Sexta, 30 Novembro 2018 - 18:33

Campanha “16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher” recebe palestra sobre a “Sala Lilás”

Campanha “16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher” recebe palestra sobre a “Sala Lilás”

Dentro da programação da Campanha “16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher”, o Gabinete da Cidadania realizou nesta sexta-feira (30.11), na Casa dos Conselhos, uma palestra ministrada pela Assistente Social da Equipe Técnica da Gerência de Saúde da Mulher, da cidade do Rio de Janeiro, Márcia Soares, sobre o projeto Sala Lilás que já funciona em Niterói e Campo Grande.

A sala lilás é um local reservado para o atendimento de mulheres que foram vítimas de violência física e sexual, onde são atendidas de forma mais humanizada e acolhedora. O espaço funciona dentro do Instituto Médico Legal (IML), onde são realizados exames periciais com equipe multidisciplinar. O objetivo é que as vítimas se sintam preservadas e mais à vontade para falar sobre a violência sofrida.

Durante a palestra, Márcia Soares apresentou dados estatísticos realizados pela Secretaria de Vigilância Sanitária da cidade do Rio de Janeiro, apontaram que de 2009 a 2018 foram notificados 58.821 casos de violência envolvendo crianças, adolescentes, adultos e idosos. Em 2018, as duas Salas Lilás juntas já somam 880 notificações. De acordoo com a assistente, o trabalho realizado na Sala Lilás, garante uma celeridade no atendimento da vítima e exige uma articulação maior de toda a rede da saúde.

Hoje dividi minha experiência na construção do projeto da Sala Lilás e de todo o processo para o seu funcionamento. A Sala Lilás foi criada para atender apenas as mulheres, porém a ferramenta foi tão bem executada, que atendemos homens, mulheres, transexuais, crianças e idosos. A partir do momento que a vítima é acolhida e quebra o silêncio, isso exige uma qualidade da rede como um todo, desde Defensoria Pública, delegados e Secretaria de Saúde, para que esta pessoa não se perca no processo da rede e seja conduzida de forma correta, por isso a necessidade de integrar todos os serviços” destacou a Assistente Social da Equipe Técnica da Gerência de Saúde da Mulher, Márcia Soares.

Representando o Hospital Municipal Nelson de Sá Earp, Simone Aparecida Borré contou que achou a palestra bem interessante, apesar de a unidade de saúde atender violências autoprovocadas. “Achei bem interessante essa proposta da Sala Lilás. Acho que vai contribuir muito para o atendimento dessas vítimas”, contou Simone.

Programação Campanha “16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher”

As palestras são ministradas pela equipe do Centro de Referência de Atendimento a Mulher. Este ano a campanha está focada nas escolas. Na segunda-feira (03.12), às 10h, na Escola Municipal Abelardo De Lamare, no Caxambu e às 19h no Liceu Municipal Carlos Chagas Filho, na Av. Barão do Rio Branco. Na terça-feira (04.12) às 14h, é o dia da Escola São João Batista, no Duarte da Silveira e na quarta-feira (05.12) às 13h na Escola São Judas Tadeu, na Mosela. E ainda em um encontro especial, na segunda-feira (17.11) a equipe do CRAM fará uma palestra dedicada aos pais e responsáveis na Escola Municipal Abelardo De Lamare.

Notícias por data

« Dezembro 2018 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31            

Alvará Online - BANNER

DO

loa 2018

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

cpge

gabinete cidadania.fw

selo acesso_informacao.fw

EOUVmunicipios

cmv-logo