CPTrans intensificou a fiscalização para melhorar o cumprimento de horários

Com a implementação de três novos ônibus da Turb nas ruas da cidade nesta semana, Petrópolis agora já conta com 30 veículos novos em circulação este ano: são 20 da Turb e 10 da Cidade Real.  A meta do município é garantir a renovação continuada para que haja melhor desempenho dos ônibus, mais qualidade de trabalho para os rodoviários e aumento no número de viagens, que só no ano passado, graças a fiscalização, foram 12 mil a mais que em 2016.

O setor de transporte ficou muitos anos sem investimentos e sem fiscalização. Isso não é bom para a cidade e nem para as empresas. Pressionando por melhorias, as empresas se adequam e crescem no serviço. É o que o município está fazendo agora: exigindo renovação da frota e cumprimento das metas.

A melhoria na frota de ônibus começou já em janeiro deste ano com a aquisição de seis novos veículos pela Cidade Real. Os carros foram disponibilizados para rodar as 46 linhas atendidas pela empresa em Petrópolis. São veículos zero quilômetro, adaptados e com tecnologia de ponta, além de adequações às condições geográficas de Petrópolis, o que proporciona maior agilidade no tráfego e conforto aos passageiros nas comunidades de menor demanda.

Também pela Cidade Real foram adquiridos, em maio, quatros veículos zero quilômetro, de 46 lugares cada. Eles fazem as linhas 150 (Terminal Corrêas X Terminal Bingen) e 160 (Terminal Itaipava X Terminal Bingen). Os ônibus possuem 13,5 metros, ou seja, eles ampliaram a capacidade em mais de 10 lugares sentados comparados aos veículos da empresa que foram substituídos à ocasião. Por serem maiores eles conseguem atender 50% mais passageiros que antes, considerando também os que viajam em pé.

“Não basta que os ônibus sejam novos eles precisam ser de qualidade, ter tecnologias que atendam as condições geográficas da cidade. Isso significa aumento e melhoria na efetivação das viagens, uma vez que existirão menos quebras, além, claro, de mais conforto aos usuários. Além disso é extremamente necessário a manutenção pela empresa desses veículos – o que cobramos com rigor, além da colaboração da população em manter o patrimônio”, destaca o diretor-presidente da CPTrans, Jairo Cunha.

Melhorias também para os distritos

Já no segundo semestre a Turb colocou para rodar 20 ônibus novos: são 12 micros, seis diferenciados e dois alongados. Esses veículos estão atuando em 22 linhas diariamente beneficiando e aumentando a qualidade de moradores nos distritos. Os dois veículos alongados foram direcionados para fazer o trajeto entre o Terminal Itaipava e o Centro. Eles são maiores, medem 13,2 metros de comprimento – os padrões têm 11metros. Também têm capacidade para transportar até 86 passageiros por viagem e contam com um sistema de elevadores para cadeirantes diferenciado, mais eficiente, garantindo maior qualidade para e conforto no embarque e desembarque, já que tem a porta do meio exclusivamente para este fim

Já os 12 micro-ônibus possuem 22 assentos e possuem a nova tecnologia de motor Mercedes que são mais modernos, econômicos e menos nocivos ao meio ambiente. Eles estão fazenda as seguintes linhas: 607 (Caetitu), 612 (Vista Alegre), 616 (Vale das Flores), 621 (Rua Mercedes), 604 (Vila Epitácio), 698 (Corujão Águas Lindas), 717 (Circular Posse), 715 (Retiro das Pedras), 716 (Vargem dos Marmelos), 726 (Madame Machado via 28 de Abril), 728 (Jurity), 725 (Posse Gaby), 706 (Estrada do Gentio Corujão do Cuiabá) e 699 (Corujão Araras).

Os demais veículos são convencionais com padrão rodoviário, ou seja, contam com 42 poltronas reclináveis, maiores e mais confortáveis, catracas diferenciadas para a passagem de pessoas obesas, deficientes e cadeirantes. Esses ônibus também são equipados com cadeiras de rodas homologadas para transportar cadeirantes para dentro de veículo, em caso de necessidade. Eles estão atendendo as linhas 602 (Vale das Videiras), 701 (Barra Mansa), 605 (Vale das Videiras), 712 (Rio Bonito), 719 (Jardim Americano) e 703 (Santa Mônica).

“Desde janeiro de 2017, a CPTrans vem determinando melhorias no sistema como cumprimento de horários, novas linhas e ainda aumento no número de viagens. Então, neste período houve a criação das linhas “Direto” e o aumento em 12 mil viagens do que já era praticado em 2016. A fiscalização também é intensa para garantir o cumprimento de horários das linhas”, completa Jairo.

Ao longo do 2016, as cinco empresas autorizadas a funcionar na cidade receberam 1.661 multas, a maioria delas, 1.305, foi como punição por deixar de realizar viagem determinada. Petrópolis conta com 350 ônibus em operação e transportou 50 milhões de passageiros por 25 milhões de quilômetros percorridos no ano passado – o suficiente para dar duas vezes a volta na Terra. Petrópolis tem, atualmente, um ônibus saindo de seus pontos finais a cada 12 segundos.

O trabalho de prevenção a alagamentos na cidade já está sendo realizado pela prefeitura. A Secretaria de Obras já vem fazendo a limpeza de bueiros e atendeu locais como ruas Eugênio Werneck (Morin), Frederico Noel, Vila São José (Bingen) e Rua do Imperador (Centro). O município já trabalha também para nova etapa do programa “Rio Limpo”, de dragagem de rios de Petrópolis. O serviço será reiniciado pelo Piabanha, próximo ao Palácio de Cristal na próxima semana.

Esses são dois serviços de extrema importância para o município, que a prefeitura já está fazendo antes mesmo do lançamento do Plano Verão, mas com o mesmo objetivo: reduzir o impacto das chuvas de verão. O planejamento começou com a desobstrução das redes que canalizam a água e vai ter continuidade com o Rio Limpo, um programa que foi muito bem-sucedido no último verão e que terá mais uma etapa agora.

A limpeza de bueiros é uma ação constante da Secretaria de Obras, que mantém três equipes para fazer o serviço de forma manual. Em casos mais graves de obstrução, é utilizado um caminhão-sugador para retirar todo material que impede a passagem normal da água de chuva.

A Secretaria de Obras já está planejando colocar mais máquinas para ajudar nesse serviço, para poder atender o mais breve possível os bairros e distritos, além do Centro.

O cronograma da Secretaria de Obras inclui ruas de Quarteirão Ingelheim, Vila Militar, Comunidade Oswaldo Cruz, Mosela, Bairro Castrioto, Estrada da Saudade, Quissamã, Chácara Flora e Centro. 

Só no ano passado, por exemplo, o serviço ocorreu 395 vezes. Para ajudar a expandir o serviço, a população pode informar sobre bueiros entupidos pelos telefones: 2246-8620 / 8621 ou 8622 (Centro e arredores); 2246-8623 (regional Itaipava) / 8702 (regional Posse). Após a solicitação, é feita uma vistoria no local para que as equipes possam providenciar o atendimento.

Rio Limpo reinicia esta semana

Entre novembro do ano passado e março de 2018, a cidade teve dragagem de rios em diferentes pontos da cidade. Mais de 5 mil toneladas de sedimentos foram removidas do leito dos rios Piabanha, Palatinato e Quitandinha em locais como Centro, Mosela, Cel. Veiga e Ponte Fones. O trabalho foi autorizado pelo Inea, que também realizou o serviço em Corrêas, Bonsucesso e Nogueira.

Será feita uma nova etapa do programa, novamente para retirar tudo que possa atrapalhar o curso do rio e contribuir para transbordamentos. Novamente será iniciado pelo Palácio de Cristal, mas o Rio Limpo também passar por Bingen, Cel. Veiga e outros locais.

Lei nº 8118 foi publicada no Diário Oficial do Estado de 25 de setembro de 2018

Com mais de 100 produtores orgânicos em várias partes da cidade, Petrópolis conquistou o título de "Capital Estadual dos Produtos Orgânicos". A característica principal desse tipo de produção é a ausência agrotóxicos, por isso, os alimentos orgânicos são os mais procurados por aqueles que buscam uma alimentação mais saudável. Com o título, os produtos orgânicos de Petrópolis passarão a ter um selo próprio.

Esse é mais um título importante conquistado por Petrópolis. A cidade já está trabalhando na construção de uma feira especial, só com produtos orgânicos, será o Circuito Imperial Orgânico e Agroecológico que disponibilizará esse tipo de produtos para compra com maior periodicidade na cidade.

“A referência na produção de orgânicos auxiliará no aumento das vendas nesse setor e servirá de estímulo para que outros agricultores também passem a produzir dessa forma. O mercado dos orgânicos está em constante crescimento e o poder público estuda outras formas de estímulo para o crescimento da produção. Um dos pontos que está em análise é inclusão de produtos orgânicos no cardápio da merenda escolar”, afirma o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini.

Sandra Regina Oliveira produz orgânicos há 14 anos no Sitio Tapera, no Brejal. A paixão pelo cultivo é antiga: Sandra cresceu vendo a família se dedicar ao cultivo. “Minha mãe fazia questão de plantar sem o uso de agrotóxico. Eu a ajudei muito na lavoura, depois fui trabalhar em um sítio onde só se plantava produtos orgânicos e minha paixão só aumentou. Decidi, há 14 anos, investir somente nesse tipo de produção e sou muito feliz com que eu faço”.

Couve, brócolis e couve-flor são alguns dos alimentos produzidos totalmente sem agrotóxico no sítio de Sandra. “Vale muito a pena ser fiel ao orgânico. Tenho meus clientes fieis no Horto, em Itaipava e também vendo no Rio de Janeiro aos sábados. A rotina não é fácil, mas, a saúde vem em primeiro lugar e os orgânicos me ajudam nisso também. Agora já penso em aumentar a produção e estamos nos preparando para plantar tomate e morango totalmente orgânicos”, completou.

Para Sandra, o título pode ajudar a melhorar as vendas. “É um reconhecimento e chama a atenção das pessoas para a saúde. Investindo no orgânico, se gasta menos na farmácia”, explicou.

Petrópolis se despediu da alta temporada, com o fim do inverno, mas não faltam opções para curtir a primavera na cidade. Segundo o trade turístico, nesta época do ano, além dos pontos tradicionais, os circuitos mais procurados são Museu Imperial, Parque Cremerie, Vale do amor e Caminhos do Brejal. Seguindo essa demanda de natureza, os orquidários também movimentam o turismo da região. São mais de dez espalhados pelos distritos da cidade.

Como mais uma opção de visitação para o período da primavera, os orquidários oferecem uma ampla diversidade de espécies da flor. O mercado de cultivo de orquídea está se consolidando na região e se tornando uma referência no estado do Rio de Janeiro. De acordo com o produtor Luiz Strzalkowski, o seu orquidário localizado em Santa Mônica – Itaipava recebe grupos de visitantes de outros estados.

“Eu recebi um grupo de Belo Horizonte e vou receber mais um grupo de Cabo Frio. Durante o passeio ao orquidário, eu vou explicando todo o processo de cultivo. Vou contando desde a hibridação até o florir. Também dou dicas de como cuidar e manter a orquídea”, contou Luiz que possui mais de 40 mil plantas em andamento, ou seja, que estão prestes a florir.

Segundo o produtor que está no mercado há mais de 50 anos, a espécie que melhor se adapta ao clima da serra é a orquídea cattleya, que possui em torno de 70 tipos, e é a mais vendida. O gênero de orquídea phalaenopsis possui aproximadamente 50 tipos, e apesar de existir a produção na região, ela não se adapta ao frio e precisa ficar protegida em estufas.

“Nosso objetivo é sempre valorizar os pequenos empreendedores de toda região. Os turistas gostam de produtos e cultivos feitos em Petrópolis, e isso movimenta a economia da cidade. Estamos sempre valorizando nossos produtores locais e dando espaço para eles em nossos eventos”, ressalta o secretário da Turispetro, Marcelo Valente. 

A pedagoga de Nova Friburgo, Simone Barros, contou que é a terceira vez que vem a Petrópolis e dessa vez ficou hospedada em Nogueira, pois pretende visitar um orquidário. “Chegamos na terça e vamos ficar até sexta-feira. É a primeira vez que meu filho vem em Petrópolis. Aqui temos muito contato com a história do Brasil e poucos lugares são preservados como aqui. O verde da cidade parece pintura, é lindo. Amanhã eu quero visitar o orquidário para conhecer esse lado da cidade. Adoro vir aqui, me sinto acolhida, cidade grande com características de cidade pequena”, contou a pedagoga.

Investimento nos produtores locais

Visando valorizar os pequenos empreendedores da região, o município organiza feiras e eventos no Palácio de Cristal para incentivar e descobrir novos microempreendedores a entrar no mercado regional.  O próximo encontro é a quarta edição Agroserra que acontece do dia 12 ao 14 de outubro no Palácio de Cristal.

Ação é realizada em frente ao Parque Municipal em Itaipava

A ideia é incentivar a adoção responsável no município

As ONGs e os protetores podem se cadastrar na Coordenadoria de Bem-estar Animal (Cobea) para levar os animais para adoção em um evento permanente que acontece aos sábados em frente ao Parque Municipal, em Itaipava. O local é oferecido três vezes ao mês para os cuidadores, abrindo espaço para os grupos e pessoas que atendem animais abandonados de maneira gratuita. Os interessados em participar podem ligar para o (24) 2291-1505 ou comparecer na sede da Cobea, que fica na Estrada União e Indústria, 10.000 - Itaipava, e garantir a presença.

Os animais devem estar vermifugados, vacinados e em boas condições de saúde. Além do espaço permanente em Itaipava, serão realizados mais dois eventos de doação neste mês: no dia 21, em parceria com o grupo Abadá Capoeira, no Palácio de Cristal e no dia 28 na Praça da Liberdade. Os protetores interessados em participar também já podem se inscrever.

"O nosso objetivo é incentivar a adoção responsável, orientando a população sobre os cuidados que os animais domésticos exigem", disse Elisabete Amorim, coordenadora de Bem-estar Animal. Ela ainda ressaltou a importância de ter em mente os cuidados necessários para oferecer uma vida de qualidade aos animais de estimação. A atenção destinada deve ser mais do que providenciar água, comida e um teto.

"O futuro dono de um animal precisa fornecer abrigo adequado, alimentação, visitas ao médico veterinário, além de passeios e diversão. É importante ressaltar que eles se tornam companheiros por uma vida e não são objetos para nosso deleite e entretenimento", explica Elisabete.

Os eventos de doação são mais uma ação da prefeitura em apoio às ONGs e aos cuidadores. Desde o início do ano passado, a Cobea mantém uma parceria com os protetores de animais, que contam com barracas permanentes no Centro e em Itaipava para realizarem brechós e bazares com a arrecadação voltada para as ações que são desenvolvidas.

Também são realizadas campanhas periódicas de recolhimento de ração e medicamentos, contribuindo para o atendimento dos protetores pela cidade. Elisabete Amorim destaca a importância de trabalhar de maneira antecipada, reforçando as ações de orientação em todo o município. 

"São eventos bimestrais de conscientização, mobilização e doação de animais. Também participamos da elaboração dos planos Verão e Inverno, inserindo os animais no apoio às comunidades em casos de cheias e estiagem. Trabalhamos de forma preventiva para evitar casos de maus tratos”, conta Elisabete.

Corporação Musical Amélia Antunes Rabello (COMAAR) disputa sua primeira competição fora da cidade

O sonho de uma diretora apaixonada se tornou realidade para os 40 integrantes da Corporação Musical Amélia Antunes Rabello (COMAAR), banda marcial da escola municipal localizada em Madame Machado. À frente da escola há 19 anos, Aparecida Abreu sempre quis que os alunos se dedicassem à música. O empenho da diretora e o apoio dos pais e ex-alunos ganhou força nesse ano com o trabalho voluntário do maestro Evaldo Pereira: após cinco meses de ensaios, a banda venceu o XXII Campeonato Estadual de Bandas, realizado em São Gonçalo no último final de semana e agora se prepara para um desafio ainda maior: a disputa do XXV Campeonato Nacional de Bandas e Fanfarras, promovido pela Confederação Nacional de Bandas e Fanfarras (CNBF) que será realizado em novembro, no Recife.

A Corporação Musical Amélia Antunes Rabello (COMAAR) conquistou o primeiro lugar na categoria Banda de Percussão Marcial. Formada por 40 componentes – alunos e ex-alunos – que possuem entre 10 e 25 anos, a banda disputará o primeiro lugar no campeonato nacional competindo com outras 86 bandas de todo o país.

“A banda sempre foi um sonho. Quando era criança, sempre quis participar de uma banda marcial, mas, devido às dificuldades, nunca consegui. Quando cheguei na escola, vi que tinha um bumbo e um tambor e comecei e pensar na banda marcial. Conseguimos começar a banda, com a ajuda do ex-maestro Denis da Cruz, mas também paramos por causa de dificuldades. Nesse ano, conhecemos o Evaldo e ele se ofereceu para treinar as crianças. O sonho voltou e após cinco meses de ensaios, nos finais de semana, eles conquistaram com muito talento a premiação no campeonato e nos encheram de orgulho”, disse a diretora.

As dificuldades nunca foram motivo para desistir. “Não temos todos os instrumentos e o maestro traz emprestado de uma banda de outra cidade. Isso não muda nada. A alegria dos alunos nos ensaios vale a pena todo sacrifício”, completa Aparecida Abreu.

Evaldo Pereira, musicista formado em uma universidade federal no Recife, conheceu a EM Amélia Antunes Rabello durante uma Ação Social no início do ano. De lá para cá, faz a viagem Teresópolis – Petrópolis semanalmente para ensaiar os alunos. “Consegui a roupa e os instrumentos. O amor pela música move montanhas e muda realidades. Ver essas crianças estudando música e fora da música é o meu grande incentivo”, explica Evaldo.

Músicas de Alceu Valença, Cold Play e RPM estavam no repertório da apresentação do Campeonato Estadual. “Conseguimos a primeira colocação em vários quesitos como pavilhão, baliza masculino e feminino, regente mor e corpo musical. Agora vamos nos preparar para a etapa nacional, buscar apoio para a viagem e mostrar todo talento dos petropolitanos no Recife”, conta Alceu.

Para Aparecida, o sonho quando é um desejo de todos, tem mais força para se concretizar. “Só tenho a agradecer o apoio e confiança dos pais, ex-alunos, da Secretaria de Educação, da minha diretora adjunta, Marcia Palma e os meus alunos que se dedicaram, mostraram que tudo é possível para aqueles que acreditam e correm atrás”.

Para a secretária de Educação, Samea Ázara, o exemplo dos estudantes da EM Amélia Antunes nunca será esquecido. “As bandas marciais das escolas da rede são um orgulho para todos nós. Temos muitos talentos que merecem esse destaque. Os integrantes da banda da Escola Municipal Amélia Antunes estão de parabéns. Levarão o nome de Petrópolis para outro Estado. Poderão mostrar o talento e o empenho da escola. Já estamos torcendo e independente do resultado, eles já são vencedores para todos nós”, afirmou Samea Ázara.

O XXV Campeonato Nacional de Bandas e Fanfarras da Confederação Nacional de Bandas e Fanfarras (CNBF) ocorrerá no marco zero, Recife, nos dias 25 e 26 de novembro de 2018.

A próxima exposição de artesanatos no Palácio de Cristal já está com data marcada: este mês a feira acontece do dia 18 ao 21 e promete movimentar o atrativo com diversos produtos locais. São mais de 30 artesãos de Petrópolis que já começaram suas produções, que vão de peças de pinturas em tecidos, cartonagem, crochê, reciclados, sementes, até o espaço gastronômico com produções de chocolate, docinhos portugueses, cuca entre outros.Com o objetivo de fomentar o mercado da produção local, o município criou este ano um calendário com feiras no espaço que são divididas entre as 11 associações locais. Quem lidera a feira neste mês de outubro, são a Associação Arte em Petrópolis e Associação Cidade Imperial.

Quem for conferir a feira este mês, poderá usufruir das melhores peças produzidas por artesãos locais. Os visitantes poderão contar com petwork, necessaries, jogos americanos, peças em biscuit, pintura em madeira e bambu, luminárias, miniaturas e uma variedade de novidades do mundo pet. Sem falar nas guloseimas que são produzidas na cidade com um sabor especial, como os chocolates, pãezinhos, cucas, tortinhas e muitos outros.

“Criamos este ano um calendário para que as instituições se revezem e montem feiras em todos os meses do ano no Palácio de Cristal. Assim valorizamos o nosso artesão e atraímos os turistas. O visitante chega, conhece o Palácio, e ainda aproveita a feira de produtos locais, vê o que é produzido pelos moradores. Com isso movimentamos nossa economia” destaca o secretário da Turispetro, Marcelo Valente.

O município vem fortalecendo este setor desde o ano passado. E a expectativa é que mais de 2 mil pessoas passem pela exposição. “Acredito que essa iniciativa do Turispetro fomenta o escoamento da produção do artesão, além de dar visibilidade ao trabalho que tem muita qualidade. Vamos utilizar um espaço público e é mais uma atração para o Palácio de Cristal”, contou a presidente da Associação Arte em Petrópolis Gabriela Falconi, lembrando que a instituição conta de 15 a 17 expositores.

A Turispetro vem firmando parcerias com as associações de artesanato desde o ano passado. Serão mais duas feiras até o fim do ano. A cada mês sem evento oficial o atrativo recebe duas associações.A parceria vai proporcionar que o Palácio ganhe movimento nos períodos de baixa temporada.

Petrópolis conquistou o 2º lugar no game que incentiva a implantação de políticas públicas voltadas para a melhora no ambiente empresarial

Com o auxílio do Sebrae Rio, a Prefeitura de Petrópolis continuará monitorando as ações que devem ser colocadas em prática para melhorar o ambiente empresarial da cidade, na segunda fase do game “Cidades Empreendedoras”, do Sebrae. Nesse ano, graças as ações de desburocratização implantadas pela prefeitura – como a emissão de alvarás on-line através do Sistema Regin – Petrópolis conquistou o 2º lugar na competição – disputando com outras 10 cidades. Agora, a prefeitura garantiu a continuidade do programa e os eixos que serão trabalhados nessa segunda fase no município serão: sustentabilidade e inovação.

Os assuntos foram abordados durante uma reunião com integrantes do Sebrae realizada na prefeitura nessa sexta-feira (05.10). O Sebrae continua sendo um grande parceiro no município e ajudou a resolver gargalos que atrapalhavam a gestão pública principalmente com relação às ações de desburocratização. A prefeitura vai continuar o trabalho em conjunto para garantir ainda mais melhorias no ambiente de negócios da cidade, focando principalmente na Inovação e Sustentabilidade.

O Sebrae pontuou as ações que darão continuidade nessa segunda fase do programa Cidades Empreendedoras, já que Petrópolis conquistou o segundo lugar no Cidades Empreendedoras porque se engajou e alcançou resultados positivos. O Sebrae propõe, agora, novas ações para que possamos avançar na melhoria do ambiente de negócios, continuaremos monitorando as ações já implantadas - Desburocratização, Compras públicas, Sala do Empreendedor, Educação e Agricultura - validadas com o prefeito, três novos eixos que serão trabalhados, são eles: Sustentabilidade, Inovação e Incremento de Receitas.

“A cidade pode se tornar uma referência principalmente no quesito desburocratização e uso do Espaço Empreendedor”, afirmou Claudia Pacheco, coordenadora regional do Sebrae.

Entre os pontos trabalhados na primeira fase que terão continuidade estão a Lei da Inovação, a mudança de endereço do Espaço Empreendedor e o acompanhamento das compras públicas.

 “A Lei da Inovação será submetida à análise da Procuradoria nos próximos dias. O texto está bem estruturado e prevê uma melhoria no ambiente de negócios a partir da desburocratização para aqueles que desejam investir nesse setor na cidade”, disse o diretor do Departamento de Políticas Públicas de Ciência e Tecnologia da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Simões.

Com relação às compras de produtos da agricultura familiar, o diretor do Departamento de Agricultura, José Mauricio Soares destacou a ideia de aumentar esse tipo de compra nas outras secretarias. “A merenda escolar garante a compra de produtos desse público, mas também estamos estudando a possibilidade de que outras secretarias também passem a realizar esse tipo de compra”.

Com relação à desburocratização, foi destaque o estudo que prevê a implantação do Sistema da Anvisa no site da prefeitura para acelerar a emissão de alvarás e o aumento na capacidade de atendimento no Espaço Empreendedor com a mudança de endereço do EE – que passará a funcionar no prédio do Inpas na Rua Teresa.

“A licitação será feita para a realização da obra no EE e também está sendo preparado o lançamento dos serviços do Espaço Empreendedor pela internet. Facilitando ainda mais a vida daqueles que desejam empreender na cidade”, explicou Dalmir Caetano, coordenador de Planejamento e Gestão Estratégica.

Durante o encontro, o Sebrae juntamente com Rodrigo Vaz, analista de projetos do Instituto Brava, mostraram ao prefeito Bernardo Rossi a possibilidade de usar start ups para a melhora na relação entre o setor público e os empreendedores e a possibilidade de criação de um portal que faz a comparação de dados entre municípios e mostra o que pode ser feito para melhorar as ações em áreas como saúde, e educação, além do aumento na arrecadação da receita municipal.

Tudo o que pode ser feito para auxiliar o poder público é uma prioridade do governo. O Sebrae tem o aval para colocar em pratica os projetos necessários para que Petrópolis seja considerada a cidade com o ambiente mais favorável para a implantação de negócios no Estado.

Trabalhos confeccionados por alunos da EM Paulo Freire

A dois dias para a eleição que vai escolher o próximo presidente, deputados, senadores e governadores, a Escola Municipal Paulo Freire decidiu despertar a atenção dos alunos para a importância do voto de uma maneira diferente: os estudantes pesquisaram e confeccionaram trabalhos sobre pontos turísticos da cidade e alimentação, montaram urnas e convidam os visitantes da exposição “Saber Escolher” a votar no ponto turístico favorito e também na refeição predileta. A atividade diferenciada ocorreu nessa semana e encantou os estudantes. Na EM Paulo Freire são atendidos 1207 alunos, parte deles incluídos na modalidade de Atendimento Educacional Especializado.

“Eles amaram a atividade. A ideia foi a de trabalhar a temática das eleições e a importância e validade do voto a partir de temas diferenciados. Acompanhar as explicações e a alegria de cada um deles na hora do voto é uma grande recompensa”, afirma a diretora da escola, Ana Lúcia Rocha.

Um dos trabalhos foi sobre os pontos turísticos Palácio Quitandinha e Museu Imperial. Eles pesquisaram a história dos locais, reproduziram os pontos turísticos através de desenho e montaram a enquete: qual é o seu favorito? Todos os visitantes da mostra foram convidados a votar – secretamente e na urna que foi confeccionada por eles - no ponto turístico preferido. No final da exposição será feita a contagem dos votos e os estudantes terão a oportunidade de visitar o ponto turístico que recebeu mais votos.

“Eles adoraram a atividade. Pesquisaram, aprenderam e fizeram questão de montar os trabalhos. Foi realmente uma grata surpresa o envolvimento de todos”, disse a professora Renata Manhães.

Outro ponto destacado na exposição foi a alimentação. Os alunos montaram cardápios diferenciados: café da manhã, almoço, lanche e jantar. Através das figuras, os visitantes podem votar na refeição favorita. O cardápio que tiver mais votos também será reproduzido na escola e será apreciado pelos estudantes.

“Através das atividades diferenciadas eles se sentiram parte integrante do processo. Fizemos eleição de representante de turma e eles adoraram votar”, explica Ana Lúcia.

No corredor, caixas coloridas expressavam – independente do resultado das eleições 2018 - o que os professores desejam para os alunos no futuro: amor, autonomia, proteção, solidariedade e diversão.

“Tudo foi produzido com muitos detalhes e os estudantes conheciam cada trabalho montado. A escola está de parabéns pela atenção e promoção de uma atividade que segue o que estamos vivenciando no momento. Tenho certeza que eles nunca esquecerão essa exposição e da cidadania representada pelo voto”, disse a secretária de Educação, Samea Ázara.

Ação vai ter início na terça-feira (09.10) e terá duração de um mês

Vão começar na próxima terça-feira (09.10), no Parque Municipal de Itaipava, as castrações dos 600 cães e gatos por meio da parceria da prefeitura com a Secretaria de Estado do Ambiente (SEA) e o Inea. Vão ser beneficiadas, nesta campanha, as regiões de Araras, Rocio, Vale das Videiras, Vista Alegre, Santa Luzia, Poços Peixes, Caititu, Santa Isabel, Bonfim, Castelo São Manoel, Caxambu e Tapera. O objetivo é castrar animais que vivam próximos às áreas de preservação ambiental.

Na segunda-feira (08.10), os profissionais que vão atuar durante a campanha vão passar por um treinamento, para que os procedimentos sejam iniciados no dia seguinte. As castrações vão se estender até o dia 07 de novembro. Os cadastros já estão sendo feitos por agentes da Rebio Araras, nos bairros.

Já em novembro, a Prefeitura vai realizar mais uma etapa do serviço de Castração Gratuita, que vai castrar mais de mil cães e gatos de Itaipava, ação que acontece entre os dias 22 e 29 de novembro, também no Parque Municipal de Itaipava. Agentes comunitários estão percorrendo as comunidades para cadastrar os moradores que quiserem o serviço, que será restrito para beneficiários do Programa Bolsa Família (PBF). Mais 1,2 mil cadastros foram abertos para esta etapa.

Este serviço, tão importante, estava paralisado e a prefeitura conseguiu recuperar na gestão. Somando as etapas que estão sendo realizadas, a cidade vai chegar ao fim do ano com mais de 2,5 mil animais castrados.

A Ação deste mês é por meio do Projeto Ambiente Animal, da SEA e do Inea, leva o mutirão de castração para cidades do interior do estado. Ele é executado e desenvolvido pelo Viva Rio Socioambiental que firmou Termo de Cooperação Técnica com a clínica veterinária Can&Fel, com recursos da Câmara de Compensação Ambiental. O Projeto foi lançado em maio, na capital, e já passou por Vassouras e Valença.

Inauguração aconteceu no Palácio Sérgio Fadel, que ficou na cor da Campanha

O Palácio Sergio Fadel ganhou, nesta quinta-feira (04.10), a cor da campanha Outubro Rosa, que promove o incentivo à prevenção e ao diagnóstico precoce do câncer de mama. Esta é a 10ª edição da campanha, que foi aberta oficialmente na sede do executivo municipal com a presença de cerca de 300 pessoas. O Outubro Rosa é uma realização da prefeitura e da Associação Petropolitana dos Pacientes Oncológicos (APPO).

É uma grande honra poder contar com a APPO nesta parceria que tem uma causa muito importante: a prevenção ao câncer de mama. A Associação vem fazendo um trabalho muito belo neste sentido. O município também tem trabalhado para ampliar o acesso a consultas e exames de mamografia. Também já conquistou emenda parlamentar para a compra de um mamógrafo digital, que será mais uma ferramenta na luta pelo diagnóstico precoce da doença.

Seguindo a objetivo da campanha, a Secretaria de Saúde tem reforçado junto às equipes de Atenção Básica a importância da conscientização e promoção da Saúde da Mulher, com capacitação dos profissionais e ampliação do número de atendimentos, principalmente na oferta de exames de mamografias. Em 2018, de janeiro a agosto, foram realizados 7.471 exames de mamografia no município. Somente no Hospital Alcides Carneiro (HAC), foram mais de 3 mil exames. A tendência é que o número deste ano ultrapasse o de 2017, quando foram feitos 8.988 exames em toda rede da Saúde.

“O Ministério da Saúde indica que o município realize pouco mais de 10 mil mamografias em um ano. De quatro anos para cá, temos aumentado a oferta e nos aproximando desta meta. Antes, o Petrópolis chegava a 50%, 60% desta meta. Neste ano, já passamos de 70% e estamos perto de chegar ao que o Ministério da Saúde estipula. Isto pode ser explicado pela melhor capacitação dos nossos profissionais e pela conscientização da população, que está entendendo cada vez mais a importância de se prevenir”, destacou a secretária de Saúde, Fabiola Heck.

Como mais uma ação da Secretaria de Saúde, 380 mulheres já estão agendadas para ser atendidas em um mutirão de consultas no HAC, neste sábado (06.10). Este será o nono realizado este ano. Mais uma vez, a ação vai ser realizada no Ambulatório da unidade, que vai oferecer consultas em seis especialidades: 160 atendimentos de ginecologia pré-operatória, 50 de dermatologia e 50 de proctologia, além de neurologia, oftalmologia e cardiologia (40 cada).

A abertura da 10ª edição do Outubro Rosa teve início com show da cantora Milla, que foi acompanhada pelo músico Guido Martini, seguido da apresentação dos secretários de governo e demais autoridades presentes. O evento teve sequência com a benção do diácono da Catedral São Pedro de Alcântara, Luciano Schmidt, e do pastor da Igreja Luterana, Elton Potin, além da apresentação da madrinha desta edição, Nídia Hammes, que há oito anos doa malhas para a confecção das camisas da campanha.

Após a contagem regressiva conduzida pelo prefeito Bernardo Rossi, foi inaugurada a iluminação especial do Palácio Sergio Fadel. O encerramento foi com o Grêmio Recreativo Bloco Carnavalesco Guerreiros da Vinte, que apresentou a música tema da campanha deste ano.

“Temos percebido os esforços do município para oferecer um melhor atendimento a pacientes com câncer. Neste ano, por exemplo, recebemos pela primeira vez uma equipe do Inca 4, que vai capacitar os profissionais do HAC em cuidados paliativos. A unidade também vem implementando o serviço de capelania na unidade, como forma de dar um apoio espiritual para pacientes. Temos que divulgar estas coisas boas que acontecem em prol da população”, disse Ana Cristina Mattos, presidente da APPO.

A programação do Outubro Rosa terá sequência com ação voltada para o atendimento de mulheres e caminhada no Sesc de Nogueira, no próximo sábado (06.10), e com o Bazar da APPO, entre os dias 8 e 10, na Casa de Apoio da Associação. No dia 9, haverá a inauguração da iluminação dos demais atrativos turísticos, às 19h, na Câmara de Vereadores. Está marcado para o dia 27 a tradicional Caminhada do Outubro Rosa. Ela vai acontecer às 15h, pelas ruas do Centro Histórico.

Origem e Destino e Transporte Não Motorizados são os temas

Novos terão serão disponibilizados a medida que as consultas públicas sejam realizadas

Duas pesquisas já estão disponíveis para que a população auxilie a CPTrans na confecção do Plano de Mobilidade Urbana: a de Origem e Destino e de Transporte Não Motorizado. Ambos os arquivos estão disponíveis no site www.petropolis.rj.gov.br/cptrans, no menu lateral identificado no botão “Plano de Mobilidade” e qualquer pessoa pode participar auxiliando com informações sobre os temas. Essas são as primeiras de diversas outras que estarão disponíveis sobre diversos temas envolvendo a mobilidade.

As novas pesquisas serão disponibilizadas a medida que as consultas públicas forem sendo realizadas presencialmente. Este mês, a expectativa é que mais três sejam feitas. Todas elas, porém, serão utilizadas como meio de reunir informações para que a confecção do Plano Nacional de Mobilidade Urbana (Lei nº 12.587/2010).

“O Plano de Mobilidade está sendo confeccionado e é importante que a população auxilie com informações sobre o transporte para que possamos ter o cenário mais real possível. As pesquisas no site é uma oportunidade para que isso ocorra principalmente para aquelas pessoas que não conseguirem ir nas consultas públicas presenciais”, destaca o diretor-presidente da CPTrans, Jairo Cunha.

A pesquisa de Origem e Destino contém perguntas sobre quais os veículos utilizados para transporte, o tempo médio de viagem, quantos minutos o usuário gasta da sua casa ao ponto de ônibus mais próximo, qual os veículos mais utilizados para se locomover, dentre outras perguntas. Esse questionário é importante para embasar às ações que estarão inseridas para a melhoria do trânsito e do transporte em Petrópolis.

Já a de Transporte Não Motorizado é necessário se identificar com e-mail, nome, contato e documentação. Em seguida, o usuário é convidado a acessar as fichas técnicas sobre Pedestres e Bicicletas. É importante fazer o download de ambos os documentos para que possa ter propriedade ao opinar. Após baixar e ler os arquivos, é só escolher o tema para qual quer opinar, escrever sobre o assunto e clicar em Enviar.

A confecção do Plano de Mobilidade atende à Política Nacional de Mobilidade Urbana (Lei nº 12.587/2012) na qual há exigência de elaboração de planos de mobilidade urbana para todos os municípios com população acima de 20 mil habitantes, assim como os demais obrigados ao plano diretor. Neste sentido, o Ministério das Cidades incluiu no programa Avançar Cidades – Mobilidade Urbana a possibilidade de financiamento dos planos de mobilidade para municípios acima de 100 mil habitantes.

Treinamento é realizado dentro da programação do II Colóquio de Defesa Civil

Programa conta com 48 estagiários voluntários inscritos até o momento

A capacitação dos estagiários voluntários inscritos no SOS Chuvas acontece no próximo dia 11 de outubro, às 14h, no auditório da Universidade Estácio de Sá, no Bingen, dentro da programação do II Colóquio de Defesa Civil. São 48 estudantes de arquitetura e de engenharia da Estácio e da UCP que se colocaram à disposição da prefeitura para trabalhar no programa. O treinamento será ministrado por técnicos das secretarias de Defesa Civil e Ações Voluntárias, Obras e Meio Ambiente.

Criado no ano passado pela prefeitura para impedir o avanço das ocupações e construções irregulares na cidade, o programa da prefeitura segue aberto para os universitários interessados em participar. Os alunos devem procurar a coordenação de seus cursos para se inscreverem.

“É importante que todos os universitários que estejam inscritos no programa participem da capacitação. Também vamos direcionar os alunos para as áreas que desejam atuar”, disse o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz.

As ações do SOS Chuvas são direcionadas para articulação e mobilização comunitária, com a distribuição de panfletos informativos e de orientação; fiscalização e controle da ocupação desordenada e de proteção ambiental. Cada setor da prefeitura vai utilizar os estudantes dentro da sua atribuição, sempre acompanhado de um responsável técnico.

Para os estudantes, o programa é uma forma de executar aquilo que aprenderam dentro de sala de aula. Também ganham com a troca de experiências com os profissionais concursados da prefeitura. Segundo o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz, o SOS Chuvas é mais uma ação do governo municipal com foco na prevenção aos desastres de origem natural.

“Estamos trabalhando de forma antecipada para garantir a redução do número de ocorrências no próximo verão. O SOS Chuvas faz parte do eixo operacional, com ações de conscientização nas comunidades com maiores riscos geológicos”, disse Paulo Renato.

II Colóquio de Defesa Civil

Transformar Petrópolis em uma cidade resiliente aos desastres de origem natural. Esse é o tema do II Colóquio de Defesa Civil, que reúne técnicos para a discussão de maneiras de disseminar a cultura de prevenção no município. O evento será realizado nos dias 9, 10 e 11 de outubro na Estácio. O congresso conta com palestras dos profissionais de Defesa Civil de outras cidades do Estado e de professores universitários, sendo aberta para a participação da população. Durante os dias do encontro, também serão apresentados os primeiros trabalhos realizados pelas escolas dentro da política pública municipal de Defesa Civil nas Escolas.

Congresso reúne profissionais de Defesa Civil de outras cidades do Estado em torno do tema

Também serão apresentados os primeiros trabalhos da política pública de Defesa Civil nas Escolas

Transformar Petrópolis em uma cidade resiliente aos desastres de origem natural. Esse é o tema do II Colóquio de Defesa Civil, que reúne técnicos para a discussão de maneiras de disseminar a cultura de prevenção no município. O evento será realizado nos dias 9, 10 e 11 no auditório da Universidade Estácio de Sá, no Bingen. O congresso conta com palestras dos profissionais de Defesa Civil de outras cidades do Estado e de professores universitários, sendo aberta para a participação da população. Durante os dias do encontro, também serão apresentados os primeiros trabalhos realizados pelas escolas dentro da política pública municipal de Defesa Civil nas Escolas.

O evento vai discutir a redução de risco de desastres em três eixos: comunitário, profissional e científico. Com a organização do congresso, a Defesa Civil Municipal quer se aproximar das universidades e dos centros de pesquisa, como forma de aprimorar as ações de prevenção tendo como foco principal a preservação da vida do ser humano. O Colóquio faz parte do conjunto de ações do governo municipal no desenvolvimento de uma cultura de resiliência na cidade, promovendo o encontro dos moradores com os técnicos da Defesa Civil.

O evento é mais um passo do governo na prevenção aos desastres de origem natural. Desde o ano passado, a prefeitura está trabalhando em conjunto com as universidades no SOS Chuvas e criou neste semestre a primeira política pública do país de Defesa Civil nas Escolas. A conscientização dos jovens é fundamental na transformação dessa cultura. O resultado dessas ações será conquistado no futuro da cidade.

Na terça-feira, dia 9, acontece a abertura para convidados às 9h. A primeira palestra será às 14h, com o promotor da Organização das Nações Unidas (ONU), Sidnei Furtado. Na sequência, às 14h40, será a vez do coronel Roberto Robadey, secretário de Estado de Defesa Civil. Representantes da Defesa Civil da cidade do Rio de Janeiro, Niterói e Nova Iguaçu também participam do primeiro dia do encontro. O secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz, vai falar neste dia sobre a experiência em Petrópolis.

"É importante o compartilhamento de experiências na busca por uma cidade mais resiliente. A intenção é estarmos mais próximos das universidades e dos centros de pesquisa, assim como das outras Secretarias de Defesa Civil municipais. Seguimos trabalhando de forma organizada e antecipada contra os desastres", disse Paulo Renato.

No dia 10, acontecem oito palestras com professores universitários, começando às 9h. Também está previsto um debate entre os conferentes às 16h. Na quarta-feira, dia 11, seis escolas apresentam seus trabalhos realizados dentro da política pública municipal de Defesa Civil nas Escolas. O encerramento está marcado para acontecer às 17h. Segundo o secretário de Defesa Civil, o congresso segue o Marco de Sendai para a Redução do Risco de Desastres de 2015-2030.

"Nossa ideia é que o II Colóquio de Defesa Civil de Petrópolis funcione como um modelo promotor da redução do risco de desastres para todo o país. Desde o ano passado realizamos uma série de ações com foco na prevenção aos desastres. Ganhamos o reconhecimento da ONU e do Tribunal de Contas do Estado por todo esse trabalho. Acredito que estamos no caminho certo", completou o secretário.

ONU reconhece os esforços para Petrópolis se tornar resiliente

A elaboração dos planos municipais de Inverno e Verão e suas matrizes de atividades e responsabilidades, do programa SOS Chuvas e da política pública de Defesa Civil nas Escolas, colocaram Petrópolis como uma das cidades indicadas com potencial para se transformar em modelo mundial para a redução do risco de desastres. A ONU listou50 municípios nas Américas, sendo apenas sete no Brasil e dois no Rio de Janeiro.

O município trabalha também na elaboração do Plano Local de Resiliência (PLR). Um comitê foi designado para criar ações de prevenção, mitigação, preparação, resposta e recuperação referentes aos riscos do município. A prefeitura segue trabalhando pela prevenção aos desastres de origem natural.

“Petrópolis reúne todas as condições de se tornar uma cidade modelo na redução de riscos de desastres em todo o mundo. O trabalho que vem sendo realizado pelo município desde o ano passado é um exemplo para todo o Estado do Rio e também para a cidade”, disse Sidnei Furtado, promotor da ONU no Brasil.

Notícias por data

« Outubro 2018 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31        

Alvará Online - BANNER

DO

loa 2018

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

cpge

gabinete cidadania.fw

selo acesso informacao.fw

cmv-logo