Segunda, 23 Setembro 2019 - 13:19

Petrópolis vai ter Núcleo de Apoio ao Superendividado

Petrópolis vai ter Núcleo de Apoio ao Superendividado

Sede do programa vai funcionar no Procon já a partir desta segunda-feira

Meta é auxiliar pessoas com comprometimento de mais de 50% de sua renda mensal

Setenta e três por cento da população brasileira está com mais de 50% da sua renda comprometida com dívidas. O dado do Boa Vista, serviço de proteção ao crédito referente ao primeiro semestre deste ano, chama atenção e vai ao encontro do novo programa desenvolvido pela Prefeitura de Petrópolis para a mudança dessa realidade para os moradores da cidade. A partir desta segunda-feira (23.09) o município passa a contar com o Núcleo de Apoio ao Superendividado, o NAS. Executado pelo Procon, o público com comprometimento de mais de metade da sua renda nos mais variados meios de cobrança estará elegível a atendimento dos especialistas do órgão.

Na prática, o NAS vai atuar orientando, educando e promovendo a renegociação de dívidas com os credores de forma amigável. A meta é auxiliar os devedores a ter um orçamento familiar saudável, garantindo o chamado mínimo vital para sobreviver. Esse é mais um programa desenvolvido para ajudar o cidadão petropolitano a ter a sua vida financeira saudável. Atualmente o município trabalha com a campanha do Fique em Dia para que as pessoas consigam regularizar o pagamento de IPTU e ISS, já foram feitas duas edições do Feirão Limpa Nome, onde 2.760 pessoas regularizaram sua vida quitando quase R$ 16 milhões e esse programa vem para somar ainda mais para a nossa cidade. A população deverá buscar o Procon para se habilitar.

O atendimento no órgão vai ocorrer em etapas na sede da unidade, que fica na Rua Moreira da Fonseca, nº33, no Centro. Para o atendimento é necessário que o consumidor passe por uma entrevista prévia, no qual deve preencher um questionário e anexar os documentos comprobatórios das informações prestadas. A equipe do NAS avaliará as informações para que a pessoa possa ser enquadrada como superendividada. A partir daí os credores serão convocados para a realização de uma audiência de conciliação, de caráter extrajudicial e individual. Esta audiência será mediada por conciliador indicado pelo Procon e, havendo acordo, ele será homologado e valerá como título executivo judicial.

Estão elegíveis para o Programa, pessoa física, maior de idade e capaz, com renda familiar, de boa-fé (avaliada de acordo com a veracidade das informações prestadas), que tenha contraído dívida por má administração do orçamento doméstico ou acidentes da vida, como morte, doença, desemprego, divórcio e similares, e, ainda, sem capacidade econômica para pagar o valor de suas dívidas, desde que constatada a condição de superendividado pelo Procon. A avaliação será de débitos em faturas/boletos vencidos ou a vencer decorrentes de empréstimos, financiamentos, contratos de crédito ao consumo, contratos de prestação de serviços e aquisição de produtos, excluindo-se, no entanto, as dívidas alimentícias, fiscais, de crédito habitacional e as dívidas contraídas por atividades profissionais e indenizações.

“Esse é um programa inédito no município, que foi construído para suprimir uma demanda de pessoas que estão, hoje, com sua renda comprometida e que, consequentemente, afeta toda a sua família. No Brasil são 73% de pessoas nessa situação, enquanto no primeiro semestre do ano passado, eram 56%. O que se observa é que houve uma melhora na confiança do consumidor com a economia no fim de 2018 devido a entrada de uma nova administração do nosso país no ano seguinte e isso fez com que a população voltasse a tomar crédito e consumir mais, mas o otimismo não se verificou no aumento de renda, por exemplo, acabando por prejudicar ainda mais as famílias brasileiras”, observa o coordenador do NAS e do Procon, Bernardo Sabrá.

Confira os documentos necessários se habilitar no NAS:

1 – Documentos que comprovem a condição econômica e situação financeira: comprovantes de renda individual (holerite ou média dos ganhos), complementar (pensão, aluguel) e familiar (auxílio dos familiares no pagamento de despesas básicas);

2 – Comprovantes das despesas básicas: contas de luz, água, gás, telefones, recibos de aluguel, prestações, média dos gastos com alimentação, transporte, saúde e educação;

3 – Demonstrativos das dívidas e do comprometimento da renda com as mesmas: contratos, extratos da conta corrente, carnês e as três últimas faturas de cartão de crédito.

Notícias por data

« Fevereiro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29  

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo