Segunda, 27 Maio 2019 - 12:36

Fazenda registra aumento de 48% na arrecadação em relação a 2016

Redução de gastos continua para quitar dívida das gestões anteriores

Um modelo de gestão com modernização de sistemas, convênios para cruzamento de informações e técnicos da Secretaria de Fazenda monitorando todo tempo documentações de empresas, autônomos e demais contribuintes, vêm trazendo resultados positivos para a arrecadação do município, que em três anos registra um aumento de 48,75% - considerando a arrecadação de janeiro a abril referente aos quatro principais tributos (IPTU, ITBI, ISS e ICMS).  Em 2016, a arrecadação foi de R$ 121 milhões e, este ano,  alcançou R$ 181 milhões.

O aumento significativo na arrecadação, no entanto, não significa uma situação econômica mais confortável para o município, que mantém a política de redução de gastos, frente a uma dívida deixada por antigos gestores, que ao fim de 2016 alcançava R$ 766 milhões, dos quais R$ 155,8 milhões foram quitados em dois anos e quatro meses da atual gestão.

Estes recursos a mais têm sido fundamentais para a prefeitura manter a qualidade dos serviços prestados à população ao mesmo tempo em que trabalha para quitar as dívidas. A política de austeridade continua uma vez que apesar dos abatimentos e negociações para parcelamento, a dívida acumulada por antigos gestores ainda é de R$ 610 milhões – mais da metade do orçamento do município, que está em R$ 1,1 bilhão. 

O tributo que mais cresceu no primeiro quadrimestre deste ano, em comparação com o mesmo período de 2016 foi o ICMS, que registra um aumento de 74,43%, passando de R$ 53,1 milhões em 2016 para R$ 92,7 milhões no mesmo período deste ano. No ISS a alta foi de 29,75%, passando de R$ 24,1 milhões em 2016 para R$ 31,4 milhões este ano.

Para obter estes resultados a Secretaria de Fazenda adota um sistema de trabalho mais austero, fiscalizando e fechando o cerco principalmente aos grandes contribuintes.

O município trabalha  com maior rigor no acompanhamento dos dados e é isso que tem feito com que a arrecadação aumente gradualmente nos últimos anos. Agora, por exemplo, os técnicos estão fazendo o monitoramento das Declans que foram entregues pelas empresas até o dia 21, para notificar e pedir a retificadora em caso de grandes divergências de valores declarados. Outro instrumento importante é o sistema de alvará online, que hoje é emitido via Regin, o que impede por exemplo que a empresa tenha um CNPJ sem ter o alvará do município.

Paralelamente a secretaria atua em outras frentes como, por exemplo, uma fiscalização mais efetiva sobre as empresas e no recadastramento de MEIS de autônomos nos últimos cinco anos. É um trabalho de formiguinha, contínuo, feito por nossos técnicos e que com o auxílio dos novos sistemas irá funcionar cada vez melhor.

Tabela 1

Tabela 2

Notícias por data

« Agosto 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31            

Prestação de conta COVID-19

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo