Mais de 300 mulheres serão atendidas, como incentivo ao Outubro Rosa

O Hospital Alcides Carneiro vai realizar, no próximo sábado (06.10), o nono mutirão deste ano. Mais uma vez, a ação vai ser realizada no Ambulatório da unidade, que vai oferecer 330 consultas pré-agendadas para mulheres, em cinco especialidades. O evento vai acontecer como incentivo aos cuidados da Saúde da Mulher, em referência à campanha Outubro Rosa.

Os mutirões reforçam o compromisso da gestão, que é o de cuidar, não só das portas de urgência e emergência, como também dos atendimentos de média e alta complexidade. Um dia inteiro para atender centenas de pessoas que precisam de uma atenção ambulatorial. Isso ajuda a diminuir o tempo de espera pelos procedimentos. 

Ao todo, serão 160 atendimentos de ginecologia pré-operatória e 50 de dermatologia, além de neurologia, oftalmologia e cardiologia (40 cada). O Ambulatório do Hospital Alcides Carneiro fez 69,4 mil atendimentos, em 2017, 6% mais que no anterior, que fechou com 65,3 mil consultas realizadas. Em 2018, de janeiro a agosto, só nestas cinco especialidades, já foram feitas 6,2 mil consultas.

“Temos a preocupação constante de aumentar a divulgação da prevenção de doenças e o incentivo à procura dos postos para realização dos exames de rotina. Quanto maior o envolvimento das nossas equipes de saúde em proporcionar essa conscientização, melhor será a assistência à população. Este mutirão vem para acrescentar ainda mais no trabalho que desenvolvemos”, afirma a secretária de Saúde, Fabiola Heck.

O Ambulatório do HAC oferece 30 especialidades médicas. Para o primeiro atendimento na unidade é preciso ter um encaminhamento fornecido pelo médico no posto de saúde ou unidade básica de saúde. Esse encaminhamento é regulado pela Secretaria Municipal de Saúde para agendamento junto ao hospital.

"Os usuários agendados para o mutirão devem comparecer com documentos pessoais, cartão SUS e resultados de exames anteriores, conforme horário de agendamento. Todos os pacientes estão sendo marcados por telefone", explica o coordenador do Ambulatório, Rene Giardini. O serviço terá início às 8h, com término previsto para as 17h.

Com a escolha de Petrópolis como tema de seu desfile em 2019, a Vila Isabel escolheu – depois de uma longa noite de disputa na sexta-feira (29.09) – o samba-enredo que vai a contar a história da Cidade Imperial na Marquês de Sapucaí. A composição assinada por André Diniz, Evandro Bocão, Professor Wladimir, Júlio Alves, Marcelo Valência, Dedé Augusto e Ivan Ribeiro foi a vencedora. André Diniz, que consagrou-se campeão de samba pela 17ª vez, já é conhecido na cidade por ter sido professor em duas escolas petropolitanas.

A Vila Isabel inteira está muito envolvida nesta homenagem a Petrópolis. É uma emoção sem igual ouvir a cidade cantada em um samba enredo e apresentada em um desfile.

A letra é um “viva” à Princesa Isabel e as maravilhas de Petrópolis, fala das cores, dos sons, do Império, das águas cristalinas, dos “Pedros”, do cassino e muito mais. Já na boca dos componentes da escola, o samba vai embalar o desfile que tem como enredo: “Em nome do Pai, do Filho e dos Santos, a Vila canta a cidade de Pedro”. A escolha aconteceu na quadra da escola, que estava lotada.

“Eu sabia que tínhamos uma boa margem de vantagem com esse samba, mas foi um processo um pouco angustiante por que também estava envolvido no samba da Grande Rio. Também não fizemos uma boa gravação e isso acabou diminuindo a nossa distância para os outros sambas. Recuperamos o espaço com as apresentações que fizemos na quadra, sobretudo nas últimas duas semanas”, explicou André Diniz, que teve um problema de pressão arterial e não pôde participar do evento.

Segundo o presidente da Vila Isabel, Fernando Fernandes, foi uma escolha difícil, pois o nível estava alto entre os três sambas finalistas. “Fomos muito exigentes. E ainda contratamos um técnico que conhece a Vila Isabel para fazer uma análise dos três sambas”, disse. No total, segundo a escola, foram 18 sambas inscritos.

A festa para a escolha do “hino”, aconteceu em uma noite de muito samba, com a quadra da escola, em Vila Isabel, cheia do início ao fim. O público se divertiu ao som da escola mirim Herdeiros da Vila e também de obras de antigos desfiles, na voz do intérprete Tinga, que retorna este ano à Vila Isabel. Mas a quadra ferveu mesmo com a disputa. “Todos os sambas estavam bons, de grande categoria. Gostei muito do tema Petrópolis. Eu amo samba, estou adorando a festa”, destacou a dona de casa Rosa Silva, moradora da comunidade.

Segunda a desfilar na segunda-feira de folia, a escola já começa seus ensaios na próxima quinta-feira, dia 4 de outubro, a partir 20h, na quadra da azul e branco, no Rio. No lançamento das fantasias em Petrópolis, a agremiação anunciou que também vai realizar ensaios na Cidade Imperial. “Essa integração entre a escola e Petrópolis vai continuar. Até o Carnaval ainda teremos muitas ações em conjunto na cidade. Estamos muito felizes com essa homenagem da Vila Isabel e o samba escolhido para o desfile representa bem parte de nossa cultura. Temos certeza de que Petrópolis dará sorte à escola”, explica o diretor-presidente do Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE), Leonardo Randolfo.

Confira a letra do samba campeão:

Compositores: André Diniz, Evandro Bocão, Professor Wladimir, Júlio Alves, Marcelo Valência, Dedé Augusto e Ivan Ribeiro

VILA

TE EMPRESTO MEU NOME

FONTE DE TANTA NOBREZA

POR DEUS E TODOS OS SANTOS

HONRE A TUA GRANDEZA

E SUBINDO PERTINHO DO CÉU

A NÉVOA FORMAVA UM VÉU

LEMBREI DE MEU PAI, MINHA FORTALEZA

ESCULPIDA EM PEDRAS, PEDROS

TERRA DOS COROADOS

OS SEUS GUARDIÕES

PROTETORES DE RARO ESPLENDOR

NAS FLORES E ESTRELAS

NAS CORES E SONS

LUAR DO IMPERADOR

 

MEU OLHAR LACRIMEJOU

EM ÁGUAS TÃO CRISTALINAS

UMA CIDADE DIVINA

BORDADA EM NOBRE METAL

A JÓIA IMPERIAL

 

PETRÓPOLIS NASCE COM AR DE VERSALHES

ADORNA A IMENSIDÃO

A LUZ ASSENTOU O DORMENTE

FEZ INCANDESCENTE A IMIGRAÇÃO

NO BAILE DE CRISTAL O TOM FOI REDENTOR

EM NOITE IMORTAL

FIZ NASCER UM NOVO DIA

LIBERDADE ENFIM RAIOU

NÃO VI A SORTE VOAR AO SABOR DO CASSINO

“SEGUNDO O DOM” QUE TECEU O DESTINO

MEU SANGUE AZUL NO BRANCO DESSE PAVILHÃO

O MORRO DESCE EM PROVA DE AMOR

ENCONTRO DA GRATIDÃO

 

VIVA A PRINCESA,

O TAMBOR QUE SE NÃO CALA

E O CANTO DO POVO MAIS FIEL

ECOA MEU SAMBA NO ALTO DA SERRA

NA PASSARELA COM OS HERDEIROS DE ISABEL

Segunda, 01 Outubro 2018 19:51

Mais Asfalto segue no Castelo São Manoel

O programa Mais Asfalto segue com ações de manutenção viária nos bairros, com foco principal em melhorar as condições de ruas que servem de itinerário para linhas do transporte público da cidade. Nesta segunda-feira (01.10), o Castelo São Manoel foi atendido novamente, com serviço nas ruas 12 e 8. O trabalho beneficia os passageiros da linha 609, que faz 41 viagens por dia, além da linha noturna 619, com cinco viagens.

A Rua 12, Estrada Manoel Walter Bechtulluft, começou a ser atendida na última semana, quando foram aplicadas seis toneladas de asfalto. Nesta segunda, além de outros trechos dela, a Rua 8 (Rua Ricardo Otello) também recebeu seis toneladas de material. Além delas, a Rua Visconde de Taunay também já recebeu manutenção viária.

Esse é um lado muito importante do Mais Asfalto, porque tem como foco os ônibus. O trabalho aqui no Castelo São Manoel dá uma melhor passagem para que usa o transporte público, permite que o ônibus possa chegar ao seu destino mais rápido e com segurança.

Morador do bairro há 20 anos, Manoel José de Oliveira destaca a importância do serviço no Castelo São Manoel. “Muitos idosos dependem dos ônibus para se deslocar, assim como as crianças para ir para escola. Isso é uma mão na roda e, além disso, também é uma ajuda grande para quem seu próprio carro”, afirmou.

O serviço de manutenção viária ocorre de forma intensa no município durante todo ano. Só no primeiro semestre, a Secretaria de Obras aplicou mais de 300 toneladas de asfalto em 50 bairros ou localidades. No último mês de setembro, por exemplo, 17 ruas receberam o serviço de manutenção viária, beneficiando mais de 1,4 mil viagens de 74 linhas de ônibus.

Nesta segunda, o serviço também passou em outros locais. A Rua Coronel Veiga recebeu cinco toneladas de asfalto. Na Washington Luiz, Paulo Barbosa e Silva Jardim, foram aplicadas três toneladas de asfalto.

Além dos bairros, o Mais Asfalto atua também nas vias de maior circulação da cidade. O programa já pavimentou quase cinco quilômetros entre as ruas Santos Dumont, Souza Franco, Visconde de Bom Retiro, Aureliano Coutinho e Imperador. O serviço terá continuidade pela Rua Nelson Sá Earp, com cerca de 350 metros e com movimento de 22,5 mil veículos por dia. A via é uma das alternativas para quem vai para Mosela, Bingen, Valparaíso e Quitandinha.

O vice-prefeito Baninho e o diretor de manutenção viária da Secretaria de Obras, Ivano Soares, também acompanharam o serviço no Castelo São Manoel.

Mais de dois mil alunos participaram do JEUPs neste ano, que contou com 44 escolas inscritas em nove modalidades

Foram realizadas 356 partidas em 125 horas de atividades na segunda fase dos Jogos Estudantis Unificados de Petrópolis (JEUPs). A última modalidade em disputa foi o basquete, com 31 jogos realizados neste final de semana no Centro Esportivo da Escola Municipal Fábrica do Saber e no Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) de Petrópolis. Neste ano, foram 44 colégios inscritos no torneio - igualando o recorde de 2002 - sendo três a mais que em 2017, quando 41 disputaram os jogos. Em 2016, havia sido apenas 19 inscritos na competição. Mais de dois mil alunos participaram do JEUPs em seis meses de atividades.

Foram nove modalidades em disputa nos jogos, sendo quatro coletivas: futebol de campo, futsal, basquete e vôlei; e quatro individuais: tênis de mesa, xadrez, judô e atletismo. Na primeira fase do JEUPs, foram realizados 400 jogos em 170 horas de atividades. Os números comprovam a importância dos jogos estudantis para a cidade como ferramenta de fomento ao esporte.

É preciso inserir os jovens nas mais diversas modalidades esportivas, contribuindo com a saúde, bem-estar, além de contribuir no desenvolvimento individual de cada um. Cada vez mais as escolas estão aderindo a proposta de inserir os jovens nas competições. Os jogos estudantis são uma ferramenta importante no fomento ao esporte no município.

É fundamental que as crianças e adolescentes pratiquem esportes, proporcionando mais saúde e bem-estar e também prevenindo doenças. Desde o ano passado, a prefeitura investe para que mais escolas participem dos jogos estudantis, aumentando também a participação dos alunos nas atividades.

A comissão organizadora dos JEUPs – composta por professores responsáveis pelas escolas participantes - priorizou as partidas nos finais de semana na segunda fase da competição, com o objetivo de garantir a presença dos pais nas partidas. No ano passado, a fórmula já havia funcionado e os ginásios utilizados na competição ficaram lotados.

A gente trabalha sempre para que a competição seja ainda mais organizada, sempre com boas novidades, proporcionando mais saúde e qualidade de vida. A prefeitura determinou que a Superintendência de Esporte e Lazer aumentasse a oferta de atividades físicas para as crianças e adolescentes da cidade.

Na cerimônia de encerramento, que será realizada no dia 17 de outubro no Sesc Quitandinha, a prefeitura vai entregar 55 troféus e 2.215 medalhas para os alunos. Além da premiação, um show de abertura promete animar os estudantes que participaram dos jogos. Um certificado pelos resultados obtidos também será entregue aos alunos no dia da premiação. No ano passado, o evento de premiação do JEUPs reuniu mais de 500 pessoas e lotou o Theatro D. Pedro.  

O encerramento com a entrega da premiação será em um grande evento organizado pela prefeitura, assim como já foi feito no ano passado. Será um dia de surpresas e homenagens para os jovens e também para os professores e treinadores. Todas as escolas e alunos que jogaram estão convidadas a participar.

Cerca de 250 pessoas lotaram o Terra Santa

Aos 94 anos, dona Pedentrina Fernandes era só animação nesta segunda-feira (01), Dia do Idoso, enquanto tentava a sorte em um show de prêmios, promovido pelo Conselho Municipal de Defesa do Direito da Pessoa Idosa (CMDDPI). A atividade marcou a data e lotou o salão do Terra Santa com a presença de cerca de 250 pessoas, que desde às 13h, brincaram, dançaram, fizeram exercícios e aproveitaram seu dia. Petrópolis, aliás, é a cidade do estado com o maior número deles: são 44 mil pessoas acima dos 60 anos espalhadas pelos cinco distritos.

“Eu quebrei o fêmur e fiz uma cirurgia recentemente. Mas sempre participo das iniciativas do conselho. A festa é sempre muito legal! A gente socializa, não fica ocioso em casa e isso aumenta a qualidade de vida e também a nossa expectativa de viver”, declarou dona Pendentrina, empolgada com as brincadeiras do dia.

Chegar em um ambiente como este e ver tanta gente feliz, com um sorriso no rosto, é motivo de se alegrar. A prefeitura tem trabalhado para dar ainda mais alegria para eles e o decreto de concessão do IPTU para pessoas com mais de 60 anos é uma realidade. É lei. É direito deles.

Publicado em agosto, o município garante a isenção a pessoas com mais de 60 anos, que tenham renda de até dois salários mínimos e possuem apenas o imóvel em que moram. A atual gestão criou uma força-tarefa para analisar cerca de 5 mil pedidos acumulados na Secretaria de Fazenda desde 2012.

Quem também aproveitou a Festa do Idoso foi a pedagoga aposentada, Marlene Rodrigues Borba, de 67 anos. “Eu gosto muito dessa oportunidade de socialização que temos. Estar aqui é uma oportunidade de encontrarmos velhos amigos, rirmos e fazer atividades ao invés de ficar parado dentro de casa. Sempre participo da festa e gosto muito”, contou.

E é exatamente essa a intenção do evento. A presidente do CMDDPI, Gelza Gatera, destaca que promover essa interação dá aos idosos a oportunidade de convivência e, ativos, faz com que a qualidade de vida seja maior. “Fico muito feliz em ver a alegria de cada um deles. As atividades, desde a aula física, ao show de prêmios e os lanches servidos demonstra como atos que parecem ser pequenas são importantes para fazer o dia a dia deles”, destacou.

 

Estudantes de outras escolas podem participar dos encontros

Os assuntos que estão em evidência na atualidade como a discriminação e a diversidade são abordados durante as rodas de conversas realizadas periodicamente na Casa da Educação Visconde de Mauá. O projeto ocorre desde 2017 e a Casa está recebendo inscrições para as rodas de conversa que ocorrerão ainda nesse ano. Os encontros são direcionados para os alunos que estão no ensino fundamental II – 6º ao 9º ano. As inscrições podem ser feitas através do telefone 2246-8659.

Jaqueline Valle Garcia, que é psicóloga e educadora, é a responsável pelas Rodas de Conversa. “O Projeto pretende dar voz ao público, criando uma oportunidade de escuta a respeito de temas variados. Apresentamos temáticas relacionadas ao respeito às diferenças, preconceito, identidade, autoestima, resiliência, bullying, entre outros”, explicou.

Rodas de Conversa na Biblioteca Mauá

As Rodas de Conversa também ocorrem na Biblioteca Mauá – espaço criado em 2017 na Casa da Educação que contém mais de quatro mil livros. O objetivo é o de promover reflexões através de atividades lúdicas, artísticas e vivências literárias.

“A Roda de Conversa na Biblioteca é uma experiência prazerosa para o adolescente pela dinâmica atuante, desafiadora, um exercício real e legítimo de participação política e cidadã. No primeiro momento criamos um ambiente confortável e acolhedor dentro da biblioteca para através do livro e de textos realizarmos o bate papo, em um segundo momento criamos a oportunidade do adolescente se expressar de alguma forma, seja através de desenho, texto ou trabalho em grupo”, disse Jaqueline Valle.

“Nesta correria que é a vida, onde muitas vezes só uns falam e outros só escutam, a oportunidade de fazer algo tão simples, mas, tão importante como conversar, trocar e somar pode curar doenças da mente e resolver questões emocionais. Esse é o objetivo de nossas rodas de conversa”, explica a diretora da Casa da Educação, Catarina Maul.

O quarto leilão de veículos apreendidos realizados este ano terminou com 112 veículos arrematados. A concorrência pública realizada no último sábado (29.10) ocorreu em duas modalidades: a presencial, no Petropolitano Futebol Clube e on-line no site www.alexandroleiloeiro.com.br. Foram mais de 150 lotes disponibilizados para concorrência.

Com mais essa concorrência, já são 456 veículos arrematados em 2018 na modalidade de leilão. Antes desses carros irem para a concorrência os proprietários foram oficialmente comunicados para, caso quisessem, procedessem com a retirada do automóvel.

O diretor-presidente da CPTrans, Jairo Cunha, destaca que os preços dos veículos nos leilões são consideravelmente mais acessíveis que no mercado e, por isso, são uma ótima oportunidade de adquirir uma motocicleta ou carro. “Vale a pena. O usuário deve pesquisar antes e visitar o automóvel no pátio para saber suas condições. Assim ele terá certeza que está fazendo um bom negócio”, sugeriu.

Moradores estão construindo uma rampa de acesso na Rua Coriolano Silva Bastos

Os moradores da Comunidade Oswaldo Cruz estão construindo uma rampa de acesso na Rua Coriolano Silva Bastos. A ação ocorre dentro do programa “Mutirão do Bairro”, que consiste em uma parceria entre a comunidade e a prefeitura para realizar pequenas intervenções que melhore a vida da população local. O município oferece suporte técnico e o material necessário, enquanto os moradores se comprometem em se unir para dar a mão de obra. O prefeito Bernardo Rossi e o vice-prefeito Baninho estiveram na Comunidade Oswaldo Cruz e conversaram com os moradores sobre o serviço e mais melhorias para o local.

O trabalho ocorre desde agosto, com os moradores tendo feito a preparação inicial do terreno para o início da obra. O trecho foi capinado e instalada uma malha de ferro. Também foi colocada uma camada de concreto e uma calha para o escoamento da água pluvial.

É uma parceria entre a prefeitura e a comunidade para atender essas demandas de uma forma mais rápida, com o apoio técnico necessário para que a obra ocorra dentro do padrão. Isso vai trazer maior comodidade para os moradores e a prefeitura vai trazer cada vez mais melhorias para todos aqui.

Ele teve a oportunidade de conhecer a sede da Associação de Moradores, onde funciona uma rádio comunitária. O espaço também abriga outras atividades e eventos promovidos pelos moradores. O presidente da Associação, Reinaldo Souza Santos, contou sobre o Mutirão do Bairro.

“Todos os moradores estão se reunindo aos fins de semana para ajudar, porque isso vai ser uma coisa boa para todos. Hoje, se uma pessoa precisa de uma entrega de um remédio, por exemplo, tem que ir a pé para buscar. Com a rampa, já vai ser possível passar moto e carro”, afirmou.

A Comunidade Oswaldo Cruz tem recebido atenção por parte da prefeitura, que já levou a Ação Social para lá em março, com 500 pessoas atendidas com emissão de documentos, aferição de pressão e medição de glicemia, aulão de zumba e roda de capoeira, entre outros serviços. A quadra do bairro também terá reforma, graças a recursos do Ministério do Esporte conquistados pelo prefeito Bernardo Rossi. O prefeito também já prometeu que levará uma edição do mutirão de serviços para a comunidade, promovendo serviços de iluminação pública, manutenção viária, limpeza e conservação.

O Mutirão do Bairro já aconteceu em locais como a Comunidade do Fragoso, onde os moradores também construíram rampas para melhorar o acesso dos moradores.

O objetivo do trabalho é conscientizar as crianças e os adolescentes sobre a importância de preservar o meio ambiente

Promover uma aula de preservação e de proteção ambiental ao ar livre. Esse é o objetivo de uma ação integrada entre as Secretarias de Meio Ambiente e de Educação e do Gabinete da Cidadania, que vai levar 30 alunos da Escola Municipal Augusto Pugnaloni para plantar 32 mudas no Parque Municipal, em Itaipava, na próxima quarta-feira (03.10). Acompanhadas de um professor e de um biólogo, as crianças terão a oportunidade de aprender sobre a importância das árvores para o ecossistema e de como elas podem diminuir os impactos causados pelo homem na natureza.

O trabalho integrado faz parte do projeto Árvores da Minha Escola, criado neste ano pela Secretaria de Meio Ambiente, que já levou cerca de 800 alunos da rede municipal para o plantio de 1.500 árvores. As ações acontecem nas escolas que contam com pátio ou com espaços para receberam as mudas, além de espaços públicos, como o Parque Municipal ou o Parque Natural, na Av. Ipiranga. A ideia é cultivar nas crianças e nos adolescentes da cidade a cultura de preservar o meio ambiente.

“Petrópolis é uma cidade com diversos recursos naturais e precisamos garantir que eles sejam preservados. Trabalhar de forma antecipada, ensinando as crianças e o adolescentes, é a melhor maneira de garantirmos no futuro uma cidade com menos crimes ambientais”, afirma Renato Couto, secretário de Meio Ambiente, garantindo que o governo municipal trabalha para que as áreas verdes do município sejam preservadas.

“As árvores são fundamentais na natureza por possuírem diversas finalidades, como no auxílio da purificação e na umidade do ar, ajudando a eliminar gases tóxicos e devolvendo oxigênio para a atmosfera. Além disso, as árvores trazem outros benefícios para vários ecossistemas e também para os espaços públicos”, explica o secretário.

Para a secretária de Educação, Samea Ázara, a aula ao ar livre representa uma oportunidade diferenciada de aprendizado para os alunos. "A educação ambiental é assunto muito trabalhado na rede municipal de Educação e essa é mais uma parceria que fortalece a preocupação com o meio ambiente. Os alunos são multiplicadores de informação e tudo o que eles aprendem acabam repassando para a família e comunidade. O ato simbólico de plantar uma árvore será marcante para cada um deles. Agradeço o apoio da Secretaria de Meio Ambiente e Gabinete da Cidadania e parabenizo os professores e diretores que recebem tão bem esse projeto”

Ainda este ano, a prefeitura vai colocar em prática o programa Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P) do Ministério do Meio Ambiente. Estão sendo elaborados projetos para o uso consciente dos recursos naturais dos prédios administrados pelo governo municipal, além de ações para adequar o descarte dos resíduos gerados nestes locais. Petrópolis será a primeira cidade da Região Serrana do Estado a participar do projeto.

“A ideia é que a prefeitura se torne um grande exemplo de práticas sustentáveis. Dessa maneira, outros segmentos da sociedade estarão dispostos a trabalhar com algum modelo de gestão socioambiental. Precisamos ser o espelho para as futuras gerações", afirma o coordenador de Educação Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente, Anderson Maverick.

Estudantes da rede municipal de ensino poderão prestigiar apresentações especiais do projeto “Um Sarau Imperial”, no Museu Imperial. O agendamento antecipado das apresentações da primeira temporada incentivada via Lei de Incentivo à Cultura, deverão ser feitos através do preenchimento de uma ficha que já foi enviada para as escolas.

De acordo com a empresa responsável pela produção do espetáculo, Xdaquestão Produções, do dia 11 de outubro de 2018 até o dia 26 de janeiro de 2019, serão realizadas 80 apresentações: cinco apresentações por semana, sempre às quintas e sextas-feiras, às 15h e às 18h30 e sábados às 18h30, com cota de ingressos gratuitos, quase 5 mil ingressos destinados a estudantes, universitários da rede pública, bem como servidores da Educação e jovens que são atendidos por instituições filantrópicas.

“Essa é uma ótima oportunidade para que os estudantes e servidores da rede pública possam conhecer o espetáculo que é interativo e baseado na história da família imperial. As crianças adoram participar desse tipo de atividade e a Secretaria de Educação agradece a disponibilização de ingressos para os alunos”, disse a secretária de Educação, Samea Ázara.

“Um Sarau Imperial” é uma dramatização baseada em trechos retirados da correspondência particular da família imperial. A encenação se passa no ano de 1878 e tem como personagens a princesa Isabel e suas amigas: Adelaide Taunay, Amandinha Paranaguá, Francisca Taunay e condessa de Barral.

“Desde que a Xdaquestão Produções assumiu a produção e manutenção do “Um Sarau Imperial” no Museu Imperial, por conta de termos vencido o Edital de Concorrência do Governo Federal, o término das gratuidades para estudantes da rede pública nos incomodava muito, por questões financeiras e burocráticas. Fomos em busca de uma solução. Mais de dois anos de trabalho, escrevemos o projeto, passamos por todos os crivos da Lei Rouanet, nos empenhamos muito para conseguir um apoiador e, enfim, chegamos lá. De outubro de 2018 a janeiro de 2019 teremos mais de 5 mil ingressos a disposição de escolas, universidade e grupos de assistência social. Nós, produtora e elenco, temos certeza que os alunos vão sair da apresentação encantados e com um novo olhar sobre a importância do império na nossa cidade”, contou Maurício Araújo, diretor executivo da Xdaquestão Produções.

Site da prefeitura é a ferramenta para os candidatos cadastrarem seus currículos

O Balcão de Empregos da Prefeitura, administrado pelo – Departamento de Trabalho e Renda (Detra), da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, tem 26 vagas disponíveis nessa semana. Os candidatos devem cadastrar os seus currículos na prefeitura por intermédio do site www.petropolis.rj.gov.br. Mais informações podem ser consultadas por intermédio do telefone (24) 2233-8113.

Vale destacar que o balcão de empregos realiza a divulgação das vagas e os encaminhamentos dos candidatos para processo seletivo, sendo assim, fica a cargo do empregador a responsabilidade pelas entrevistas e possíveis contratações. O Detra fica na Avenida Barão do Rio Branco, nº 2846.

Confira as oportunidades:

Atendente de cafeteria - 2 vagas - sexo feminino - Experiência

Balconista de farmácia - 1 vaga - ambos os sexos - Ensino médio e experiência

Barbeiro - 2 vagas - sexo masculino - Experiência

Estagiário em engenharia - 4 vagas - ambos os sexos - Cursando engenharia Mecânica, de Processos ou Mecatrônica, e com formação a partir de julho de 2020, inglês intermediário e conhecimento intermediário do pacote office

Estagiário na área de Qualidade - 2 vagas - ambos os sexos - Cursando Administração ou Engenharias a partir do 5º período, nível avançado em inglês, bom conhecimento do pacote office e do Sistema SAP

Garçom - 3 vagas - ambos os sexos - Ensino médio e experiência

Mecânico de máquinas pesadas - 1 vaga - sexo masculino - Ensino fundamental e experiência

Promotor de vendas - 4 vagas - ambos os sexos - Ensino superior em andamento, possuir notebook para utilização pessoal, experiência com vendas ativas, telemarketing e vendas externas

Supervisor de vendas - 2 vagas - ambos os sexos - Ensino médio completo, experiência na função, possuir carteira CNH e veículo para trabalho

Técnico de manutenção - 2 vagas - ambos os sexos - Ensino médio completo, curso técnico em Eletrotécnica com inscrição no CREA. Experiência mínima em manutenção industrial e conhecimento de inglês.

Além dessas, foram cadastradas 3 vagas para portadores de necessidades especiais. Duas são para assistente de mecânica, ambos os sexos. Para concorrer é necessário ter ensino médio completo e laudo atualizado. Será considerado um diferencial se o candidato possuir noções do pacote office, conhecimento de inglês, cursos profissionalizantes na área de Mecânica, Elétrica, Manutenção e Segurança do Trabalho. A outra vaga é para auxiliar de loja, ambos os sexos. Nesse caso pede-se ensino médio e laudo atualizado.

A Caminhada pela Paz contou também com a Escola de Samba Guerreiros da Vinte

A Semana da Mediação foi encerrada neste domingo (30.09) com um grande evento no Palácio de Cristal. Mais de 300 pessoas participaram da Caminhada pela Paz, que aconteceu nos arredores no Palácio, além da participação do Grupo Abadá de Capoeira e da Escola de Samba Guerreiros da Vinte. Em homenagem à Princesa Isabel, também foram plantadas no jardim do Palácio de Cristal, quatro camélias, que é o símbolo do Programa Petrópolis da Paz.

“É uma emoção muito grande poder estar aqui no Palácio de Cristal celebrando a Semana da Mediação, que foi um sucesso. Plantamos hoje quatro pés de camélia, que o símbolo do nosso projeto, no local onde a Princesa Isabel tinha suas flores também. Estou muito feliz com o resultado” contou a coordenadora do Programa Petrópolis da Paz Elsie-Elen Carvalho, que plantou as camélias junto com o colaborador da Comdep, Carlos Antonio da Cruz.

Após a caminhada, mais de 20 crianças e adolescentes participaram da apresentação de capoeira, do grupo do mestre Kako, que realiza trabalhos voluntários em comunidades do município. “Estamos muito felizes em estar aqui hoje, nosso grupo existe em mais de 80 países sem fins lucrativos. Demos uma palhinha aqui do que é o nosso trabalho”, falou o mestre Kako.

“Estamos vivendo um momento no país de muita vulnerabilidade. Precisamos celebrar e viver a paz. A vertente de mediação aborda muitas questões bacanas que temos que levar para vida”, ressaltou a diretora escolar Ana Maria Esteves Noel Theobald.

A Escola de Samba Guerreiros da Vinte foi a última a se apresentar com direito a participação especial das passistas, porta-bandeira e da bateria da escola. “É importante para os participantes da escola participarem deste evento. Amplia o nosso conhecimento e assim somos vistos no município”, disse o presidente fundador da escola Juari Xavier da Silva. E ao som de muito samba, o evento foi finalizado com a coordenadora do projeto Elsie-Elen plantando as camélias no jardim.

A Semana da Mediação, a primeira no município, contou com mais de dez palestras, com nomes renomados da área, acontecendo em instituições de ensino da cidade. Mais de mil pessoas passaram pelos auditórios que discutiram mediação escolar, empresarial, familiar, jurídica e comunitária.

Encontro Viva a Paz

No sábado (29.09) o coordenador de mediação Osmar Vargas, contou em uma roda de conversa o trabalho da ONG Viva Rio nas comunidades. O encontro aconteceu na Casa da Educação Visconde de Mauá. Segundo Osmar, hoje o Viva Rio conta com mais de 10 mil pessoas e atua com mais de 500 projetos em comunidades como Rocinha, Complexo da Maré, Alemão, Santa Martha entre outros.

“É importante que cada vez mais existam cursos de mediadores. Precisamos ter mediadores no território a ser trabalhado, pois o negociador precisa ter imparcialidade e credibilidade no local. A implantação da cultura de paz com a mediação é muito importante para a qualidade de vida da comunidade”, contou Osmar Vargas.

Sexta edição da Petrópolis Night Run teve percurso de 5 e de 10 quilômetros

Mais de mil e duzentas pessoas lotaram as ruas da cidade na sexta edição da Petrópolis Night Run, prova que aconteceu no último sábado (29.09). A corrida teve percursos de 5 e de 10 quilômetros e contou com o apoio da prefeitura, por meio da CPTrans e da Superintendência de Esportes e Lazer. Entre os homens, nos 5 km, a vitória ficou com Douglas de Oliveira Henrique, da equipe Phanters. Rayssa Santa Rosa, da mesma equipe, venceu entre as mulheres. Nos 10 km, Isis da Costa Silva, da Jotaefe, levou a melhor no feminino. No masculino, Arthur da Silva, da Panthers, terminou em primeiro. O resultado completo da prova está no site: www.vtrainer.com.br.

O destaque principal da prova ficou para a equipe Phanters, que conquistou três primeiros lugares dos quatro disputados. O treinador José Roberto Pantaleão destacou a preparação dos atletas ao longo do ano, que tem média de idade de 18 anos. A proposta da equipe é abrir oportunidade para os jovens da cidade.

“É um trabalho de base forte da nossa equipe, que participa de eventos em todo o país e conta com o apoio do Vasco da Gama. É importante agradecer o apoio da prefeitura a nossa equipe, já que realizamos o treinamento no Parque Municipal em Itaipava. Esperamos continuar representando bem a cidade”, explicou Pantaleão.

A Petrópolis Night Run contou pontos para o ranking municipal dos corredores de rua, criado neste ano pela prefeitura. A próxima corrida que acontece na cidade será a Corrida Master, no dia 21 de outubro, a última que vale para a pontuação dos atletas. O calendário esportivo completo do município, com todos os eventos previstos em 2018, está disponível no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

A Superintendência de Esporte e Lazer destaca a grande participação dos petropolitanos em mais um prova na cidade. Considerado o esporte mais democrático do mundo, a corrida de rua é sinônimo de saúde e bem-estar.

É importante que a população abrace as provas e participe cada vez mais. Neste ano, foi criado o ranking municipal dos corredores de rua, com o objetivo de valorizar os atletas de alto rendimento do município e motivar a participação de mais pessoas nos eventos.

Serão premiados os atletas mais bem colocados, buscando estimular a presença nas provas da cidade. O ranking era um pedido antigo dos atletas e dos treinadores, e vai ajudar no fomento da modalidade no município. É importante que todos estejam atentos a  programação.

Ranking municipal dos corredores de rua

Em janeiro deste ano, o Conselho Municipal de Esportes e Lazer (CMEL) aprovou a criação desse ranking para os atletas que participam das corridas de rua do município. A proposta é valorizar os atletas de alto rendimento da cidade e motivar a participação de mais pessoas nas provas que contam, em média, com mil pessoas. O ranking atualizado está disponível no site da prefeitura.

Provas que valem pontos para o ranking neste ano:

01/05 - Corrida do trabalhador

16/06 - XC Run

22/07 - Etapa Tecno Day do Circuito Desafio

16/09 - Petrópolis-Itaipava

29/09 - Petrópolis Night Run

21/10 - Corrida Master

Alunos da universidade desenvolvem projetos em parceria com a prefeitura

O campus UERJ Petrópolis sedia, em outubro, o seminário Patrimônio Cultural Brasil-Portugal. O workshop está sendo trazido pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro para a Cidade Imperial em função do curso de Arquitetura, mantido na cidade, e pela riqueza do seu patrimônio histórico e cultural, guardada em mais de uma centena de palácios e casarões tombados.

O seminário, organizado pela UERJ e pela Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa, é gratuito e aberto ao público.  O evento acontece nos dias 29, 30 e 31 de outubro, no campus da Uerj de Petrópolis e as inscrições já estão abertas.

A UERJ Petrópolis já desenvolve, em parceria com a coordenadoria de Planejamento e Gestão Estratégica da Prefeitura projetos em prol da preservação arquitetônica e levantamento de dados.

A programação do evento terá apresentação do programa de pós-graduação em arquitetura e urbanismo, apresentação da arquitetura de Petrópolis, introdução às cidades lusófonas, com professores da Universidade de Lisboa. Será apresentado um panorama das questões do patrimônio em Portugal e no Brasil. Serão tratados temas como habitação e tombamento, intervenções em centros históricos, e metodologias de intervenções sobre edifícios tombados – requalificação urbana, patrimônio e cidade, arquitetura do século XXI: o desafio do patrimônio e mesas redondas para debates.

No último dia do seminário serão tratados os temas: preservação, educação patrimonial, e os casarões e palacetes da Avenida Koeler em uma visita guiada por um grupo de alunos do projeto de extensão coordenado pela professora Maria das Graças Ferreira. As inscrições para o workshop podem ser feitas pelo endereço eletrônico https://goo.gl/forms/bmNeoMFOEKJUYjXr1 . O campus da Uerj em Petrópolis fica na tombada Av. Ipiranga, 544 – Centro.

“Petrópolis é internacionalmente conhecida por sua história e pela cultura, mas a cidade também guarda um patrimônio arquitetônico de grande valor e a Uerj quer disseminar informações sobre essa riqueza arquitetônica que é tão presente na cidade, mas que a maior parte das pessoas não conhece”, destaca o coordenador da Uerj em Petrópolis, professor Freddy van Camp.

Parceria entre a PMP e Uerj vai potencializar a arquitetura turística

Para dar mais destaque a este patrimônio arquitetônico, a Uerj em parceria com a Coordenadoria de Planejamento e Gestão Estratégica já trabalha em um levantamento de prédios históricos e disponibilizando de informações sobre a arquitetura de cada um deles. Para isso a Coordenadoria de Planejamento já encaminhou à Uerj uma listagem de 106 imóveis. A intenção é atualizar os dados e oferecer mais informações ao banco de dados acessado por QR Code disponível em placas turísticas existentes em cada um dos imóveis do Centro Histórico.

“Hoje a pessoa consegue acessar as informações históricas, sabendo por exemplo que o imóvel é tombado, que personalidade viveu em um determinado casarão, mas ela não encontra informações sobre a arquitetura da construção, o que também é algo muito valioso”, conta o coordenador da Uerj-Petrópolis. Equipes da Coordenadoria de Planejamento e Gestão Estratégica, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, e da TurisPetro, estão envolvidas neste trabalho.

A partir deste trabalho, serão disponibilizadas as características arquitetônicas dos imóveis. “Em função da história ligada ao império, Petrópolis é conhecida pela arquitetura eclética, mas a cidade tem imóveis com outras características, como barroco, art-nouveau e art-déco, modernistas, ou seja, sob o ponto de vista da arquitetura, os casarões, prédios e palácios de Petrópolis - assim como os jardins que completam o cenário com o patrimônio paisagístico - tem um valor imensurável”, destaca a arquiteta e urbanista LaylaTalin,  que é chefe do Departamento de Planejamento Urbano da Prefeitura.

Na avaliação da arquiteta, destacar esse as informações disponibilizadas em QR Code contribuirão não só para a preservação, mas também para o turismo da cidade, que tem grande potencial também para roteiros de arquitetura. “Hoje existe a arquitetura turística, em que grupos de arquitetos que fazem passeios pela arquitetura, visitando cidades para conhecer e avaliar as características dos imóveis. É uma riqueza que Petrópolis possui e que ainda é pouco explorada”, afirma.

 

Números são do Hiperdia, programa federal faz cadastro desta população

No Brasil, a hipertensão arterial e o diabetes são responsáveis, de longe, pela primeira causa de mortalidade e de hospitalizações, de amputações de membros inferiores e representa ainda 62,1% dos diagnósticos primários em pacientes com insuficiência renais crônicos. Em Petrópolis, o Programa HiperDia, que acompanha os pacientes com estas doenças, tem mais de 32 mil cadastros.

O Hiperdia faz parte da rotina dos 44 postos de Saúde da Família do município. De acordo com os dados do Programa, dos mais de 32 mil cadastros, 24 mil são de pacientes com hipertensão arterial. A doença representa 26% das condições avaliadas em toda a rede de Atenção Básica de Petrópolis. Segundo a Secretaria de Saúde, 70% dos atendimentos desta morbidade têm como pacientes as mulheres e 30% homens.

O Hiperdia é destinado para fazer o cadastramento e acompanhamento de portadores de hipertensão arterial ou diabetes, atendidos em toda a rede ambulatorial do Sistema Único de Saúde (SUS). Este cadastro permite gerar informação para aquisição, liberação e distribuição de medicamentos com regularidade a todos os pacientes cadastrados. O sistema envia dados para o Cartão Nacional de Saúde. Com isto, o usuário pode ser identificado em toda a rede do SUS.

Isto é muito importante, pois a informação pode ser acessada em outras unidades que não aquela onde o paciente tem a sua referência, como o posto do seu bairro ou Unidade Básica de Saúde (UBS) mais perto de sua casa. Com a avaliação feita nas unidades podemos perceber a necessidade de cada paciente e avaliar os riscos.

A aposentada Doralice Costa, de 70 anos, tem hipertensão arterial e faz acompanhamento junto ao Posto de Saúde da Família do Bataillard. Ela é atenta ao tratamento e mantém a avaliação diária para saber se a pressão está controlada.

“Recebo uma atenção muito importante das meninas do PSF do bairro. Sempre que há visitas, aproveito e já tiro outras dúvidas, não só para mim quanto para meu marido também. Isto é fundamental para que eu possa manter minha pressão controlada e usar os medicamentos que me indicam”, disse Dona Doralice.

 

Evento vai reunir as escolas que participaram do JEMs e do JEUPs no Sesc Quitandinha
Somando as duas competições, 65 escolas participaram dos jogos este ano

A prefeitura vai entregar 91 troféus e mais de 3 mil medalhas na cerimônia de encerramento dos Jogos Estudantis, que acontece no dia 17 de outubro no Sesc Quitandinha. Todos os alunos que participaram das competições serão premiados, assim como as escolas vencedoras por modalidade em cada categoria. Os estudantes também recebem um certificado pelos resultados obtidos ao longo dos torneios. Neste ano, foram 44 colégios inscritos nos Jogos Estudantis Unificados de Petrópolis (JEUPs) - igualando o recorde de 2002 - sendo três a mais que em 2017, quando 41 disputaram os jogos. Em 2016, havia sido apenas 19 inscritos na competição. Outras 21 escolas participaram do Jogos Estudantis Municipais (JEMs).

 No dia 17 de outubro, às 10h, acontece a premiação das escolas e dos alunos que participaram do JEMs. São 36 troféus e 979 medalhas. Foram oito modalidades em disputa, sendo cinco coletivas: basquete, futebol de campo, futsal, handebol e vôlei - e três individuais - tênis de mesa, xadrez e atletismo. Os jogos aconteceram em duas categorias: sub-13 e 15. O evento de encerramento será uma novidade na programação do torneio.

No ano passado, por solicitação das escolas que participaram, foi realizada a entrega individual em cada instituição. Neste ano, a premiação será no mesmo dia das duas competições. O objetivo é fortalecer o esporte estudantil como um todo. O JEMs foi preparado de uma forma que envolva o maior número de alunos possível de cada escola.

No mesmo dia, a partir das 16h, será a vez dos estudantes e dos colégios que disputaram o JEUPs. Serão entregues 55 troféus e 2.215 medalhas para alunos que participaram de nove modalidades, sendo quatro coletivas: futebol de campo, futsal, basquete e vôlei; e quatro individuais: tênis de mesa, xadrez, judô e atletismo. A competição foi dividida em três categorias: sub-13, 15 e 18. No ano passado, o evento de encerramento do JEUPs reuniu mais de 500 pessoas e lotou o Theatro D. Pedro.

O encerramento com a entrega da premiação será em um grande evento organizado pela prefeitura, assim como já foi feito no ano passado. Será um dia de surpresas e homenagens para os jovens e também para os professores e treinadores. Todas as escolas e alunos que jogaram estão convidadas a participar.

Jogos Estudantis dos Distritos também foi um sucesso,este ano

Em junho, a prefeitura entregou 612 medalhas e 11 troféus no evento de encerramento da 3ª edição dos Jogos Estudantis dos Distritos (JEDS). Meninos e meninas participaram de 130 jogos em sete modalidades diferentes nas categorias sub-13 e 15. A cerimônia de encerramento foi realizada no Sesc de Nogueira.

Participaram da edição desse ano 612 alunos das escolas municipais: Celina Schechner, Municipalizada Moysés Furtado Bravo, Augusto Pugnaloni, Municipalizada Santa Terezinha, Amélia Antunes, Theodoro Machado, Dr. Paula Buarque, Monsenhor João de Deus, Beatriz Zaleski, Barros Franco e Liceu São José de Itaipava.

Notícias por data

« Outubro 2018 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31        

Alvará Online - BANNER

DO

loa 2018

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

cpge

gabinete cidadania.fw

selo acesso informacao.fw

cmv-logo