Dando continuidade à programação das palestras sobre violência doméstica, que estão sendo realizadas pelo Gabinete da Cidadania, em parceria com a Secretaria de Educação e 106ª Delegacia de Polícia, a escola Municipalizada Santa Terezinha, em Vila Rica reuniu nesta terça-feira (21.05), mais de 50 alunos para o evento. A palestra foi ministrada pela delegada da 106ª DP, Juliana Zieh, com o objetivo de conscientizar e prevenir entre os jovens a violência contra a mulher.

Desde o mês de março, o Gabinete de Cidadania iniciou o ciclo de palestras na rede de ensino municipal, com o intuito de mostrar aos jovens todo os malefícios da violência doméstica, as consequências para a vítima e para família. Durante a palestra, a delegada apresenta todos os dados e as questões jurídicas envolvendo a agressão contra mulher, além de explicar o funcionamento da Lei Maria da Penha.

Segundo a delegada, Juliana Ziehe, que estava acompanhada dos inspetores da Polícia Civil, Lisboa e Rodolfo, é muito gratificante representar a Polícia Civil nas palestras. “Realizar as palestras nas escolas do município e ainda abordar o tema de violência doméstica falando junto com os adolescentes sobre a prevenção é muito gratificante. É importante que os adolescentes tenham participação na segurança cidadã, onde eles possam fazer denúncias diante de um crime de violência doméstica ou de um abuso sexual. Esse contato com a escola ele é de suma importância para o nosso município, para que eles se visualizem como integrantes da segurança pública”, frisou a delegada, que ainda ressaltou que o encontro estreita o laço do jovem com a polícia civil que estará à disposição para ajudar qualquer criança e adolescente vítima de violência doméstica.

Durante o encontro, os alunos do oitavo e nono ano, também conheceram toda assistência que a rede municipal oferece às vítimas, como o Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM) – com assistência social, psicológica e jurídica; Sala Lilás no IML, onde as mulheres recebem atendimento separadamente dos agressores e Sala Violeta onde agiliza o processo de medida protetiva para a vítima entre outros procedimentos jurídicos.

“A delegada conduziu com muito carinho a palestra que foi de muita importância para as nossas meninas. Elas ficaram sabendo que têm um lugar de apoio, alguém que possa ouvi-las em um momento de risco, de perigo e tão frágil. Acho que isso precisa ser espalho por todas as escolas e mostrar a voz da mulher e o espaço que ela tem na sociedade”, finalizou a diretora da Escola Municipalizada Santa Terezinha, Maria Aurea Albuquerque.

Equipe do Procon vistoria o comércio para verificar a presença do CDC, livro de reclamações e cartaz com o contato do Procon

O Código de Defesa do Consumidor deve estar disponível aos clientes de qualquer estabelecimento, assim como o livro de reclamações e o cartaz com os números do Procon. E é exatamente para verificar se os estabelecimentos de Petrópolis estão adequados à legislação é que a equipe do órgão de defesa do consumidor saiu às ruas em regime de força-tarefa para orientar os estabelecimentos sobre essas regras. Nesta terça-feira (21.05) a equipe passou pelas lojas da Rua do Imperador.

Além de prestar os esclarecimentos, a equipe possui exemplares do Código de Defesa do Consumidor (CDC) e cópias dos cartazes com os contatos do Procon. Os estabelecimentos estão sendo orientados a adquirir o livro de reclamações, caso não possuam. A ação tem caráter educativo. Nesta segunda (20), primeiro dia de ação, os comerciantes da 16 de Março receberam o grupo do Procon

Ao longo da semana, a expectativa é concluir a Rua do Imperador, dando início à Rua Teresa. Após essa fase, os comércios dos distritos receberão as equipes do órgão.

Ação recebeu o nome “UFF na Praça”

Para mostrar aos petropolitanos as atividades que são realizadas no polo da Universidade Federal Fluminense em Petrópolis, a universidade vai realizar no dia 23 de maio, uma ação diferenciada: alunos e professores apresentarão, na Praça Dom Pedro, os estudos, atividades e os impactos positivos das pesquisas universitárias realizadas pelos estudantes para a comunidade. O evento, que vai ocorrer das 9h às 16h, tem apoio da prefeitura de Petrópolis através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

A intenção, segundo a universidade, é a de criar uma ampla corrente de manifestação de solidariedade que envolve a comunidade interna, a sociedade em geral e entidades civis, que destaque as pesquisas realizadas nas universidades. “Neste dia, será a hora de mostrar para a sociedade o impacto e o valor das atividades desenvolvidas nas universidades públicas, especialmente da UFF em Petrópolis”, afirmou Carmen Guizze, coordenadora do Curso de Engenharia de Produção.

A UFF atende 350 alunos, todos no curso de engenharia de produção. Os projetos criados pelos alunos são diferenciados, segundo a universidade. “Os projetos de articulação são inúmeros, porque praticamente todos têm articulação com a cidade, o que varia é com relação ao público, às vezes tem relação com as empresas locais, ONGs, instituições sociais, turismo, população carente e o trote dos alunos é direcionado para doação de sangue para Petrópolis”, acrescentou Carmen.

O atleta petropolitano de bocha adaptada Roberto Saul Wigoda, o Betinho, vai participar da seletiva para o torneio Regional Leste que acontece no próximo domingo (26.05) no Rio de Janeiro. Ele busca uma vaga na categoria BC2 da competição que oferece vaga para o Campeonato Brasileiro da modalidade. Nesta semana, Betinho entrou na fase final de preparação para a disputa – os treinamentos acontecem no Centro de Cultura Raul de Leoni todas as terças e quintas-feiras, entre 14 e 17h, graças a uma parceria da prefeitura com a Associação Petropolitana dos Deficientes Físicos (APDEF).

Luiz Felipe da Cruz Silva, também atleta da ADDEF, está garantindo no torneio Regional Leste, por ter conquistado o quarto lugar na classe BC4 no ano passado. A ideia é que os dois possam disputar juntos a competição que será realizada entre os dias 14 e 16 de junho na Arena Carioca, no Rio de Janeiro.

“Com dois atletas no Regional, aumentamos a possibilidade de ter um petropolitano no brasileiro da modalidade”, explica Marcelo Corrêa, treinador e coordenador técnico do time de Petrópolis, garantindo que a parceria com o governo municipal é fundamental para o desenvolvimento da modalidade em Petrópolis.

“A rotina de treinamentos faz toda a diferença na hora de disputar as competições. Foi o que aconteceu com o Felipinho, que no ano passado participou do Campeonato Brasileiro de bocha adaptada. Trabalhamos pelo desenvolvimento da modalidade e também para representar bem o nosso município”, disse Marcelo.

A superintendência de Esportes e Lazer destaca que a prefeitura vem oferecendo mais espaços para os atletas com deficiência. No ano passado, aconteceu de maneira inédita a I Copa Imperial de futsal para surdos - em parceria com a Associação Petropolitana de Surdos (APES) - e o campeonato municipal de futsal para surdos.

Além disso, já foi realizada a capacitação gratuita para estudantes e professores de educação física que desejam trabalhar com pessoas com deficiência intelectual e um treinamento, também de graça, para árbitros de futebol e futsal. No calendário esportivo deste ano, estão previstos, mais uma vez, as competições de futsal e o Dia de Convivência, dentro da programação dos jogos estudantis.

O simulado para socorro às vítimas de acidentes de trânsito está marcado para esta quinta-feira (23.05) às 10h aos pés do Obelisco, na Rua do Imperador – um dos pontos de maior visibilidade da cidade. No local, um veículo de um acidente real já é possível ser visto. Ele será usado para a cena de um atropelamento que deverá envolver, ainda, uma motocicleta. A ação faz parte do Maio Amarelo e é realizada numa parceria da CPTrans com o Corpo de Bombeiros, Samu, Polícia e Guarda Civil. Serão cerca de 30 pessoas envolvidas na atividade.

A simulação promete chamar atenção de quem passa pelo local. Ela também servirá para avaliação do tempo de resposta para socorro de vítimas de acidentes na cidade. O objetivo é mostrar às pessoas sobre as consequências que um acidente pode ter no dia a dia das famílias através de uma simulação bem próxima à realidade vivida por tantas pessoas.

Dados dos Anuários Estatísticos de Acidentes de Trânsito mais recentes desenvolvidos pela CPTrans, apontam que anos de 2016 e 2017, houve queda no número de vítimas fatais ‘em cena’, ou seja, no local do acidente. De acordo com o estudo de 2016 apontam foram 18 óbitos e do ano seguinte, 2017, aponta que foram 17 mortes. A companhia também contabilizou o número de mortes pós-cena, ou seja, aquelas pessoas que sofreram um acidente e não morrem no local do sinistro: os dados levantados apontam que, nessas condições, foram 20 óbitos registrados em 2017 (primeiro ano em que esse número passou a ser contabilizado).

Pela primeira vez, a entrada e saída dos servidores da Saúde em seus locais de trabalho serão controladas com rigor. A Prefeitura está iniciando a implantação do sistema de controle de frequência por ponto biométrico em toda a rede de saúde: 75 unidades terão o ponto de frequência dos servidores verificado pela biometria e câmeras. A instalação dos equipamentos já começou e toda a rede estará monitorada integralmente até setembro. Os aparelhos de biometria serão instalados nos Hospitais, nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Postos de Saúde da Família (PSFs), nos Centros de Atenção Psicossocial e em todas as instalações da Saúde, incluindo as áreas administrativas.

O sistema acusará faltas, atrasos e possibilitará alteração lotação do funcionário para que o registro da frequência possa ser feito a partir de qualquer uma das unidades.  

O sistema contará ainda com câmeras de monitoramento, instaladas junto a cada aparelho de biometria. O acompanhamento de frequência dos profissionais será feito pela base instalada no setor de Recursos Humanos da secretaria e também remotamente, por aplicativo acessado por aparelho móvel.

Os aparelhos já estão sendo entregues à Secretaria de Saúde e depois de instalados passarão por testes. A estimativa é de que em um mês todas as unidades estejam com os equipamentos e que até setembro, todo o sistema de controle de frequência esteja funcionando. Os 2200 servidores passarão por treinamento para que comecem a usar o sistema, farão o registro da biometria e será aproveitada a ocasião para realizar uma atualização cadastral de todos os profissionais. 

A partir da instalação dos pontos biométricos será possível a garantia do controle da frequência do servidor, no tempo em que é contratado para executar as atividades, nas diferentes unidades. O sistema possibilitará maior controle das faltas que deverão ser obrigatoriamente justificadas.

“A partir desse sistema será possível maior controle, vamos acompanhar em tempo real todas as faltas e atrasos e poder atuar de forma mais eficaz para que o serviço de saúde não deixe de ser oferecido para a população”, destaca o Diretor de Recursos Humanos da Secretaria de Saúde, Gil Veríssimo de Oliveira.

Secretaria investe em monitoramento dos serviços para melhorar gestão

O monitoramento de unidades de saúde e veículos a serviço da secretaria tem contribuído para a otimização da gestão da Secretaria de Saúde. Algumas unidades já contam com monitoramento que possibilita o controle de dentro do funcionamento das unidades.

Todos os veículos da secretaria também passaram a ser monitorados. Os 50 veículos entre ambulâncias, veículos administrativos para transporte de carga e pacientes, são 24 horas controlados. A medida visa oferecer mais segurança e qualificação do serviço. O sistema de rastreamento dos veículos, feito por GPS (satélite) ou GPRS (telefone), possibilita o controle em tempo real dos carros usados a serviço da Secretaria de Saúde.

Além das 12 ambulâncias monitoradas, outros 38 veículos administrativos, para o transporte de carga e de pacientes, são acompanhados. Diariamente são traçadas as rotas e serviços a serem feitos por cada veículo. Uma Central de Monitoramento foi criada, onde um profissional verifica em tempo real o cumprimento dos percursos, evitando que os carros saiam das rotas definidas e o uso excessivo de combustível. O serviço ainda possibilita o controle da condução responsável dos automóveis.

‘Transporte Saúde nas Cidades’ será promovido pelo Sest Senat com o apoio da CPTrans

A terça-feira (21.05) será marcada por um dia voltado à saúde dos taxistas. Um evento promovido pelo Serviço Social de Transporte (Sest) e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat) em parceria com a CPTrans vai proporcionar para os profissionais da categoria da cidade serviços de odontologia, nutrição, psicologia e fisioterapia. A ação faz parte das atividades do Maio Amarelo e ocorre de 9h às 16h na Praça Princesa Isabel, em frente à Catedral.

Serão oito tendas montadas no espaço, que vai contar com área para estacionamento dos taxistas gratuitamente. No primeira delas os taxistas farão um cadastro e receberão uma ficha onde deverão preencher e entregar ao fim do circuito montado no espaço. Ela terá perguntas sobre a saúde e estilo de vida dos profissionais e serve como pesquisa para que se trace o perfil do profissional da categoria, ao ser unida com as informações do Brasil inteiro.

“Esses dados são enviados à Brasília, que, posteriormente, consolida essas informações para que possamos ter esse perfil. Ela é feita anualmente para profissionais que atuam com táxi, caminhão e ônibus”, explica o técnico de Promoção Social Sest Senat, Daniel Cirne Nascimento.

É na segunda tenda que os serviços voltados à saúde começam. Nela haverá dentistas e técnicos em saúde bucal que irão distribuir kits de escovação e dar as orientações sobre a maneira correta de fazer a higienização bucal. Também estará disponível um escovódromo onde a escovação poderá ser feita na prática.

Na terceira tenda profissionais de nutrição estarão dando orientação de sobre alimentação saudável, opções de alimentos para o dia a dia e esclarecendo dúvidas sobre os hábitos alimentares. Os taxistas também receberão um kit lanche saudável.

Já na quarta tenda psicólogos irão realizar um bate-papo com os taxistas. A intensão é falar sobre o uso de medicamentos, drogas e álcool e suas consequências para a vida e profissão, ao mesmo tempo que oferece o apoio emocional exigido para tratar do tema. Numa outra tenda, de fisioterapia, profissionais vão ensinar exercícios de alongamento, postura ao volante e distribuir uma cartilha sobre a saúde da coluna.

Uma outra tenda será disponibilizada com informações sobre cursos e qualificação oferecidos pelo Senat, além de um espaço destinado à CPTrans, que irá fazer orientações aos profissionais da área. Uma oitava tenda será exclusiva para o Maio Amarelo, com distribuição de material sobre o tema.

 

A prefeitura está lançando edital para definir a empresa que ficará responsável pelo restaurante da 30ª Bauernfest, que vai funcionar nos jardins da Casa Visconde de Mauá, em frente ao Palácio de Cristal. Este ano, a Festa do Colono Alemão acontece de 14 a 30 de junho, com exceção do dia 20 – feriado de Corpus Christ, no Palácio e arredores, e a expectativa é de ultrapassar o público de 2018, quando 350 mil pessoas passaram pelo evento. A empresa será definida através de licitação.

O certame acontece no dia 03 de junho, no Centro Administrativo da Prefeitura, às 14h. O edital estará disponível on-line, a partir desta terça-feira (21.05), no site http://www.petropolis.rj.gov.br. O lance mínimo é de R$ 22.996,60. Ou seja, esse é o valor mínimo que a empresa precisará pagar ao município para obter a exploração do restaurante. O valor será utilizado para ajudar a custear a estrutura do evento.

A empresa ficará responsável pela exploração dos serviços de preparo e comercialização de alimentos tipicamente alemães. Para evitar que a festa perca sua característica de preservação da cultura e do folclore germânicos, o cardápio de produtos a ser comercializados não poderá conter produtos diferentes dos permitidos na listagem fornecida pelo Clube 29 de Junho, entre eles estão o “Kalbsbratwurst” (Salsichão Branco); “Bockwurst” (Salsichão Alemão); “Wurst” (linguiça); “Erbsensuppe” (Sopa de Ervilhas”; “Goulashaus Filet” (Goulash de filé); “Klosse” (Bolinhos Salgados”; entre outros.

Na semana passada, a festa definiu os responsáveis pelas 12 barracas de alimentos tipicamente alemães que ficarão na Rua Alfredo Pachá e na Praça da Liberdade. O pregão presencial contou com 19 empresas, microempresários e micro empreendedores na disputa e resultou em uma arrecadação de R$ 259.119,00, dinheiro que também será usado nos custeios do evento.

Com a meta de atender até 200 alunos, as atividades do Defesa Civil nas Escolas serão realizadas em três escolas nessa semana. Na terça-feira (21.05), o calendário começa com os estudantes do terceiro ao quinto ano da Escola Paroquial São Pio X, no Caxambu, às 9h, com o jogo da Turma do Pedrinho. Na quinta, os agentes estarão no Centro de Educação Infantil Zilda Arns, no Centro, e na sexta será dia de visita da Escola João de Barro ao Centro Integrado de Operações de Petrópolis (Ciop).

 Mais de cinco mil alunos da rede municipal já participaram das atividades do programa neste ano. Até o momento, foram elaboradas 107 atividades por 61 unidades escolares. As escolas que ainda não entregaram os trabalhos têm até o dia 30 de junho para cumprir a lei. Estão sendo trabalhadas as ameaças de inverno: incêndios florestais e estiagem, abordando a educação ambiental e a temática do bem-estar animal.

A aplicação da lei é um passo importante no desenvolvimento da cultura preventiva, orientando as crianças e os adolescentes sobre como se comportar em caso de desastres de origem natural. A iniciativa da prefeitura vai trazer resultados a longo prazo, proporcionando que os jovens desenvolvam a percepção de riscos. 

Em 2018 - primeiro ano da política pública - foram realizadas 170 atividades dentro do Defesa Civil nas Escolas, com a participação de 103 colégios da rede, oito particulares e um estadual. Este ano, o programa foi ampliado para as escolas da rede pública e privada que contam com educação infantil. O jogo da turma do Pedrinho, que ensina de forma lúdica as medidas adotadas em casos de ocorrências causadas pelas chuvas fortes, está sendo um grande sucesso entre os alunos.

Apesar de estar em prática há pouco tempo, o programa já rendeu um prêmio para a prefeitura. O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) vai entregar um pluviômetro semiautomático e um kit educativo para serem usados dentro da política pública.

Mais de mil pessoas participaram dos eventos esportivos que aconteceram no fim de semana em Petrópolis. No sábado (18.05), cerca de 150 alunos participaram das partidas de basquete dos Jogos Estudantis Unificados de Petrópolis (Jeups) na Fábrica do Saber. No mesmo dia, o Festival das Comunidades foi realizado na comunidade São João Batista, na Duarte da Silveira, para mais de 50 crianças e adolescentes. Já no domingo, o Circuito das Mulheres reuniu mais de 300 atletas nas ruas do Centro Histórico. Também teve o Campeonato Universitário Petrópolis (CUP) no Caxambu. Além disso, o Circuito Imperial de Lazer na Rua do Imperador e na Av. Barão do Rio Branco movimentou os petropolitanos com diversas atividades gratuitas.

O basquete volta a acontecer no dia 29 de maio com 15 jogos nas categorias sub-15 e 18 masculina no Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) no Caxambu. Após a disputa dessas partidas, serão definidos os oito melhores colocados por categoria que estarão na segunda fase da modalidade, que acontece no segundo semestre. O handebol começa a ser disputado pelas escolas nesta terça-feira (20.05) no CIE. As tabelas das modalidades estão disponíveis no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

O Circuito Imperial de Lazer na Rua do Imperador contou com aulas gratuitas de dance mix, funcional, jump e de tênis para todas as idades no domingo. Outras atividades, como brincadeiras, iniciação esportiva e estafetas, também foram oferecidas. A programação teve o apoio da Academia Locatelli, que ofereceu o acompanhamento de professores e de estagiários. O espaço conta também com o apoio do Sesc Rio, Unopar, Universidade Cruzeiro do Sul e Estácio de Sá.

Além das atividades na Rua do Imperador, o Circuito Imperial de Lazer da Av. Barão do Rio Branco registrou um grande movimento de corredores. Em média, cerca de 500 pessoas utilizam o espaço aos domingos. Neste ano, a prefeitura aumentou o percurso, começando na Avenida Ipiranga – a partir do Parque Natural Municipal de Petrópolis e passando pela Rua 13 de Maio.

Já o Circuito das Mulheres reuniu mais de 300 atletas nas ruas do Centro Histórico, também no domingo. A vencedora foi Sandra Martins, que completou o percurso de seis quilômetros em 22 minutos e 50 segundos. A segunda colocada foi Letícia Jochem, com o tempo de 23 minutos e 32 segundos. Michele Viana terminou em terceiro em 25 minutos e 50 segundos.

Além desta prova, outras 25 corridas de rua serão realizadas no município ao longo deste ano. O calendário esportivo completo, com todos os eventos previstos para o município neste ano, está disponível no site da prefeitura.

Pagina 3 de 1204

Notícias por data

« Maio 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31    

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

cmv-logo

Relatorio CMVP