Fase classificatória da modalidade acontece entre os dias 9 e 12 de maio na Fábrica do Saber

O vôlei abre o calendário das modalidades do Jogos Estudantis Unificados de Petrópolis (Jeups) neste ano. A fase classificatória começa no dia 9 de maio e segue até 12 do mesmo mês em três categorias: sub-13, 15 e 18. As partidas acontecem no Centro Esportivo da Escola Municipal Fábrica do Saber, na Estrada da Saudade. As oito melhores equipes no masculino e feminino em cada idade garantem vaga para a segunda fase, que será realizada no segundo semestre.

O basquete, o futsal e o handebol também acontecem em duas fases. Já as modalidades individuais - tênis de mesa, xadrez, judô e atletismo – serão realizadas em uma única fase, com previsão para começar em agosto. A principal novidade no regulamento deste ano é que as escolas podem inscrever um mesmo atleta para três esportes coletivos nas categorias sub-15 e 18.

O período de inscrição das escolas está aberto e segue até o dia 4 de abril através do site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br). No ano passado, o Jeups igualou o número recorde de escolas participantes, que havia sido em 2002: 44 instituições. Os jogos proporcionaram para os estudantes 295 horas de atividades físicas em 895 partidas nas modalidades coletivas.

Para este ano, o governo municipal quer mais alunos e colégios participando da atividade, como forma de incentivar os jovens na prática esportiva.

Selecionado Jeups

Outra novidade para este ano é a criação do Selecionado Jeups. Serão formadas seleções com os principais atletas das categorias sub-15 e 18 no basquete, handebol, vôlei e futsal - apenas no feminino, já que no masculino a Liga Petropolitana de Desportos representa a cidade. A ideia é que essas equipes disputem competições regionais e estaduais levando o nome de Petrópolis, como forma de incentivar a participação dos jovens no Jeups.

Inscrições vão até 22 de março

As atividades formativas referentes ao Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC) terão continuidade no primeiro semestre na rede municipal de Educação. Os professores das turmas do 1º, 2º e 3º ano do ensino fundamental interessados em participar poderão fazer a inscrição até o dia 22 de março através do e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

A formação é uma iniciativa do Comitê Gestor Estadual para Alfabetização e Letramento do Pacto Nacional pela Alfabetização Idade Certa do Rio de Janeiro - composto pela Secretaria de Educação do Estado do Rio, a União Nacional de Dirigentes Municipais de Educação e a Faculdade da Universidade Federal do Rio de janeiro.

Os professores interessados também deverão informar em que escola e turma atuam e a documentação pessoal. Um calendário com as datas das formações ainda será enviado para as escolas da rede. A expectativa é de que sejam realizados dois encontros mensais até junho. Vale salientar que os participantes serão certificados pela UFRJ.

A formação terá como objetivo revisitar os documentos já apresentados desde 2013 e os encontros ocorrerão fora do horário de trabalho. Além disso, são objetivos da formação despertar nos professores a necessidade de investir no planejamento, orientar a intervenção pedagógica, articular conhecimentos desenvolvidos para que o aluno possa consolidar seu processo de alfabetização e analisar situações didáticas de intervenção que propiciem um atendimento diferenciado para a efetivação da aprendizagem

O Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa é um compromisso formal assumido pelos governos federal, do Distrito Federal, dos estados e municípios de assegurar que todas as crianças estejam alfabetizadas até os oito anos de idade, ao final do 3º ano do ensino fundamental.

Seguindo a programação das comemorações pelo Dia da Mulher, está marcado para quinta-feira (21.03), às 18h, na Casa dos Conselhos, a palestra com o Deputado Estadual do Rio Grande do Sul, Edegar Pretto, sobre Desconstrução do Machismo e Enfrentamento a Violência Contra a Mulher. Desde o início do mês, o Gabinete da Cidadania está realizando diversas ações de conscientização em diferentes pontos da cidade, entre elas, palestras nas escolas, sessão de cinema e festivais.

Pela primeira vez em Petrópolis, o debutado irá apresentar como realiza os trabalhos, que são voltados especialmente para os homens e quais os resultados que as palestras geram.

Entre os trabalhos em prol das mulheres, Edegar lançou à frente parlamentar de homens pelo fim da violência contra as mulheres; participou em 2013 do CSW da Onu, discutindo como engajar os homens na causa e igualdade de gêneros; em 2016 criou o Comitê Estadual do Movimento Eles por Elas, onde são construídos vários projetos, entre eles, Dia He for She nas universidades, Projeto Fim da Linha dentro dos trens e a ação Aqui tem respeito, onde as equipes de restaurantes e bares são treinadas para ajudar as mulheres em alguma situação de violência ou assédio.

Programação da Campanha Mês da Mulher

26.03 – Premiação do Festival Mulher Poesia e Crônica

10h – Casa dos Conselhos

27.03 – Festival Mulheres de Cristal

19h – Palácio de Cristal – apresentação de talentos femininos petropolitanos

Percurso de 7 quilômetros vai atender os 260 atletas inscritos na prova

Acontece no próximo domingo (24.03) a Corrida do Shopping Center Pedro II, a primeira que conta pontos para o ranking municipal neste ano. A largada será às 8h na entrada do Shopping, para um percurso de 7 quilômetros pelas ruas do Centro Histórico. São 260 atletas inscritos para a prova, que vai premiar as três maiores equipes participantes, além dos três primeiros colocados no geral e por faixa etária. O evento conta com o apoio da prefeitura, através da Superintendência de Esportes e Lazer e da CPTrans.

Além desta prova, outras nove contam pontos para o ranking municipal neste ano: Corrida Contra a Fome (7 de abril); Corrida do Trabalhador (1º de maio); Corrida Petrópolis-Itaipava (26 de maio); Love Run (9 de junho); Fire Run (7 de julho); XC Run (20 de julho); Corrida Master (20 de outubro); Petrópolis Night Run (26 de outubro) e WTR Serra do Mar (23 de novembro).

A prova é uma realização do Shopping Center Pedro II com produção da empresa Brow Sports. Após a corrida, os atletas têm direito a uma mesa com um café da manhã completo, com isotônico, suco, frutas, bolos, biscoitos e até sorvete. A ideia é proporcionar ao corredor um evento completo, com muita segurança e diversão.

“Vamos colocar uma aula de zumba de aquecimento, além de toda a premiação e um café da manhã completo para repor as energias da corrida. Também oferecemos uma estrutura grande, para toda a segurança dos corredores, em parceria com a prefeitura”, explica Paula Nunes, da Brown Sports.

O calendário esportivo completo, com todos os eventos previstos para o município neste ano, está disponível no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

Segunda Caminhadown de Petrópolis

No mesmo dia, será realizada a segunda Caminhadown de Petrópolis. O evento acontece em homenagem ao Dia Internacional da Pessoa com Síndrome de Down, comemorado em 21 de março.  O objetivo dos organizadores é mostrar que a inclusão da pessoa com deficiência se faz com a participação de toda a comunidade. A saída da caminhada será às 8h30, na Praça da Liberdade, seguindo em direção ao Palácio de Cristal. Na chegada serão oferecidas atividades relacionadas ao desenvolvimento de crianças e adolescentes com deficiência, acompanhadas por professores, fonoaudiólogos e psicoterapeutas.

As novas UTIs móveis  - quatro ambulâncias que vão servir às UPAs e ao Hospital Alcides Carneiro (HAC) - entraram em operação neste domingo (17.03).  Com custos para prestação de serviço 12% menor, as novas ambulâncias são contratadas incluindo os custos de combustível, motorista e socorrista e, em caso de quebra, um novo veículo é colocado à disposição em 60 minutos. O valor para a prestação do serviço é de R$ 26 mil para cada unidade, que conta com aparelhos como desfibrilador, respirador, bomba de infusão, monitor cardíaco, cilindros de oxigênio e oxímetro.

As UTIs são equipadas com todo o material e medicamentos necessários em caso de urgência e emergência e foram entregues ao município com os medicamentos para os primeiros atendimentos. O transporte dos pacientes conta com médicos e/ou enfermeiros de acordo com a gravidade dos casos.

Este ano o orçamento da Saúde é R$ 45 milhões a mais e as ambulâncias são um dos investimentos do município.

Dos quatro veículos, três ficarão lotados na UPAs - um fixo em cada unidade e uma dará o suporte cada dia em um dos locais. A outra ambulância será de uso exclusivo, por 24 horas, no HAC. Com essas novas unidades móveis, o município passa a contar com 14 ambulâncias, sendo cinco avançadas e nove básicas. O SAMU também conta com uma unidade avançada.

Além da economia para os cofres do município, tendo em vista que o custo mensal anterior era de R$ 29,2 mil ao mês, o contrato das novas ambulâncias, feito por meio de processo de licitação, prevê ainda menos gastos com combustível. O acordo de prestação de serviço, conta com uma franquia de 1,5 km de combustível pago pela empresa contratada, para cada unidade. As ambulâncias possuem sistema de rastreamento que pode ser usado pelo setor de regulação de ambulâncias ou acessado por aplicativo nos celulares.

Com as novas ambulâncias o município passa a contar com mais suporte para o transporte de pacientes, seja para as unidades da cidade seja para outros municípios”, Das demais ambulâncias, quatro são do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), duas do Hospital Municipal Nelson de Sá Earp (HMNSE), duas do Pronto Socorro Leônidas Sampaio, uma da unidade de saúde da Posse, uma de Pedro do Rio.

 

O Procon Petrópolis entrou com uma representação no Ministério Público Estadual pedido reparação para consumidores que esperam em filas de bancos mais tempo que o previsto em legislação. O documento entregue nesta segunda-feira (18.03) é embasado em decisão do Superior Tribunal de Justiça que condenou um banco do Sergipe a pagar R$ 200 mil em danos morais coletivos. O precedente aberto com o caso, possibilita ao consumidor indenização por conta de possíveis problemas causados pela demora de atendimento pelas agências.

Na representação, o Procon levou em conta mais de 18 anos de descumprimento da legislação por parte dos bancos na cidade. Só nos últimos dois anos, em 233 ações de fiscalização feitas pelo órgão de defesa do consumidor, em 49 delas foram encontradas irregularidades. Até então, as multas aplicadas eram direcionadas ao fundo do Procon e o recurso usado, apenas, em ações voltadas à melhoria nas relações de consumo. Agora, a tentativa é que o próprio consumidor seja reparado pelo dano sofrido.

Se o Ministério Público acatar o pedido do órgão e abrir a ação civil pública, clientes que tiveram problemas por conta da espera poderão se habilitar como beneficiário após a sentença. Neste caso, eles deverão, ou com apoio de advogado ou defensoria pública, peticionar o processo, juntar toda documentação necessária, inclusive comprovando que houve de fato o dano a que foram submetidos. A partir daí, se o caso for julgado e os danos morais comprovados, o cliente em questão será beneficiário do dano moral.

Na última fiscalização feita pelo Procon, no fim do mês passado, duas agências foram encontradas com tempos superiores ao determinado em legislação: a Caixa Econômica Federal e a agência do Bradesco, no Shopping D. Pedro II. O que chamou atenção neste último caso é que a espera era de quase uma hora. Reincidente pela quinta vez, a instituição financeira já recebeu três multas, duas no valor de R$ 49 mil e uma de R$ 24.500, além de duas advertências. Mais uma autuação do Procon, e o banco poderá ter seu serviço interrompido.

Em Petrópolis, a lei que embasa as ações do Procon é 5.763/2001. Segundo ela, cabe às agências disponibilizar pessoal suficiente para atender em até 15 minutos seus clientes em dias normais e em até 30 minutos em dias anteriores e posteriores a feriados. Se a fiscalização flagrar a irregularidade por mais de cinco vezes, ela pode ter seu alvará de funcionamento suspenso até que comprove ter capacidade de atender o que preconiza a legislação.

 

Instrumento importante no processo de tomada de decisões sobre as políticas executadas pelo município em áreas importantes como habitação, mobilidade urbana e transporte, saneamento ambiental e planejamento territorial, a participação social nas políticas públicas é o tema da Conferência Municipal da Cidade – 2019.  A palestra será apresentada pelo arquiteto e urbanista Vicente de Paula Loureiro. O evento é organizado pelo governo municipal e pelo Conselho Municipal da Cidade (ComCidade), e acontece no dia 27, no auditório da Fase. O tema tem o objetivo de estimular a reflexão sobre a relevância da participação dos cidadãos no planejamento da cidade.

Na Conferência também serão eleitos os representantes da sociedade civil que irão integrar o Conselho da Cidade, que este ano será presidido pela sociedade civil. Um dos objetivos do Conselho da Cidade é viabilizar o debate em torno das políticas urbanas. Ele é composto por diversos segmentos da sociedade – ONGs, movimentos populares, entidades profissionais, acadêmicas e sindicais desde que já participem de outro Conselho Municipal, além de representantes do poder público, permitindo, desta forma, a participação da sociedade civil no processo de tomada de decisões.

 O Comcidade tem 29 cadeiras destinadas à sociedade civil – uma para cada Conselho. Cada um deles pode indicar até três representantes. Esta participação é muito importante uma vez que este ano o Comcidade será presidido pela sociedade civil.

 As inscrições para a Conferência Municipal da Cidade 2019 podem ser feita via internet, no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br) ou diretamente no auditório da Fase, no dia do evento – a partir das 18h. A abertura do evento será às 19h. A Conferência acontece na sala Arthur Sá Earp, da faculdade FMP/Fase, na Av. Barão do Rio Branco, 1.003 – Centro.

Cerca de 100 crianças da Escola Paroquial Santa Bernardete, em Araras, participaram das atividades do Defesa Civil nas Escolas nesta segunda-feira (18.03). Os alunos do terceiro ao quinto ano da instituição de ensino brincaram com o jogo da turma do Pedrinho – que ensina de forma lúdica as medidas adotadas em casos de emergência. Até o final do semestre cada turma vai desenvolver em sala de aula trabalhos com as ameaças de inverno: incêndios florestais, estiagem e educação ambiental, que abrange o bem-estar animal. Até o fim desta semana, os agentes realizam o mesmo trabalho em outras cinco escolas.

Coberta por extensas áreas de Mata Atlântica, a região de Araras possui relevo bastante montanhoso e coberta de verde. Durante o inverno, o local sofre com as queimadas, que causam um impacto bastante negativo na natureza. A elemento focal da Escola Paroquial Santa Bernardete, Thamires Larentes, conta que um incêndio florestal próximo da instituição no ano passado prejudicou as aulas por conta da fumaça.

“Também é comum a soltura de balões, então a gente sempre ressalta os problemas causados por essas práticas para os nossos alunos. É importante que a gente faça esse trabalho, ao lado da Defesa Civil, para que no futuro as crianças tenham a consciência de que a queimada é uma coisa muito ruim, que prejudica o planeta”, disse Thamires.

O calendário prevê ainda ações na Escola Municipal Duque de Caxias, no Quissamã, nesta terça-feira; no Colégio Santa Catarina e na Creche São José do Itamarati, na Montecaseiros, na quarta; na Escola Municipalizada Pedro Amado, na Serra Velha, na quinta; e encerrando a programação da semana na Escola Sesi, no Bingen, na sexta. Segundo o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz, a expectativa é superar a quantidade desenvolvidos em comparação com o ano passado, quando foram 170 atividades entregues.

Paralelo à presença dos agentes, as escolas seguem elaborando seus próprios trabalhos. Assim como no ano passado, a E.M Paulo Freire foi a primeira a entregar as atividades deste semestre, que abordam as ameaças do inverno.

Os alunos devem elaborar, ao menos, uma atividade até o fim deste período com os temas educação ambiental, estiagem ou incêndios florestais. O prazo máximo de entrega dos trabalhos é o dia 30 de junho.

Neste ano, o programa foi ampliado para as escolas da rede pública e privada que contam com educação infantil. Outra novidade é a inclusão do bem-estar animal como tema de discussão em sala de aula. Apesar de estar em prática apenas desde o ano passado, o programa já rendeu um prêmio para a prefeitura. O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) vai entregar um pluviômetro semiautomático e um kit educativo para serem usados dentro da política pública.

Cerca de 70 atletas participaram da Copa Imperial de Basquete realizada no domingo (17.03) no Centro de Iniciação ao Esporte do Caxambu. Participaram equipes de cinco cidades, sendo duas de Petrópolis, além de Avelar, Duque de Caxias, Vassouras e Teresópolis - que terminou com o Basquete Avelarense como vencedor, após levar a melhor na decisão contra a Atlética de Direito da UCP por 39 a 19. Iniciativa da prefeitura, o torneio contou ainda com duas partidas na categoria sub-18 entre a Escola Fluminense e o Basquete Petrópolis.

Foram realizados 10 jogos entre os times até que os finalistas fossem definidos. O Basquete Avelarense venceu todas as partidas na primeira fase e chegou na final como favorita, diante da Atlética de Direito da UCP que surpreendeu no outro grupo e terminou na frente do Comary, tradicional equipe de Teresópolis.

“Foi um torneio de grande qualidade, todas as equipes que participaram são bem qualificadas, mas acredito que o fator experiência da nossa equipe tenha sido o diferencial. Também é uma forma de integrar as cidades em torno do basquete”, explica o professor de educação física David de Mello, representante do Basquete Avelarense.

A Copa Imperial de Basquete teve o objetivo de incentivar as equipes amadoras, além de buscar o fomento da modalidade na cidade. A prefeitura continua apostando no esporte como uma ferramenta de transformação, abrindo mais oportunidades. Os atletas que participaram ficaram satisfeitos com a competição.

“É mais espaço para todos os adeptos do basquete na nossa cidade”, destaca Régio Pires, atleta do Serra Basketball de Petrópolis. “Muitos petropolitanos gostam da modalidade, mas precisam de mais espaço para jogar. A competição foi em alto nível, muito bem disputada, estamos muito satisfeitos em participar”, disse.

Desde o início da gestão, a modalidade está sendo incentivada no município. Inaugurado em 2017, o núcleo da escolinha do Flamengo em Petrópolis funciona em parceria da prefeitura, através da Superintendência de Esportes e Lazer, com o time carioca e a Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude. São mais de 100 crianças e adolescentes participando das aulas, que acontecem na Escola Municipal Fábrica do Saber, na Estrada da Saudade.

Os jogos estudantis também ganharam destaque na atual gestão e estão fortalecidos, com a participação de 44 escolas das redes municipal, estadual, federal e particular na disputa do último ano. Uma das modalidades mais procuradas pelas instituições de ensino foi o basquete, que encerrou a programação dos jogos no ano passado.

Segunda, 18 Março 2019 - 18:50

Unidades de saúde oferecem exames de sangue

As 53 unidades de saúde do município passam a fazer coletas de material para exames sangue. Nesta segunda-feira (18.03) o serviço está sendo realizada na unidade do bairro Boa Vista. Ao longo da semana, será realizada também nas unidades da Estrada da Saudade (para as duas equipes), de Nova Cascatinha e Machado Fagundes. A medida visa oferecer mais agilidade no atendimento e comodidade aos usuários da rede pública de saúde.

Além do exame de sangue, são recebidas nas unidades a coleta de urina e fezes para análise laboratorial. O recebimento dos materiais para análise e coleta de sangue são realizadas quinzenalmente em cada uma das unidades de saúde da atenção básica do município.

O posto do Boa Vista, é um dos que funcionam em parceria com a Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FASE) que ainda não funcionava com a coleta dos materiais para exame. A partir de agora o procedimento poderá ser realizado na unidade a cada quinze dias a partir de agendamento.

Os resultados dos exames são disponibilizados em 15 dias nas próprias unidades, mas também podem ser acessados diretamente no laboratório conveniado Salomão e Pardelhas, ou pela internet, com a obtenção do acesso ao sistema. A parceria com o laboratório garante a realização de 25 exames por dia de atendimento. Os exames são realizados por agendamento nas próprias unidades básicas, conforme encaminhamento dos profissionais de saúde.

Pagina 3 de 1145

Notícias por data

« Março 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

cmv-logo

Relatorio CMVP