Petrópolis já está com sua iluminação de Natal completa. Com as inaugurações da decoração da fachada do Palácio Quitandinha e do Túnel de Luz da Rua 16 de Março, no último fim de semana, a cidade concluiu o objetivo de se transformar em um universo mágico de Natal. Árvores por todo Centro Histórico foram iluminadas, a fachada da Câmara Municipal também ganhou decoração especial, ainda mais valorizada por apresentações de projeção mapeada, o Rio Quitandinha recebeu efeito azulado na Avenida Koeler e prédios, comércios e casas também entraram no clima acendendo suas luzes de Natal.

Os principais palcos da festa receberam não só milhares de lâmpadas de LED, mas também decorações especiais. Na Vila Imperial – Praça da Liberdade, o destaque é uma árvore de 25 metros de altura, toda iluminada, com uma coroa enfeitando o topo e imagens de pontos turísticos em toda extensão da base. Outro atrativo que vem chamando a atenção é um presépio gigante, contornado com lâmpadas, no coreto da praça. A Vila ainda conta com um “block letter” do Natal Imperial, a casa do Papai Noel, decorações espalhadas pelo gramado e barracas temáticas para gastronomia.

O Doce Natal transformou o Palácio de Cristal em um universo mágico das guloseimas. Com pirulitos e doces cenográficos gigantes, se destacando junto ao palácio, que foi todo iluminado. O espaço vem conquistando principalmente as crianças. O ponto turístico ainda recebeu enfeites de papais noéis e o trenó do bom velhinho com suas renas.

“Toda iluminação deixou a cidade com o clima de magia e sonho que esperávamos. As ruas estão ficando lotadas, com moradores e turistas encantados. Petrópolis ficou linda, graças à união do comércio, empresários e a própria população, que abraçou a ideia”, frisa o diretor-presidente do Instituto Municipal de Cultura e Esportes, Leonardo Randolfo.

O ponto alto da iluminação é o Túnel de Luz da Rua 16 de Março, inaugurado no último sábado. Ele ficará aceso durante toda a noite e já conta com espetáculos diários, entre 20h e 21h30, de meia em meia hora. Outro destaque é a fachada do Palácio Quitandinha, que foi toda iluminada e também ganhou uma projeção especial de Natal, além de uma árvore flutuante no lago em frente ao prédio, o que vem encantando petropolitanos e turistas. No Centro Histórico, a Câmara Municipal também as projeções mapeadas acontecem  de sexta-feira à domingo, entre 20h15 e 21h45, de meia em meia hora. O espetáculo apresenta uma história especial de Natal.

Esse mundo de magia e sonho proposto pelo Natal Imperial também foi espalhado pelos distritos. Na segunda-feira (11.12), árvores de Natal medindo oito metros de altura foram instaladas nos bairros Alto da Serra, Mosela e Bingen. Nesta terça-feira, os trabalhos começaram a ser feitos em Bonsucesso, Posse, Pedro do Rio, Corrêas, Nogueira e Cascatinha.

Posto da Polícia Federal na cidade reativou um serviço interrompido há 10 anos e fará até 40 atendimentos por semana

O posto da Polícia Federal em Petrópolis retomou nesta terça-feira (12.12) a emissão de passaportes no município. A cidade não contava com este serviço há 10 anos. A partir de agora, serão feitos até 40 agendamentos por semana, oferecendo maior praticidade a quem deseja viajar para fora do país. Com isso, os petropolitanos e moradores das demais cidade da Região Serrana terão maior comodidade para obter o documento.

Até aqui, quem precisava de passaporte tinha de ir para o Rio ou Juiz de Fora pelo menos duas vezes – uma para entrega da documentação necessária e outra para receber o passaporte pronto. Agora, basta agendar o procedimento para o posto de Petrópolis, que fica na Av. Ayrton Senna, 699 – Quitandinha (próximo ao pórtico).

Esse é um serviço de extrema importância para a população. Isso garante que os petropolitanos não precisem mais se deslocar para o Rio ou Juiz de Fora duas vezes para retirar o documento, que é nosso documento oficial fora do país. Pessoas de outros municípios também terão Petrópolis como referencial para fazer a retirada do passaporte. Já no início do ano, recebi empresários que apontaram a necessidade de que o posto da PF em Petrópolis oferecesse esse serviço. Fizemos uma reunião com a PF, em que foi garantido que seria possível e agora houve essa concretização.

A emissão de passaportes em Petrópolis já começou a beneficiar pessoas como Jailson Webber. Ele atua no ramo farmacêutico e, em fevereiro, vai viajar a Portugal a trabalho. Jailson acabou ajudando a testar o sistema e, nesta terça, foi buscar o documento – o primeiro emitido na cidade.

“Fiz todos os trâmites e hoje vim buscar o documento. Tudo demorou menos de uma semana. Esse serviço na cidade é essencial, o município só tem a ganhar, uma vez que os petropolitanos não precisarão mais se descolar para o Rio para conseguir o passaporte”, disse.

Para tirar o passaporte é importante acessar o site da Polícia Federal (www.pf.gov.br), preencher o formulário com as informações pessoais e imprimir o formulário. Com isso, é gerado o GRU (Guia de Recolhimento da União), uma taxa de R$ 257,25 para confecção do documento. Em seguida, é feito agendamento para a entrega do comprovante de pagamento e da documentação exigida – documento de identidade, título de eleitor e certidão de quitação eleitoral, comprovante de quitação com o serviço militar, passaporte anterior válido, CPF e, para menores de 18 anos, autorização de pais ou responsáveis -, que deve ser feito pelo próprio requerente. Em Petrópolis, o atendimento será às terças e quartas, de 9h às 17h (com pausa para o almoço entre 12h e 13h). Os documentos serão entregues as quintas-feiras.  

“Sabemos da demanda reprimida para este serviço. Muita gente vai se interessar em tirar o passaporte neste posto, que é possível graças ao apoio e parceria com a prefeitura. É um antigo desejo da população e eu agradeço o empenho de todos os envolvidos”, falou o superintendente regional da Polícia Federal no Estado do Rio de Janeiro, delegado Jairo Souza da Silva.

“É um momento de muita honra poder oferecer esse serviço de grande importância à população. Vai facilitar a vida dos petropolitanos e dos moradores da região Serrana graças à parceria com a prefeitura. A PF está à disposição do município e de todos que precisarem”, declarou o chefe do posto da PF em Petrópolis, Adriano Kaipper.

Estiveram na inauguração do serviço de emissão de passaportes em Petrópolis  o chefe da 7ª Divisão de Polícia Administrativa, delegado Alexandre Ziehe, o comandante do 26º Batalhão da Polícia Militar, Oderlei Souza, os delegados da 105ª DP, Cláudio Batista, e da 106ª DP, André Lourenço, o comandante de Bombeiro de Área II – Região Serrana, Rafael Simão, o comandante do 15º Grupamento de Bombeiros Militares, Ramon Camilo, e representantes da Procuradoria da República em Petrópolis, da 1ª e 2ª Varas Federais de Juiz de Fora (MG), da Receita Federal em Petrópolis e da Polícia Rodoviária Federal em Petrópolis.

Passo a passo para emissão de passaportes em Petrópolis

Documentos necessários: documento de identidade, título de eleitor e certidão de quitação eleitoral, comprovante de quitação com o serviço militar, passaporte anterior válido, CPF e, para menores de 18 anos, autorização de pais ou responsáveis

Abertura do requerimento: no site da Polícia Federal (www.pf.gov.br), preencha o formulário e gere o GRU (Guia de Recolhimento da União)

Valor do GRU: R$ 257,25

Após o pagamento: agende no site da PF a entrega dos documentos e do comprovante de pagamento do GRU (o próprio requerente tem que comparecer ao posto da PF)

Atendimento em Petrópolis: terça e quartas, entre 9h e 12h e 13h e 17h

Entrega do documento: quinta-feira

Endereço: Av. Ayrton Senna, 699 – Quitandinha (próximo ao pórtico)

Ensino diferenciado une música e matemática

“A matemática que faz a música possível”. Esse tema foi o motivador para que a professora de matemática da rede municipal de Educação, Márcia Maria Viana, inscrevesse o seu projeto de ensino diferenciado que utiliza partituras de música para o ensino de frações no Prêmio Shell de Educação Científica. A boa notícia para coroar o trabalho deste ano chegou à Escola Municipal Battaillard, onde Márcia leciona: o projeto é um dos finalistas do prêmio.

O resultado será divulgado nesta quarta-feira (13.12) em uma cerimônia pelos organizadores do prêmio, mas, o fato de estar entre os finalistas já um motivo de comemoração e orgulho para toda a escola. As escolas da rede municipal de Educação promovem projetos inovadores que estimulam o aprendizado das crianças. Uma delas é a Escola Municipal Bataillard. Ficamos muito felizes com essa notícia. Que sirva de estímulo para que outros professores participem desse tipo de iniciativa e continuem promovendo o ensino diferenciado nas unidades escolares.

O projeto de Márcia foi praticado com os 63 alunos do 6º ano da E.M Battaillard e levou em consideração o ensino de frações a partir da leitura de partituras de música. A professora explicou que cada nota musical é montada por uma fração e que estas frações em conjunto é que dão o ritmo das músicas. Os alunos foram estimulados a escolherem as músicas, buscarem suas notas musicais, traduzindo-as para encontrar as frações equivalentes.

“A proposta do ensino de matemática é a de os alunos procurem ferramentas que estimulem a busca pelo conhecimento. Sabemos que a aprendizagem é mais eficaz quando trabalhamos com algo de interesse deles e foi a partir daí que tive a ideia de trabalhar as frações segundo as partituras das músicas. Também há matemática em cada nota. Através do exercício, trabalhamos as frações equivalentes e a adição de frações. As notas musicais foram traduzidas em forma de frações. O valor para cada nota era fornecido e eles faziam a adição”, explicou Márcia.

Ainda segundo a professora, o método diferenciado chamou a atenção da turma. “Eles ficaram empolgados. Quando recebemos a notícia de que o método tinha sido escolhido como um dos finalistas eles ficaram surpresos e eu sem palavras. O maior reconhecimento para mim é o que veio por parte deles. .A escola tem muitos projetos bacanas então é natural fazer esse tipo de atividade diferenciada na ambiente escolar. Agora, vamos torcer pelo resultado final”, disse Márcia.

Nesse ano, a escola promoveu atividades diferenciadas para estimular o estudo da matemática. “O objetivo é o incentivar os alunos para que eles observem que a matemática está em tudo. Uma das atividades foi o projeto da professora Marcia. É a primeira vez que a escola vê o seu nome em um prêmio como esse. A noticia foi recebida com muita alegria, estamos todos muito empolgados”, disse a diretora da escola, Sandra Luiza Ferreira.

Kauã Mateus dos Santos disse que no começo, foi difícil compreender o método, mas que agora, aprendeu tudo direitinho. “Aprendi sobre música e matemática. Fizemos outras atividades na escola usando a matemática e isso me ajudou muito a entender melhor a matéria”.

José Ângelo Zambão aprendeu a técnica, fez os exercícios e nas aulas, depois das atividades, tocava as músicas no violão. “Aprendi com mais facilidade através da música. Agora, gosto mais de matemática e consigo perceber essa relação com a música. Minhas notas aumentaram e isso foi ótimo também”.

Primeira etapa da remoção de entulho foi realizada nesta terça-feira (12.12) no Bataillard, onde mais de 70 toneladas foram retiradas

O trabalho também vai acontecer nos próximos dias em Pedras Brancas e na Rua Mosela, que também vão receber capina e roçada

Mais de 70 toneladas de entulho foram removidas nesta terça-feira (12.12) no Bataillard. O trabalho foi realizado pela Secretaria de Serviços, Segurança e Ordem Pública (SSOP) e vai se estender nos próximos dias a Pedras Brancas e a Rua Mosela. Além da retirada de restos de obras, lixo verde, móveis e eletrodomésticos, estes locais também receberão capina e roçada. No primeiro dia desta limpeza do bairro foram mobilizados duas retroescavadeiras, quatro caminhões e 11 funcionários.

O trabalho foi determinado pelo secretário de Serviços, Djalma Januzzi, a partir de pedidos feitos por moradores. Desde abril, quando a pasta foi criada, 45 locais já tiveram este tipo de limpeza, que complementa a atuação da Comdep. Mais de duas mil toneladas de entulho foram retiradas pela SSOP.

“Nós temos procurado atender todos os pedidos dos moradores o mais rápido possível. Esta semana estamos fazendo a retirada de entulho e a capina em diferentes locais do Mosela”, afirmou o secretário.

Bairros de todos os distritos já foram atendidos pela SSOP. O trabalho é realizado com funcionários e maquinário da Força Ambiental. Ao mesmo tempo, a Comdep atua em outros locais, tornando a limpeza da cidade mais ampla. Nesta terça, por exemplo, enquanto o trabalho Secretaria era feito próximo à quadra do Bataillard, a empresa pode atuar em Morin, 24 de Maio, Vila Felipe, Felipe Camarão, Vale dos Esquilos, Contorno, Vila Militar, Quarteirão Ingelhein e Duarte da Silveira.

No Bataillard, a limpeza agradou quem frequenta o local. É o caso de Valquíria Proença, que foi buscar a filha de quatro anos na creche.

“Para gente que tem filho pequeno, é muito importante ter um local limpo, sem risco de atrair bichos e doenças”, disse ela.

Hoje, mais de 1,5 mil famílias já estão próximas de receberem a documentação definitiva de propriedade das residências onde moram

Em 2018, prefeitura e Iterj iniciam processo de regularização fundiária para mais 2 mil famílias. Hoje, estão em processamento títulos em 9 comunidades, já prestes a receber a documentação e ainda em outras 22 que também já iniciaram o procedimento. Serão iniciados no ano que vem cadastros socioeconômicos de famílias em novas áreas onde a regularização ainda não teve início, o levantamento topográfico dos imóveis e a pesquisa fundiária dos terrenos. A principal regra a ser cumprida é a casa ser segura, não considerada em risco.

O Instituto de Terras e Cartografias do Estado do Rio de Janeiro (Iterj) será parceiro do município, mantendo a cooperação técnica entre a prefeitura e o órgão. O trabalho será instruído pelo Instituto e executado pelo município. Petrópolis ainda conta com o apoio da Companhia Estadual de Habitação do Estado do Rio de Janeiro (Cehab).

É um titulo de cidadania. E queremos acelerar os processos de entrega definitiva dos títulos de posse para quem já está estabelecido há anos em algumas comunidades. Essas pessoas adquiriram o direito de morar naqueles locais. O que queremos é dar segurança para todas essas famílias.

“Nós já temos um termo de referência que vamos passar para a prefeitura para que esse novo trabalho possa ser iniciado logo. Já trabalhamos juntos em algumas comunidades que estão muito perto de serem finalizadas e vamos continuar ampliando a regularização em Petrópolis”, afirma a presidente do Iterj, Mayume Sone.

Atualmente, cerca de 1,5 mil famílias em Petrópolis estão em próximas de receber a documentação definitiva da moradia no processo de regularização fundiária realizado pelo município. São moradores em comunidades no Atílio Marotti (300 famílias), Vicenzo Rivetti (115), Pedras Brancas (43), Samambaia (60), Vila São José (170), Siméria (82), Alto da Derrubada (230), Castelo São Manoel (130) e Vale do Carangola (300).

O Iterj também realiza o trabalho em outros locais, como Unidos Venceremos (Retiro), 24 de Maio (Centro), Morro do Alemão (Retiro), Madame Machado (Itaipava), Vista Alegre (Araras), Contorno (Bingen), Moinho Preto (Mosela), Santa Luzia (Araras), Meio da Serra, Vila São Francisco (Serra Velha), Vale do Cuiabá (Itaipava), Duques, Agnela, Vila das Sete Casas, Arranha-Céu, Sumidouro e Bambuzal (todas ao longo da BR-040), Bonfim (Corrêas), Morro do Gavião (Fazenda Inglesa), Bairro da Glória, Sítio do Pica-Pau (Dr. Thouzet) e João Xavier.

O município também acompanha a regularização de 714 casas que está sendo realizada diretamente pelo governo federal no Morro da Oficina.

Para realizar a regularização fundiária, a família deve ter renda de até cinco salários mínimos e não pode possuir e nem ter condições de adquirir um imóvel. O beneficiado também não pode vender ou alugar a unidade habitacional regularizada para terceiros.

“Estamos tendo esse apoio ainda maior do prefeito para que a regularização avance no município. Ela tem um valor incalculável para quem consegue a casa, porque é um direito que ela tem por morar tanto tempo naquele local e isso é ratificado pelo governo. Mas além disso, tem efeitos práticos, porque com a documentação da casa, a família passa a ter mais acesso a crédito”, explica o secretário de Obras, Habitação e Regularização Fundiária, Ronaldo Medeiros.

Vitrine mais enfeitada rende como prêmio uma viagem à Ilhéus

As inscrições para os concursos do Natal Imperial foram prorrogadas. Quem pretende concorrer aos prêmios para a casa e a vitrine mais enfeitadas ainda tem a chance de entrar na disputa até o dia 16 de dezembro. A prefeitura deu o pontapé inicial com a instalação de iluminação e decoração no Centro Histórico, mas os moradores e lojistas estão transformando a cidade em um grande cenário de Natal. As inscrições devem ser feitas pelo site www.natalimperialpetropolis.com.br. O principal prêmio é uma viagem de nove dias para Portugal.

“Percebemos que muitas pessoas ainda estão finalizando suas decorações de Natal, então resolvemos dar essa última chance. As casas e vitrines das inscrições que estão chegando estão lindas. Sem dúvida as disputas serão acirradas”, explica o diretor-presidente do Instituto Municipal de Cultura e Esportes, Leonardo Randolfo, lembrando que os concursos foram criados como forma de incentivar que toda cidade participasse de alguma forma do Natal Imperial, que este ano tem como tema a palavra “compartilhar”.

“O que estamos vendo hoje é que os moradores, assim como os comerciantes, estão abraçando o Natal Imperial e compartilhando conosco a ideia de envolver toda a cidade pelo espírito natalino”, destaca Randolfo.

Para o Concurso da Casa Mais Enfeitada, os candidatos inscritos serão julgados por uma comissão, formada por oito membros indicados pelo IMCE e instituições parceiras do Natal Imperial. A avaliação levará em conta iluminação, criatividade e originalidade. Para o julgamento, somente será analisada a decoração na parte externa visível a partir da rua, instalada nas fachadas e jardins. A comissão visitará cada casa. O vencedor receberá um pacote de viagem - de nove dias/ oito noites -  para Portugal. A entrega do prêmio será no dia 16 de abril de 2018. Para concorrer, o candidato deve ser o proprietário ou o locatário, residente no imóvel.

Já para o comércio, no Concurso para a Vitrine Mais Enfeitada, o proprietário do estabelecimento vencedorserá premiado com um pacote de viagem para Rota do Cacau em Ilhéus, na Bahia, e o vitrinista responsável pela decoração recebe uma diária com acompanhante no Hotel Riverside, em Petrópolis. A avaliação será realizada por votação popular na página oficial do Natal Imperial no Facebook. A foto da vitrine mais enfeitada que obtiver o maior número de curtidas na página será a grande vencedora do concurso. O prêmio será entregue em janeiro.

Os regulamentos dos concursos estão disponibilizados no site do Natal Imperial (www.natalimperialpetropolis.com.br).

natalPortugal

Evento conta com a presença de protetores de animais, veterinários e nutricionistas que trabalham com público de vegetarianos e veganos

A prefeitura promove no próximo sábado (16.12) o dia de Celebração da Vida Animal, como parte da programação de Natal da cidade, que oferece gastronomia vegetariana e vegana, música e uma feira de adoção. O evento é gratuito e acontece na Casa de Educação Visconde de Mauá, das 10 às 16h, com a presença de nutricionistas, veterinários, além de protetores de animais de Petrópolis. O objetivo da ação é conscientizar a população sobre os cuidados necessários na hora da adoção, além de oferecer dicas para quem busca uma reeducação alimentar, sem a presença de carne no cardápio.

Segundo Elisabete Amorim, coordenadora de Bem-estar Animal, destaca as atividades oferecidas além da doação de animais. Para as crianças tem algodão doce, escorrega, cama elástica e tobogã. “Vamos fazer um trabalho de panfletagem no evento destacando a importância da adoção responsável dos animais. Além disso, tem distribuição de amostra de ração de cães e gatos, experimentação de receitas veganas, ensinamentos sobre a saúde dos animais domésticos e um espaço especial para a criançada. Será um evento para toda a família”, explica Elisabete.

A nutricionista Mariana Raesh preparou a proposta da “segunda sem carne” para os participantes do evento. A ideia é que todas as segundas-feiras, os interessados em ingressar na rotina de um vegetariano não consumam alimentos de origem animal. “Para quem quer iniciar uma vida vegetariana, esse é a proposta mais indicada. Não devemos tirar a carne do dia para a noite. O ideal é que seja aos poucos, para que a gente não sinta tanta falta”, comenta. 

Essa é mais uma ação da prefeitura em apoio à causa animal. Recentemente, houve a realocação das barracas oferecidas para o bazar dos protetores de animais, que funcionava no calçadão do Cenip, para a Praça Alcindo Sodré. Apesar dos espaços públicos estarem disponíveis para a programação do Natal Imperial, o espaço dos protetores está garantido.

“A gente reconhece a importância do trabalho realizado pelos protetores de animais na cidade e acredito que esse apoio é importante para eles. No bazar é permitida a venda de produtos personalizados, como camisetas, chaveiros e canecas, além de produtos doados. Temos um cadastro dos protetores de animais que participam e organizamos para todos tenham a oportunidade de trabalhar”, disse a coordenadora.

Espaço oferecerá atividades culturais, esportivas e educacionais aos jovens do Alto da Serra

Petrópolis é a primeira cidade do interior do Rio a receber ambiente

Petrópolis é a primeira cidade fora da região metropolitana do estado a receber o Centro de Referência da Juventude, um equipamento do governo do estado, operacionalizado pelo município, que oferece inúmeras opções de atividades aos jovens, entre lazer, cultura, esporte e educação, e tem como objetivo apresentar novas perspectivas de futuro para os jovens, por meio da inclusão social. Na inauguração, sábado (16.12), às 10h, será realizada ação social com emissão de documentos, serviços de estética, sorteio de brindes e uma surpresa especial para os presentes.

O Centro de Referência da Juventude será custeado pelo governo do estado, e o município se responsabilizará pelo espaço e manutenção do mesmo, onde serão oferecidos cursos pela Faetec, aulas de teatro, dança, artes marciais e muitas outras atividades.

O Alto da Serra foi escolhido para sediar o centro levando em consideração o número de jovens da região, que poderão participar de atividades que visam contribuir para a cidadania, capacitação e bem-estar. É esperado que o espaço atenda dois mil jovens mensalmente.

“A iniciativa da prefeitura em correr atrás da implementação do centro na cidade é admirável, pois é um espaço muito importante para o crescimento do jovem. Ofertar oportunidades e capacitação à população é nossa maior missão, e é muito satisfatório realizar esta parceria com Petrópolis, muito positiva a todos”, destaca Jéssica Ohana, superintendente de Políticas para Juventude do Estado.

A ideia de levar os Centros de Referência ao interior do estado já existia há um tempo, mas devido à crise financeira, não existe verba suficiente para o governo estadual custear sozinho o espaço. Com apoio financeiro da prefeitura para o espaço e a manutenção dele, a ideia se tornou possível, trazendo à Cidade Imperial o primeiro centro fora da região metropolitana do estado. Os locais que já contam com o programa são as comunidades da Cidade de Deus, Manguinhos, Jacarezinho e Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio; Cantagalo, na Zona Sul e Duque de Caixas, na Baixada Fluminense.

“Petrópolis mais uma vez se mostra referência na assistência à juventude, compromisso que firmamos mais do que nunca em 2017. Criamos a Semana do Jovem Empreendedor (que a partir do próximo ano se torna um evento anual no calendário da cidade), aderimos ao programa ID Jovem e estamos buscando outras parcerias para beneficiar o jovem petropolitano. O Centro de Referência é mais um passo muito importante que damos para atingir nosso objetivo”, declara Wesley Barreto, coordenador municipal da juventude.

Na inauguração, que acontece neste sábado (16.12), será realizada uma ação social em parceria com o Detran e a Fundação Leão XIII, que irá oferecer isenção na emissão de documentos como certidão de nascimento e segunda via de registro civil, serviços de beleza, saúde, atividades esportivas e oficina de grafite, além de sorteio de brindes ao longo da ação e uma surpresa especial, entrando no clima natalino. O Centro de Referência da Juventude fica localizado na Rua Santo Antônio, número 248, no Alto da Serra, e estará aberto a partir das 10h deste sábado.

Alteração será testada quarta e quinta-feira das 16h às 20h 

Para melhorar as condições de tráfego em direção ao Quitandinha, onde uma árvore de natal flutuante tem atraído a atenção de milhares de petropolitanos e turistas, a CPTrans fará, das 16h às 20h, uma alteração de trânsito na Rua General Rondon. A via, que opera em mão dupla, terá mão única – sentido bairro – no trecho entre a Rua Pedro Américo (ao lado do Extra) e a esquina com a Estrada do Independência. A alteração, em caráter de teste será implementada nesta quarta-feira (13.12).

Com a via em mão única no trecho, motoristas que seguirem em direção ao Centro pela Rua General Rondon deverão entrar à direita na Rua Pedro Américo (ao lado do Extra) e em seguida à esquerda, acessando a Estrada do Independência, onde retornam à pista sentido Centro da Rua General Rondon.  

Na quarta e quinta-feira a alteração será acompanhada por técnicos da companhia, que avaliarão os resultados, bem como a necessidade de alterações nos horários previstos inicialmente. De acordo com o resultado dos testes, a alteração será mantida aos sábados e domingos durante a programação do Natal Imperial, sempre no período da tarde. 

Secretaria já realizou outras cinco campanhas ao longo desse ano

Objetivo é ajudar quem mais precisa no período do Natal

A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias realiza duas campanhas de Natal: arrecadação de leite em pó para o Lar de Crianças Nossa Senhora das Graças, em Corrêas, com entrega no próximo dia 20, além da mobilização dos agentes para a doação no banco de sangue Santa Teresa no dia 21 de dezembro. As ações são parte do viés humanitário do órgão municipal, atribuição destacada pela Organização das Nações Unidas (ONU). A sede da Defesa Civil, na Rua Buarque Macedo, 128, no Centro, funciona como ponto de recolhimento do alimento.

O objetivo das campanhas é ajudar quem mais precisa por meio de doações. O Lar de Crianças Nossa Senhora das Graças, que fica em Corrêas, atende 24 crianças. A entrega do leite vai ajudar a instituição não apenas no Natal, mas também ao longo do ano. Por conta disso, a Defesa Civil está atenta, por exemplo, a validade dos produtos.

“Uma das vertentes mais importantes do órgão é a ajuda humanitária. O nosso objetivo é contribuir com o sorriso das pessoas que mais precisam. Ao longo do ano, realizados diversas ações que deram resultados muito positivos. Esperamos contribuir também neste período de Natal”, explica o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz.

Em junho, a Defesa Civil organizou uma campanha entre os funcionários para a doação de sangue. Ao todo, naquele mês, 30 pessoas participaram da iniciativa. Foram recolhidos 15 litros de sangue, podendo salvar a vida de 120 pessoas. O objetivo da campanha em dezembro é superar a quantidade arrecadada em junho.

“Os estoques do banco de sangue estão quase 40% abaixo do ideal. Esse é um número muito preocupante, já que o banco atende a todos os hospitais da cidade. Neste mês de dezembro, o número de pessoas na estrada aumenta e o estoque precisa ser reforçado”, disse o secretário, que já garantiu presença na doação.

A Defesa Civil já realizou desde o início do ano a campanha de recolhimento de agasalhos, quando distribuiu 2.300 peças para instituições carentes do município; arrecadou chocolates, colaborando com a Páscoa da Sociedade Pestalozzi; distribuiu rosas em todos os lares de idosos da cidade no Dia das Mães, organizou a doação dos agentes no Banco de Sangue do Hospital Santa Teresa no Dia Mundial do Doador de Sangue, além de entregar para a Creche Santo Antônio, da Paróquia de Santo Antônio e Santo Agostinho em Nogueira, 108 pacotes, totalizando 2.412 fraldas infantis.

Bairro receberá Horta comunitária, Colônia de férias e Ação Social nos primeiros meses de 2018

No encontro, equipe do posto de saúde foi apresentada aos moradores

A prefeitura está fortalecendo a parceria junto as Associações de Moradores, a fim de promover a integração da comunidade aos serviços municipais e ouvir os moradores quanto às necessidades dos bairros. A partir de janeiro de 2018, a comunidade do Vale do Carangola ganhará uma Colônia de Férias para envolvimento das crianças e adolescentes no período de recesso escolar na Academia da Saúde. No local também será implantado uma horta comunitária com produtos orgânicos estimulando a mudança de hábitos alimentares e melhora na saúde dos moradores.

Cerca de 10 mil pessoas moram na região que conta com um Posto de Saúde e um Centro de Referência em Assistência Social com equipes completas para atendimento à população. Nesta terça-feira (12.12), representantes das Secretarias de Saúde e Assistência Social anunciaram ainda, a Ação Social que ocorrerá em fevereiro oferecendo a emissão de 2ª via de documentos pessoais, cadastro no CadÚnico para inclusão em benefícios sociais, além de atendimentos básicos de saúde com aferição de pressão e glicemia.

O encontro realizado na Academia da Saúde reuniu 30 pessoas entre os representantes das associações de moradores, comerciantes, igrejas, instituições e lideranças do bairro. A secretária de Assistência Social, Denise Quintella, avalia que a integração entre as secretarias é uma diretriz do governo em benefício da população dos bairros.

“Contamos com um CRAS e um PSF no bairro, além de uma academia da Saúde que é localizada no mesmo terreno do posto. Nossos serviços precisam estar alinhados, pois a mesma população que é assistida no centro de referência também recebe cuidados de saúde. Nossa gestão é integrada, conforme orientação do prefeito que quer sempre uma prefeitura mais presente na comunidade” ressalta Denise Quintella, reafirmando o compromisso de ter novos encontros junto à comunidade.

O secretário da Associação de Moradores do Vale do Carangola, Jésus da Silva Vicente, agradece a parceria junto ao município e destaca que vem se reunindo com os moradores a fim de verificar quais são as ações que a prefeitura pode ser integrada.

“Nós, desde o início do ano, viemos conversando com o governo e com a comunidade, expondo a situação crítica que o município estava financeiramente e o esforço em trazer melhorais para cá. E esse anúncio das ações logo no início do ano é muito bom. Temos hoje a integração de todas as lideranças do bairro a fim de colaborar com o processo de melhorias da nossa comunidade”, afirma Jésus da Silva Vicente.

Na ocasião, a nova equipe do posto de saúde do bairro foi apresentada aos moradores. A coordenadora das Áreas Técnicas de Saúde, Patrícia Ramos Pereira Rodrigues, reitera a importância de a comunidade estar envolvida nas ações preventivas de doenças.

“A equipe do posto está completa para atender a população. Nós temos os programas de prevenção – hipertensão, diabetes, saúde do homem, da mulher, da criança, entre outros. Nós buscaremos fortalecer esse vínculo da comunidade com o posto para criarmos ações preventivas que aumentem a qualidade de vida dos moradores do Carangola”, explica Patrícia Ramos.

Academia da Saúde promove colônia de féria e horta comunitária

A Colônia de Férias do Vale do Carangola ocorrerá entre os dias 8 a 31 de janeiro, com atividades três vezes na semana de 14 às 16h30. Estão previstas aulas de futsal, vôlei, queimada, além de filmes e brincadeiras lúdicas em casos de dias de chuva. A coordenadora do programa Academia da Saúde, Márcia Verônica Ferreira reforça que as inscrições para colônia de férias vão até a próxima segunda-feira (18.12).

“Para participar basta apresentar o cartão do SUS e o nome da criança. Mas quem quiser entrar na academia, a inscrição ocorre diariamente e estamos ampliando as atividades para 2018. Nosso objetivo é fortalecer os vínculos com a comunidade e conscientizar sobre a importância da mudança de hábitos alimentares e práticas regulares de exercícios para a redução dos quadros de hipertensão, diabetes e obesidade”, afirma.

O Vale do Carangola conta com 110 alunos e no terreno ao lado da Academia será montada uma horta comunitária. A expectativa é proporcionar no local uma conscientização sobre hábitos saudáveis envolvendo o esporte e a alimentação saudável. A gestora ambiental Monik Cornelsen e o técnico em mudas orgânicas Valter Gomide, já desenvolveram trabalhos em outras comunidades e espera a adesão da comunidade do Carangola.

“É um trabalho que será feito para eles e com eles. Além de aproveitar um espaço da Academia da Saúde para conscientizar sobre a mudança de hábitos alimentares, pretendemos estimular os moradores a terem hortas em casa e, assim, contribuir para qualidade da alimentação de toda família”, destaca Monik. 

Petrópolis vem avançando na conscientização e vigilância ao uso de agrotóxicos nos alimentos comercializados no município. A prefeitura participou pela 1ª vez da Reunião Geral do Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (PARA) da Anvisa, em Brasília. O programa foi reimplantado em agosto de 2017 junto com a realização do Seminário de Vigilância da Saúde da População Exposta ao Agrotóxico. São 237 produtos listados para análise que ocorre mensalmente em fiscalizações da Vigilância Sanitária.

Em abril reestruturou o programa de Vigilância da Qualidade da Água (VIGIAGUA) que analisa a potabilidade da água para consumo, além de colher as amostras em nascentes no município. A fiscalização dos índices de agrotóxicos nos alimentos expostos é realizada pela Vigilância Sanitária que coleta as amostras e assim como a água são encaminhadas ao Lacen RJ - Laboratório Central de Saúde Pública do Rio de Janeiro Noel Nutels para análise – até o momento o município vem mantendo os índices de qualidade.

O encontro do Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos da Anvisa ocorreu nos dias 06 e 07 dezembro com representantes de vigilâncias sanitárias estaduais e municipais de todo o país, além de analistas dos Laboratórios Centrais de Saúde Pública (Lacens), responsáveis pelas análises do programa. O grupo traçou estratégias para o monitoramento dos alimentos expostos a agrotóxicos e comercializados em todo o Brasil.

Uma das metas é incentivar a produção agrícola em Petrópolis melhorando a estrutura de apoio aos produtores. Estamos em processo de reimplantar o plano de vigilância e reativação da Comcab (Comissão Municipal de Controle de Agrotóxicos e outros Biocidas) será fundamental criarmos ações efetivas de educação continuada, fiscalização sobre o uso e descarte das embalagens, além das ações de prevenção e promoção a saúde.

O município é o maior produtor de alimentos orgânicos de todo o Estado e a prefeitura tem o objetivo de incentivar essa produção, além de acompanhar a utilização do produto químico ou biológico – comercialização, utilização pelo produtor rural e o descarte de embalagens – para definir ações de promoção, prevenção e vigilância em saúde à população exposta.

A coordenadora da Vigilância Sanitária, Dayse Carvalho explica que o Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos já analisou alguns alimentos que são presentes na alimentação diária dos petropolitanos: arroz, alface, tomate, cenoura, além de frutas como laranja e manga.

“Os municípios são capacitados para o programa e para as coletas dos alimentos no comércio local que são os mercados, quitandas, hortifruits, entre outros. Comprovamos a procedência dos produtos pelas notas fiscais dos mercados, que são sensibilizados para nos atender e colaborar no fornecimento das informações que são de extrema importância para a rastreabilidade dos laudos dessas análises. Através do monitoramento de agrotóxicos nos alimentos e os impactos que isso pode causar a saúde da população, dos animais e ao ambiente podemos traçar ações preventivas”, reforça Dayse Carvalho.

A diretora do Departamento de Vigilância em Saúde, Elisabeth Wildberger, explica que o Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos faz parte do Plano de Ações de Vigilância da Saúde de População Exposta a Agrotóxicos que prevê a elaboração de material educativo sobre agrotóxicos para produtores rurais, além de cadastro e fiscalização à comercialização, utilização pelo produtor rural e o descarte de embalagens.

“Uma das diretrizes do Plano de Ações de Vigilância da Saúde de População Exposta a Agrotóxicos é fornecer a capacitação para profissionais da assistência para realizar o diagnóstico de intoxicação, além da notificação dos casos junto à Epidemiologia. A Vigilância Sanitária realiza a fiscalização nos produtos que são comercializados, mas a nossa meta é conscientizar o produtor desde o plantio dos alimentos”, reforça Elisabeth Wildberger.

Notícias por data

« Dezembro 2017 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

Alvará Online - BANNER

DO

loa 2018

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

cpge

gabinete cidadania.fw

selo acesso_informacao.fw

EOUVmunicipios

cmv-logo