O primeiro dia de funcionamento das UPAs sob a administração da prefeitura por meio do Serviço Social Autônomo do Hospital Alcides Carneiro (Sehac) ocorreu dentro do previsto: mantidos todos os atendimentos – média de 300 em cada unidade – redução do tempo de espera, equipes completas e abastecimento normal de insumos e medicamentos. A prefeitura assumiu a administração das UPAs a partir da meia-noite desta sexta-feira (17.08), mas desde às 19h do dia anterior a migração de toda a operação, processo iniciado há mais de um mês, já era feita.

No primeiro dia de nova administração das UPAs, a prefeitura, que já havia estado nas unidades na quinta-feira, retornou ao local para acompanhar a operação de três ambulâncias UTI móvel que passaram a atender às UPAs.

A cidade vai avançar ainda mais em atendimento, em qualidade. A integração das unidades com o HAC também fará a diferença.

A Secretaria de Saúde, também presente nas unidades no primeiro dia de administração do Sehac, destaca a otimização do atendimento com integração das UPAs e HAC e alinhamento dos fluxos.

São procedimentos internos que vão refletir diretamente no atendimento.

Com dois médicos a mais em cada unidade – um médico visitador, para acompanhar os pacientes acolhidos e outro de suporte – as UPAs passaram à administração do Sehac com 4 clínicos gerais e 3 pediatras todos os dias. A equipe de enfermagem de cada unidade foi ampliada. Antes, operava com 3 enfermeiros e 8 atendentes de enfermagem por plantão. Agora, são 4 enfermeiros e 10 atendentes de enfermagem.

Com 360 funcionários, a maioria de equipes médicas, as UPAs agora têm plantões de 12 horas para cada profissional, dando mais oportunidade de descanso e mais plantões a serem feitos e, consequentemente, maior remuneração.

José Victor Caldeira, diretor geral das UPAs, antecipa que toda a operação de adaptação do novo sistema vai ser feita ao longo do final e semana, de forma permanente pelas equipes do Sehac e com a vistoria da Prefeitura.  “Temos 24 horas de acompanhamento neste momento e também em todos os dias daqui por diante”, afirma.

O custo de gestão das UPAs permanece o mesmo: R$ 1.088.000,00 por cada uma.  A administração das  unidades de pronto atendimento chegou a custar na gestão passada R$ 3,6 milhões por mês. Muitas irregularidades e um serviço ruim. Com administração adequada, o município aumentou em 20% do atendimento com menos gastos e maior qualidade.

A costureira Daiane da Silva, de 23 anos, levou a filha à UPA Centro. Heloane, de um ano e oito meses, foi rapidamente atendida. “Foi muito rápido. Cheguei às 13h30 e agora (14h30) já estou saindo. Mas tudo com uma atenção muito grande. Tive minha filha no próprio HAC e fui bem tratada lá também. A expectativa é que as UPAs fiquem ainda melhor”, comenta a costureira.

A Secretaria de Saúde recebeu, nesta sexta-feira (17.08), o mamógrafo móvel do governo do estado. Um caminhão, equipado com o que há de mais de mais moderno na detecção do câncer de mama, iniciou atendimento nesta sexta e também vai funcionar neste sábado (18.08) para exames, agendamento que já foi feito por telefone. São 150 exames, entre mamografia e ultrassom que serão realizados. O caminhão está no Centro Administrativo da prefeitura, na Avenida Barão do Rio Branco.

É um belo serviço que o estado oferece e que a prefeitura conseguiu trazer para Petrópolis, beneficiando mais de 100 pessoas. Isto reforça a referência do município no atendimento à Saúde da Mulher e o objetivo é ampliar ainda mais os trabalhos neste sentido.

Ao todo, estão sendo disponibilizadas 120 mamografias, sendo 60 em cada dia. São oferecidos, também, 20 ultrassonografias de mama e transvaginais. De janeiro a junho deste ano, o município promoveu 6.036 mamografias. Só no Hospital Alcides Carneiro (HAC), foram realizados 2.849 procedimentos. A tendência é que o número deste ano ultrapasse o de 2017, quando foram feitos 8.988 exames em toda rede da Saúde.

Esta foi mais uma grande conquista para a população, que veio para auxiliar na ampliação do serviço no município, reforçando a referência na assistência à saúde da mulher. Em março, o município garantiu mais de R$ 1 milhão em repasses do Ministério da Saúde para a compra de um mamógrafo digital para o Hospital Alcides Carneiro. A aparelho está em processo de compra. Com o novo aparelho, o sistema passará a contar com cinco mamógrafos – três próprios e dois conveniados – em funcionamento na rede pública municipal.

A médica responsável pelos exames de ultrassonografia, Christine Corrêa, destaca que ficou surpresa com a organização que encontrou em Petrópolis. Segundo ela, a forma como o paciente teve o contato antes do exame com a equipe da Secretaria de Saúde foi fundamental para o bom andamento do mutirão.

“Percebemos que houve uma organização muito grande. Quase todos os pacientes vieram com o histórico médico documentado, o que melhora muito o nosso trabalho aqui na unidade móvel. Petrópolis nos surpreendeu positivamente”, destaca a ginecologista

A doméstica Maria das Graças da Rocha, de 60 anos, foi agendada para a tarde desta sexta-feira. Ela conta que o atendimento na unidade móvel foi bem rápido.

“Tenho muita preocupação em não deixar doenças evoluírem. Por isso, faço meus exames e acho importante que todas as pessoas façam igual. Este serviço está ajudando muita gente, com a equipe atendendo com muito carinho e agilidade”, comentou.

Nova frota da Turb, que terá 18 carros novos até o final do mês

Do total de 35 ônibus que entram em operação até dezembro, mais 9 veículos novos, da Turb, chegaram à cidade e agora passam por processo de emplacamento e outros procedimentos para entrar em operação. Os 9 veículos se somam ainda a outros 9 que também estão sendo adquiridos pela empresa para a renovação da frota. A prefeitura visitou a garagem da empresa, em Itaipava, nesta sexta-feira (17.08) para conhecer, com diretores da Turb, as melhorias que a permissionária está fazendo em renovação de veículos e em atendimento.

Todos os veículos zero quilômetros possuem 22 assentos, com a nova tecnologia de motor Mercedes - mais modernos, econômicos e menos nocivos ao meio ambiente. Mais três micro-ônibus estão agendados para chegar esta na próxima semana e mais seis carros grandes, irão chegar até o fim do mês. A previsão é que os coletivos já estejam em circulação em setembro e serão direcionados aos distritos.

A melhoria no sistema de transporte passa pela renovação da frota. O município já avançou no ano passado com linhas otimizadas e horários e está acompanhando de perto  a aquisição de novos veículos. O investimento é bom para a população, melhora o sistema e valoriza a empresa.

Os 9 veículos possuem equipamentos modernos, que oferecem mais conforto aos usuários. A novidade são os assentos, que têm uma estrutura modular anatômica, o que proporciona ao passageiro um maior conforto durante as viagens, além de bancos reservados para grávidas, mulheres com crianças no colo, deficientes físicos, obesos e elevador para acesso à cadeirante.

Os condutores também foram beneficiados. Os novos modelos possuem o assento do motorista diferenciado, com mais conforto como os estofados dos veículos executivos. O câmbio, diferente dos antigos modelos, agora está no painel, junto com o computador de bordo que armazena todas as informações sobre os veículos.

Para o diretor da empresa, Jean Moraes, a nova frota é uma conquista grande em tempos de crise econômica nacional. Ele explicou que a nova frota beneficia também aos motoristas que trabalham focados em um veículo mais confortável, com mais satisfação e logo, atinge o objetivo que é atender melhor a população. Ele contou também da importância da troca dos coletivos. “Queremos qualificar o atendimento para o município, com carros preparados e que a população sinta no dia a dia uma melhoria significativa”, disse o diretor.

Os micro-ônibus já estão sendo preparados para começar a circular. As adequações de sistema de bilhetagem, biometria facial, câmeras e GPS, além da documentação do Detran e avaliação da CPTrans estão em andamento para que as substituições aconteçam o mais rápido.

“Os novos coletivos irão substituir a frota que atende aos distritos do município. Esperamos que eles já entrem em circulação na primeira semana de setembro. Esta ação faz parte do processo de otimização do sistema de transporte público que o governo está implementando, com objetivo de melhorias para a população, ” pontuou o diretor-presidente da CPTrans, Jairo Cunha.

Parque de luminária tem 40 mil pontos acesos

Com uma média diária de apenas cinco solicitações de reparos, 99% do parque de luminárias da cidade está acesso. A quantidade de consertos, que chegou a 4 mil acumulados e 20 pedidos diários, alcançou 12.234 pontos de luz em 41 bairros até a quarta-feira (15.08).  Os bons números são resultado do trabalho intensivo em seis meses que garantiu que a cidade voltasse a contar com serviço pontual e de qualidade. O chamado parque de luminárias da cidade é formado por 40.805 pontos de luz.

A atual demanda a ser atendida – e já programada para os próximos dias – é de 372 pedidos em aberto, o que representa 0,93% do total de pontos de luz da cidade. O bom desempenho fica acima do que estabelecido em contrato pelo município, que exige um mínimo de 98% das luminárias acessas da empresa contratada, a Vitórialuz.

Alcançar essa marca é extremamente importante, ainda mais porque o trabalho da empresa contratada está completando seis meses. Isso só foi possível porque o número de equipes atuando na cidade é acima do exigido pela prefeitura e os funcionários não fazem reparos apenas nos pontos de luz em que houve reclamação, mas também vistoriam outras luminárias naquela rua ou naquele bairro, otimizando o serviço. Em média, cada ordem de serviço cumprida gera conserto de mais quatro luminária.

Amostragem

Outra maneira de calcular o índice de funcionamento do parque de iluminação é através de amostragem. O Departamento de Iluminação Pública faz a mensuração de um local com grande número de luminárias e verifica a quantidade de pontos apagados. Dessa forma, é possível cruzar os dados com a quantidade de reclamação e estimar o índice de iluminação da cidade.

“Um exemplo prático: no eixo Washington Luís, Cel. Veiga, General Rondon e Ayrton Senna temos instalados 246 pontos. Hoje, temos registrado quatro pontos com defeito, que representa 1,44% dos pontos instalados. Ou seja, este demonstrativo, acaba apontando que os parâmetros estatísticos estão dentro de uma normalidade”, explica o engenheiro elétrico Leônidas Mattos, um dos responsáveis pelo Departamento de Iluminação Pública.

Atualmente, a manutenção de iluminação pública conta com 10 equipes de trabalho, totalizando 20 funcionários em campo. A exigência é que sejam mantidas no mínimo sete turmas. O trabalho é feito em três turnos e, em média, são feitos entre 80 e 100 correções por dia. Troca de lâmpadas e de relês (peça que faz o acendimento automático das luminárias) são os principais serviços realizados no dia a dia.

Manutenção pode ser pedida por telefone, pelo site e aplicativo no celular

Os moradores podem solicitar o reparo informando que tipo de problema a luminária apresenta (lâmpada apagada à noite ou acesso durante o dia, lâmpada que acende e apaga, braço da luminária ou mesmo poste danificado, luminosidade ruim, cabos rompidos, entre outros) e a localização exata do ponto de luz – toda luminária possui uma placa com número de identificação, basta informar esse número para facilitar a identificação do local que precisa de conserto. Os pedidos podem ser feitos presencialmente, pelo telefone e pela internet.

O atendimento presencial ao público pelo Departamento de Iluminação Pública da Secretaria de Serviços, Segurança e Ordem Pública (SSOP) tem novo horário. Quem procurar o setor, no Centro Administrativo – Av. Barão do Rio Branco, 2.846 (Centro) –, será atendido de segunda a quinta entre 7h e 12h e de 13h às 17h. Às sextas, os pedidos de manutenção podem ser feitos de 7h às 16h, com pausa de uma hora para o almoço a partir de 12h. 

A população também pode fazer solicitações de manutenção da rede pelo telefone: 0800 024 1000 / 2246-8971 / 2233-8165. O horário do teleatendimento é de 7h às 12h40 e de 13h às 18h40, de segunda a sexta.

Outro caminho possível é fazer a solicitação pelo site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br) e pelo aplicativo disponível para celulares com sistema operacional Android (Petrópolis IP) – ambos os caminhos permitem o acompanhamento da solicitação.

Justiça determina 70% de aulas em cada uma das unidades

Secretaria de Educação continuará visitando os espaços educacionais

Os responsáveis pelas escolas e Centros de Educação Infantil informarão a frequência dos servidores em cada turno a partir de segunda-feira (17.08). A medida tem como objetivo conferir se a decisão do Tribunal de Justiça proferida na última quinta-feira (16.08), que determina que 70% de cada unidade escolar esteja em funcionamento estará sendo cumprida. O município vai manter o corte de ponto dos servidores em greve – até esta sexta-feira, 18 dias descontados – e suspender as férias de janeiro para reposição das aulas.

A decisão do Tribunal de Justiça foi publicada no Diário Oficial do Estado nessa sexta-feira (17.08). “A greve no serviço público prejudica os interesses da coletividade que precisa da prestação dos serviços. Desta forma, é, induvidosa, a necessidade de manter  a prestação continuada dos serviços essenciais, por fundamental à manutenção do interesse público”, destaca  a decisão do desembargador Milton Fernandes de Souza.

A equipe do Departamento de Inspeção Escolar continuará visitando as escolas e CEIs. Apenas 25 unidades ficaram paralisadas nessa sexta-feira. O funcionamento normal ocorreu em 65 escolas e CEIs e outros 92 tiveram funcionamento parcial. A expectativa é que todos os espaços retornem às atividades normalmente na próxima semana.

Escolas como Carlos Canedo, Santa Rita de Cássia, Robert Kennedy, Jandira Bordignon, Jorge Amado, Gunnar Vingren e Santa Maria Goretti e Stefan Zweig atenderam, juntas, aproximadamente mil estudantes. Já os CEIs Santa Edwiges, Comac, Prefeito Sérgio Fadel, Graça Costa, São João Batista e Jorge Rolando somaram cerca de 350 atendimentos.

O poder público reitera que o compromisso é o de manter em dia o salário dos servidores – ação que está sendo cumprida sem nenhum atraso: a atual gestão depositou R$ 39,4 milhões da folha de pagamento de julho do funcionalismo e R$ 8,7 milhões do 13º salário antes do início da greve. Todas as informações referentes à crise econômica que atinge as contas da prefeitura foram repassadas aos representantes dos servidores durante as negociações com a categoria.

Para que cenas da minissérie da HBO “Santos Dumont – Mais Leve Que o Ar”, sejam gravadas no Centro Histórico, algumas vagas serão interditadas durante o fim de semana, para que os caminhões descarreguem os equipamentos das filmagens.

Os locais contam com agentes da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) fechando as ruas nos momentos em que as cenas estiverem sendo gravadas e abrindo em seguida liberando o tráfego de veículos no local.

“As gravações estão acontecendo no Centro da cidade e estamos com nossos agentes acompanhando todas as intervenções. Nosso trabalho é tentar evitar qualquer transtorno ao trânsito do município”, avisa o diretor técnico e operacional da CPTrans, Luciano Moreira.

No sábado (18.08), seis vagas ficarão indisponíveis na Rua Barão do Amazonas, em frente ao Relógio das Flores, além das vagas que ficam no “meio da pista” até quarta-feira (22). Com a locação da “Casa dos Sete Erros”, na Avenida Ipiranga, também ocorrem indisponibilidade das vagas às 20h.

Também no sábado a partir de 18h até domingo (19.08) às 20h, na Praça Visconde de Mauá, na Câmara dos Vereadores, acontece interdições de vagas. Já no domingo à noite, a Rua do Encanto, onde fica a Casa de Santos Dumont, também terá interdição de vagas para quatro veículos.

Para as gravações na “protagonista” da minissérie - a Casa de Santos Dumont, haverá interdições nos dias 20, 21 e 22, de 7h às 19h. O fechamento irá ocorrer nas duas pistas da Rua Barão do Amazonas no sentido quem sobe pela Praça da Liberdade. Os fechamentos também ocorrem de maneira intermitente durante todos os dias. Já nos dias 20,21 e 22, gravação na Encantada, as vagas ficaram indisponíveis a partir das 17h do dia 19h até às 20h do dia 22.

A Casa de Santos Dumont completa, neste domingo (19.08), 100 anos. Para comemorar a data, todos os visitantes do museu terão gratuidade e ainda poderão contar com um ator interpretando o inventor, que receberá os turistas e petropolitanos. Bolo e refrigerante completam a comemoração que marca o centenário do imóvel. Segundo museu mais visitado de Petrópolis – atrás apenas do Museu Imperial, “A Encantada” foi construída em 1918, na Rua do Encanto, bem no Centro de Petrópolis.

Visionário, o pai da aviação decidiu construir lá seu chalé, que desenhou e planejou com a ajuda do engenheiro Eduardo Pederneiras. Segundo o secretário da Turispetro, Marcelo Valente, a prefeitura vem trabalhando para valorizar cada vez mais esse patrimônio do município e atrair mais visitantes para a casa. “Temos sempre promovido dias de gratuidade no museu em datas comemorativas, como no aniversário de Petrópolis, no aniversário de Santos Dumont, entre outras. A casa é um atrativo que agrada a todos. Muitos turistas passam pelo local mais de uma vez, retornam sempre que visitam Petrópolis”, frisa.

Este mês, entre os “presentes” que a casa ganhou está a assinatura do convênio para reforma no atrativo, entre a prefeitura e a Caixa Econômica Federal. São R$460.952,38 de repasse do governo federal e R$5.070,48 de contrapartida (R$466.022,86 no total). A última grande reforma no local terminou em 1992, depois de 10 meses de intervenções. E as últimas obras foram feitas em 2012. Agora, a “Encantada” irá ganhar importantes reparos, previstos no atual projeto, fundamentais para a preservação de seu acervo e de sua estrutura.

Logo após a comemoração do centenário, no dia seguinte começam as gravações da minissérie “Santos Dumont: mais leve que o ar”. A produção da HBO, que terá seis episódios, ajudará a divulgar o atrativo em todo país. Serão três dias de gravação na “Encantada”, até o dia 22, e, no período, o atrativo ficará fechado para visitantes. Outras locações em Petrópolis também estão servindo de cenário para a minissérie.

Na casa, é possível notar a presença do inventor logo ao chegar, com as escadarias. Para subir, só é possível dar início com o pé direito, em função do formato das escadas criadas por Santos Dumont. A personalidade do inventor está desde o chuveiro aquecido a álcool, que ele mesmo inventou, aos móveis multiuso, como um gaveteiro que servia de cama e uma mesa de estudos que também era usada para fazer suas refeições.

O Museu Casa de Santos Dumont funciona de terça-feira a domingo, de 9h às 17h30, sendo que a bilheteria fecha às 17h. Os ingressos custam R$ 8 (inteira) e R$ 4 (meia). Apenas no domingo (19.08) a entrada será gratuita.

Máquinas da patrulha mecanizada estão sendo recuperadas

Durante a reunião mensal do COMPAF – Conselho Municipal de Políticas Agrícolas e Fundiárias, realizada nessa sexta-feira (17.08), a prefeitura recebeu os dados do Censo Agro 2018, realizado pelo IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. O documento revela as particularidades da agricultura no município, como o número de estabelecimentos agropecuários: 768. Na ocasião, o município deu uma boa notícia para os agricultores que participaram do encontro: as máquinas da patrulha rural – que auxiliam o trabalho no campo – fora de uso desde 2016, estão sendo recuperadas e vão entrar em operação em setembro. As revitalizações no Hortomercado Municipal também foram discutidas com os produtores rurais.

Os dados já estão sendo analisados pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico. A cidade está avançando, mesmo com as dificuldades financeiras. Revitalizar estas máquinas é essencial para ajudar no incremento da produção rural.

Os dados do Censo Agro 2018 foram entregues por Sebastião Carvalho, coordenador do IBGE no trabalho de pesquisa. De acordo com o Censo, na cidade, são 768 estabelecimentos agropecuários. Com relação ao perfil do agricultor, 460 têm entre 30 e 60 anos; 228 têm mais de 60 anos e 40 têm menos de 30 anos. Com relação ao uso da internet, 452 não têm acesso à internet e 316 utilizam a tecnologia. Sobre as características da produção, 664 produtores se dedicam à agricultura. Destes, 452 realizam rotação de culturas.

Além das emendas parlamentares que beneficiarão a cidade no próximo ano com obras na cidade e nos distritos, o poder público vai liberar uma verba de aproximadamente R$ 100 mil para que sejam realizadas revitalizações no Hortomercado Municipal, em Itaipava.

Os ajustes serão feitos na parte elétrica, pintura e troca de piso, em comemoração aos 29 anos do Horto. Agradeço o apoio e a confiança de todos os que trabalham com a agricultura no município.

Na ocasião, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini, adiantou que o poder público também está em busca de uma emenda para a compra de outras máquinas rurais. “A intenção é a de comprar principalmente uma trituradora para que possamos fabricar a brita, tão importante para manter as estradas vicinais. Também temos um projeto de construir no final do Parque Municipal um espaço para a transformação do lixo verde, recolhido pela Comdep, em adubo para os produtores da nossa cidade”, contou.

Sobre o Censo Agro 2018:

Os dados foram coletados entre setembro de 2017 e fevereiro de 2018. O objetivo do Censo Agropecuário, segundo o IBGE, é o de conhecer a realidade dos produtores e saber mais sobre o desenvolvimento agrícola no Brasil, mostrando o perfil do produtor rural. Os dados preliminares serão ainda analisados pelo próprio IBGE e serão disponibilizados em sua totalidade em setembro de 2019. Ainda nesse mês a prévia com os números totais referentes a todo o país será divulgados pelo Instituto.

O Censo também revelou o número de estabelecimentos de acordo com o que é produzido: 144 pontos de criação de galinhas, 131 estabelecimentos produzem ovos - são 69.473 dúzias de ovos produzidas ao ano. Outros 48 produzem leite de vaca - são 1.278.960 litros produzidos anualmente. O levantamento também revela o que a cidade mais produz. Com relação ao quesito horticultura, o que a cidade mais produz é: alface, couve, salsa, cebolinha, brócolis, coentro, beterraba, rúcula, chicória, cenoura, espinafre e chuchu.

Com relação à lavoura permanente são produzidos banana, limão, laranja, tangerina, abacate, jabuticaba, louro, manga, maracujá, goiaba, mamão e amora. Já os itens que compõem grande parte da lavoura temporária são: mandioca, abóbora, feijão preto, milho em grão, cana-de-açúcar, cebola, batata inglesa, alho e melão.

Foram mais 205 peças doadas ao Núcleo de Integração Social

A grande repercussão positivada Campanha Aqueça um Coração, realizada pelo Procon Petrópolis, fez com que as doações de agasalhos continuassem, apesar do término da ação. Por conta desta demanda, o órgão realizou mais uma doação, de 205 peças para o Núcleo de Integração Social (NIS), no Alto da Serra. A entrega aconteceu nesta sexta-feira (17), finalizando a campanha com 765 itens. As doações cresceram 65% em relação ao ano passado.

O NIS atende a população de rua, onde recebem atendimentos de saúde, por meio da parceria com Consultório na Rua, e os acompanhamentos com psicólogos e os serviços da Assistência Social – retirada da segunda via de documentos, contato com familiares, cadastro único para benefícios sociais (Cadúnico), busca por oportunidades de emprego, entre outros.

“Este aumento de doações mostra que a marca Procon Solidário essa Campanha Aqueça um Coração e as outras que realizamos, já se consolidaram, e já estão com credibilidade junto à sociedade”, ressaltou o Coordenador do Procon, Bernardo Sabrá.

Durante toda a campanha, o Procon Petrópolis fez doações para Pestalozzi, APAE e Clinica de Paralisia Cerebral Dr. Pinto Duarte. Foram cobertores e casacos doados pela população ao órgão de defesa do consumidor que fez o repasse do material.

“Cada gesto de amor com o próximo deve ser muito valorizado. Estamos em um período em que o frio é muito rigoroso e todas as ajudas são muito bem-vindas. Só aqui, serão dezenas de beneficiados com agasalhos. Temos recebido o apoio da Defesa Civil, com a Operação Inverno, e o Procon vem para acrescentar no apoio às pessoas que mais precisam”, destaca a secretária de Assistência Social, Denise Quintella.

 

São 250 vagas para professores

Estão abertas as inscrições para o seminário de prevenção e identificação do abuso sexual contra crianças e adolescentes que faz parte da ação social Federal Kids. A atividade acontece no dia 25 de agosto, no auditório do Sesc Quitandinha, e conta com uma palestra do Dr. Clayton da Silva Bezerra, delegado da Polícia Federal (PF). O público alvo são professores e profissionais de ensino, que podem realizar o cadastro no site: federalkids.com.br. A ação social é uma iniciativa da PF em parceria com o Sesc e conta com o apoio da prefeitura, através da Superintendência de Esportes e Lazer.

O evento tem como objetivo alertar e despertar a população sobre o crime de abuso sexual contra criança e adolescente. Por conta disso, acontecem exposições sobre o tema e palestras para que o assunto seja discutido e conversado nas famílias. Além disso, na ação social, também será realizada uma corrida de rua, no dia 26 de agosto. A prova também está com inscrições abertas.

"Os educadores são grandes aliados para a prevenção e identificação de um abuso e agressão contra a criança. Por conta disso, o seminário tem como público alvo esse importante grupo da nossa sociedade. É uma capacitação importante e que pode ajudar a descobrir diversos casos de abuso", explica o delegado da PF, Clayton da Silva Bezerra.

A ideia de desenvolver uma corrida de rua surgiu com o objetivo de fortalecer a união entre pais e filhos.  São três percursos: 600 metros (para crianças até seis anos), 1 quilômetro (até 10 anos) e 1,5 km (até 10 anos). É obrigatória a doação de quatro quilos de alimentos não perecíveis para fazer o cadastro na prova.

O esporte é uma ferramenta importante na formação da criança e do adolescente. Mais do que a prática esportiva, a corrida promove a aproximação dos pais e das crianças. Será um dia de muita alegria, diversão e conscientização.

Diversas secretarias do governo municipal estão envolvidas na ação social e a prefeitura busca que o evento seja um sucesso como tem sido em outras cidades, cumprindo sua função de prevenção e combate à pedofilia. A ideia é tratar o assunto de forma antecipada, prevenindo os casos na cidade.

A prefeitura está mobilizada para essa questão tão importante que é o abuso sexual contra crianças e adolescentes. É preciso colocar o assunto em pauta para toda população. A Federal Kids vai além do incentivo à prática esportiva.

A Federal Kids já foi realizada em Campo Grande, Volta Redonda, Búzios, Campos e o Museu Aeroespacial (Campos dos Afonsos, no Rio). Em Petrópolis, a ideia é que o evento reúna mais de mil pessoas, entre jovens e adultos. Em setembro, a ação social acontece em Macaé.

Ensaios ocorrem às segundas-feiras

Os alunos da Banda da Casa da Educação participarão de uma atividade diferente na próxima semana: uma oficina de percussão com os músicos Dino Fernandes e Paulo Peçanha. A banda, que foi formada neste ano, já conta com dez alunos e está se preparando para apresentações especiais.

Os dez estudantes que formam o grupo participam das aulas de prática em conjunto, que têm como objetivo trabalhar a música nas formações de banda. Os estudantes já tocam violão guitarra, ukulele e praticam canto. Agora, terão a oportunidade de conhecer de perto as técnicas da percussão.

“Atualmente nosso repertório tem 12 músicas entre nacionais e internacionais e essas músicas foram escolhidas em parceria com os alunos. No segundo semestre estamos adicionando percussão às músicas para começarmos as nossas apresentações, foi daí que surgiu a ideia de convidar os percussionistas Dino Fernandes e Peçanha pra enriquecer esse aprendizado com os alunos”, afirma Lucas Gotelip

Serão dois encontros com os músicos que são especialistas em percussão. “Estamos muito felizes com a possibilidade de receber dois grandes percussionistas para uma vivência na casa. Temos certeza que vários alunos se apaixonarão por essa sonoridade rica e incrível que são as possibilidades percussivas”, disse a diretora da Casa da Educação, Catarina Maul.

Os ensaios da Banda da Casa da Educação ocorrem nas segundas-feiras, das 16h30 às 18h na Casa da Educação Visconde de Mauá.

“Nossa intenção é a de fazer um show no final do ano para mostrar tudo o que os alunos aprenderam durante a oficina. A aula é justamente para ensinar a tocar em grupo, que é bem diferente de tocar sozinho”, contou Lucas.

Lucas é professor da rede municipal de Educação. Estudou música na Escola de Música Villa-Lobos/RJ e se formou na UFRJ no curso de Licenciatura plena em Música. Atua como professor de violão e guitarra há 15 anos e como professor de Musicalização infantil e outras práticas de ensino musical desde 2014.

Evento tem objetivo pedagógico e será realizado pelo presidente da federação sul-americana Cleiber Maia

Acontece neste sábado (18.08) um workshop de pedagogia do jiu-jitsu no Boa Esperança Futebol Clube, às 10h, mediado pelo faixa preta quarto grau Cleiber Maia. Entre os temas abordados estão abordagem de defesa pessoal, jiu-jitsu para deficientes, fundamentos da modalidade e jogos de luta para crianças.  O evento é gratuito para filiados a Sport Jiu Jitsu South American Federation (SJJSAF) e conta com o apoio da prefeitura, através da Superintendência de Esportes e Lazer. Para os interessados em participar e receber o certificado do workshop, será cobrada uma taxa simbólica no valor de R$ 20.

O workshop acontece de 10h às 13h e vai discutir diversos temas relacionados aos treinamentos da modalidade, como o aquecimento lúdico, recursos didáticos que podem ser utilizados e planos de aulas. O encontro debate também as relações entre a filosofia como disciplina, e o jiu-jitsu, como arte, unindo ambos para explicar o que uma pode aprender com a outra. Outro objetivo do encontro é derrubar os preconceitos que existem com a arte suave.

A Superintendência de Esportes e Lazer destaca que a prefeitura vem contribuindo na capacitação dos profissionais nas mais diversas modalidades esportivas. O apoio para workshop, cursos e palestras acontece desde o ano passado e faz parte do planejamento esportivo do município, que busca o fomento do prática de atividades físicas em todos os bairros da cidade.

O desenvolvimento dos profissionais garante que os jovens sejam orientados da melhor maneira possível e desenvolvam sua capacidade. É importante também para os profissionais da cidade, que ganham conhecimento com experientes treinadores conhecidos em todo o país.

Ainda em agosto, acontece o I Meeting Serrano de Futsal, no Centro de Cultura Raul de Leoni, que também conta com o apoio da prefeitura. São 120 vagas para profissionais e estudantes que trabalham ou que desejam atuar com a modalidade. Os interessados podem se cadastrar no site: sympla.com.br/i-meeting-serrano-futsal. 

A programação oferece sete palestras com profissionais renomados da modalidade, como o treinador Paulo Mussalem, tricampeão da Liga Nacional de Futsal, e o ex-atleta da seleção brasileira Sandrinho. O principal convidado para o evento é o atual treinador do futebol profissional do Botafogo, Zé Ricardo, que conta com vasta experiência no futsal, tendo comandado as equipes de quadra do próprio Botafogo, Vasco e Flamengo.

No ano passado, graças a uma parceria com a prefeitura, o Conselho Regional de Educação Física (CREF1) trouxe cursos gratuitos de atualização na cidade e o movimento Olimpíadas Especiais do Brasil promoveu a capacitação dos estudantes e professores de educação física para atuarem com pessoas com deficiência intelectual.

O calendário de eventos de Petrópolis está recheado de opções culturais neste segundo semestre ano. No próximo mês, entre os destaques está a 13º edição do Festival Dançar por Dançar, entre os dias 06 e 09, durante o feriadão prolongado de Independência. Com mais 3 mil bailarinos e cerca 200 coreografias, que serão apresentadas durante o festival, o público ainda vai contar com oficinas de danças de diversos estilos, como Balé, Dança do Ventre, Jazz, House Dance, entre outras. As atrações acontecem no Palácio de Cristal, no Theatro D. Pedro e na Casa da Educação.

Criado em 1986 pela Associação Petropolitana da Dança (APD), o festival conta com a parceria da prefeitura através do Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE). A proposta é unir academias e grupos da cidade, realizar encontros entre artistas, bailarinos e coreógrafos, além de promover a dança e a interação com o público. “É muito importante que a gente, do poder público, consiga trabalhar em conjunto com os segmentos para fomentar a cultura na cidade. Temos trabalhado para promover ações em diversos segmentos diferentes, como teatro, música, entre outras atividades culturais. O Dançar por Dançar é um importante festival na área da dança”, destaca Leonardo Randolfo, a frente do IMCE.

Na programação desta edição, entre as atrações principais estão a mostra de dança livre, no dia 7, no Palácio de Cristal; a mostra de dança competitiva, nos dias 7 e 8, no Theatro D. Pedro; entre outros. Na abertura, além de uma exposição de fotos sobre a história do festival – que vai permanecer até o final do evento -, o público vai contar com apresentação do espetáculo Tim Tim, da Companhia de Atores e Bailarinos Adolpho Bloch, além de  homenagens aos precursores da dança petropolitana e um baile de Dança de Salão.

Entre as atrações ainda estão apresentação de sapateado, mostra de dança sacra e exibições de vídeo, atividades sobre as vivências do corpo, palestra sobre as causas e prevenções das lesões na dança, 2° Fórum Setorial da Dança Região Serrana, Batalhas de Danças Urbanas, com batalhas seletivas de Funk Style, House Dance, Breaking e Hip Hop Dance, entre outras.

“Nosso objetivo é unir os grupos da cidade. A união será o ponto mais importante do festival. Esperamos que mais de duas mil pessoas passem pelas apresentações. Queremos trazer experiências da dança, com informações de fora, com profissionais renomados de outras cidade, mas também valorizar os profissionais locais, com oficinas ministradas por profissionais daqui

O calendário de eventos de Petrópolis está recheado de opções culturais neste segundo semestre ano. No próximo mês, entre os destaques está a 13º edição do Festival Dançar por Dançar, entre os dias 06 e 09, durante o feriadão prolongado de Independência. Com mais 3 mil bailarinos e cerca 200 coreografias, que serão apresentadas durante o festival, o público ainda vai contar com oficinas de danças de diversos estilos, como Balé, Dança do Ventre, Jazz, House Dance, entre outras. As atrações acontecem no Palácio de Cristal, no Theatro D. Pedro e na Casa da Educação.

Criado em 1986 pela Associação Petropolitana da Dança (APD), o festival conta com a parceria da prefeitura através do Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE). A proposta é unir academias e grupos da cidade, realizar encontros entre artistas, bailarinos e coreógrafos, além de promover a dança e a interação com o público. “É muito importante que a gente, do poder público, consiga trabalhar em conjunto com os segmentos para fomentar a cultura na cidade. Temos trabalhado para promover ações em diversos segmentos diferentes, como teatro, música, entre outras atividades culturais. O Dançar por Dançar é um importante festival na área da dança”, destaca Leonardo Randolfo, a frente do IMCE.

Na programação desta edição, entre as atrações principais estão a mostra de dança livre, no dia 7, no Palácio de Cristal; a mostra de dança competitiva, nos dias 7 e 8, no Theatro D. Pedro; entre outros. Na abertura, além de uma exposição de fotos sobre a história do festival – que vai permanecer até o final do evento -, o público vai contar com apresentação do espetáculo Tim Tim, da Companhia de Atores e Bailarinos Adolpho Bloch, além de  homenagens aos precursores da dança petropolitana e um baile de Dança de Salão.

Entre as atrações ainda estão apresentação de sapateado, mostra de dança sacra e exibições de vídeo, atividades sobre as vivências do corpo, palestra sobre as causas e prevenções das lesões na dança, 2° Fórum Setorial da Dança Região Serrana, Batalhas de Danças Urbanas, com batalhas seletivas de Funk Style, House Dance, Breaking e Hip Hop Dance, entre outras.

“Nosso objetivo é unir os grupos da cidade. A união será o ponto mais importante do festival. Esperamos que mais de duas mil pessoas passem pelas apresentações. Queremos trazer experiências da dança, com informações de fora, com profissionais renomados de outras cidade, mas também valorizar os profissionais locais, com oficinas ministradas por profissionais daqui”, destaca Neiva Voigt, que faz parte da comissão que representa o Dançar por Dançar.

As atrações realizadas no Palácio de Cristal serão gratuitas e no TheatroD. Pedro será cobrado o valor de R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

Oficinas de dança

Nesta edição, o festival traz dez oficinas de dança nos estilos: Ballet Clássico, Dança do Ventre, Jazz, House Dance, Dança de Salão, Sapateado, Hip Hop, Breaking, Dance Hall e Jazz Contemporâneo. O valor de uma oficina custa R$ 15, para os participantes do evento e R$ 30, para o restante do público. As inscrições devem ser feitas pelo email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

Quem quiser saber mais informações sobre o festival pode acessar a página do evento no Facebook, através do link: facebook.com/festivaldancarpordancar ou no Instagram: @dancarpordancar.

Criado neste ano, a pontuação tem o objetivo de incentivar os corredores de rua

Resultado parcial do ranking já pode ser encontrado no site da prefeitura

O ranking municipal dos corredores de rua vai premiar em dezembro os cinco atletas mais bem colocados no geral e por categoria - de acordo com a idade - somando os resultados de seis provas do calendário esportivo de Petrópolis. A principal novidade da modalidade para 2018 foi aprovada em janeiro pelo Conselho Municipal de Esportes e Lazer (CMEL) com o objetivo de valorizar os atletas da cidade e motivar a participação de mais pessoas nos eventos da cidade. O próximo evento que conta pontos para o ranking é a Petrópolis-Itaipava, que acontece no dia 16 de setembro. Os corredores podem acompanhar o resultado parcial através do site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

No geral – categoria em que se encaixam os atletas de alto rendimento - as provas contabilizam 20 pontos para os primeiros colocados, 17 para quem terminar em segundo, 15 para o terceiro, 13 para o quarto e 10 para o quinto. Já na divisão por idade, são 10 pontos para o primeiro, 7 para o segundo, 5 para o terceiro, 3 para o quarto e 1 para o quinto. Até o momento, o atleta mais bem colocado no geral entre os homens é Guilherme Admilson, da equipe Panthers, que somou 37 pontos no geral nas três primeiras provas – Corrida do Trabalhador, XC Run e Etapa Tecno Day do Circuito Desafio. Entre as mulheres Isis da Costa Silva, da Jotaefe, lidera com 35.

A proposta da prefeitura busca valorizar os corredores de rua da cidade. Também busca estimular a prática da modalidade, que é considerada a mais democrática do mundo. Com o ranking municipal, mais atletas participam das provas aqui no município.

Representantes das equipes de corrida de rua da cidade reconhecem a importância do ranking na valorização dos atletas, além de confirmarem que existe o aumento na procura pelos eventos que acontecem em Petrópolis. O treinador da BIO2, Mauro Pereira, explica que haviam desistências de atletas nas provas da cidade, já que não existia premiação para os vencedores.

“O objetivo principal do ranking é motivar os atletas a participar dos eventos do município. De uma maneira geral, também acredito que vai aumentar o número de participantes nas provas de Petrópolis. Desde o início do ano, já vínhamos conversando sobre a importância da criação dessa pontuação e acredito que ele fortalece o esporte na cidade”, disse Mauro.

Filipe Bernardes, professor de educação física e responsável pela equipe FB Assessoria, explica que até mesmo os atletas amadores estão mais dispostos a lugar por um lugar no ranking municipal. “Aqueles que não são profissionais também estão motivados e também querem um lugar no pódio. É uma forma de incentivo muito grande. Espero que no final do ano a gente consiga colocar um representante da nossa equipe no pódio”, explica.

Petrópolis-Itaipava: inscrições abertas

Após ser adiada devida devido à crise de combustíveis no final do mês de maio, a Petrópolis-Itaipava segue com as inscrições abertas. A corrida será realizada no dia 16 de setembro, em um percurso de 15,7 quilômetros, com largada no Palácio de Cristal e chegada no Parque de Exposições. Até o momento, 350 pessoas confirmaram presença no evento, que vai contar pontos para o ranking municipal de corredores de rua. Os atletas podem garantir sua vaga através do site: papaleguas.org.

A Petrópolis-Itaipava fez parte do calendário esportivo da cidade durante as décadas de 80 e 90, voltando a ser realizada em 2016. A prova oferece um percurso de 15,7 quilômetros, com largada na Rua Padre Siqueira, aos fundos do Palácio de Cristal. Os atletas vão passar pela Avenida Barão do Rio Branco, Rua Hermogênio Silva e Estrada União e Indústria, até o Parque Municipal, em Itaipava. Os organizadores esperam a presença de 500 corredores.

Provas que valem pontos para o ranking neste ano:

01/05 - Corrida do trabalhador

16/06 - XC Run

22/07 - Etapa Tecno Day do Circuito Desafio

16/09 - Petrópolis-Itaipava

29/09 - Petrópolis Night Run

21/10 - Corrida Master

A Comdep promoveu o serviço de coleta de entulho em 31 ruas diferentes nessa semana. O trabalho removeu restos de obras, mato, móveis e eletrodomésticos velhos em diferentes pontos de 13 bairros. Nesta sexta-feira (17.08), por exemplo, houve coleta nas ruas Oswero do Carmo Vilaça, Lopes Trovão (Alto da Serra), Bolívia, Colômbia, Niterói, Uruguai (Quitandinha), Emílio Zaluar (Independência) e ainda no bairro Madame Machado e Bairro Mauá.

Durante a semana, a Comdep removeu o entulho em ruas de Alto da Serra, Bairro Mauá, Centro, Duarte da Silveira, Fazenda Inglesa, Independência, Itaipava, Morin, Mosela, Quarteirão Ingelheim, Quitandinha, Vila Felipe e Vila Militar.

A Comdep trabalha em diversas frentes para não deixar o entulho acumular na cidade e trabalho ao lado da Força Ambiental, que tem o serviço orientado pela Secretaria de Serviços. Cabe lembrar que jogar entulho em ruas ou calçadas é uma prática proibida pelo Código de Posturas do município.

Os resíduos volumosos devem ser levados para o aterro de Pedro do Rio. Quem tem dificuldade para fazer o descarte correto conta com o Disque Entulho, que faz coleta gratuita de até 20 sacos de forma gratuita. O agendamento pode ser feito pelo telefone 2243-7822. Apesar de possuir rotas fixas de segunda a sexta, os moradores de qualquer bairro podem pedir atendimento (os locais fora do cronograma serão atendidos de acordo com a disponibilidade).

Em caso de flagrante de descarte de restos de obras, mato, móveis e eletrodomésticos e sobre ruas e calçadas, o responsável é intimado a fazer a remoção imediata e recebe multa de R$ 800.

Prefeitura faz manutenção viária no Terminal de Itaipava

Serviço aconteceu no local que abriga 24 linhas de ônibus

Ponto de integração de 24 linhas de ônibus atende os moradores dos distritose que recebe circulação diária de mais de 23 mil pessoas em média, o Terminal de Itaipava recebeu manutenção viária na manhã desta sexta-feira (17.08) pela prefeitura. A Secretaria de Obras aplicou quatro toneladas de asfalto, trabalho que mobilizou sete funcionários, um caminhão e um rolo compressor.

A manutenção viária é frequente, em todos os distritos da cidade, com 50 bairros atendidos só nos seis primeiros meses do ano. No Terminal Itaipava, o serviço vai beneficiar um grande número de linhas de ônibus.

O autônomo José Carlos Gomes, que utiliza o terminal constantemente, elogiou o trabalho. “Acho importante essas melhorias, o terminal é um lugar com grande movimento. É bom saber e ver que o local está sendo cuidado”, afirmou.

Além do Terminal de Itaipava, a Rua Fabrício de Mattos (Valparaíso) e a Rua Washington Luiz (Centro) também tiveram manutenção viária nesta sexta.

Cidade bem cuidada: prefeitura trabalhando nos bairros

A Comdep fez capina e roçada em Cidade Nova, Nelson Silva, Cruzeiro e Vila Manzini (Carangola), Raul de Leoni, São Pedro de Alcântara, Rua Teresa, Prefeito Ary Barbosa, Praça da Confluência, Professor Albert Sabin (Independência) e Estrada das Arcas (Itaipava). O serviço foi feito com auxílio de uma miniescavadeira nas ruas Colômbia e Uruguai (Quitandinha).

A varrição ocorreu em ruas de Centro, Quissamã, Itamarati, Cascatinha, Retiro, Carangola, Quarteirão Brasileiro, Mosela, Bingen, Valparaíso, Morin, Alto da Serra e Quitandinha. Também houve limpeza após a feira livre da Rua Francisco Manuel (Centro) e foi deslocada uma equipe para o trabalho noturno no Parque Municipal de Itaipava.

Ainda foi feita limpeza manual do Rio Palatinato em diferentes pontos da Rua do Imperador. O caminhão-pipa fez lavagem em ruas do Centro e do chafariz da Praça da Inconfidência.

A Secretaria de Obras fez manutenção de redes de águas pluviais em Rua Manoel Torres (Bingen), Rua Vitor Meirelles (Castelânea), Serra Velha (Meio da Serra), Rua Floriano Peixoto e Rua Roberto Silveira (Centro). Também houve manutenção de calçamento da Estrada da Fazenda Inglesa (Fazenda Inglesa) e Lopes Trovão (Alto da Serra).

A manutenção de iluminação pública ocorreu em Secretário, Independência, Valparaíso, Morin, Alto da Serra, Corrêas, Mosela, Pedro do Rio, Itamarati, Duarte da Silveira, Bairro Castrioto, Bingen e Itaipava.

Ainda existem vagas para os interessados em participar da formação

As inscrições podem ser realizadas na LPD ou na Fábrica do Saber

Começa neste sábado (18.08) o curso de formação de árbitros e apontadores de vôlei, oferecido pela Liga Petropolitana de Desportos (LPD) em parceria com a prefeitura.  As aulas acontecem também nos dias 19, 25 e 26 de agosto, no Centro Esportivo da Escola Municipal Fábrica do Saber, na Estrada da Saudade, de 9h às 18h. Ainda existem vagas para os interessados em participar, que devem comparecer na sede da LPD ou na Fábrica do Saber nos dias de aulas. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone: (24) 2243-4243.

O valor do curso para estudantes é de R$ 210 e não estudantes R$ 240 e pode ser parcelados em três vezes. O curso vai trazer para a cidade a árbitra da Federação do Rio de Janeiro, Shirlei Regina, e toda a equipe.  Essa é considerada uma grande oportunidade para os amantes da modalidade que querem atuar na área. Geraldo Barros, presidente da Liga, explica que o curso faz parte da programação do centenário da LPD.

"A ideia é que a Liga seja um espelho para todos, não apenas no futebol, mas em todas as modalidades. Estamos abrindo espaço para os amantes do vôlei, que crescem em todo o país. O investimento da LPD é na formação dos atletas e dos profissionais que estão envolvidos com o esporte”, disse Geraldo.

A Superintendência de Esportes e Lazer destaca o apoio da prefeitura aos projetos do centenário da Liga Petropolitana de Desportos com o objetivo de fomentar o esporte na cidade. E lembra que uma equipe feminina da LPD de vôlei também treina na Fábrica do Saber, graças ao apoio dado pela prefeitura.

A iniciativa da Liga tem o objetivo oferecer mais atividades físicas para a população, começando com as crianças e adolescentes. A proposta de fomento ao esporte segue a linha de trabalho. O suporte da prefeitura mostra que acredita no potencial dos atletas de Petrópolis nas mais diversas modalidades.

A prefeitura apoia os projetos do centenário da Liga Petropolitana de Desportos com o objetivo de fomentar o esporte na cidade. A LPD mantém equipes nas categorias sub-15 e 18, que disputam torneios em todo o estado representando a cidade. Os treinamentos são realizados às terças e quintas-feiras, de 14 às 18h. Somando as duas categorias, 25 meninas participam da atividade.

“Esse curso é importante, pois houve um aumento da prática do vôlei na cidade, além dos campeonatos que acontecem durante todo o ano e das etapas de campeonatos que são trazidos para acontecer em Petrópolis. A gente não tem árbitros de vôlei, sempre precisamos contratar de fora da cidade. Nada mais justo do que qualificar as pessoas e valorizar os petropolitanos. É um novo mercado de trabalho para quem gosta de vôlei”, contou a diretora de vôlei da LPD, Marcia Veronica.

Notícias por data

« Agosto 2018 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31    

Alvará Online - BANNER

DO

loa 2018

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

cpge

gabinete cidadania.fw

selo acesso informacao.fw

cmv-logo