Sexta, 09 Novembro 2018 - 18:57

CRAM tem aumento de retornos de atendimento em relação ao ano passado

CRAM tem aumento de retornos de atendimento em relação ao ano passado

Os atendimentos realizados pelo Centro de Referência em Atendimento à Mulher (CRAM), no mês de outubro deste ano, aumentaram em 32,69% em comparação ao mesmo período de 2017. Em 2018 foram 43 retornos, 26 novos atendimentos, totalizando 69 orientações. No ano anterior foi contabilizado o total de 52 acompanhamentos, sendo 39 novos atendimentos e 13 retornos. O aumento expressivo do número de retornos se deve ao trabalho realizado de respaldo às mulheres durante todo o processo de recuperação da violência.

Estes dados mostram a importância do acompanhamento, das palestras e instruções que o CRAM tem realizado na cidade. O órgão humanizou o atendimento e o acolhimento às usuárias, e o resultado é perceptível no número de mulheres que retornam ao Centro de Referência.

“Os retornos significam que o atendimento está excelente e as mulheres estão mais corajosas e confiantes e com essa nova lei que a quebra da medida protetiva é crime, elas passaram a confiar mais, deram mais credibilidade à Lei Maria da Penha. Eu e minha equipe estamos muito felizes com este resultado”, destacou a coordenadora do CRAM, Cléo de Marco.

O CRAM, subordinado ao Gabinete da Cidadania, oferece o atendimento com a psicóloga Liane Diehl, que ministra um Grupo de Apoio Terapêutico (GATE), todas as quartas-feiras de 14h às 16h, na sede do órgão. Nas reuniões as mulheres são ouvidas, respeitadas e contam umas com o apoio das outras e da equipe do CRAM. O órgão oferece ainda orientação jurídica, acompanhamento social e trabalha em parceria com as delegacias de Petrópolis para atender à mulher em situação de violência – seja ela moral, verbal, patrimonial, física ou sexual.

“Acredito que muito deste aumento se deva ao que nós chamamos de busca ativa. Quando as mulheres que estão em situação de violência doméstica buscam espontaneamente os serviços existentes.  A espontaneidade se dá devida às palestras que temos feito nas escolas e em entidades como igrejas e grupos sociais. Além disso, toda a rede municipal trabalha contra a violência doméstica, que engloba os diversos serviços municipais tais como emergências, postos de saúde, UPAS e delegacias”, declara Ana Maria Rattes, presidente do Comdim e coordenadora do Gabinete da Cidadania.

Para denunciar ou solicitar informações, pode ligar para o telefone 2243-6152 ou comparecer à sede do Cram, na Rua Santos Dumont, número 100, no Centro. O funcionamento é de segunda a sexta, de 8h às 17h. Em casos de emergência, a mulher pode ligar em qualquer horário para o número (24) 98839-7387, disponibilizado pelo órgão. Caso se sinta violentada de alguma forma, a mulher pode contatar a Polícia Militar pelos números 2291-5071, 2242-8005 ou 180, além de poder contatar via WhatsApp a emergência da Polícia Militar, pelo número (24) 99222-1489.

Notícias por data

« Dezembro 2018 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31            

Alvará Online - BANNER

DO

loa 2018

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

cpge

gabinete cidadania.fw

selo acesso_informacao.fw

EOUVmunicipios

cmv-logo