Primeira legislação especifica para o setor criada no Estado, a Lei da Inovação pretende fortalecer o setor que já cresce 10% ao ano

Incentivo à criação de parques tecnológicos e núcleos de inovação e a criação do Plano de Inovação Municipal e do Fundo Municipal de Inovação são alguns dos destaques da Lei da Inovação de Petrópolis, lançada oficialmente nessa terça-feira (16.10) pela prefeitura durante a abertura da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, no LNCC - Laboratório Nacional de Computação Científica. Aprovada pela comunidade acadêmica e empresários, a Lei da Inovação será encaminhada para a Câmara Municipal nos próximos dias.
A história comprova que Petrópolis sempre foi uma cidade à frente do seu tempo e, agora, com mais uma lei incentivadora, o município vai fortalecer o segmento da tecnologia que já mantém 2 mil empregos e forma mão de obra especializada anualmente. A preocupação do governo é a de desburocratizar, facilitando a vida das empresas que já estão instaladas na cidade e chamando a atenção do potencial econômico da cidade para novas empresas.

Na ocasião, a prefeitura agradeceu o apoio das empresas do setor. A cidade tem empresas de ponta que são destaque no mercado tecnológico e foi uma honra contar com o auxilio dessas pessoas na formalização deste documento.
A Lei da Inovação prevê o incentivo a aceleradoras e incubadoras, parceria com instituições de ensino superior para compartilhamento de laboratórios, simplificação do processo burocrático para a instalação de novas empresas e criação do Plano de Inovação Municipal - as secretarias municipais terão que elaborar um Plano Anual de Inovação que estudará projetos com o objetivo de pesquisar novas soluções para problemas do município.

"Petrópolis será a primeira cidade no Estado a ter uma lei segmentada para esse setor. Fizemos o mesmo com as microcervejarias e estamos acompanhando o crescimento desse setor e, consequentemente, o aumento na oferta de vagas de emprego. O objetivo é o mesmo, de forma organizada e com o auxilio da academia, empresários e alunos da área, vamos fortalecer a criação de novas empresas, incentivar a criação de programas e start ups e mostrar que o estudante que se forma na área de Tecnologia da Informação em Petrópolis terá a oportunidade de ingressar em um mercado de trabalho que paga bem e que está em constante crescimento", disse o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini.

O documento também prevê a criação do Sistema Municipal de Inovação (SMI); do Conselho Municipal de Inovação (CMI), do Fundo Municipal da Inovação (FMI) e do selo de inovação de Petrópolis. O Conselho Municipal de Inovação terá caráter deliberativo e vai formular, avaliar e fiscalizar ações e políticas públicas de promoção da inovação para o desenvolvimento do município, além de sugerir políticas de captação e alocação de recursos. Já o Fundo de Inovação Municipal vai promover atividades inovadoras, tecnológicas, sociais e sustentáveis do sob a forma de programas e projetos. Os recursos do Fundo serão provenientes de transferências financeiras do governo Federal e do Estado, convênios e contratos com pessoas físicas ou jurídicas, doações, legados, contribuições em espécie, valores, bens móveis e imóveis recebidos de pessoas físicas e jurídicas. Já o selo da Inovação, que será chamado de “Petro-Inova” identificará a participação das entidades integrantes do Sistema Municipal de Inovação credenciadas.

"A lei é um marco e representa a boa vontade do poder público em incentivar o setor tecnológico que é uma referência na cidade. Temos grandes empresas, cursos de excelência e um mercado que tem tudo para crescer. Com o auxilio do poder público tenho certeza que essa Lei vai transformar a realidade tecnológica da cidade. Agradeço ao prefeito em nome do Serratec e das instituições de ensino superior da área de TI da cidade por essa iniciativa", disse Augusto Gadelha, diretor do LNCC.

A Lei da Inovação também prevê o fomento de projetos nas escolas - promoção da cultura empreendedora e de inovação nas escolas públicas, a partir do estabelecimento de parcerias com organizações que auxiliam no processo de criação e de fomento ao empreendedorismo entre os estudantes.
"A Lei da Inovação surge como uma nova alternativa para os jovens que desejam estudar tecnologia. Eles terão no futuro um ambiente em crescimento com mais ofertas de vagas. A cidade já possui universidades de excelência que formam mão de obra especializada e a lei vai fortalecer isso", afirmou Bruno Guingo, vice-presidente da Faeterj.

Setor de tecnologia cresce 10% ao ano

De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, o setor tecnológico da cidade possui potencial de crescimento de 10% ao ano. Já são 480 empresas que faturam R$ 350 milhões por ano e a tendência é de aumento no número de empresas a partir das iniciativas criadas pela Lei da Inovação.
Adozindo Neto, diretor da empresa Robot Genesis, que presta consultoria em TI e desenvolve aplicativos, está formalizando a sua empresa em Petrópolis. Em 2019, o negócio de Adozinho - que vai funcionar no Alto da Serra - vai oferecer de 5 a 10 novas vagas de emprego na cidade.

"A empresa é do Rio de Janeiro, mas escolhemos Petrópolis como novo local por causa da cidade e o mercado. Eu adoro a cidade e acredito que o setor de tecnologia tem tudo para crescer ainda mais. A Lei da Inovação com certeza serve como incentivo. Em um primeiro momento vamos oferecer de 5 a 10 vagas, mas, a expectativa é de aumentar esses números", contou Adozino.

A lei da Inovação foi criada com o auxílio do Sebrae. "Conseguimos ouvir os empresários e representantes do setor para garantir que a lei atenda a expectativas deles. Um ponto interessante da lei é que ela aponta medidas que também devem ser tomadas pela prefeitura para que a Inovação tenha papel importante no atendimento e na busca por soluções para melhorar o trabalho nas instâncias municipais", afirmou Marcelo Simões, diretor do Departamento de Políticas Públicas de Ciência e Tecnologia.

A 15ª edição da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia -  "Ciência para a Redução das Desigualdades” - continua até o dia 18 de outubro no LNCC. A programação completa pode ser conferida no site www.lncc.br

Tema será discutido no próximo dia 23, em consulta pública para o Plano de Mobilidade Urbano

Evento ocorre no Campus Barão do Amazonas da UCP às 19h

A CPTrans está convocando os petropolitanos para discutir Transporte Coletivo durante mais uma consulta pública para composição do Plano de Mobilidade Urbana. O tema será abordado no próximo dia 23 de outubro, às 19h, durante a Semana de Engenharia da Universidade Católica de Petrópolis (UCP), no Campus Barão do Amazonas. A discussão também inclui o transporte coletivo individual de passageiros.

Entregar o Plano de Mobilidade é uma meta que traçada no governo. É um documento de extrema importância para Petrópolis e que irá nortear a cidade para o desenvolvimento de mobilidade.

A intenção é que a população, ao participar da consulta, auxilie na produção do PlanMob apontando diversos aspectos que envolvam o assunto e opinando sobre como esse modal afeta a sua vida. No caso do Transporte Coletivo, que vai envolver tanto o de passageiros quanto o individual, o público irá receber uma ficha técnica para que seja munido de informações sobre os assuntos.

“Esse, sem dúvida, é um dos temas de maior abrangência de público, então é importante que a população vá porque o assunto debatido ajudará a compor o PlanMob, que poderá afetar o dia a dia dos petropolitanos. O plano é projeto desenvolvido pela companhia, mas é tarefa de todos ajudar na sua composição demonstrando aspectos diferentes para que ele englobe e contemple as melhores ideias para a mobilidade da cidade”, explicar o diretor-presidente da CPTrans, Jairo Cunha.

A ficha técnica sobre transporte coletivo de passageiros irá informar dados estatísticos de acidentes de trânsito relativos a 2017, uma estimativa do número de habitantes que o utilizam, além de total de quilômetros percorridos, o número de passageiros transportados e uma projeção para 2018. Essa ficha também traz uma análise qualitativa, que demonstra as vantagens e desvantagens desse modal, além de seus riscos e oportunidades.

Já a ficha técnica sobre transporte público individual abrange os táxis comuns e adaptados. O documento aponta desde a frota deste tipo de veículo até a evolução da frota e também traz uma análise qualitativa sobre suas vantagens e desvantagens, riscos e oportunidades, além das ações impactantes que estão sendo realizadas atualmente.

“Quem não puder comparecer, iremos disponibilizar os dados das fichas técnicas após a realização da consulta. A intenção é dar maior abrangência à população que também contará com um formulário para que possa emitir sua opinião sobre o assunto que tem interesse. O site disponibiliza a consulta sobre transporte não motorizado”, explica o diretor técnico e operacional da CPTrans, Luciano Moreira. O acesso deverá ser feito no www.petropolis.rj.gov.br/cptrans.

 

Outras duas consultas públicas também ocorrerão durante a Semana de Engenharia

Além do Transporte Coletivo no dia 23, outras duas consultas públicas estão programadas para ocorrer consecutivamente: no dia 24 o tema Patrimônio Histórico e Feiras será discutido e, no dia 25 Cargas e Fretamento será o assunto abordado. Todas as consultas ocorrem a partir das 19h, no Campus Barão do Amazonas da UCP.

Até a conclusão do Plano de Mobilidade, a previsão é que outras 12 consultas públicas e quatro audiências sejam realizadas. Entre os temas que serão discutidos nas próximas reuniões estão educação e segurança no trânsito, turismo e grandes eventos, transporte escolar, eixos de crescimento urbano, LUPOS e leis de planejamento. Após essas consultas, será realizada a primeira audiência pública, dando início a uma nova fase de elaboração do PlanMob.

Após essa fase serão feitas novas consultas públicas, só que por eixos: infraestrutura de trânsito; operação de trânsito, que inclui segurança viária, fiscalização e uso do solo; além de acessibilidade universal e sustentabilidade ambiental. Ao final dessas consultas, será feita mais uma audiência com a apresentação das propostas e, depois, a última etapa de consultas públicas ocorrem nos bairros. Pelo cronograma três consultas: a primeira inclui a área do primeiro distrito; a segunda, do segundo distrito e a terceira do terceiro, quarto e quinto distritos.

“Tive medo de morrer, mas fui salvo graças à equipe da UPA”. Este é o sentimento do analista de sistemas, Kaique Costa, de 31 anos. Kaique deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Cascatinha no dia 4 de outubro em estado grave, após sofrer uma intoxicação. Ele aponta o bom atendimento da Unidade como o responsável por ter uma chance de recuperação.

“Encontrei uma equipe de trabalho muito disposta e posso dizer que me salvaram. Só tenho a agradecer a todos que me ajudaram desde o primeiro momento até a hora em que fui liberado. Reconheço que o atendimento nas UPAs está de ponta”, relata Kaique, que contou sobre o bom atendimento recebido.

Nesta quarta-feira (17.10), as unidades de Pronto Atendimento completam dois meses sob administração da prefeitura. Desde o dia 17 de agosto, as unidades operam pelo Serviço Social Autônomo do Hospital Alcides Carneiro (Sehac), o mesmo que gerencia o maior hospital público de Petrópolis. Foram mais de 29 mil atendimentos pelas duas UPAs com a nova administração.

A prefeitura está trabalhando muito para que as unidades se tornem cada vez mais as referências para toda a população. O município vem avançando muito nos hospitais públicos e fica muito feliz em ouvir relatos como o do Kaique. Isto dá orgulho e fortalece para que continue a trabalhar em prol da Saúde da população.

Mais um exemplo da melhora no atendimento foi a redução em cerca de 40% no tempo total em que o paciente fica acolhido dentro das unidades. Antes, quem buscava as duas UPAs levava, em média, cerca de 90 minutos entre a entrada, a consulta e a liberação. Com a nova administração, este tempo foi reduzido para 54 minutos a média neste segundo mês de gestão.

“Implementamos um trabalho para a redução, principalmente, da espera pelo atendimento. Após a classificação de risco, um funcionário capacitado fica de prontidão para acompanhar a fila de espera e mantém contato constante com os médicos. Além disso, demos mais agilidade em exames e diagnósticos”, explica o diretor das UPAs, José Victor Caldeira.

Em dois meses sob a administração do Sehac, as UPAs atenderam 29.222 pacientes. Neste período, foram feitos 38.361 procedimentos laboratoriais e 6.118 exames de raio x.

As UPAs passaram a funcionar com dois médicos a mais em cada unidade – um médico visitador, para acompanhar os pacientes acolhidos e outro de suporte. Elas operam ainda com 4 clínicos gerais e 3 pediatras todos os dias. A equipe de enfermagem de cada unidade foi ampliada. Antes, operava com 3 enfermeiros e 8 técnicos de enfermagem por plantão. Agora, são 4 enfermeiros e 10 técnicos.

Nesta terça (16.10), também foi realizada manutenção viária em Quissamã, Nova Cascatinha, Posse e Araras

Programa fará atendimento de ruas de 15 bairros esta semana

O programa Mais Asfalto segue atuando na cidade com sete frentes de trabalho todos os dias. Nesta terça-feira (16.10, foram atendidas as comunidades do Alemão, do Neylor, Quissamã, Nova Cascatinha, Posse e Araras. O trabalho melhora a condição de sete ruas que servem de itinerário para 20 linhas de ônibus, que fazem 528 viagens por dia. A prefeitura acompanhou os serviços na Rua Hans Bistrishan (Alemão) e Sítio São Luiz (Neylor).

Cada turma de serviço aplica cinco toneladas de asfalto, totalizando 35 toneladas de material por dia e cerca de 45 funcionários em ação. O trabalho dessas equipes não é apenas de tapar buracos, mas faz reparos em trechos maiores.

O Mais Asfalto continua com o serviço para beneficiar as ruas onde passam as linhas de ônibus que atendem os bairros. Nesta semana, a previsão é de passar por 15 bairros, um trabalho que vai continuar avançando por toda cidade e que vai proporcionar aos usuários do transporte público maior segurança, maior comodidade e menos demora em cada viagem.

Na Rua Hans Bistrishan (Comunidade do Alemão), o serviço beneficia quem utiliza as linhas 513 e 528, em 36 viagens por dia. Morador há 32 anos do local, Isaías Ramos da Silva agradeceu pela manutenção viária que o bairro recebeu.

“Está ficando muito bom e realmente estava precisando. As vezes o ônibus pulava muito por causa dos buracos ou tinha que fazer uma freada mais forte. Então esse trabalho melhora bem aqui a comunidade”, disse o morador.

No Sítio São Luiz (Comunidade do Neylor), a manutenção viária melhora a passagem da linha 525, com 33 viagens diárias.

A Rua Quissamã serve de itinerário para 10 linhas (343 viagens).Já a Bernardo Vasconcelos é caminho das linhas 330 e 500, que percorrem o trecho 43 vezes por dia. Em Nova Cascatinha, a Rua Joaquim de Oliveira recebe a passagem da linha 315 em 27 horários.

Na Estrada do Brejal, na Posse, as linhas 728 e 729 atendem os moradores com 11 viagens por dia. E no Buraco do Sapo, em Araras, o serviço melhora a passagem 64 viagens das linhas 610, 617 e 670.

Ainda esta semana, serão atendidos pelo Mais Asfalto ruas de Itaipava, Quarteirão Brasileiro, Nogueira, Valparaíso, Caxambu, Bairro da Glória, Roseiral, Independência e Quitandinha.

Além dos bairros, o Mais Asfalto atua também nas vias de maior circulação da cidade. O programa já pavimentou quase cinco quilômetros entre as ruas Santos Dumont, Souza Franco, Visconde de Bom Retiro, Aureliano Coutinho e Imperador. O serviço terá continuidade pela Rua Nelson Sá Earp, com cerca de 350 metros e com movimento de 22,5 mil veículos por dia. A via é uma das alternativas para quem vai para Mosela, Bingen, Valparaíso e Quitandinha.

O programa Rio Limpo próximo ao Palácio de Cristal já removeu cerca de 300 toneladas de sedimento em dois dias trabalho. O trabalho de dragagem continuou nesta terça (16.10), de onde já foram feitas 20 viagens de caminhão com areia, mato, pedras e lixo retirados do curso da água. A prefeitura acompanhou o serviço, que integra o Plano Verão com o objetivo de evitar alagamentos na cidade.

Todo sedimento que está no leito do rio é arrastado até a margem por um trator de esteira, depois é retirado por uma retroescavadeira e depositado num caminhão para ser transportado para o aterro de Pedro do Rio.

Esse trabalho mostra o esforço da prefeitura em antecipar o período de chuvas no município e tomar medidas para minimizar os efeitos, como os alagamentos. Por isso está sendo feita a retirada de tudo que fica no caminho e que pode atrapalha o curso natural da água, uma ação preventiva que tem uma enorme importância neste momento.

O Rio Limpo é feito em conjunto pela Secretaria de Obras e pela Comdep, com autorização do Instituto Estadual do Ambiente (Inea). A atuação teve início no ano passado, quando foram removidas mais de cinco mil toneladas de sedimentos dos rios Piabanha, Palatinato e Quitandinha em locais como como Centro, Mosela, Cel. Veiga, Ponte Fones,Corrêas, Bonsucesso e Nogueira. Assim como em 2017, o serviço começou perto do Palácio de Cristal.

Nos próximos dias, o serviço vai avançar em outros pontos ao longo das ruas Alfredo Pachá e Padre Siqueira. Depois, seguirá por mais bairros, como Bingen, Cel. Veiga e outros locais. Essa segunda etapa do Rio Limpo é necessária por causa da própria ação natural do vento e da água, que empurram esses sedimentos para o rio.

O trabalho de limpeza de rios já ocorre durante todo o ano de forma manual pela Comdep, que mantém uma equipe para fazer a remoção de mato, pedras, terra e lixo do curso da água. Só esse ano, a Companhia já passou em diferentes pontos do Rio Quitandinha nas ruas Cardoso Fontes, Cristóvão Colombo e Saldanha Marinho (Castelânea), General Rondon (Quitandinha), Coronel Veiga e Washington Luiz (Centro), do Rio Piabanha, na Rua Antero Silva (Esperança) e Av. Barão do Rio Branco (Centro), e Palatinato, na Rua Souza Franco (Centro).

Outro trabalho que ocorre frequentemente é a limpeza de bueiros, que passou nesta terça-feira (16.10) pelas ruas Santa Rita de Cássia e Wenceslau Vieira Dias (Bairro Castrioto), Fonseca Ramos e Ipiranga (Centro). O serviço é feito de forma manual e, em caso de obstruções mais graves, é usado um caminhão sugador para retirar o que está bloqueando a passagem do caminho da água.

Vinte projetos dos segmentos de teatro, música e dança, foram aprovados na seleção pública de projetos culturais referentes à ocupação dos espaços do Centro de Cultura Raul de Leoni. O edital, lançado pelo Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE), contempla o período de outubro a dezembro de 2018. No início do ano, quatro projetos participaram do edital. O número maior desta vez demonstra que o movimento artístico está cada vez mais utilizando os espaços que o município disponibiliza, além dos eventos que são realizados durante todo o ano com o objetivo de valorizar o artista local.

Os projetos aprovados foram os espetáculos teatrais “A bruxinha era boa”, “Arlequim e Arlequina”, “Mostra de Teatro”, “O Inspetor geral”, “Mostra Teatral”, “Pluft, o fantasminha” e “Talentos que transformam”. Na área da dança foram as companhias “18º Simplesmente Dança”, “A flor da pele”, “Era uma vez”, “Espetáculo de balé”, “Mostra Top de Arte”, “Mostra de Dança”, “Movimento em Movimento”, “Mundo Colorê” e oficinas. Já com espetáculos musicais, os projetos aprovados foram curso de atabaque, “Mostra de música”, “Sarau Cultural” e o evento Eneagrama.

Essa iniciativa também visa valorizar os artistas locais. Isso garante que eles tenham espaço nos eventos do calendário anual. Além disso movimenta o Centro de Cultura, um dos principais equipamentos culturais, que pode e dever ser explorado pelo petropolitano.

Os vencedores utilizarão a sala Multiuso e o Teatro Afonso Arinos, mas também estavam disponíveis o Cinema Humberto Mauro e as salas Sylvia Orthof, Guiomar Novaes e Etienne Demont.

“Queremos incentivar e fomentar a cultura em Petrópolis, e trazer esses projetos para dentro do Centro de Cultura é uma forma realizar isso, afinal os espaços também pertencem à população. Nós vamos dar o apoio necessário para as diversas expressões artísticas do município”, explica o diretor-presidente do Instituto Municipal de Cultura e Esportes, Leonardo Randolfo.

Para o edital poderiam se inscrever áreas e segmentos de Artes Cênicas (circo, dança, eventos multidisciplinares, festival, ópera, teatro), Música (série musical erudita, série musical popular, série musical instrumental), Programas Educativos (arte-educação, contação de estórias, oficinas e cursos de curta duração) e Cinema (exibição de filmes, mostras ou festivais, eventos multidisciplinares).

A medida faz parte do conjunto de ações culturais do IMCE para enfatizar a democratização, igualdade de oportunidades e, principalmente, o acesso do público a bens, produtos e serviços resultantes da implementação dos projetos realizados.

O Centro de Artes e Esportes Unificado (CEU), na Posse, recebe a exposição “Coletiva: Agora e em Curso! ”, que reúne as obras de um grupo de artistas locais. São obras de diferentes estilos e para todos os gostos. A mostra das artes é itinerante, e já passou pela Galeria Peter Brian Medawar, no Parque Municipal de Itaipava e pela Galeria Van Dijk, no Centro de Cultura Raul de Leoni. A exposição vai até dia 30 de novembro de 2018. A visitação é de segunda a sexta-feira, das 8h às 15h.

A Mostra Coletiva é um projeto que tem o objetivo de valorizar o artista local e fazer com que sua obra alcance vários públicos em regiões diferentes. A prefeitura está sempre trabalhando junto com os artistas petropolitanos fomentando também o turismo no município.

A exposição conta com obras dos artistas: Cristina Lima, que em suas telas apresenta composições que utilizam tecidos padronados com interferências de pintura; Graça Pimentel, que traz três telas retratando animais estilizados; Josiana Oliveiras, nova artista no circuito, que apresenta desenhos com a temática feminina da sua série “Arvorecer”; Denise Campinho, que traz duas fotos de sua série de trabalhos construídos com linhas, rendas e tecidos de voile; Paulo Campinho, o artista que apresenta três telas em pequenas dimensões retratando atelieres em cores vibrantes e pinceladas marcantes; Paulo Mendes Faria, que participa da mostra com duas obras em tecidos recobertos por elementos geométricos e colagens coloridas; e Pedro Vizzini, que apresenta duas obras sobre madeira com elementos geométricos com leve referência figurativa.

“A finalidade é levar para os distritos da cidade as boas exposições que acontecem no primeiro distrito, dando dessa forma uma oportunidade a mais ao público local de apreciar o que acontece no Centro Histórico. As obras de cada artista têm um modo expressivo próprio e as peças expõe sua produção atual, tornando a mostra mais especial”, destaca o animador cultural do Instituto Municipal de Cultura e Esportes, Paulo Campinho.

Em dezembro, a exposição irá para o Centro Cultural de Nogueira.

Iniciativa é do Departamento de Trabalho e Renda da Secretaria de Desenvolvimento Econômico

Evento ocorre em 12 de novembro, às 9h, na Casa dos Conselhos

As empresas petropolitanas já podem se inscrever para a Feira com Ofertas de Emprego que será realizada no dia 12 de novembro na Casa dos Conselhos Augusto Ângelo Zanata. O evento está sendo organizado pelo Departamento de Trabalho e Renda da Secretaria de Desenvolvimento Econômico com o objetivo de aproximar as pessoas que estão em busca de uma recolocação no mercado de trabalho, das empresas que têm vagas para serem preenchidas. A ação ocorre das 9h às 17h. As empresas podem fazer o cadastro para a feira através dos telefones: 2233-8113 / 2233-8114/2233-8111.

A ideia é a realizar uma aproximação entre os dois públicos. As empresas terão a oportunidade de mostrar as necessidades dos postos de trabalho que ainda não foram preenchidos e os candidatos terão a oportunidade de tirar as dúvidas sobre os processos seletivos.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini, a feira será uma boa oportunidade para as empresas divulgarem as vagas temporárias que são disponibilizadas na época do Natal.

“Em média, só o comércio lança de 300 a 400 novas vagas no mercado nesse período, impulsionados pelo aumento nas vendas. Um fator importante que fortalece a geração de vagas é o Natal Imperial. Os turistas que visitam a cidade nessa época por causa da programação diferenciada, também utilizam os serviços das cadeias hoteleira e gastronômica, e os empresários desses setores também costumam buscar reforços para garantir o bom atendimento”, explica Fiorini.

A feira promovida pelo Detra será pontual. Após o evento, as empresas poderão continuar cadastrando as vagas disponíveis no Balcão de Empregos da prefeitura que também é administrado pelo Departamento de Trabalho e Renda.

“No fim do ano há um aumento substancial de contratações de pessoal para o comércio da cidade. Apenas em 2018 emitimos mais de quatro mil Carteiras de Trabalho. Hoje o Balcão de Empregos recebe mais de 500 novos currículos por mês, totalizando 14.471 cadastrados. Também nesse ano foram divulgadas 208 vagas e encaminhados 1.402 candidatos para processos seletivos. O serviço é totalmente gratuito”, explica o diretor do Detra, Gil Magno.

Emissão de documentos

Durante a feira também poderá ser solicitada a Carteira do Trabalho, o cadastro de currículos no Balcão de Empregos e, ainda poderá ser feito o pedido de concessão de microcrédito pela AgeRio. As pessoas que precisam de segunda via de documentos poderão pedir, ainda os formulários para gratuidade na expedição de documentos pela Fundação Leão XIII.

Estabelecimento cobrava valor da tara superior ao permitido pela legislação

Outros três restaurantes do Centro foram encontrados em situação regular

Uma delicatessen no Valparaíso foi autuada em ação de fiscalização de balanças realizada pelo Procon Petrópolis. O estabelecimento cobrava 16g acima da tara, ou seja, o cliente pagava pelo preço da embalagem dos produtos comprados no estabelecimento. A ação do órgão de defesa do consumidor foi iniciada na última quinta-feira (11.10) e concluída nesta segunda (15), passando por quatro estabelecimentos, sendo um deles notificado a fazer as devidas correções sob pena de multa.

É que de acordo com o Inmetro, que regulamenta este tipo de serviço, os estabelecimentos que utilizam balança, devem informar aos consumidores de forma visível e clara os dados relativos ao peso (tara) dos recipientes utilizados para colocação e pesagem dos alimentos. O instituto admite, no entanto, tolerância de 2g para mais, para valor igual ou inferior a 200g, e 5g para mais para valor superior a 200g.

“Nossa intenção é passar pelos restaurantes e estabelecimentos da cidade que utilizem venda a granel para verificar os valores cobrados nas balanças. Iniciamos essa operação em agosto e vimos que houve, pela população, uma solicitação de que o serviço seja realizado em outros estabelecimentos. Então, nossa intenção agora é expandir a fiscalização desse tipo para contemplar toda a cidade e garantir ao consumidor que pague o preço justo pelo que está comprando”, destaca o coordenador do órgão, Bernardo Sabrá.

Agora, o estabelecimento autuado tem 10 dias para entrar com um recurso no Procon. Este será analisado pela equipe do órgão e, caso seja deferido, o processo é arquivado, já se for indeferido gera multa ao estabelecimento. Ele também deve, obrigatoriamente, regularizar a balança para que cobre o preço real dos recipientes e embalagens utilizados para venda.

Consumidores devem denunciar irregularidades ao órgão de defesa do consumidor. O atendimento presencial pode ser realizado na unidade do Centro, que fica na Rua Moreira da Fonseca, nº 33. A unidade de Itaipava localizada no Centro de Cidadania, que fica na Estrada União e Indústria, 11.860. Já para quem quiser denunciar alguma prática abusiva pode contatar o Procon pela página do órgão no Facebook, o Procon Petrópolis; pelo site www.petropolis.rj.gov.br/procon. Há, ainda, o WhatsApp Denúncia, no número 98857-5837 ou os telefones 2246-8469 / 8470 / 8471 / 8472 / 8473 / 8474 / 8475 / 8476 e 8477.Os telefones da unidade são: 2222-1418, 2222-7448 e 2222-7337.

Torneio será realizado no primeiro final de semana de dezembro

Devem participar 30 jogadores da cidade nas classes A, B e C

O Clube de Xadrez de Petrópolis (CXP) vai participar do Campeonato Estadual Popular II, organizado pela Federação de Xadrez do Estado do Rio de Janeiro (FEXERJ) nos dias 1 e 2 dezembro, em local ainda a ser definido. O torneio será realizado nas classes A, B e C, com pontuação individual. O CXP deve levar para a competição 30 jogadores, somando as três categorias em disputa. A iniciativa da FEXERJ tem o objetivo de desenvolver a prática da modalidade no Estado do Rio de Janeiro.

Os atletas da cidade fazem treinamentos semanais pela internet ou em encontros organizadores pela diretoria do CXP. Destaque no cenário estadual, o município conta até com um torneio anual no calendário da Federação: o Regional de Xadrez de Petrópolis, que neste ano contou com o apoio da Superintendência de Esportes e Lazer.

O xadrez é uma atividade importante para o desenvolvimento do raciocínio e traz muitos benefícios para o cérebro, e é bastante tradicional no município, que sempre contou com muitos adeptos. Além dos torneios que acontecem na cidade, o município também oferece a atividade nos Jogos Estudantis. A atual gestão incentiva as mais diversas modalidades esportivas na cidade.

Desde o início da gestão, a Superintendência de Esporte e Lazer é parceira do Clube de Xadrez de Petrópolis. Foi realizada uma grande competição regional neste ano, além do apoio da participação dos atletas da cidade no 43º Interclubes Estadual de 2018. A pasta também trabalha pelo fomento da modalidade entre os jovens, com a disputa do xadrez nos jogos estudantis. A ideia é oferecer ainda mais espaço para o xadrez no ano que vem.

Marcos de Abreu, diretor do CXP, garante que Petrópolis é um celeiro nacional para a modalidade. Grandes jogadores surgiram no município e conseguiram destaque em todo o país através do xadrez. Marcos também ressaltou a importância da parceria do clube com a prefeitura, proporcionando mais atividades para os jogadores.

“A parceria com a prefeitura é fundamental para o nosso clube, trazendo diversas atividades para os nossos jogadores. Graças a esse apoio, estamos levando o nome da cidade para todo o Estado sempre com um grande destaque. Esperamos ampliar a parceria cada vez mais”, disse Marcos.       

43º Interclubes Estadual de 2018

No último final de semana, o CXP participou do 43º Interclubes Estadual de 2018. O torneio reuniu 53 clubes ou cidades do Estado no Tijuca Tênis Clube. Representaram a cidade 10 jogadores nas classes B e C. Cada time foi representado por quatro atletas, com a possibilidade de revezamento.

O resultado geral do torneio deu a vitória ao Fluminense Football Club; em segundo lugar ficou o Tijuca Tênis Clube. A 3ª colocação foi para o Núcleo de Xadrez de Niterói. O Clube de Xadrez de Petrópolis não participou da classificação geral, já que não inscreveu jogadores na Classe A.

Prova será a última valendo pontos para o ranking municipal dos corredores de rua

Será realizada no próximo domingo (21.10) a Corrida e Caminhada Master de Petrópolis. A largada será às 8h, na Rua Bingen, em frente à Universidade Estácio de Sá. São dois percursos: seis quilômetros para os corredores e 2,5 para quem for na caminhada. A expectativa dos organizadores é que cerca de 250 atletas participem da prova, que vai arrecadar alimentos não perecíveis para serem doados para a Associação Petropolitana dos Pacientes Oncológicos (APPO). O evento conta com o apoio da prefeitura, através da Superintendência de Esportes e Lazer e da CPTrans.

A Corrida e Caminhada Master de Petrópolis é a última que vale pontos para o ranking municipal dos corredores de rua, criado neste ano pela prefeitura. Seis provas fizeram parte da premiação, que vai premiar em dezembro os cinco atletas mais bem colocados no geral e por categoria - de acordo com a idade - somando os resultados das corridas.

É uma forma de valorizar os atletas da cidade. Também é um incentivo para que mais pessoas participem das corridas de rua que acontecem na cidade. As equipes de corrida de rua aprovaram essa novidade, que contribuiu para que mais gente participasse das provas.

Após a largada em frente à Estácio, os corredores seguem em direção à Rua Paulino Afonso, entrando na Rua Francisco Manoel e retornando na 1ª ponte, pegando as Ruas Carlos Gomes e Bingen, retornando na ponte da Rua Bingen sentido Centro, retornando ao local de largada. O trânsito na região vai ficar todo em meia pista.  

A Corrida e Caminhada Master de Petrópolis é uma das provas mais tradicionais do calendário e a prefeitura reconhece a importância do evento, que tem como objetivo ajudar a APPO, que realiza um trabalho importante na cidade. O município acredita que a população vai comprar a ideia mais uma vez, participando da corrida. É importante lembrar que ela é a última que vai contar pontos para o ranking municipal dos atletas. O trânsito vai ficar em meia pista durante a prova, para a segurança dos participantes.

Hélio de Oliveira, organizador da corrida, explica que conheceu a APPO após sua irmã ter sido acompanhada pela instituição durante um tratamento contra o câncer. Corredor de rua há mais de 40 anos, ele criou a Corrida e Caminhada Master para reunir os seus amigos da corrida e ajudar a APPO.

 “Sou corredor de rua desde os anos 70, por isso resolvi fazer uma prova com o objetivo de ajudar a uma instituição que conheci o trabalho de perto. Esperamos que a edição deste ano seja um grande sucesso, como foi nos outros anos. A parceria com a prefeitura é importante para que a gente tenha uma prova tranquila, com todo o suporte necessário para o evento”, afirmou Hélio.

Ranking municipal dos corredores de rua

Em janeiro deste ano, o Conselho Municipal de Esportes e Lazer (CMEL) aprovou a criação desse ranking para os atletas que participam das corridas de rua do município. A proposta é valorizar os atletas de alto rendimento da cidade e motivar a participação de mais pessoas nas provas que contam, em média, com mil pessoas. O ranking atualizado está disponível no site da prefeitura.

Provas que valem pontos para o ranking neste ano:

01/05 - Corrida do trabalhador

16/06 - XC Run

22/07 - Etapa Tecno Day do Circuito Desafio

16/09 - Petrópolis-Itaipava

29/09 - Petrópolis Night Run

21/10 - Corrida Master

Notícias por data

« Outubro 2018 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31        

Alvará Online - BANNER

DO

loa 2018

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

cpge

gabinete cidadania.fw

selo acesso informacao.fw

cmv-logo