Sexta, 28 Junho 2019 - 19:17

Prefeitura e Tribunal de Justiça assinam termo de cooperação

Dívidas acumuladas desde 2008 em tributos serão cobradas em sistema eletrônico

O novo sistema, informatizado, do Tribunal de Justiça do Estado do Rio (TJ-RJ), irá permitir que a prefeitura cobre, com mais agilidade mais de 300 mil processos inscritos na Dívida Ativa. O termo de cooperação que permite a desburocratização foi assinado na quinta-feira (27.06) pelo prefeito e o presidente do TJ-RJ, desembargador Cláudio de Mello Tavares. O processo mais antigo é de 2008, referente a tributos não recolhidos em 2004. Ao longo dos anos, a prefeitura acumulou 300 mil processos que não foram executados, dívidas que somam R$ 500 milhões.

A prefeitura já mantém um convênio com o TJ-RJ referente à dívida ativa, mas essa nova cooperação vai permitir a modernização. Todo o processo passará a ser feito de forma eletrônica, o que agilizará o andamento dos processos e, conseqüentemente, a recuperação de recursos, destacando que os tributos são fundamentais para manter a qualidade e ampliação de serviços à população.

“Assim como acontece em um condomínio, em que todos os condôminos são lesados quando alguns deixam de pagar a taxa de manutenção, em um município toda sociedade é prejudicada quando alguns contribuintes deixam de arcar com as suas reponsabilidades. Por isso não se pode ficar com pena de fazer a cobrança e, se necessário, executar as dívidas, pois são recursos importantes para os demais munícipes”, considera o presidente do TJ-RJ, Cláudio de Mello Tavares.

O Juiz Jorge Luiz Martins Alves, titular da 4ª Vara Cível e do Cartório da Dívida Ativa, onde tramitam as ações de execução fiscal, frisa a importância da modernidade. “A tecnologia é essencial e o poder público municipal precisa se adaptar para avançar. Além de tudo, esta atualização do convênio vai ser benéfica no sentido de modernizar a base de dados cadastrais dos contribuintes, para que tenham um melhor serviço, que sejam melhor comunicados”, destaca o juiz.

Pelo novo acordo, a cobrança aos devedores, hoje encaminhada por carta, via correios, passa a ser feita de forma eletrônica. A dívida ativa encaminhará um arquivo digital, distribuído pelos correios no sistema “e-carta’. Assim que o devedor é citado a informação já retorna automaticamente para o processo, o que acelerando o andamento do processo. A informatização permitirá que com uma única petição seja possível despachar 100 processo.

“Para agilizar os processos o município já disponibiliza 17 servidores atuando no cartório de Dívida Ativa, na 4ª Vara Cível, para fazer a digitalização de antigos processos físicos”, complementa a procuradora da Dívida Ativa, Catharina Coutinho dell’Orto.

Alvará Online - BANNER

Notícias por data

« Dezembro 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31          

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo