O serviço de higienização de ruas para combater o coronavírus continua em toda cidade. Nesta segunda-feira (15.06), o Bairro Esperança recebeu o trabalho de lavagem na Rua Brigadeiro Castrioto com aplicação de hipoclorito de sódio 0,5%, um tipo de alvejante que elimina vírus e bactérias presentes em qualquer superfície. Desde o início da pandemia, a concessionária já percorreu mais de 600 km de ruas e aplicou mais de 1,5 milhão de litros de hipoclorito de sódio.

A Comdep também promoveu higienização no Bingen, Duarte da Silveira e no Centro – Rua do imperador, Irmão D'Ângelo e 16 de Março. O trabalho conta com uso de um caminhão pipa com oito mil litros de água, sabão e cloro.

Conteúdo atualizado semanalmente

Plataforma disponível no site da prefeitura: www.petropolis.rj.gov.br

Junho chegou e com ele, atividades diferenciadas para os alunos da educação infantil na plataforma “Educa em Casa”. Mesmo com a impossibilidade de contato físico e com as aulas suspensas devido as ações de prevenção ao coronavirus, atividades diferenciadas, com tema junino foram acrescentadas na sessão da educação infantil, com sugestão de vídeos, músicas, brincadeiras e até receitas juninas.

Na parte de berçário e 1º período, como por exemplo, na 9ª semana de atividades há uma sugestão de rotina: higienização, estimulação, exercícios com braços e pernas, banho de sol, cantigas, almoço, contação de história e estimulação por meio de brincadeiras diferentes. Nessa semana, a sugestão é a pescaria de tampinhas (a partir dos 4 meses).

“Brincar com bebês e crianças é mais fácil do que se imagina. Não é necessário gastar muito dinheiro e nem comprar brinquedos eletrônicos para a estimulação. Objetos simples e do cotidiano podem se tornar uma brincadeira divertida e o melhor, têm um resultado importante no desenvolvimento cognitivo e coordenação motora, como por exemplo”, afirma Simone Malheiros, diretora do Departamento de Educação Infantil da Secretaria de Educação.

Para esse público, o Educa traz, ainda, indicação de vídeos e músicas como: A galinha magricela, Peixe Vivo, Festa Junina, Festa de São João.

Há também, na 9ª semana de atividades, sugestão de rotinas para alunos do 2º e 3º períodos como: leituras, brincadeiras e atividades: Vamos contar? Desenhar com comandos; acertar a argola, fazer uma sanfona de papel, amarelinha e a história do Arraiá na floresta vem cá e a música forrozinho bom.

Para aqueles que estão no 4º e 5º período há a sugestão de leitura, brincadeiras como jogo da memória, recorte e cole, leitura e até receita de broa de milho.

“Além de trabalhar a coordenação, ao colocar a mão na massa, os alunos aprendem sobre texturas e quantidades, ótima forma de se aprender fazendo algo divertido”, acrescenta Simone Malheiros.

Sexta, 12 Junho 2020 - 15:26

Comunicado CPTrans

Um bar da Rua Floriano Peixoto, no Centro, foi multado em R$ 800 nesta quarta-feira (10.06) por manter as portas abertas, descumprindo os decretos editados pelo município para o enfrentamento ao coronavírus. A autuação foi aplicada em fiscalização realizada pela equipe de Posturas, Vigilância Sanitária, Meio Ambiente e Procon, que atuam com apoio da Guarda Civil e da PM. Nos últimos 10 dias, cinco estabelecimentos foram multados por estar em funcionamento sem autorização e outros cinco foram intimados a fechar as portas imediatamente ou a adotar medidas para evitar aglomerações.

A Guarda Civil entregou nesta quarta-feira (10.06) mais cestas básicas dentro da campanha “Um gesto solidário”. Agora, com ajuda de parceiros, o objetivo é continuar dando assistência para famílias necessitadas que ficaram sem renda neste período da pandemia. Cinco famílias no Canto da Cemitério (Valparaíso) e uma no Amazonas (Quitandinha) foram “adotadas” e receberam alimentos doados pelo Serratec. Na sexta (12), mais nove serão beneficiadas no Sargento Boening. Também foram entregues nesta quarta garrafas de água sanitária e o grupo Crochemigas vai doar toucas e mantas de crochê, principalmente para idosos.

Para quem quiser participar da mobilização, as doações podem ser entregues na sede da Guarda Civil (Rua Santos Dumont, 517 – Centro), de 9h às 17h. Para outras informações sobre como participar basta ligar para 2234-9257.

Sirenes móveis reforçam a importância do isolamento social

A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias realizou a operação Alerta Coronavírus no Centro nesta quarta-feira (10.06). Com o apoio de um veículo operacional equipado com as sirenes, os agentes reforçam a importância do isolamento social e pedem que a população use máscaras. A ação fortalece o trabalho de prevenção realizado pelo município, com o objetivo de evitar a contaminação por Covid-19.

Os veículos estivaram nas ruas do Imperador, 16 de Março e Paulo Barbosa, além do Bosque do Imperador e na Praça da Inconfidência. Ontem (09), a ação foi realizada no Capitão Paladini, Olga Castrioto, ponto final do Vital Brasil e Siméria. Nesta semana, o mesmo trabalho foi realizado em ruas do Brejal e da Posse.

Na semana passada, a ação foi realizada no Madame Machado, Jardim Americano, na Estrada das Arcas, no centro comercial de Itaipava, ao longo da Estrada União e Indústria, Buraco do Sapo, além das ruas Aldo Tamancoldi, Lopes Trovão, Oswero Vilaça, Sargento Boening e Meio da Serra.

O trabalho nos bairros começou em meados de março e será permanente até o fim da pandemia do coronavírus.

Outra ferramenta usada para reforçar os apelos por higiene pessoal e distanciamento social é o alerta de WhatsApp da Defesa Civil. As mensagens estão sendo enviadas diariamente para os usuários cadastrados. O número é o (24) 98863-5497.

Também houve lavagem de ruas em Pedro do Rio pela Águas do Imperador e higienização em Corrêas e Itaipava pela Comdep

Militares do 32º Batalhão de Infantaria Leve (BIL) fizeram a desinfecção da Praça da Liberdade na manhã desta quarta-feira (10.06). O trabalho contou com aplicação de hipoclorito de sódio 0,5% em bancos, pontes de madeira, coretos, monumentos, no chafariz e no posto fixo da Guarda Civil. Esse é mais um serviço realizado para combater o coronavírus em Petrópolis.

O material utilizado na Praça da Liberdade é um tipo de alvejante, que elimina vírus e bactérias presentes em superfícies. O Exército já realizou o mesmo trabalho de desinfecção nas UPAs Centro e Cascatinha e nos terminais de Itaipava, Corrêas e Itamarati, além de áreas administradas diretamente pela corporação.

“É uma ação importante que ajuda a mitigar a contaminação do novo coronavírus entre as pessoas. A sociedade pode contar conosco nessa área. Nós conseguimos desenvolver muito rapidamente essa capacidade de ajudar a sociedade nesse esforço de guerra contra o coronavírus. Entre as nossas próximas ações, vamos apoiar a Guarda Civil, estamos fazendo o planejamento para fazer essa desinfecção nas instalações deles”, disse o comandante do 32º BIL, coronel Alan Paiva Salazar.

O hipoclorito de sódio também vem usando para higienização de ruas pela Águas do Imperador. Nesta quarta, o trabalho foi realizado pela concessionária em Pedro do Rio, ao longo da Estrada União e Indústria, passando por pontos de ônibus e pela praça no centro do distrito.

A Comdep também fez lavagem com água, sabão e cloro nos terminais de Corrêas e Itaipava entre a noite de terça e a madrugada de quarta. O trabalho aconteceu em entorno de supermercados e da UPA em Itaipava. Durante o dia, a limpeza ocorreu em ruas de Centro, Quitandinha, Castelânea e Mosela.

Objetivo é reforçar orientações de prevenção ao coronavírus e também o acompanhamento remoto das atividades

Mais de 500 famílias inseridas no Programa Criança Feliz, voltado para o desenvolvimento da criança na primeira infância, estão sendo acompanhadas mais de perto pela Secretaria de Assistência Social. As visitas – que chegaram a ser suspensas e agora estão restritas neste período de isolamento social – recomeçaram na última semana, de forma quinzenal, com o objetivo de fortalecer o vínculo com as famílias, dando orientações sobre a importância de ficar em casa para o combate ao coronavírus, e entregando kits de alimentação para o reforço nutricional dos pequenos. As equipes também fazem o acompanhamento remoto com o envio de atividades.

Diferente do que era feito dentro do programa, neste momento de prevenção à covid-19, os visitadores não entram nas residências e mantém distância durante o atendimento, além, claro, de usarem equipamento de proteção individual.

O programa, que é realizado com crianças de 0 a 3 anos de idade, é desenvolvido e custeado pelo Governo Federal e é voltado para as famílias em vulnerabilidade social, que sejam cadastradas no Bolsa Família. Desde que foi implantado, o programa já realizou mais de 10 mil visitas a famílias para acompanhar o desenvolvimento das crianças. O trabalho também é oferecido a famílias com crianças com deficiência, inseridas no Benefício de Prestação Continuada (BPC). Nesses casos, o acompanhamento se estende até a criança completar seis anos de idade.

“Mas neste período de pandemia estamos fazendo um acompanhamento remoto, via WhatsApp ou telefone.  Disponibilizamos informações, orientações sobre a covid- 19, sugestões de  brincadeiras, vídeos musicais para o cuidador realizar com a criança visando  fortalecer o vínculo afetivo família- criança, estimular o desenvolvimento infantil. As atividades são de acordo com a faixa etária das crianças. Também mantemos contato com as gestantes. As visitas domiciliares, com o técnico entrando nas casas, estão suspensas neste período, mas consideramos fundamental continuarmos acompanhando as famílias e dando suporte nesse momento difícil”, destaca a supervisora do Criança Feliz, a psicóloga Márcia Grotz.

O Programa consiste no trabalho de estimulação do desenvolvimento infantil e fortalecimento de vínculo afetivo. Quando possível, o trabalho começa desde a gestação. Durante as visitas, são realizadas atividades diversas que estimulam o crescimento saudável e fortalecem o vínculo socioafetivo entre a família.

As adaptações necessárias para a implantação de um Centro de Educação Infantil e um polo de atendimento do CREI – Centro de Referência em Educação Inclusiva – começarão nessa semana no prédio do antigo Colégio Cenecista. A informação foi confirmada pelo prefeito nesta quarta-feira (10.06) durante uma visita no lugar. Vale salientar que ainda não há data prevista para o retorno das aulas na rede municipal de Educação, no entanto, o prédio será preparado para que possa começar a funcionar quando o retorno for definido.

O prédio, que foi cedido para a prefeitura por meio de comodato, conta com 13 salas de aula, biblioteca, banheiros e quadra. A prefeitura reforça, no entanto, que ainda não há data prevista para o retorno das aulas. 

O CEI receberá o nome Nilo Peçanha. Segundo o planejamento da Secretaria de Educação, o polo de atendimento do CREI – Centro de Referência em Educação Inclusiva – que também funcionará no local, vai ofertar com oficinas e atividades para alunos com deficiência que moram nos distritos.

Aumento na oferta de vagas na Educação Infantil

Além desse novo CEI, o poder público colocou em funcionamento nesse ano – antes da paralisação das aulas devido as ações de prevenção ao coronavírus – três novos espaços exclusivos para educação infantil: o CEI Anna Maria Nardi, no Quissamã; o CEI Monsenhor Paulo Daher, no Centro e o CEI Dagmar Rolando, em Corrêas.  Um outro CEI, no Boa Vista, está em fase final de obras. Só nesses novos espaços são cerca de 700 vagas novas. Além dos novos espaços, a Secretaria de Educação também aumentou o número de vagas ofertadas em espaços já em funcionamento em bairros como Bingen, Centro e Jardim Salvador.

Em reunião virtual, com representantes da UEE e UNE, a coordenação do órgão de defesa do consumidor debateu a aplicação da lei estadual.

Na tarde desta segunda-feira (08.06), a pedido do diretor da União Estatual dos Estudantes (UEE-RJ), Guilherme Freitas Gomes, e da representante da União Nacional dos Estudantes (UNE), Sílvia Fernanda Pereira, o Procon/Petrópolis-RJ debateu, em um encontro virtual, as diretrizes, os direitos de pais e alunos e  como se dará a fiscalização a partir da lei estadual 8.864, do dia 3 de junho de 2020. O texto sancionado pelo governo do Estado torna obrigatório o desconto nas mensalidades escolares de instituições de ensino do Estado do Rio, por conta da pandemia do novo Coronavírus.

A medida entrou em vigor no dia quatro deste mês e é válida enquanto durar o estado de calamidade pública, prevendo descontos mínimos nas mensalidades e proibindo reajustes e demissões. A nova lei se aplica a estabelecimentos de educação infantil, ensino fundamental, médio — inclusive técnico ou profissionalizante — e de educação superior da rede particular.

A lei estadual prevê ainda a criação de mesas de negociação com participação de funcionários, direção e alunos e pais, que deverá ser formada para confirmar os descontos com base nos critérios da lei, podendo ser definido um desconto maior em comum acordo. Caso não haja deliberação na mesa de negociação ou se ela não chegar a ser criada, os descontos deverão ser automaticamente aplicados.

A aprovação da lei estadual por parte da Assembleia Legislativa do Estado (ALERJ) é uma pauta que vem sendo cobrada pelas representações estudantis do Estado.

"Nós entramos em contato com o Procon para esclarecer como poderemos agir da forma mais adequada na efetivação dos direitos dos consumidores que, aqui também são estudantes. Alunos da rede privada que por muitas vezes se encontram desamparados sem saber ao certo como podem proceder. Precisamos deixar claro para o estudante que as instituições como a UNE e a UEE fizeram parte de todo processo desta lei até que ela fosse sancionada, busca agora sua efetiva aplicação. Assim, almejamos que o impacto da crise econômica consequente da pandemia não venha a ceifar sonhos e objetivos." Silvia Fernanda, representante da UNE.

"Desde o começo da pandemia, com a suspensão das aulas presenciais e implementação do ensino remoto, nós da União Estadual dos Estudantes do Rio de Janeiro (UEE-RJ), estamos juntos com diversos DCEs e representantes estudantis na luta pela redução das mensalidades, através de muita luta e de diversas audiência para amplo debate, conseguimos aprovação de 2 leis na ALERJ e a sanção da primeira (a segunda está no aguardo) agora a nossa luta é pela real efetivação da lei e que os estudantes possam ter seu direito assegurado. A nossa luta não vai parar, precisamos que a lei seja colocada em prática e que os estudantes participem das mesas de negociação para que consigamos avançar em nossa demanda!", Guilherme Freitas Gomes, diretor da UEE-RJ.

Pagina 10 de 1491

Banner INFOS ATUAIS2

Notícias por data

« Julho 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31    

Prestação de conta COVID-19

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo