da doença realizadas pelo Brasil. Na época, durante a campanha, o município recebeu 80 mil doses e desde então, a vacina se tornou rotina nos postos da cidade, que recebem a reposição do estoque durante todo o ano.

A Secretaria de Saúde mantém todos os postos abastecidos para a vacinação. Nesta sexta-feira (18.01), mais mil doses serão direcionadas para abastecer as salas das unidades de saúde. A maior parcela da população está vacinada, mas as ações foram  intensificadas para aumentar a cobertura e garantir que não haja  registros da doença na cidade.

“É importante alertar que o vírus é circulante no estado do Rio de Janeiro e a prevenção é a forma mais eficaz de se evitar que surjam casos”, destaca a diretora de Vigilância em Saúde, Eisabeth Cavalcanti Wildberger, que reforça que a vacina é aplicada em dose única, e uma vez imunizada, a pessoa não precisa receber reforço. A indicação é de que todas as pessoas, inclusive quem tem idade acima de 60 anos se vacine. A contra indicação é apenas para as crianças menores de nove meses, grávidas e pessoas que estejam em situação de baixa imunidade.

Mesmo com o baixo índice de registros da doença na cidade, o alerta para os cuidados preventivos sempre é reforçado nessa época do ano, quando o calor e a maior ocorrência de chuvas, favorecem o surgimento dos mosquitos transmissores da doença. Além da prevenção através da vacina, os agentes de saúde alertam sobre os cuidados para que não se criem ambientes favoráveis à proliferação das larvas nas residências, mantendo as casas e as ruas limpas, sem acúmulo de água parada, habitat ideal para reprodução dos vetores.

Pessoas que não podem receber a vacina devem ter cuidado redobrado

Para as pessoas com alguma contraindicação para receber a dose da vacina, os agentes de saúde alertam para alguns cuidados individuais. É recomendado o uso do repelente, se proteger com o uso de roupas compridas, de preferência largas, evitar o deslocamento para áreas rurais e evitar circular por áreas de mata fechada.  

Unidades com salas de vacinação na cidade:

Quem ainda não se vacinou pode se apresentar em qualquer unidade de saúde que tenha sala da vacinação na cidade, das 8h às 16h ou até às 20h, nas unidades do Retiro, Itamarati, Mosela e Quitandinha. As demais unidades são:

PSF Alto da Serra - Rua Teresa, 2024, com horário de funcionamento das 8h às 16h.

PSF Posse - Estr. União Indústria, n.º 33.530, com horário de funcionamento das 8h às 16h.

PSF São Sebastião - Rua São Sebastião, nº 625, com horário de funcionamento das 8h às 16h.

PSF Alto Independência - Rua José Lino s/nº, com horário de funcionamento das 8h às 16h.

UBS Morin - Rua Pedro Ivo, n.º 81, com horário de funcionamento das 8h às 16h.

UBS Mosela - Rua Mosela, 744, com horário de funcionamento das 8h às 20h.

UBS Itaipava - Estrada Philúvio Cerqueira Rodrigues, com horário de funcionamento das 8h às 16h.

UBS Pedro do Rio - Estr. União Indústria, com horário de funcionamento das 8h às 16h.

UBS Quitandinha - Rua General Rondon, nº 400 e 490, com horário de funcionamento das 8h às 20h.

Enquanto as crianças não voltam para a escola, este período de férias tem ajudado a alavancar o turismo em Petrópolis. Alguns hotéis e pousadas chegaram a registrar até 80% de seus quartos ocupados nos primeiros fins de semana de janeiro com a vinda de famílias que querem aproveitar os dias de descanso e recarregar a energia para mais um ano. Em toda a cidade, a média da ocupação hoteleira chegou a 66% entre os dias 04 e 06, e 62% de 11 a 13. O Natal Imperial, com toda sua decoração e programação cultural – que só termina no domingo (20.01) -, também tem atraído mais visitantes, principalmente no Centro Histórico.  

Em 2018, os dois primeiros fins de semana do ano registraram uma ocupação hoteleira menor do que agora: foram 57% e 55% respectivamente. A boa fase do setor tem animado o trade. O guia de turismo José Pedro Soares, por exemplo, que já trabalha na área há 34 anos e é um dos mais antigos de Petrópolis, diz que este mês está movimentado e que Petrópolis tem mudado o seu perfil.

“O início de janeiro está sendo fantástico, porque normalmente, com as férias escolares, não temos muitos grupos pedagógicos, então ficamos dependendo daqueles grupos que se organizam para conhecer a cidade. E tinha caído muito o movimento por conta da violência no Rio, o que refletiu aqui em Petrópolis, porque normalmente esses grupos ficavam hospedados no Rio e vinham fazer uma visita de um dia aqui. Esse perfil mudou porque hoje as pessoas se hospedam em Petrópolis”, frisa, lembrando que o Natal Imperial também ajudou no bom desempenho do setor.

“Esse início de janeiro tem sido um dos mais movimentados. As pessoas têm procurado o Centro Histórico e também os distritos, principalmente Itaipava. Tenho visto a rede hoteleira com bastante movimento. A procura tem sido ainda pelo Natal Imperial, principalmente para o Túnel de Luz, o acender das luzes na Praça D. Pedro, a iluminação na Praça da Liberdade e o Palácio de Cristal. As pessoas continuam vindo visitar a cidade por causa da festa, isso é muito bom pra gente”, completa o guia José Pedro Soares.

Com dias quentes e de céu azul, muitos turistas também chegam na cidade para aproveitar a natureza, como piscinas naturais e cachoeiras. Hotéis e pousadas que oferecem esse tipo de experiência ao hóspede também tem comemorado o movimento. “Temos recebido bastante famílias neste período de férias escolares. Já estamos com 70% de ocupação para este fim de semana, mas em janeiro costumamos chegar até a 80%”, explica a gerente da Pousada Paraíso Açu, Aline Santos.

Peças de madeiras de armário, porta, mato, restos de obras, colchão e até uma caixa d’água foram removidos pela Comdep do Morro dos Ferroviários. No total, foram 30 toneladas retiradas em dois pontos da comunidade. O número engrossa o trabalho que continua sendo realizado neste início de ano: já foram coletadas 4.363 toneladas de resíduos volumosos.

Neste início de ano, a Comdep promoveu a remoção de entulho em mais de 70 ruas de 35 bairros. Em 2018, foram 78,7 mil toneladas de restos de obras, mato, móveis e eletrodomésticos velhos retirados de ruas e calçadas do município.

O Código de Posturas estabelece que a destinação correta é levar o entulho para o aterro de Pedro do Rio. Quem for pego em flagrante cometendo a irregularidade é intimado a fazer a limpeza e pode receber multa de R$ 800. Por isso, que tem dificuldade de fazer descarte no local adequado conta com o Disque Entulho.

O agendamento e a coleta são gratuitos. Marca o dia da coleta, o caminhão passa no local indicado e recolhe até 20 sacos de 25 kg cada. Basta que o morador coloque os sacos na rua no dia anterior da coleta e fique atento se o caminhão consegue ter acesso até a casa. O telefone para agendamento é o 2243-7822. Desde a reativação do serviço, já foram feitas mais de 5 mil coletas gratuitas. O Disque Entulho tem rotas fixas de segunda a sexta, mas também atende outros locais de acordo com a disponibilidade.

A coleta de entulho nos distritos e nos bairros próximos dos Centro é dividido entre Comdep e SSOP, com sete equipes de trabalho. Nesta quinta, por exemplo, houve remoção de entulho em Siméria, Independência, Quitandinha, Dr. Thouzet, Vila Felipe e Castelo São Manoel.

Estão abertas as inscrições para a colônia de férias que acontece no Centro de Iniciação ao Esporte de Petrópolis, que fica no bairro Caxambu, entre os dias 21 e 25 de janeiro. São 100 vagas para crianças entre 7 e 12 anos que estão matriculadas na rede municipal de ensino. Os interessados devem comparecer no local da atividade, que fica na Rua Flávio Cavalcante, de 9h às 18h, para se inscrever. Os documentos necessários são: cópia da certidão de nascimento ou da identidade do aluno, declaração escolar, cópia da identidade do responsável, atestado médico e uma foto 3x4.

O objetivo da colônia é preencher o horário das crianças durante as férias e promover a integração entre os alunos da rede. Para isso, estão previstas atividades esportivas e de lazer que serão acompanhadas por professores e estudantes de educação física. O horário oferecido para a turma da colônia de férias será de 8h até 12h.

Os pais devem ficar atentos ao período de inscrição, que segue até as vagas estarem preenchidas. Pelo segundo ano consecutivo, a prefeitura oferece a colônia de férias proporcionando aos jovens atividades durante o verão.

Sobre o CIE de Petrópolis

O CIE ocupa uma área de 1,6 mil m² ao lado da Escola Municipal Senador Mário Martins. Inaugurado em março do ano passado, o local oferece 13 modalidades esportivas gratuitas, que ainda contam com vagas abertas para novos alunos.

Para as crianças e os adolescentes, são oferecidas aulas gratuitas de futsal, vôlei, handebol, basquete, basquete 3x3, jiu-jitsu, muaythai, karatê e capoeira, de segunda à sexta-feira, de 10h às 18h. Para os adultos, existem turmas de dança, ginástica e alongamento as segundas, terças, quintas e sextas, a partir das 18h30.

Quinta, 17 Janeiro 2019 18:07

Mais Asfalto atende Comunidade 24 de Maio

O programa Mais Asfalto, que promove manutenção viária nos bairros, já atendeu 17 locais apenas nesse início de ano. Nesta quinta-feira (17.01), a Comunidade 24 de Maio, no Centro, recebeu aplicação de 12 toneladas de asfalto. O objetivo do trabalho é dar melhores condições às ruas utilizadas pelo transporte público. No caso da 24 de Maio, o serviço beneficia quem utiliza as linhas 427 e 444, que fazem 53 viagens por dia.

Este ano, já foram atendidas ruas de Castelânea, Valparaíso, Alto da Serra, Retiro, Bingen, Estrada da Saudade, Samambaia, Chácara Flora, Quarteirão Brasileiro e Centro. Somadas, as ruas que já receberam manutenção viária em 2018 recebem 2.733 viagens todos os dias

Morador a há mais de 50 anos na comunidade, o eletricista João Bento da Silva fez questão de acompanhar o serviço feito no local.

“Com a chuva, o asfalto acaba não aguentando e sai mesmo. Quem usa o ônibus reclama, então esse serviço é muito bom que esteja sendo feito. Também é bom para quem tem carro, como eu”, disse o morador.

O trabalho feito este ano passou por ruas com menor fluxo de veículos, como a Francisco Scali (Estrada da Saudade) e Max Manoel Molter (Quarteirão Brasileiro), que tem 20 viagens de ônibus por dia, até locais com intenso fluxo, como a Cardoso Fontes (Castelânea), por onde passam 535 viagens de 18 linhas de ônibus diariamente.

No ano passado, foi feita manutenção viária em 140 ruas de 47 bairros somente no último trimestre. Na primeira metade do ano, ruas de 50 bairros ou localidades receberam aplicação de mais de 300 toneladas de asfalto. Cada equipe de trabalho aplica cinco toneladas de asfalto.

O programa também fez a pavimentação de ruas de grande fluxo de veículos no Centro. São quase sete quilômetros entre as quais as ruas Santos Dumont, Souza Franco, Visconde de Bom Retiro, Aureliano Coutinho, Dr. Sá Earp, Roberto Silveira, entorno da Praça da Liberdade e Imperador - esta última, onde transitam diariamente 112 linhas de ônibus, beneficiando mais de 20 mil passageiros. A principal rua do Centro Histórico tem movimento de 22,8 mil por dia.

Artesãos que estão expondo seus produtos no Palácio de Cristal, durante o Natal Imperial, têm comemorado as boas vendas. Mesmo após o período de maior movimento da festa – dezembro, não só turistas como moradores de Petrópolis continuam visitando o atrativo neste início de ano e contribuindo para aumentar a renda de dezenas de micro empreendedores que fazem parte das associações de artesanato de Petrópolis. Com produtos que cabem no bolso do visitante, tem artesão que já garantiu R$ 7 mil em vendas desde o início do evento, em 30 de novembro.

É possível encontrar peças a partir de R$ 5 reais entre as 12 barracas que estão instaladas nos jardins do Palácio. Mas quem ainda não conseguiu conferir a “feira” precisa se apressar, já que elas ficam apenas até o próximo domingo (20), quando termina o Natal Imperial.

As barracas estão ocupadas pelas associações de artesanato da cidade e oferecem os mais diversos itens, como lembrancinhas de Petrópolis, decoração para casa, biscuit, imãs, chaveiros, necessaires, entre diversos outros. Quem visita o Palácio se diz encantado. “Está tudo muito lindo, se eu pudesse levava tudo. Gostei de tudo que eu vi”, disse a auxiliar de serviços gerais Alessandra de Souza, que é moradora da cidade de Viçosa, em Minas Gerais e fazia parte de uma excursão que visitava Petrópolis.

Para os artesãos, o movimento do Natal Imperial foi comemorado. “Foi muito bom em dezembro e agora em janeiro tem vindo bastante excursões, que ajudam no movimento. Dos produtos de Natal não sobraram quase nada, vendemos tudo. Agora as pessoas procuram mais por lembrancinhas da cidade”, destaca a artesã Sonia Gonçalves, da Associação Serra das Artes.

O artesanato no Natal Imperial não é novidade, a prefeitura tem feito parcerias com os artesãos para que os produtos locais estejam nas principais festas do município.

Durante o Natal Imperial, o Palácio de Cristal funciona de 9h às 22h de segunda a quinta-feira e de 9h a meia noite de sexta-feira a domingo, sendo que as barracas de artesanato abrem às 10h.

Alunos do ensino médio da Escola Estadual Alice Loureiro, que fica na cidade de Viçosa, em Minas Gerais, puderam aprender sobre a importância de preservar a natureza no Parque Natural da Avenida Ipiranga nesta quinta-feira (17.01). Com o apoio de uma equipe da Secretaria de Meio Ambiente, os 35 estudantes fizeram um passeio pelas trilhas do local, ganharam cartilhas educativas e conheceram mais sobre a história do município. A instituição solicitou o acompanhamento da equipe técnica da pasta graças ao trabalho realizado pelo setor de Educação Ambiental nas escolas da rede municipal de ensino.

“Pela internet eu conheci um pouco do trabalho desenvolvido em Petrópolis. É importante que os jovens tenham a consciência de que proteger a natureza é garantir um futuro melhor para todos”, explica Joubert Antônio, professor de Geografia da escola. Além das atividades realizadas no Parque Natural, os alunos também puderam conhecer a Catedral, o Museu Imperial, a Casa de Santos Dumont e o Hotel Quitandinha.

“Petrópolis é uma cidade realmente encantadora, com uma história muito rica e com espaços naturais belíssimos. O Parque Nacional da Serra dos Órgãos também é maravilhoso. A nossa ideia é integrar os nossos alunos com áreas verdes como aqui no Parque, ensinando a eles o quanto é importante manter essas áreas conservadas”, disse o professor.

Com dois mil alunos da rede municipal de Petrópolis envolvidos em ações de conscientização – prevendo dobrar esse número neste ano – a Secretaria de Meio Ambiente investe na educação para preservar as áreas verdes da cidade. Acompanhados pelo professor da turma e de um biólogo da pasta, os jovens aprendem sobre a importância da vegetação para o ecossistema e de como elas podem diminuir os impactos causados pelo homem na natureza. Em 2019, o trabalho será ampliado para a população que vive próxima das unidades de conservação.

Criado no ano passado para aproximar as crianças e os adolescentes dos espaços naturais do município, o projeto Árvores na Minha Escola proporcionou atividades para mais de mil alunos da rede municipal. Foram realizados o plantio de árvores em escolas e parques, além de aulas temáticas e caminhadas em trilhas ecológicas. O programa acontece em parceria com o programa de reflorestamento da ONG Projeto Água, desenvolvida para instruir a sociedade sobre a importância de preservar, economizar e recuperar os recursos hídricos.

Já o projeto Redoma Mata Atlântica busca integrar a comunidade nas ações de orientação e também de fiscalização das unidades de conservação.  O trabalho de conscientização conta com o apoio do Instituto Estadual do Ambiente (INEA) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), que participam com palestras e rodas de conversa com os alunos das escolas próximas destes locais.

O prazo para que proprietários de táxis com final 1 realizem a vistoria anual na CPTrans termina nesta sexta-feira (18.01). O período de realização do serviço começou no último dia 7. São 61 veículos dos 537 táxis que tem a placa com o final número 1. Divido em lotes, a previsão é que até 24 de maio todos os veículos já tenham passado pela companhia e estejam regularizados.

Para realizar a vistoria taxistas devem apresentar a cópia legível dos documentos: CRLV 2018 (de acordo com calendário de licenciamento anual do Detran) ou 2019; Inspeção GNV 2018;  Aferição taxímetro 2018;  ISS 2018 pago: permissionários e auxiliares  - nos casos de isenção, o mesmo deve apresentar xerox do cartão que comprove; Certidão Negativa do Registro de Distribuição Criminal atualizada do permissionário e auxiliares;  CNH com a indicação que “exerce atividade remunerada” do permissionário e auxiliares;  Comprovante de residência do permissionário e auxiliares;  Cartão de Permissão (alvará) 2018 (original); e pagamento da Taxa de Vistoria.

Durante o processo de vistoria, a CPTrans poderá, caso entenda necessário, solicitar documentos complementares, para a aprovação da vistoria. É fundamental que toda documentação seja apresentada, pois a falta de qualquer um dos documentos implicará na não realização do processo de renovação da autorização. Para certificação da vistoria também é necessário estar quite com todos os encargos provenientes de multas aplicadas, excetuando-se os casos com recursos interpelados em conformidade com o art. 21º, §6º da Lei Municipal nº 6.019/2003.

Confira o calendário:

Fim de placa- número 1 – período de vistoria: de 07/01/2019 até 18/01/2019

Fim de placa – número 2 – período de vistoria: de 21/01/2019 até 01/02/2019

Fim de placa – número 3 – período de vistoria: 04/03/2019 até 15/02/2019

Fim de placa – número 4 – período de vistoria: 18/02/2019 até 01/03/2019

Fim de placa – número 5 – período de vistoria: 04/03/019 até 15/03/2019

Fim de placa – número 6 – período de vistoria: 18/03/2019 até 29/03/2019

Fim de placa – número 7 – período de vistoria: 01/04/2019 até 12/04/2019

Fim de placa – número 8 – período de vistoria: 15/04/2019 até 26/04/2019

Fim de placa – número 9 – período de vistoria: 29/04/2019 até 10/05/2019

Fim de placa – número 0 – período de vistoria: 13/05/2019 até 24/05/2019

No mês de janeiro, mês em que muitas famílias saem de férias e os gastos com os passeios podem ser elevados, qualquer economia é válida. E poder não gastar com passagens de ônibus é um privilégio para as pessoas com idade igual ou superior a 60 anos, que possuem a Carteira do Idoso. O documento garante a gratuidade ou descontos de 50% nos valores dos transportes interestaduais e em eventos culturais. O requerimento da carteira é feito em qualquer uma das oito unidades do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do município. Para serem beneficiados, os idosos devem estar inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) do Governo Federal.

A gratuidade ou o pagamento com desconto já é um direito previsto pela Lei 10.741 de 2003 e a Carteira do Idoso é um instrumento necessário para a garantia do benefício. O documento é destinado para pessoas com idade igual ou superior a 60 anos, que não tenham como comprovar a renda individual, igual ou inferior a dois salários mínimos. É o caso, por exemplo, dos idosos que não são aposentados ou sejam desempregados.

Mensalmente cerca de 40 idosos recebem o documento pela Secretaria de Assistência Social, emitido através das inscrições feitas nas oito unidades do CRAS. Através da Carteira do Idoso, a população na faixa etária estipulada, garante a gratuidade de vagas ou desconto de 50% no valor das passagens interestaduais. As companhias de transportes reservam diariamente duas vagas por veículo para viagens estaduais e caso esse quantitativo seja excedido, os idosos têm o direito de comprar as passagens pela metade do preço.

A Carteira do Idoso tem validade de dois anos e está diretamente atrelada aos dados do CadÚnico. “Para manter os benefícios ativos, é muito importante que os usuários estejam com o cadastro ativo”, destaca o diretor do Departamento de Proteção Social Básica, Rodrigo Lopes. Para se inscrever no CadÚnido o idoso deve se apresentar a uma das unidades do CRAS  com os documentos de Identidade, CPF, Carteira de Trabalho, Título de Eleitor e comprovante de residência.

A partir da inscrição no CadÚnico, que leva até três dias para ser concluído, o usuário passará a ter o Número de Identificação Social (NIS). Com esse documento, o beneficiário precisa fornecer apenas uma foto 3x4 para solicitar a Carteira do Idoso, que tem um prazo de 30 dias para ser emitida. “Durante o período para a emissão da Carteira do Idoso, o beneficiário recebe uma declaração para que possa começar a usar o benefício até que o documento oficial seja emitido”, explica Rodrigo Lopes.

As unidades do CRAS que recebem a documentação ficam distribuídas pelos bairros da cidade, que são:

CRAS Quitandinha - Rua Alagoas, s/nº – Quitandinha. Contato: 2246-9150

CRAS Centro - Rua Dr. Sá Earp, 35, Centro, Petrópolis/RJ (Antiga Secretaria de Segurança). Contato: 2245-8272

CRAS Retiro - Rua Henrique Dias, 221 – Retiro. Contato: 2246-4568

CRAS Posse - Estrada União e Indústria, S/N, ao lado do CIEP Gabriela Mistral (CEU da Posse). Contato: 2259-1366

CRAS Corrêas - Rua Vigário Correa, 443 – Corrêas. Contato: 2221-0047

CRAS Vale do Carangola - Rua Waldemar Vieira Afonso, 19 – Antiga ONG - Vale do Carangola. Contato: 2246-6330

CRAS Itaipava - Estrada União e Indústria, 11860 – Itaipava. Contato: 2222-7270

CRAS Madame Machado - Rua Geraldo Lourenço Dias, s/nº (ponto final do ônibus 704) – Madame Machado. Contato: 2249-4281

O primeiro leilão de veículos apreendidos de 2019 foi realizado nesta quinta-feira (17.01) e foi encerrado com o arremate de 127 veículos, entre carros e motos. A concorrência, realizada pela Rodando Legal com apoio da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans), ocorreu na sede do Clube Petropolitano e contou com a presença de cerca de 60 pessoas, além dos participantes via internet.

No leilão, foram disponibilizados dois tipos de veículos: os recuperáveis, em condições de uso; e os irrecuperáveis, que possuem laudos periciais apontando impossibilidade de recuperação, sendo vendidos como sucata para prensa. Apenas pessoas que comprovaram poder realizar o serviço foram habilitadas para os lances.

Quem aproveitou a oportunidade de arrematar um veículo foi o motorista Luiz Antonio Abreu Silva. Ele já participou de um leilão em 2017, quando comprou um carro que usa até hoje. Desta vez ele foi em busca de um carro para a filha e conseguiu dar um lance vitorioso na concorrência. “Valeu muito a pena, sem dúvida!”, contou.

O casal Henrique Neves e Júlio Abreu chegaram ao leilão na tentativa de adquirir uma motocicleta. Os dois conseguiram arrematar uma e saíram comemorando. “A moto vai me ajudar muito útil no dia a dia, tanto para ir trabalhar, quanto para passear... foi uma boa oportunidade. Estamos muito felizes!”, disse Henrique.

Os proprietários desses veículos foram notificados, conforme determina o artigo 328 do Código de Trânsito Brasileiro, mas não procederam com a retira dos veículos no prazo regular e, por isso, os veículos foram para concorrência pública.

Alvará Online - BANNER

Notícias por data

« Janeiro 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31      

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo