Quarta, 16 Janeiro 2019 - 18:58

Governo do Estado vê em Petrópolis modelo na área de habitação

Governo do Estado vê em Petrópolis modelo na área de habitação

O secretário de Estado de Cidades, Juarez Fialho, conheceu o conjunto habitacional do Vicenzo Rivetti nesta quarta-feira (16.01) e afirmou que o trabalho veloz nas obras do Minha Casa Minha Vida é um modelo “que a gente tem que replicar” em todo Estado. Depois de ficar paralisadas por mais de três anos, as obras foram retomadas e ganharam ritmo em 2017. Em dois anos, a construção de 776 unidades passou de menos de 5% para 97,5%. Por isso, durante reunião, ele afirmou que quer o município contribua para levar “o trabalho sério” feito por aqui para outras cidades do Rio de Janeiro.

Em Petrópolis, o governo do Estado tem três terrenos para construções moradias populares pelo programa Minha Casa Minha Vida: Mosela, Benfica e Vale do Cuiabá. O subsecretário de Estado de Habitação, Fábio Quintino, informou que já está trabalhando para que as obras possam começar o mais breve possível. O município está fazendo o cadastramento das famílias para informar a demanda por moradias. Até o momento, mais de 600 famílias já fizeram o cadastro. Além desses três terrenos do Estado, o município ainda tem o Caetitu, que comporta 720 unidades. Petrópolis tem projetos para a construção de 1.028 imóveis já pré-aprovados pela Caixa.

No Vicenzo Rivetti, o terreno estava coberto de mato no início da atual gestão. A empresa AB Construtora assumiu as obras, que se tornou umas das mais rápidas do Minha Casa Minha Vida em todo país em 2017. Hoje, o município está fazendo o arruamento do lado do conjunto para permitir a construção de uma creche e de uma UBS para atender os futuros moradores.

“Eu vi as fotos disso aqui quando começou a obra e é impressionante a velocidade com que foi feito. Isso mostra que o trabalho foi sério e é esse tipo de empreendimento que a gente tem que replicar. E em parceria com o novo governo do Estado, trazendo credibilidade, a gente pode fazer parcerias utilizando terrenos obtidos pelo município, terrenos do Estado que sejam do Iterj, para fazer novos empreendimentos como esse, replicar essa ideia e encarar de frente o déficit habitacional daqui, que é significativo”, falou o secretário de Estado de Cidades. O município tem um déficit de 12 mil moradias, de acordo com o Plano Município de Redução de Riscos (PMRR).

Durante a reunião, Juarez Fialho pediu que a Secretaria de Obras, Habitação e Regularização Fundiária do município ajude a reunir o corpo técnico da área de habitação das cidades da região Serrana para impulsionar projetos de construção de moradias.

“Foi uma grata surpresa ver que Petrópolis é uma cidade com gente muito preparada e disposta a trabalhar. Conversamos sobre diversas parcerias na área de habitação. O governo do Estado tem como prioridade a habitação aqui na região Serrana, em Petrópolis também. As primeiras parcerias vão sair na área de habitação”, afirmou Juarez Fialho.

Ter o apoio total do secretário das Cidades e do subsecretário de Habitação,  fortalece o município em todos os projetos,  tanto na área habitacional quando de pavimentação, reforma de quadras, diversos outros projetos.

Notícias por data

« Setembro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30        

Prestação de conta COVID-19

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo