Sexta, 30 Agosto 2019 - 19:21

Museu Casa do Colono presta homenagem às famílias que doaram pertences à instituição

52 novos objetos e mais de 30 fotografias digitalizadas enriquecem acervo que ajuda a contar a história da colonização alemã em Petrópolis

O acervo do Museu Casa do Colono, como o seu mobiliário, os utensílios domésticos e de trabalho, além de documentos e diversos outros objetos ajudam os visitantes a entenderem melhor a maneira como viviam os colonos germânicos que ajudaram a construir a cidade. Parte deste acervo foi construído graças às doações de famílias de descentes que até hoje guardam objetos daquela época.Por isso, nesta quinta-feira (30.08), o museu prestou uma homenagem às mais recentes famílias que abriram mão de seus pertences em prol de perpetuarem a história. No total são 52 novos objetos e mais de 30 fotografias digitalizadas.

Os objetos doados, entre ferramentas de trabalho, fotografias e documentos escritos (como livros, caderneta e bíblias), indumentária, e utensílios domésticos como panelas, travessas, entre outros, que antes faziam parte de um acervo pessoal, particular, agora estão em exposição no museu. 

Entre os homenageados estava o aposentado Hilário Plum, que doou 33 objetos este mês à instituição. Parte do material já está em exposição e o restante vem sendo restaurado, para também ser exposto ao público. “Eu me interessei em doar porque eu falei: ‘se eu não doar agora, depois vai ficar tudo jogado, não sei mais o que vão fazer, de repente jogam fora’. Ai eu decidi doar. Agora vai ficar na história. As pessoas queàs vezes têm coisas que nem usam e não sabem o que fazer deveriam doar também”, frisa ele.

Inaugurado em 16 de março de 1976, o Museu Casa do Colono tem a missão de preservar e promover a memória dos imigrantes germânicos, trabalhadores que ajudaram a construir e a desenvolver Petrópolis. Representando a família Hingel, o professor aposentado Luiz Antônio Sanseverinoexplica a importância de garantir a preservação dessa história. “Eu sou uma pessoa que acho que a memória tem que ser gravada, tem que ser sempre preservada. Então os museus têm esse papel muito significante que é guardar a memória da cidade. E Petrópolis é uma cidade bonita e que tem que ser preservada, não só a sua paisagem, como seus museus. Acho que o museu é tudo, é o passado sendo resguardado pro futuro”, disse.

A solenidade contou com homenagens também à Marcos Carneiro e Elisabeth Graebner; Patrícia Essinger; André Luiz Preisner Peres; Sylvia Tannenbaum; Lair Pedro Gall; Antônio Mayworm e Cléa Maria Perreira.

“Agradeço muito o desprendimento dessas pessoas para que as doações aumentem o nosso conhecimento sobre a história de Petrópolis”, acrescenta o administrador do museu, Didayr da Silva.

Notícias por data

« Fevereiro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29  

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo