As ações de segurança em prol da tranquilidade e ordenação da Rua Nelson de Sá Earp teve destaque na reunião do Conselho Municipal de Segurança Pública (Comsep), realizado na noite desta segunda-feira (11.02). O encontro ordinário destacou a parcerias dos órgãos de segurança e seus efeitos nos choques de ordens realizados pelo município. Desde o início do ano, foram quatro edições do choque de ordem, resultando em quase 20 jovens apreendidos com bebidas alcóolicas e drogas, notificações de estacionamento irregular, além de apreensões realizadas com o auxílio dos cães da Guarda.

No encontro, que contou com representantes da Rua Nelson de Sá Earp, foi elogiada as ações pelos representantes da sociedade civil. A reunião também abordou medidas de combate ao uso de drogas e bebidas alcoólicas, principalmente entre os jovens.

Outro destaque da reunião foram as ações realizadas pela Guarda Civil no Quarteirão Suíço. A presidente da Associação dos Moradores, Edna Queiroga destacou a ação. “A qualidade na segurança aumentou bastante. Os moradores estão bem mais tranquilos e satisfeitos. Sempre tem uma viatura pelas ruas e isso é muito bom”, elogiou. 

O encontro contou com a presença do Comandante do 26ª BPM, o tenente-coronel Marcelo Bernardo.

O Balcão de Empregos da Prefeitura, administrado pelo – Departamento de Trabalho e Renda (Detra), da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, tem 33 vagas disponíveis nessa semana. Os candidatos devem cadastrar os seus currículos pelo site www.petropolis.rj.gov.br. Mais informações podem ser consultadas pelo telefone (24) 2233-8113.

O balcão de empregos realiza a divulgação das vagas e os encaminhamentos dos candidatos para processo seletivo, sendo assim, fica a cargo do empregador a responsabilidade pelas entrevistas e possíveis contratações. O Detra fica na Avenida Barão do Rio Branco, nº 2846. Confira as oportunidades:

Assessor de serviços gerais - 1 vaga - ambos os sexos - Recebimentos e reposição de produtos, organização de gondolas e serviços diversos

Assistente administrativo - 1 vaga - ambos os sexos - Ensino superior completo e experiência

Auxiliar de serviços gerais - 2 vagas - sexo masculino - Experiência

Consultor de vendas - 1 vaga - ambos os sexos - Ensino médio e experiência

Eletricista predial - 4 vagas - sexo masculino - Ensino fundamental e experiência

Operador de caixa - 2 vagas - ambos os sexos - Ensino médio e experiência

Supervisor de minimercado - 1 vaga - ambos os sexos - Ensino médio completo

Vendedor porta a porta - 20 vagas - ambos os sexos - Ensino médio completo e experiência

Além dessas foi cadastrada uma vaga para deficientes. A oportunidade é para técnico em enfermagem, ambos os sexos. Para concorrer é necessário ter ensino médio e curso técnico em enfermagem, além de registro atualizado no Conselho Regional da categoria e laudo médico.

Captação de fundos para execução de projetos

Petrópolis está incluída no rol de municípios que fazem parte do Plano Metropolitano do Estado do Rio para o desenvolvimento de projetos. A participação nos estudos do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano Integrado da Região Metropolitana do Rio de Janeiro (PDUI/RMRJ) foi selada nesta segunda-feira (11.02) entre a prefeitura e Luis Fernando Panelli, diretor do Grupo Executivo de Gestão Metropolitana da Secretaria de Governo do Estado do Rio de Janeiro.

Secretários municipais integrarão um grupo que ficará responsável por passar os dados da cidade bem como os projetos do poder público municipal para o Grupo Executivo de Gestão Metropolitana do Estado do Rio de Janeiro. As informações de Petrópolis serão incluídas no planejamento do Estado sobre ordenamento do território, saneamento básico, mobilidade urbana, enfrentamento aos efeitos adversos das mudanças climáticas, serviços de comunicação digital e questões sobre moradia. São estes dados que vão nortear políticas públicas que possam ajudar no desenvolvimento dos municípios que fazem parte da região metropolitana do Rio de Janeiro.

"O governo do Estado criou um Fundo Metropolitano que poderá ajudar os municípios a colocar em pratica seus projetos que incluem melhorias nos eixos que são trabalhados pelo Grupo Executivo de Gestão Metropolitana. O fundo descentralizado vai ajudar as cidades a se desenvolver. O governo percebeu a necessidade de desenvolvimento da região metropolitana e isso só é possível com a participação ativa dos municípios”, disse Luis Fernando Panelli.

A região metropolitana é composta por 22 municípios: Rio de Janeiro, Belford Roxo, Cachoeiras de Macacu, Duque de Caxias, Guapimirim, Itaboraí, Itaguaí, Japeri, Magé, Maricá, Mesquita, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçu, Paracambi, Petrópolis, Queimados, Rio Bonito, São Gonçalo, São João de Meriti, Seropédica e Tanguá.

A ideia é de que sejam colocadas as informações de Petrópolis em um encarte construído pelo Grupo Executivo. “As informações de Petrópolis devem estar nesse encarte e nos estudos. Há muitas zonas de interesse e soluções em casos específicos, como habitação que podem nos ajudar em pensar no Estado como um todo. Petrópolis já vem fazendo a sua parte com vários projetos e precisamos entender o andamento dessas ações”, disse Luis Firmino Martins, Superintendente de Planejamento do Grupo Executivo.

A aproximação com o governo do Estado mostra a importância da cidade para o desenvolvimento da região metropolitana do Estado. Petrópolis conta com mão de obra especializada que trabalha no Rio de Janeiro justamente por causa da aproximação da nossa cidade com o Centro produtivo do Estado e isso mostra o quanto Petrópolis pode crescer ainda mais por estar próxima do Rio de Janeiro.

Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano Integrado da Região Metropolitana do Rio de Janeiro é uma iniciativa do Governo do Estado, por meio da Câmara Metropolitana. O objetivo é o de elaborar um conjunto de cenários, estratégias e instrumentos que orientem decisões governamentais nos anos futuros e sejam referências para a sociedade fluminense.

Também participaram da reunião Juliana Vasconcelos; coordenadora da Superintendência de Planejamento da Câmara Metropolitana; Paulo César, superintendente de Relações Institucionais do Grupo Executivo; Gerard Fischgold, superintendente do Grupo Executivo e Darwin Magnus, Superintendente de governança do grupo Executivo, além dos integrantes do governo municipal Baninho (vice-prefeito), Ronaldo Medeiros (secretário de Obras), Raquel Motta (subsecretária de Obras), Jairo da Cunha (diretor presidente da CPTrans), Renato Couto (secretário de Meio Ambiente), Sebastião Médici (procurador do município)  e Celso Meyer (subsecretário de Desenvolvimento Econômico).

Segunda, 11 Fevereiro 2019 - 19:05

Liceu Municipal volta às aulas nos três turnos

As aulas no Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrósio iniciaram nesta segunda-feira (11.02) nos três turnos. As salas foram pintadas, as janelas consertadas e as demais dependências da instituição como sala dos professores, refeitório e direção passaram por uma detalhada limpeza. Uma revitalização completa da unidade está em fase de licitação.

“Está bem diferente. Eu gostei das novas cores e percebi que a escola está mais animada. Estou entusiasmada com o início do ano letivo”, disse Sofia Naves, aluna do 8º ano.

Uma revisão na parte elétrica também foi realizada. A nova diretora da escola, Márcia Chiote, aponta que o esforço concentrado em apenas uma semana colocou a unidade em condições de receber os alunos.

A Secretaria de Educação abriu sindicância para apurar porque a escola não estava em condições adequadas no dia 04 de fevereiro, quando as aulas iniciaram a rede. A apuração vai levantar o que foi gasto em manutenção e as verbas federais usadas.

A escola – que atende 1800 alunos matriculados do ensino fundamental II até o ensino médio – não passa por reformas desde 2014. “O prédio apresentava falta de manutenção, o que foi sanado. Agora o esforço se concentra em uma obra de revitalização total, com revisão do telhado, quadra e pintura da fachada e demais dependências”, afirma o prefeito Bernardo Rossi.

Driele do Nascimento, aluna do 8º ano, ficou surpresa com a nova cara da escola. “Está diferente e eu gostei desse novo visual. Agora temos que ajudar a manter essa aparência bonita na escola”. Isabele Ribeiro, também do 8º ano, gostou de saber que a revitalização terá continuidade. “É bom saber que nós vamos estudar em salas mais bonitas e arrumadas. Vi a diferença nas janelas e gostei muito”.

Foram 1665 pedidos de reparação de iluminação pública feitos pelo APP

Prestes a completar um ano em operação, o aplicativo Petrópolis IP, em que o cidadão pode pedir o reparo da iluminação alcança 100% de atendimento das solicitações realizadas pela plataforma digital.  Em quase 12 meses, foram 1665 pedidos atendidos praticamente de forma imediata. A tecnologia aliada ao conforto e praticidade para fazer a solicitação, é mais uma alternativa para o cliente criada pela Secretaria de Serviços e pela empresa responsável pelo trabalho, VitoriaLuz.

De 22.872 pedidos que a empresa recebeu dos petropolitanos em 2018, 7,28% foram feitos aplicativo. Os moradores também podem fazer a solicitação do serviço também pelo telefone ou pelo site da prefeitura, mas a expectativa é que cresça o número de pessoas optem por usar a plataforma digital. Para fazer o download do aplicativo – que é gratuito, o cliente deve ir na PlayStore do seu celular e procurar o aplicativo “Petrópolis IP”. O serviço está disponível, por enquanto, apenas para celulares com o sistema Android.

O morador do Caxambu, Antônio da Rocha Viera contou que está muito satisfeito. “O serviço é muito rápido e eficiente. Solicitei e logo vieram fazer o reparo. Já fiz por telefone também, mas realmente pelo celular é mais prático por conta da correria que a gente vive né! Fiquei bem feliz com o atendimento”, contou.

A cidade possui mais de 40 mil pontos de luz, sendo que as maiores demandas de manutenções são de lâmpadas apagadas à noite ou acesa durante o dia, lâmpada apagando e acendendo, poste, luminária ou braço da luminária danificado, fiação partida na via ou ainda luminosidade ruim. Os locais que mais solicitaram os serviços em 2018 foram Centro da cidade com 2.275; Itaipava com 1.354 e Quitandinha com 1.250. Foram registrados 3.941 pedidos por telefone e 17.066 serviços de manutenção de rotina.

“O serviço foi um benefício para população e para a prefeitura. O canal com acesso direto, agiliza o serviço para o petropolitano, assim como agora temos mais controle de todo trabalho realizado. Estamos a cada dia aprimorando mais o software para melhorar ainda mais o sistema”, ressaltou o engenheiro eletricista Leônidas Mattos, um dos responsáveis pelo Departamento de Iluminação Pública.

Ao clicar no ícone da iluminação pública, que fica na lista à direita, o morador é levado para a página remodelada pela Secretaria de Serviços e pela Vitorialuz, que oferece as mesmas opções para informar o número de identificação do ponto de luz e qual o problema identificado. Outro caminho para fazer solicitações é pelo telefone: 0800 024 1000 / 2233-8165 / 2246-8971.

Atendimento continuam no Centro da cidade, Itaipava e agentes da Assistência Social continuam com ações pelas regiões mais vulneráveis

O cadastramento dos moradores de área de risco vai continuar ao longo dessa semana. Quem ainda não compareceu a um dos postos da Secretaria de Assistência Social, tem até a próxima sexta-feira (15.08) para se cadastrar ao programa Minha Casa Minha Vida. Neste fim de semana, dias 9 e 10 de fevereiro, foi realizado o último mutirão pelos bairros, que contribuiu para o atendimento da população de pessoas da Posse, Pedro do Rio e Itaipava. No total, 788 pessoas já foram inseridas no programa.

Nesta última semana de cadastramento, quem ainda não se inscreveu ao programa, pode comparecer no Centro de Cidadania, Estrada União e Indústria, 11.860 e no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), do Centro – Rua Dr. Sá Earp, 39 (em frente a Águas do Imperador), das 9h às 15h. Os agentes vão continuar pelas comunidades de maior vulnerabilidade paro atendimento da população.

Para se cadastrar é preciso apresentar documentos como Identidade, CPF e Certidão de Nascimento ou Casamento (adultos); comprovante de residência, como conta de luz, telefone e água; e Certidão de Nascimento, para as famílias que tenham menor de idade. O laudo com os dados sobre a interdição do imóvel também é necessário, mas caso a pessoa não possua mais o documento ou more em área de risco e ainda não teve a casa vistoriada pela Defesa Civil, será solicitada nova avaliação do imóvel.

Os projetos aprovados destinam imóveis para a população que tiveram as casas interditadas ou morem em área de risco. “A população está sendo orientada pela nossa equipe a comparecer a um dos postos de atendimento. Esses imóveis serão destinados para as vítimas de calamidades, sem custo algum para as famílias”, destaca a Secretária de Assistência Social, Denise Quitela, reforçando que quem não tiver o laudo de interdição do imóvel deve comparecer da mesma forma. “Se a pessoa não possuir mais o documento, vamos solicitar nova vistoria. O importante é que as pessoas não deixem de se apresentar”, frisa.

Mais de mil unidades habitacionais serão construídas na cidade. Os projetos estão previstos para as regiões de Benfica, que receberá 120 unidades; na Mosela, onde serão construídas 220 moradias; e no Caetitu, para onde estão previstos 792 apartamentos.

O cadastramento de moradores de área de risco teve início em novembro de 2018. Desde então, várias ações de chamamento foram realizadas pelos bairros. No mês de janeiro, os trabalhos foram intensificados com a realização de mutirões pelos bairros, com o intuito de facilitar o acesso da população. “Identificamos que muitas pessoas tinham dificuldade de ir ao centro da cidade. Os mutirões contribuíram para que mais pessoas soubessem do programa e se cadastrassem. Vamos continuar circulando pelas regiões de maior vulnerabilidade para cadastrar a população”, destaca o diretor do departamento de proteção social, Rodrigo Lopes.

Durante a Reforma Protestante, no século XVI, a música ganhou destaque na cultura alemã e passou a ser usada como ferramenta de instrução e edificação da igreja. E é por isso que atrações musicais não poderiam faltar na programação da Semana da Língua Alemã, que acontece entre os dias 05 e 14 de abril. Já estão confirmados um concerto do Coral dos Canarinhos só com obras em alemão, na Igreja do Sagrado, e um concerto barroco alemão de órgão na Igreja Luterana. A Semana, que está em sua 4ª edição no país, será realizada pela primeira vez em Petrópolis.

O evento vai contar ainda com palestras, apresentação de grupos folclóricos, exposição de trajes típicos, contação de histórias, entre outras atividades, todas gratuitas.

O concerto dos Canarinhos acontece no dia 12 de abril, às 20h. E o de órgão será realizado no dia seguinte, 13, às 19h. Os dois terão entrada gratuita e a expectativa é de encher as igrejas. “A música está muito ligada à cultura alemã. A Reforma Protestante levou a música para dentro das igrejas. Podemos dizer que isso, na época, foi até um ‘escândalo’. É muito importante termos essas apresentações durante a Semana da Língua Alemã”, explica o diretor de eventos da AGFAP, Marcos Carneiro.

Em todo país, a Semana vai contar com 550 eventos, partindo da ideia de que uma língua abre portas para entender melhor a cultura de outros países. A realização é das Embaixadas da Alemanha, Áustria, Bélgica, Luxemburgo e Suíça – em cooperação com seus consulados e parceiros culturais no Brasil. Em Petrópolis, o evento será aberto no Palácio de Cristal, mas a será lançado oficialmente no dia 16 de março, aniversário do município, com um jantar de comida típica alemã no Clube Magnólia (informações sobre reservas podem ser obtidas através do telefone: 24-22423965).

O evento em Petrópolis, que é apoiado pela prefeitura, através da Turispetro, é organizado pela Federação dos Centros de Cultura Alemã do Brasil (FECAB), o Clube 29 de junho, o Instituto Bingen, e a Associação dos Grupos Folclóricos de Petrópolis (AGFAP).

O processo seletivo já temi mais de 3 mil inscrições

Os interessados em participar do Processo Seletivo para estagiários na Prefeitura têm até o dia 17 de fevereiro para fazer a inscrição gratuitamente pelo site www.petropolis.rj.gov.br.  Somando nível superior e ensino médio, o processo já possui 3.132 inscritos. São 195 vagas, sendo 14 disponibilizadas para pessoas com deficiência. A prova está marcada para o dia 24 de fevereiro e o local e a hora estarão disponíveis no cartão de confirmação, que é gerado após a inscrição para o processo seletivo.

Até o momento, o processo possui 852 candidatos inscritos para o Ensino Médio e 2.280 para o Ensino Superior, sendo 16 candidatos inscritos para as vagas para pessoas com deficiência.

A seleção foi dívida em dois grupos: nível superior são 106 vagas para os cursos Administração de Empresas, Administração  Hospitalar,  Arquitetura  e  Urbanismo,  Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Direito, Educação Física, Enfermagem, Engenharia Civil, Farmácia, Fisioterapia,  Fonoaudiologia,  Informática,  Jornalismo  (Comunicação Social), Nutrição, Pedagogia, Psicologia, Publicidade  e  Propaganda,  Serviço  Social,  Tecnólogo  Gestão  de  Recursos  Humanos,  Tecnólogo  Gestão  de  Turismo, Tecnólogo Gestão Pública, Veterinária. Serão 7 vagas para pessoas com deficiência nas áreas de Administração de Empresas, Direito, Informática e Psicologia.

Já o grupo 2, são 75 vagas para Ensino Médio, Ensino Médio Técnico e Pós Médio Técnico: Ensino Médio, Técnico em Administração, Técnico em Informática, Técnico em Radiologia. Para pessoas com deficiência serão 7 vagas no Ensino Médio.

O candidato que for aprovado, terá auxilio transporte, bolsa auxilio e contrato de um ano, podendo ser prorrogado. O conteúdo da prova e sugestões bibliográficas estão disponíveis no Diário Oficial de 18 de dezembro, no site da prefeitura. A prova objetiva terá 30 questões, sendo 10 de língua portuguesa; 5 de matemática; 5 de informática; 5 de ética e comportamento no trabalho e 5 questões de história e geografia de Petrópolis. Para aprovação, o candidato deverá fazer 50 pontos.

No dia da prova, os candidatos devem chegar no local da prova 1 hora antes, com documento original de identidade (foto), caneta esferográfica com tinta cor azul ou preta e material transparente.

Informações:

Inscrições: Até 17/02/19

Disponibilidade do Cartão de Confirmação: 21/02 a 24/02

Prova objetiva: 24/02/2019

Divulgação do gabarito: 25/02/2019

Resultado Final: 18/03/2019

A Prefeitura está investindo R$ 500 mil neste início de ano em melhorias na rede de Educação. São 30 unidades – entre escolas e creches – recebendo melhorias. Em dois anos são 81 unidades que passaram por pintura, adaptações em banheiros e cozinhas e reforma em telhados, algumas as melhorias empreendidas. Em 2017 foram realizadas melhorias em 19 espaços e em 2018, outros 32 receberam verbas para adaptações.

Uma das escolas que recebeu melhorias foi a Johann Noel, no Bingen. E a escola aumento em 120 o número de vagas. A unidade passou a atender integralmente alunos do 4º período da educação infantil até o 3º ano do ensino fundamental.  Das 30 escolas com reformas, a metade oferece ensino em tempo integral. E o poder público priorizou estas unidades.

Em 2016 eram quatro escolas com ensino integral e em dois anos ampliamos para 15. E para garantir o atendimento adequado para esses alunos o poder público também deu uma atenção especial as unidades escolares que iniciaram o ano com essa novidade, mas, vale salientar que a Secretaria de Educação continua visitando as escolas, acompanhando as necessidades e ouvindo os profissionais que atuam nesses espaços para entender as necessidades da rede.

Pintura das salas de aula, colocação de pias e vasos nos banheiros que atendem os alunos menores foram as melhorias realizadas na EM Johan Noel. A novidade no atendimento já teve resultado: o número de alunos atendidos na escola passou de 360 para 480 estudantes.

“É muito bom conferir de perto essas mudanças positivas na rede municipal com a implantação de mais escolas com o atendimento integral. Esse aprendizado diferenciado com uma proposta de oficinas diversificadas está encantando a equipe. Nossa escola recebeu melhorias e ficamos muito felizes. Estamos recebendo nossos alunos com muito carinho”, contou a diretora da EM Johann Noel, Patricia Boaventura.

Iniciação Científica, arte e cultura, educação ambiental e atividades físicas são algumas das oficinas no integral da EM Johann Noel. Leticia Oliveira será responsável pelas aulas de arte. “A ideia é trabalhar a história da arte de forma lúdica, chamando a atenção para os trabalhos manuais que eles podem fazer como as pinturas rupestres. Estou muito animada e parabenizo a prefeitura por estar dando atenção para a educação integral”, disse Leticia.

Entre os atrativos, a EM Johann Noel também tem quadra esportiva, sala de vídeo, sala de leitura e sala com espelhos – essa especialmente preparada para as oficinas que trabalharão a coordenação motora.

Matheus Lischt atenderá os alunos do integral nas aulas de educação física. “As atividades físicas direcionadas ajudam na coordenação motora. As crianças gostam porque envolve brincadeiras e acaba se tornando uma diversão”.

Os pais que quiserem informações sobre o funcionamento das escolas que funcionam integralmente podem procurar o Departamento de Inspeção Escolar da Secretaria de Educação – 2246-8675.

Colégios foram convidados para particular da política pública de Defesa Civil nas Escolas

As 71 escolas particulares e as 11 estaduais de Petrópolis estão convidadas para inserirem a política pública de Defesa Civil nas Escolas na grade de ensino. A reunião que vai apresentar o programa acontece nesta terça-feira (12.02), às 14h, na Sala de Cooperação da Defesa Civil. A ideia é que as instituições de ensino participem voluntariamente do programa, obrigatório em toda a rede municipal. Iniciativa da prefeitura, a lei permite aos alunos desenvolverem a cultura de prevenção aos desastres de origem natural e de percepção de riscos.

As escolas presentes no encontro também serão convidadas para participarem da capacitação dos profissionais de ensino, que acontece nos dias 18 e 22 de fevereiro na Câmara Municipal. Petrópolis é pioneira no país com a lei da Defesa Civil nas Escolas, que foi sancionada e publicada em Diário Oficial, que busca garantir um futuro mais seguro para os petropolitanos.

Segundo o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz, a participação das escolas particulares e estaduais vai garantir que mais jovens tenham acesso ao programa.

“Desde o ano passado, abrimos a nossa política pública para todas as instituições interessadas. A ideia de transformar a forma de pensar da população passa diretamente pelo ensinamento nas escolas. Precisamos trabalhar desde a infância a percepção de riscos para reduzirmos os riscos de desastres”, frisa Paulo Renato.

Com 234 áreas de risco alto ou muito alto – equivalente a 18% do município - e um déficit habitacional de 12 mil casas, a política pública é mais uma ação da prefeitura de prevenção aos desastres naturais. A iniciativa vai reforçar todas as ações que trabalham a importância da prevenção não só no ambiente escolar, mas também na comunidade.

“A prevenção aos desastres de origem natural é um marco na gestão do prefeito Bernardo Rossi. Vamos continuar trabalhando dessa maneira, pensando e agindo de forma antecipada”, completa o secretário de Defesa Civil.

Bem-estar animal também será abordado

Principal novidade para este ano dentro da política pública, a inclusão dos tema bem-estar animal vai permitir que os alunos fortaleçam a compaixão e o respeito pelos bichos. Serão abordados assuntos como maus-tratos, posse responsável e diga para os animais e, principalmente, a questão do abandono - crime ambiental com pena de reclusão. Além disso, o Defesa Civil nas Escolas vai chegar aos colégios que possuem educação infantil.

Pagina 8 de 1120

Notícias por data

« Fevereiro 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28      

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

cmv-logo

Relatorio CMVP