Fiscalização do Procon Petrópolis constatou desconto de apenas R$ 0,24

Estabelecimento, que já compra o litro do combustível mais em conta, tem 72h para regularização

Fiscalização do Procon Petrópolis realizada nesta quinta-feira (14.06) constatou o repasse de apenas R$ 0,24 no litro de diesel no posto Shell, do Bingen. O estabelecimento foi notificado e terá 72h para apresentar defesa ao órgão de defesa do consumidor e se adequar à portaria 735 de 1º de junho, que dispõe sobre o repasse do reajuste de R$ 0,46 acordado entre o governo federal e os caminhoneiros. A ação do Procon também verificou a diferenciação no preço em outros sete postos – todos regulares.

A diferença no preço verificada pelo Procon no posto Shell toma como base o Livro de Movimentação de Caixa (LMC) do estabelecimento. De acordo com dados coletados pelo órgão, o preço cobrado anterior à portaria era de R$ 3,83 no preço do litro do diesel comum e de R$ 3,93 do diesel S10. Nesta quinta os preços cobrados eram R$ 3,59 e R$ 3,69, respectivamente.

“Vamos manter firme a fiscalização nos estabelecimentos para garantir o cumprimento da portaria e atender à determinação do Ministério da Justiça, que publicou no Diário Oficial da União (DOU) orientações para que os órgãos de proteção ao consumidor constatem se o valor negociado entre governo federal e os caminhoneiros, de fato, está sendo praticado. Essa ação será continuada e toda e qualquer irregularidade será punida conforme determina a legislação”, destaca o coordenador do Procon, Bernardo Sabrá.

De acordo com a portaria do Ministério da Justiça, os postos que não repassarem os valores no litro diesel, podem ser multados, ter suspensa temporariamente suas atividades, sofrer interdição total ou parcial do estabelecimento e até mesmo ter cassada a licença do estabelecimento ou da atividade. Com base no que foi constado no posto Shell, se em 72h o estabelecimento não regularizar sua situação e justificar a cobrança indevida, ele poderá ser multado com base no período em que praticou o valor diferenciado.

Preço médico encontrado nos demais postos foi de R$ 3,72 no litro do diesel S10 e R$ 3,36 no comum

Dos oito postos vistoriados pelo Procon nesta quinta-feira, três não estavam comercializando diesel (o Shell e outros dois postos sem bandeira do Quitandinha). Nos demais vistoriados, o valor máximo encontrado pelo Procon foi de R$ 3,73 no diesel S10 e R$ 3,59 no comum e mínimo foi de R$ 3,13 no diesel comum e R$ 3,69 no S10. O preço médio ficou dos estabelecimentos verificado foi de R$ 3,72 no litro do diesel S10 e R$ 3,36 no comum.

- Posto Ipiranga (Quitandinha)

Diesel S10 - 3,73

- Posto Shell (Quitandinha)

Não comercializa

- Posto sem bandeira (Quitandinha)

Não comercializa

- Posto sem bandeira (Quitanhdinha)

Diesel Comum - 3,13

- Posto Shell (Quitandinha)

Diesel S10 - 3,73

- Posto Shell (Rodoviária)

Diesel S 10 - 3,69

Diesel Comum - 3,59

- Posto sem bandeira (Bingen)

Não comercializa

- Posto Shelll (Bingen)

Diesel S10 - 3,73

Petrópolis tem 64% do público alvo imunizados; 40 postos disponibilizam a vacina

A Secretaria de Saúde está prorrogando o prazo da Campanha de Vacinação Contra a Gripe, que se encerraria nesta sexta-feira (15.06). A medida segue a orientação do Ministério da Saúde, para dar mais uma oportunidade para as pessoas dos grupos de riscos se vacinarem, principalmente as crianças e gestantes. Até o momento, foram aplicadas 60.233 doses da vacina, sendo 64% do público alvo imunizado.

No município, 93 mil pessoas fazem parte do público alvo da campanha e a expectativa da Secretaria de Saúde é de que 90% deste público seja imunizado. No ano passado, foram vacinadas 77.923 pessoas o que representou 82,63% da meta de imunização.

A vacinação é a forma mais eficaz de prevenir a gripe. A imunização deve ser feita antes da chegada do inverno. A prefeitura está mantendo a vacina disponível em 40 unidades para facilitar o acesso à população. Para que quando o frio mais rigoroso chegar, toda população que precisa tomar a vacina, esteja protegida.

Devem ser vacinados idosos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), crianças de seis meses a menores de cinco anos, doentes crônicos (com apresentação de indicação médica), profissionais da Saúde e professores. Pessoas com doenças crônicas e outras condições clínicas especiais também podem ser imunizadas, mas devem apresentar indicação médica.

As crianças de seis meses a cinco anos de idade e as gestantes, que estão entre os grupos prioritários mais vulneráveis à gripe, registram os menores índices de vacinação, com cobertura de apenas 39,6% e 44,6%, respectivamente, em Petrópolis. A partir do dia 25 de junho, caso haja disponibilidade de vacinas nos estados e municípios, a orientação do Ministério da Saúde é que a vacinação poderá ser ampliada para crianças de cinco a nove anos de idade e adultos de 50 a 59 anos.

Entre os subtipos do vírus influenza os mais frequentes em humanos são: A (H1N1), A (H3N2) e Influenza B, que podem ser prevenidos com a vacina e com medidas simples de higiene.

A gripe pode ser provocada pelo vírus Influenza, e se agravar entre a população mais vulnerável à doença. A vacinação é a forma mais segura e eficaz para prevenir a gripe e suas complicações e, por isso, é essencial que as pessoas procurem os postos para se vacinar.

A diretora do departamento de Vigilância em Saúde, Elisabeth Wildberger alerta que a imunidade contra a doença ocorre somente entre 10 a 15 dias após a aplicação da vacina. Ela lembra que a transmissão da gripe ocorre pelo contato com pessoas infectadas, ao tossir, espirrar ou falar, e alerta para os cuidados.

“A transmissão da gripe pode ocorrer pelo contato com pessoas infectadas, por isso, as mudanças de hábitos podem ajudar na prevenção, como manter as mãos sempre limpas, utilizar álcool gel; não compartilhar objetos de uso pessoal e evitar contato próximo com pessoas que apresentem sinais ou sintomas de gripe", pontua.

O atendimento nos 40 locais de vacinação está disponível até o dia 22, de 8 às 16h – com intervalo de 1h para almoço.

Confira a lista de postos:

Centro de Saúde Professor Manoel José Ferreira

PSF Caxambú

PSF 24 de Maio

PSF Alto da Serra

PSF Meio da Serra

UBS Morin

PSF Vila Felipe

PSF São Sebastião

PSF Alto Siméria

PSF Dr. Thouzet

UBS Alto Independência

UBS Quitandinha

PSF Vila Saúde

PSF Santa Trindade

PSF Bairro Castrioto

PSF Comunidade São João Batista

UBS Mosela

PSF Moinho Preto

PSF Bataillard

PSF Pedras Brancas

Ambulatório Escola

UBS Itamarati

Hospital Alcides Carneiro

UBS Retiro

PSF Castelo São Manoel

PSF Jardim Salvador

PSF Carangola

PSF Vale do Carangola

PSF Fazenda Inglesa

PSF Vale das Videiras

PSF Bonfim

PSF Águas Lindas

UBS Itaipava

PSF Comunidade 1º de Maio

UBS Pedro do Rio

PSF Vila Rica

PSF Secretário

PSF Posse

PSF Brejal

Coordenação de Epidemiologia no Hospital Municipal Dr. Nelson de Sá Earp

Ação ocorreu nesta quinta na Rua do Imperador e na Paulo Barbosa

 A Divisão de Fiscalização de Posturas (Difip) apreendeu quase 400 produtos vendidos de forma irregular no Centro Histórico. A ação para coibir a presença de ambulantes sem autorização ocorreu nas ruas do Imperador e Paulo Barbosa. A Guarda Civil deu apoio ao trabalho de dois fiscais.

Mesmo com a chuva fina que caiu na cidade nesta quinta-feira (14.06), a ação ainda encontrou pessoas que ocupam calçadas dessas ruas com bancadas improvisadas de papelão, caixotes presos ao pescoço e outros suportes para vender produtos de origem não comprovada. Além disso, nenhum deles tem autorização para atuar nesses locais.

“O Iphan não permite a presença de ambulantes nessas ruas por ser área com tombamento no município. A cidade tem cerca de 350 ambulantes autorizados a trabalhar em locais como a Rua Epitácio Pessoa, Praça Clementina de Jesus e Rua Teresa. Portanto, quem vende qualquer produto na calçada dessa forma está irregular e o trabalho é para coibir exatamente essa prática”, informa o chefe da Difip, George Nunes.

Dos produtos apreendidos, a maior parte eram meias (325 pares). Também foram encontrados 12 cintos masculinos, 26 fones de ouvido, 13 capas de celular, 10 carregadores de celular, um carregador portátil, um cabo de áudio e quatro cabos de dados.

Todos os materiais apreendidos foram levados para o depósito da prefeitura e ficam lá por 90 dias, período em que os ambulantes podem tentar recuperar os produtos. Para isso, é necessário comprovar a aquisição das mercadorias – o que quase nunca ocorre na prática. Passado esse prazo, o que não é recuperado acaba sendo destruído ou vai a leilão. A exceção são alimentos perecíveis, que devem ser doados em até 24 horas (nesta ação, não houve apreensão de alimentos).

Os ambulantes sem autorização infringem os artigos 162 e 163 do Código de Posturas, sendo multados em até R$ 2 mil pela irregularidade. Em 2017, foram feitas quase 250 apreensões de produtos vendidos de forma irregular por ambulantes – uma média de 20 apreensões por mês.

Imunização terá 11 postos do segundo, terceiro e quarto distritos

Cães e gatos do segundo, terceiro e quarto distritos deverão ser imunizados contra a raiva animal, neste sábado (16.06), em 11 postos de vacinação, das 9 às 17h. A campanha, que teve início em maio, chega ao fim em novembro. Dividida em sete etapas, os moradores que não conseguiram vacinar os seus animais de estimação nas duas primeiras etapas poderão encaminhá-los neste sábado para receber a imunização. Em Petrópolis não há casos registrados de raiva em animais domésticos há mais de 30 anos.  

A segunda etapa da campanha vai atender moradores de Pedro do Rio, Itaipava, Benfica, Estrada do Gentio, Araras, Malta, Vista Alegre, Santa Luzia, Vale das Videiras e Secretário e suas adjacências. A expectativa da Secretaria de Saúde é que 3,7 mil animais domésticos destes locais estejam protegidos contra a doença por um ano. A raiva é uma doença grave de origem viral transmitida, em geral, por mordidas de animais infectados, arranhões ou mesmo lambidas. A meta é imunizar, pelo menos, 28,6 mil animais em todo o município.

São mais de 30 anos sem registro da doença em animais e a cidade nunca teve casos em humanos. Para manter a doença afastada do município, é preciso conscientizar a população que imunize os seus animais de estimação. Se a pessoa não conseguiu acompanhar o cronograma no seu bairro na primeira etapa, ela pode procurar esses postos para que eles recebam as doses. Se a campanha ainda não chegou ao seu bairro, pode aguardar, pois ainda terá outras cinco etapas e todas as regiões serão atendidas. O importante é que todos os cães e gatos sejam vacinados contra raiva que é uma doença que pode ser transmitida para pessoas e levar a morte.

O cronograma segue a programação iniciada no ano passado, ou seja, os animais serão imunizados na mesma época obedecendo ao intervalo de aplicação das doses que é de um ano. A Coordenação de Vigilância Ambiental também promoveu capacitação às equipes fornecendo as orientações a serem adotadas durante a campanha, como, por exemplo, não vacinar animais doentes ou debilitados. A vacinação é aplicada em animais a partir dos 3 meses de vida e em plenas condições de saúde.

“Só não iremos fazer a imunização caso eles estejam debilitados ou doentes como, por exemplo, com diarreia ou vômitos. A vacina não apresenta contraindicação e para aplicá-la é preciso levar o comprovante anterior. Basta apresentar um documento de identidade do dono do animal”, explica a coordenadora da Vigilância Ambiental, Maria Beatriz Fagundes Pellegrini.

A coordenação de Vigilância Ambiental também orienta os proprietários dos animais a realizarem o transporte de forma adequada com coleiras ou caixas de transportes. Os que tiverem histórico de agressividade precisam estar utilizando focinheira. 

“É importante que os adultos conduzam os animais no dia da vacinação. É muito arriscado colocar crianças para realizar esse transporte ou imobilização por ser uma situação de estresse para o animal e ele pode ficar agressivo ou até mesmo fugir. Outro ponto importante é quanto às fêmeas que estiverem amamentando ou grávidas, elas também podem ser vacinadas, no entanto elas precisam ser conduzidas para vacinação com conforto e tranquilidade”, ressalta Maria Beatriz.

Confira os locais da vacinação

Posto 1:

  • Escola Municipal João de Deus (Pedro do Rio): 9 às 17h
  • Alto do Pegado: 13h30 às 14h30h
  • Retiro das Pedras: das 14h45 às 16h30

Posto 2:

  • PSF Secretário: 9 às 16h

Posto 3:

  • Sertão – Estrada Aluizio Costa Leite (Próximo ao número 201): 9h30 às 10h
  • Posse dos Coqueiros: 10h30 às 11h
  • Anápoles: 11h30 às 12h
  • Estrada do Gambá: 13 às 13h30
  • Eldorado – Estrada do Cemitério Vila Ismael Espírito Santo: 14 às 14h30
  • Rocinha – Escola Municipal Major Theophilo de Carvalho: 15 às 16h30

Posto 4:

  • Escola Municipal Celina Schechner (Santa Monica): 9 às 17h

Posto 5:

  • Centro de Cidadania – Itaipava: 9 às 17h

Posto 6:

  • Escola Municipal Dr. Paula Buarque (Benfica): 9 às 12h
  • CEI Luiz Marchiori (Estrada Gentil): 13h30 às 16:30h

Posto 7:

  • Colégio Anglicano (Araras): 9 às 17h
  • Poço dos Peixes: 13h30 às 16:30h

Posto 8:

  • UBS Araras: 9 às 17h

Posto 9:

  • Comunidade Vista Alegre (Araras): 9 às 12h
  • Comunidade Santa Luzia (Araras): 13 às 16h

Posto 10:

  • Vale das Videiras – Prata: 9h30 às 12h30
  • Ponto final da linha que atende o Vale das Videiras: 14h às 16:30h

Posto 11:

  • Coreto do Vale das Videiras: 9h30 às 12h
  • Todas as transversais da Estrada Almirante Paulo Martins Meira até o alto do Vale das Videiras: 13h15 até 16h30

Petrópolis, Teresópolis e Friburgo fazem parte da agência de fomento

A importância do alinhamento do calendário de eventos das cidades de Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo, as demandas de cada cidade e a possibilidade de realização de rodada de negócios entre empresários dos três municípios foram alguns dos pontos apresentados pelo MercoSerra para os integrantes da Acianf - Associação Comercial Industrial e Agrícola de Nova Friburgo. O encontro ocorreu na quarta-feira à noite (13.06) na sede da Acianf, em Nova Friburgo.

“O encontro foi muito importante para as três cidades. Tivemos a oportunidade de apresentar as principais ações realizadas pelo MercoSerra, como a reivindicação por melhorias na BR-040 e na RJ 130, que liga Teresópolis a Nova Friburgo. Também mostramos a necessidade do trabalho em conjunto entre as três cidades a partir das demandas e particularidades de cada cidade. Estamos alinhando os calendários de eventos para que essa parceria traga cada vez mais visitantes para as cidades da Serra”, afirma o secretário de Desenvolvimento Econômico de Petrópolis, Marcelo Fiorini.

O trabalho intensivo do MercoSerra já está rendendo bons resultados para as cidades. “Já estamos programando um evento para o dia 28 de agosto entre os mais de 400 proprietários de hotéis das regiões com fornecedores diferenciados da Serra. A intenção é a de mostrar que vários produtos que compõem a cadeia hoteleira podem ser comprados nessas três cidades”.

O MercoSerra é uma agência que visa fortalecer a integração e a economia dos municípios de Nova Friburgo, Petrópolis e Teresópolis. Formado por representantes do poder público e de empresas das três cidades, a entidade tem como objetivo buscar caminhos e alternativas para o desenvolvimento econômico, promover parcerias com o empresariado, gerar oportunidades de negócios e defender o tratamento preferencial para produtos e serviços provenientes da área de atuação.

Após a reunião na Acianf, Marcelo Fiorini participou de uma reunião com os prefeitos Renato Bravo e Vinicius Claussen. “Essa aproximação com os prefeitos vizinhos é um desejo do prefeito Bernardo Rossi. O trabalho conjunto das cidades, principalmente com relação à criação de um calendário unificado, pode atrair cada vez mais visitantes para a Região Serrana. Continuaremos trabalhando em conjunto para o desenvolvimento econômico e turístico de Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo”, explica Fiorini.

O evento contou com a participação do conselho deliberativo e do conselho diretor do MercoSerra, representados pelo presidente da entidade, Luiz Fernando Gomes e pelo secretário de Desenvolvimento Econômico de Petrópolis, Marcelo Fiorini, que também é primeiro tesoureiro do MercoSerra. O evento também teve a participação do prefeito de Teresópolis, Vinicius Claussen, e o de Nova Friburgo, Renato Bravo, além de Carla Pinheiro, presidente do Conselho do Sebrae e o atual diretor da Acianf, Júlio Cordeiro – que foi empossado nesse mesmo dia.

A ação de conscientização do Dia Mundial de Combate à Violência Contra Pessoa Idosa programada para sexta-feira (15.06) foi adiada. A medida foi decidida pelo Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa (CMDDPI), por conta da previsão do tempo ruim. A nova data será definida na próxima reunião do Conselho na terça-feira (19.06).

Levantamento leva em conta 7 áreas

Avaliada em sete itens do índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEGM)  do Tribunal de Contas do estado (TCE-RJ), Petrópolis, entre as cidades fluminenses de médio porte tem avaliação “B-efetiva”, ou seja, mantém ações efetivas que colaboram para o desenvolvimento das áreas estudadas: saúde, educação planejamento, política fiscal, meio ambiente, prevenção a desastres e tecnologia. O estudo, que pesquisou 81 cidades, foi apresentado pelo TCE nesta quarta-feira (13.06).

O IEGM 2018 destacou a Educação como item mais explorado na avaliação deste ano. Com 184 unidades e mais de 42 mil alunos, a rede em Petrópolis é uma das maiores no Estado e a nota C+ obtida pela cidade mostra que o desafio ainda é grande.

“Precisamos recuperar o tempo perdido. Até ano passado, por exemplo, apenas quatro unidades da rede tinham horário integral. Este ano já aumentamos para 8 porque precisamos cumprir a meta do Plano Nacional de Educação que prevê 50% da rede funcionando em tempo integral até 2025. Isso significa que durante anos, as metas básicas foram sendo adiadas e hoje precisamos avançar com mais rapidez”, classifica a secretária de Educação, Sâmea Ázara.

A nota C+ indica que o município "está em fase de adequação”. A partir do resultado, a Secretaria de Educação pretende realizar um estudo e, posteriormente, um plano de trabalho para intensificar as iniciativas que fomentam o desenvolvimento e a qualidade da educação. Uma das metas já foi colocada em prática nesse ano: a retomada da Prova Petrópolis que avalia o rendimento escolar em cada escola.

Para avaliar a Educação, o Tribunal leva em conta o Índice Municipal da Educação (i-Educ), que é produto de um questionário com 59 itens. O TCE-RJ focou sua análise nos anos iniciais do ensino (creche, pré-escola e 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental).

Petrópolis alcança destaques positivos porque mantém pesquisas e levantamentos sobre o número de crianças que necessitam de creche; o Conselho de Alimentação Escolar atesta as condições físicas/estruturais da cozinhas, higienização e acondicionamento dos alimentos nas unidades escolares; o poder público mantém um registro sobre a quantidade total de ausência dos professores por faltas para os anos iniciais do ensino fundamental e realiza entrega de material didático para os alunos da rede.

“A Secretaria de Educação realiza formações com professores e orientadores com o objetivo de atualizar informações e trocar ideias acerca de conteúdos pedagógicos. Nesse ano retomamos a Prova Petrópolis com o objetivo de identificar os assuntos que devem ser intensificados em cada unidade de ensino, ou seja, estamos acompanhando bem de perto o trabalho que está sendo realizado em cada unidade de ensino”, disse a secretária de Educação, Samea Ázara.

Ainda de acordo com Samea, um dos destaques do esforço do poder público na Educação desde 2017 diz respeito ao atendimento da educação infantil. “Temos 9.057 alunos matriculados nas unidades que atendem à educação infantil. Das 184 unidades escolares, 156 oferecem turmas de educação infantil, sejam de forma integral ou parcial. Criamos um novo Centro de Educação Infantil nesse ano e estamos dando andamento na ampliação do CEI Primeira Infância, no Centro e na adequação na Escola Augusto Meschik, na 24 de Maio, que também se tornará um CEI. A nossa grande demanda é a educação infantil e estamos trabalhando para aumentar a oferta de vagas a cada ano na nossa rede municipal”, explica Samea.

Classificação final de Petrópolis: categoria B

As notas finais do IEGM variam de A (altamente efetiva), passando por B+ (muito efetiva), B (efetiva), C+ (em fase de adequação) até C (baixo nível de adequação).

Levando em consideração os outros índices, a classificação final de Petrópolis no IEGM é B - “efetiva”, ou seja, a cidade promove ações efetivas, com resultados positivos nas áreas de estudo. No indicador saúde (i-Saúde), a classificação é B, no Planejamento (i-Planejamento), o resultado é C+, no índice fiscal (I-fiscal) é B, no Meio Ambiente (I-Meio Ambiente) é B e no I-Cidade (que mede as ações de proteção da cidade) o indicador é A.

O curso da Rede de Operações de Emergência de Radioamadores conta com 26 alunos

Aulas acontecem aos sábados na Fundação de Apoio à Escola Técnica no Quitandinha

A prova da Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL) para os 28 alunos inscritos no curso preparatório da Rede de Operações de Emergência de Radioamadores de Petrópolis (ROER) acontece no dia 26 de junho em Petrópolis. A avaliação acontece na Fundação de Apoio à Escola Técnica (FAETEC) no Quitandinha, local onde ocorrem as aulas. Dessa maneira, a cidade pode aumentar o número de radioamadores profissionais: neste momento, o grupo é composto por 41 pessoas.

Em abril deste ano, 23 novos profissionais foram regulamentadas pela ANATEL para realizar a atividade na cidade. O grupo de radioamadores atua no momento em que todas as outras formas de comunicação param de funcionar, como ocorreu na cidade em 2011, no Vale do Cuiabá, e em 2013, na Vila São Joaquim, no Quitandinha.

"O trabalho integrado com os radioamadores é fundamental para a Defesa Civil no momento em que acontece uma grande tragédia. Desde o início da nossa gestão, o grupo participou de um treinamento simulado com a gente e ganhou uma sala dentro da Defesa Civil.  A comunicação é peça chave para uma resposta mais eficaz”, afirma o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz.

A atuação em conjunto dos radioamadores com a Secretaria de Defesa Civil é prevista na lei que institui a Política Nacional de Proteção e Defesa Civil (PNPDEC). O grupo é parte dos planos de contingência do município, participando ativamente das ações da Defesa Civil com o suporte em treinamentos e simulados. Além disso, o grupo ajudou a reativar o sistema integrado de comunicação da prefeitura, que funciona através de rádios transmissores e atende os setores de resposta do município. 

“Quanto mais rápido os órgãos sejam acionados, melhor para os petropolitanos. Essa atuação em conjunto é importante para o município como um todo. Ficamos muito felizes e honrados em contribuir com o sistema da prefeitura como um todo”, explica Fábio Hoelz, Coordenador de Educação da ROER.

Trabalho integrado também no simulado de incêndio florestal

A ROER também faz parte do Plano Inverno 2018 de Petrópolis e vai participar do simulado de incêndio florestal, que acontece na próxima terça-feira (19.06) no 32° Batalhão de Infantaria Leve/Batalhão Dom Pedro II, na Vila Militar. O treinamento em conjunto reúne agentes da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias, além do Corpo de Bombeiros, Guarda Civil Municipal, Polícia Militar, Exército, Aeronáutica e órgãos ambientais.

A Coordenadoria da Juventude da Prefeitura começou a construir, com a participação dos próprios jovens, a “Semana da Juventude” 2018.  Conscientização e Educação foram as duas principais diretrizes estabelecidas na primeira reunião de organização, realizada nesta quarta-feira (13.06) na Casa dos Conselhos. A partir das diretrizes, conscientização e educação serão representadas por meio de música, dança, grafite e outras manifestações culturais e uma programação com muitas palestras.

A formulação da semana, contou com aproximadamente 30 jovens, que debateram seus anseios e desafios na conquista do seu espaço na cidade. Dentre as propostas discutidas os assuntos mais recorrentes estavam relacionados à educação, cultura, esporte, diversidade de gênero, e o bem-estar do jovem na sociedade. Esse evento pretende levar as escolas municipais e estaduais uma programação diversificada, objetivando a criação de mais oportunidades e benefícios para os jovens da cidade.

Representando a Associação Petropolitana de Estudantes, o jovem Nathan Dias, de 21 anos, esteve presente na reunião, sugeriu ações, além de opinar sobre a construção da semana: “Temos poucos espaços na cidade que o jovem se sente confortável para expressar a sua opinião, dizer o que ele realmente quer e pensa. É muito importante ouvir os desejos e anseios da juventude e colocá-los em prática. Fazer eventos para a juventude, a partir de suas necessidades é uma ótima iniciativa”.

O vice-presidente do Conselho Municipal da Juventude, Willian Vieira, esteve presente na ocasião e comentou a importância daconstrução da “Semana da Juventude” ser aberta a opinião dos jovens: “A juventude anseia ter voz, anseia dar sua opinião na sociedade e na política. É essencial dar essa abertura para o jovem expor suas ideias, e mostrar a ele que é possível colocar em práticas o que ele sugeriu. A Coordenadoria de Juventude e o Conselho Municipal da Juventude têm propiciado essa escuta aos jovens e também tem procurado executar suas ideias e necessidades”, considera Willian.

Complementando a fala do vice-presidente do CMJ, o Assistente Social da Fiocruz, Marcelo Mateus, destaca: “Quando você oferece a chance para o jovem se expressar, dizer o que ele precisa, seja em relação a educação, cultura ou outras áreas, o jovem se apropria desta melhoria, valoriza a mudança que ele propiciou. Essa iniciativa da Coordenadoria de Juventude, de ouvir os jovens e envolvê-los na criação de uma ação, é muito importante para que o jovem perceba que existe espaço para ele na sociedade”.

“A realização desta reunião propiciou a discussão e a troca de ideias esugestões de atividades e palestras que iremos colocar em prática na “Semana da Juventude”, que será realizada em agosto. Foi muito importante abrir esse espaço para ouvir a opinião dos jovens da cidade. Esse evento mostra o quão democrático é a Coordenadoria de Juventude e o governo, que está sempre à disposição para ouvir as pessoas e construir as políticas de acordo com a população petropolitana”, considera Wesley Barreto, coordenador de políticas para a juventude.

Partida acontece no sábado contra um misto das equipes sub-15 e 17 do Laginha Futebol Clube

A Seleção Brasileira de Futebol para atletas com Paralisia Cerebral (Futebol de PC) sub-19 joga um amistoso em Petrópolis neste sábado (16.06). O adversário será uma equipe composta por jogadores das categorias sub-15 e 17 do Laginha Futebol Clube, no campo do SESC de Nogueira às 14h30. As regras para o jogo-treino são do Futebol de 7, com seis atletas de linha e um goleiro, dois tempos de 30 minutos e sem impedimento. Além da partida, o time que representa o Brasil retorna à cidade em julho para se preparar para o Campeonato Mundial da modalidade, que será disputado em agosto na Espanha.

Após a medalha de bronze nos Jogos Paraolímpicos do Rio 2016, a Seleção Brasileira de Futebol de PC foi reformulada e participa de competições anualmente. A modalidade não vai estar as modalidade contempladas para os Jogos de Tóquio 2020, todo o planejamento tem como foco principal as medalhas de ouro no Jogos Parapanamericanos de Lima, no Peru, em 2019 e de Santiago, no Chile, em 2023.

“Depois do sucesso em 2016 no Rio, criamos um cronograma de trabalho para melhorarmos o desempenho dos meninos. O nosso time sub-19 é parte fundamental desse processo. Jogos como esse deixam os meninos ainda mais maduros para as competições”, explica o professor Hélio dos Santos, coordenador da Seleção Brasileira, garantindo ainda que os meninos retornam à cidade antes da viagem para a disputa do Mundial na Espanha.

“É importante o apoio da prefeitura ao paradesporto. Aqui em Petrópolis existe um trabalho bacana na bocha adaptada. Outros municípios poderiam dar suporte aos atletas, que precisam de mais espaço”, completou Hélio.

O meninos do Laginha Futebol Clube estão em preparação para o Campeonato Municipal das categorias sub-15 e 17, que começa em agosto. Cerca de 40 jogadores devem participar do amistoso. “Será uma lição de vida para os nossos meninos, além de contribuir para a preparação das nossas equipes que disputam o campeonato da cidade. Toda a nossa comissão técnica vai estar presente no amistoso. A gente espera também contribuir com a seleção de Futebol de PC”, disse Sérgio Gonçalves, vice-presidente do clube com sede em Itaipava.

A Superintendência de Esportes e Lazer elogia a disponibilidade do Laginha e destaca a presença da seleção brasileira na cidade. E também lembra a parceria da prefeitura com a Associação Petropolitana dos Deficientes Físicos (APDEF).

A pasta segue trabalhando pelo fomento ao esporte no município, apoiando as mais diversas modalidades. Desde o ano passado a prefeitura mantém o apoio a APDEF, oferecendo o espaço de treinamento para o time de bocha adaptada, por exemplo. O jogo amistoso divulga a cidade e também é importante para o Laginha, que se prepara para o campeonato municipal.

Atrativos turísticos de Petrópolis terão horários especiais em dias de jogos da seleção brasileira na Copa do Mundo FIFA. Principais museus, como Museu Imperial, Museu Casa de Santos Dumont e Museu Casa do Colono fecharão mais cedo em dias de partidas à tarde e abrem mais tarde em jogos que ocorrem pela manhã nesta primeira fase do campeonato, assim como outros atrativos da cidade, como os parques.

A estreia do Brasil na disputa será neste domingo (17.06), às 15h, contra a Suíça. Para a data, o Museu Imperial vai funcionar de 10h30 às 14h, e a bilheteria estará aberta das 10h às 13h. O Museu Casa do Colono fecha no mesmo horário, sendo que abre um pouco mais cedo, às 8h30. Já no Museu Casa de Santos Dumont a visitação será de 9h às 13h30, sendo que a bilheteria fecha 15 minutos antes, às 13h15.

O horário será alterado também na sexta-feira, dia 22 de junho, quando a seleção brasileira joga contra a Costa Rica, às 9h. Antiga casa de veraneio da família real, o Museu Imperial funcionará das 12h às 18h, sendo que a bilheteria estará aberta apenas até às 17h. O Museu Casa do Colono, que tem entrada gratuita, também abre às 12h e fecha às 16h. Já o Museu Casa de Santos Dumont funciona a partir de 12h30 e fecha no horário normal, 17h30, com encerramento da bilheteria às 17h.

No fechamento da primeira fase do campeonato, o Brasil disputa contra a Sérvia, na quarta-feira, 27 de junho. Na ocasião, o Museu Imperial funcionará das 10h30 às 14h, com a bilheteria funcionando das 10h às 13h. O Museu Casa do Colono abre às 8h30 e encerra as atividades também às 14h. E o Museu Casa de Santos Dumont começa sua visitação a partir de 9h e encerra 13h30, sendo que a bilheteria vai até 13h15.

Outros atrativos, como parques da cidade também não funcionam nos horários dos jogos da seleção brasileira.

Dezoito candidatas vão disputar as faixas de Rainha e 1ª e 2ª Princesas da 29ª Bauernfest, neste sábado (16.06), às 19h, no Palácio de Cristal. Cinco jurados estarão atentos a quesitos como beleza, simpatia, elegância, além do desembaraço, o traje típico e os conhecimentos culturais das concorrentes. Para entrar na disputa era preciso ter ascendência germânica, ser moradora de Petrópolis e ter idade entre 18 e 30 anos. As inscrições foram encerradas no último dia 07 de junho. Para quem quiser assistir o concurso, a entrada é gratuita.

As vencedoras vão representar a Festa do Colono Alemão, já tradicional no município. As escolhidas acompanharão todos os dias de festa, ensaios e divulgações do evento e de Petrópolis. O julgamento será realizado pelo corpo de jurados que foi indicado pelo IMCE e pelo Clube 29 de Junho, que apoia a Bauernfest, realizada pela prefeitura.A ascendência germânica das candidatas pôde ser por parentesco ou sobrenome alemão, o que foi comprovado no ato da inscrição através da documentação apresentada.

“Estamos trazendo para a festa os descendentes germânicos, que são os grandes homenageados do evento. São as novas gerações dos colonos. Essa também é mais uma forma de homenageá-los. Além de ser mais um atrativo da festa”, destaca o diretor-presidente do Instituto Municipal de Cultura e Esportes, Leonardo Randolfo.

As vencedoras ainda ganharão uma premiação em dinheiro.Para a Rainha o prêmio é de R$ 4 mil, para a 1ª Princesa R$ 3 mil e a 2ª Princesa R$ 2 mil.

A atual Rainha, a estudante Larissa Graebner, de 20 anos, vencedora do concurso no ano passado, dá a dica para as candidatas: “Elas precisam ter muita simpatia, estar sempre com um sorriso no rosto. Mas é muito importante que também saibam um pouco da história da cidade, da colonização”, explica.

Dívida total é de R$ 145 milhões acumulada desde 2009 

Dentre os 145,2 milhões em dívidas de precatórios acumulados desde 2009, a maior parte, que perfaz R$ 89,6 milhões, é referente a 946 processos sob responsabilidade do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ), que determinou o bloqueio de R$ 2,3 milhões mensais nas contas da prefeitura até dezembro. Este bloqueio vai resultar em R$ 22,6 milhões a menos no caixa da prefeitura até fim do ano.  Os demais precatórios são resultado de ações movidas no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) e no Tribunal Regional Federal (TRF). Precatórios fazem parte do rol de R$ 766 milhões em dívidas acumuladas por governos anteriores.

O bloqueio de um montante que é quase o dobro do que a prefeitura tinha previsto no orçamento reduzirá a capacidade de investimentos do município na ampliação de serviços. Mas é importante destacar que todos os esforços estão sendo feitos para equilibrar as contas e que o bloqueio não afetará os serviços normais prestados à população. Será feito um planejamento para diluir este montante, minimizando seu impacto sobre as contas.

A dívida com precatórios foi negociada pela atual gestão no ano passado em parcelas de R$ 972 mil, que vinham sendo pagas pelo município. Porém, uma decisão judicial estabeleceu na semana passada o bloqueio mensal de R$ 2,3 milhões em uma das contas da prefeitura para pagamento da dívida.  O primeiro bloqueio na conta do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) – no valor de R$ 1,1 milhão – foi feito no dia 30 de maio. Com isso o município precisará desembolsar até o fim deste ano R$ 11 milhões a mais do que o previsto em orçamento.

“O montante previsto para amortizarmos a dívida com precatórios era de R$ 11,6 milhões e praticamente dobrou com esta decisão do TJ, passando para R$ 22,6 milhões. Essa diferença fará com que todo planejamento seja revisto”, pontua a secretária de Fazenda Elaine Nascimento.

A maior parte dos R$ 89,6 milhões em precatórios acumulados no TJ – R$ 70,7 milhões – é fruto de 561 ações movidas contra o município durante gestões passadas, por fornecedores, prestadores de serviços e servidores que recorrem à Justiça para garantir pagamentos não efetuados à época. Os R$ 18,9 milhões restantes são referentes a ações movidas contra o Instituto de Previdência dos Servidores (INPAS) e contra as antigas fundações de Saúde e de Cultura e Turismo.

A Secretaria de Fazenda vem administrando os pagamentos ao passo que a Procuradoria trabalha nas ações, para cumprir prazos e evitar assim o pagamento de multas por descumprimento de determinações judiciais, o que também contribuiu significativamente para o aumento de dívidas em gestões passadas.

Precatórios referentes ao Instituto de Previdência dos Servidores (INPAS) somam R$ 13,7 milhões. São 312 ações movidas por aposentados, pensionistas e servidores inativos. Outros R$ 5 milhões são referentes a 69 ações movidas contra a então Fundação Municipal de Saúde, além de R$ 112 mil resultado de quatro processos movidos contra a antiga Fundação de Cultura e Turismo.

“A Procuradoria tem trabalhado muito atenta aos prazos, pois analisado a situação dos precatórios, por exemplo, verificamos que existem casos de multas de valor altíssimo em ações movidas pela Defensoria Pública e até pelo Ministério Público, por conta da perda de prazos, pela falta de manifestação do município. Tudo tem sido feito para administrarmos essa conta; para evitar que a atual gestão deixe passivos para futuros gestores”, pontua o procurador Geral do Município, Sebastião Médici.

Notícias por data

« Junho 2018 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30  

Alvará Online - BANNER

DO

loa 2018

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

cpge

gabinete cidadania.fw

selo acesso informacao.fw

cmv-logo