Quinta, 28 Fevereiro 2019 - 18:54

Ministro do Desenvolvimento Regional garante Minha Casa Minha Vida e projetos de Petrópolis saem na frente

Ministro do Desenvolvimento Regional garante Minha Casa Minha Vida e projetos de Petrópolis saem na frente

O ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, garantiu que vai dar sequência a projetos do Minha Casa Minha Vida, como os que já foram autorizados para Petrópolis. Para isso, já pediu aos ministérios da Economia e da Casa Civil a antecipação de R$ 1,35 bilhão do orçamento do programa para aportar nas obras em andamento e em novas construções, entre as quais a de Petrópolis. Assim, os projetos previstos para a cidade saem na frente. A prefeitura trabalha hoje para a construção de moradias populares em terrenos no Caetitu, Mosela, Benfica e Vale do Cuiabá.

A informação foi dada logo após uma reunião com o secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, Cel. Alexandre Lucas Alves. No encontro, a prefeitura solicitou que o governo federal libere a Caixa para fazer a contração das unidades previstas para os terrenos.

Canuto afirmou que “em momento algum, o Ministério de Desenvolvimento Regional pensou em cancelar, suspender, acabar com o Minha Casa Minha Vida”. Ele explicou que nos dois primeiros meses do ano, a demanda por financiamento foi de R$ 300 milhões por mês, maior do que o orçamento previsto e, por isso, a intenção é antecipar o que estava previsto para o fim do ano para dar impulso ao programa já em março.

“Já foi encaminhado ao Ministério da Economia uma solicitação de antecipação de 75% dos limites de outubro, novembro e dezembro, para que sejam antecipados para março, abril, maio, junho e setembro. Com isso, a gente vai ter uma injeção de R$ 1,35 bilhão nesses meses, principalmente em março. O objetivo é compensar o que não foi feito em janeiro e fevereiro e regularizar a situação a partir de março”, afirmou o ministro.

Essas unidades são destinadas para a faixa 1 do programa, voltada a famílias de mais baixa renda (até R$ 1,8 mil por mês). É a mesma faixa de renda para a qual são destinadas as moradias que estão sendo construídas no Vicenzo Rivetti, onde a obra de 776 unidades já está 97,5%.

Atualmente, o município está fazendo o cadastramento das famílias que moram em área de risco ou que tiveram suas casas interditadas. Esse processo vai até o dia 15 de março. Até o momento, mais de 900 formulários foram preenchidos.

O cadastramento ocorre em dois locais: na sede da Defesa Civil – Rua Buarque de Macedo, 128; e no Centro de Cidadania de Itaipava – Estrada União e Indústria, 11.860. Além disso, a Secretaria de Assistência Social está realizando ações em bairros de maior vulnerabilidade.

Notícias por data

« Julho 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31        

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

cmv-logo

Relatorio CMVP