O secretário de Proteção e Defesa Civil, Rafael Simão, recebeu nesta semana a escritora petropolitana premiada, nacional e internacionalmente, Roseni Kurányi, autora de livros infantis, romances e contos. A proposta do encontro foi aproximar a literatura de Roseni com a temática da Defesa Civil, para que ela ajude o município a levar os ideais de prevenção de desastres naturais para as crianças e os adolescentes de Petrópolis.

Roseni mora na Alemanha desde 1997, mas vem com frequência a Petrópolis. Além dos livros, a autora também realiza palestras em escolas. Neste ano, o livro Reverendo Antônio garantiu à escritora o prêmio Maestro Guerra-Peixe – premiação anual promovida pela Prefeitura, por meio da Fundação de Cultura e Turismo – na categoria Literatura.

“Para Petrópolis, será uma grande vitória essa parceria com a escritora Roseni Kurányi. O talento dela certamente poderá nos ajudar a levar a mensagem da prevenção de desastres naturais para as crianças e os adolescentes do nosso município. Ela tem uma linguagem própria e uma capacidade incrível de se comunicar e sensibilizar o público infanto-juvenil. E esse é um público que queremos atingir com a cultura da prevenção, para que a população entenda desde cedo o seu papel na prevenção de desastres naturais”, disse o secretário Rafael Simão.

No encontro, Simão apresentou à escritora as ações de prevenção realizadas pela Prefeitura desde 2013. Entre elas, a inclusão da Defesa Civil no currículo escolar da rede municipal, definida por decreto do prefeito Rubens Bomtempo de dezembro de 2014. Simão ainda entregou a Roseni as cartilhas e panfletos orientativos da Defesa Civil e colocou a Secretaria à disposição da escritora para que ela acompanhe as ações preventivas e se familiarize com esses conceitos de redução de risco.

“Era exatamente o que eu estava procurando. Com essas informações que recebi, vou ter a oportunidade de passar esse conhecimento adiante, na minha linguagem, para as crianças. Acho que a prevenção dos desastres naturais é uma temática que vai encaixar bem no meu trabalho. Até porque eu já falo, por exemplo, da árvore, de como precisamos dela, não só porque é bonita, mas também para a nossa proteção, da preservação da natureza. Penso também em fazer uma antologia das pessoas que passaram por problemas relacionados às chuvas”, disse Roseni.

Mais informações sobre o trabalho de Roseni Kurányi estão disponíveis no site da escritora: www.rosenikuranyi.com .

Com apoio da Prefeitura de Petrópolis, por meio da Fundação de Cultura e Turismo, a cidade vai ganhar um novo atrativo turístico e cultural para visitação do público. Trata-se de uma casa em Itaipava que guarda toda uma memória da Aéropostale, empresa francesa de correio aéreo, e também de Antoine de Saint-Exupéry, um dos cinco pilotos da companhia e autor do best-seller mundial “O Pequeno Príncipe”, que vinha descansar e fugir das altas temperaturas cariocas na propriedade do amigo piloto Marcel Reine, a "La Grande Vallée". Desde a década de 40 a residência pertence à família de José Augusto Wanderley, que a mantém quase como um santuário.

Neste último final de semana a presidente da FCTP, Drica Madeira, e a diretora de turismo, Evany Noel, foram até lá para reforçar a continuidade da parceria entre o município e o proprietário do local. “O José Augusto está se preparando para abrir a casa para visitação e nós viemos colaborar e ajudar naquilo que estiver ao nosso alcance. É muito importante que Itaipava tenha mais locais como esse, assim a cidade aumenta a oferta de atrativos, indo além dos que estão no Centro Histórico”, comentou Evany.

A Cidade Imperial está ligada à história da aviação por três fatos importantes: o patrono da Força Aérea Brasileira, Brigadeiro Eduardo Gomes, nasceu em Petrópolis; Santos Dumont elegeu a cidade para construir sua casa, hoje museu; e no século XX, o piloto Marcel Reine, que integrava o grupo Latécoère e depois Aéropostale, fazia escalas no Rio de Janeiro e acabou descobrindo a serra e adquirindo uma vasta terra em Itaipava, onde havia uma casa. O reduto se tornou ponto de encontro dos jovens pilotos, entre eles Antoine de Saint-Exupéry.

Mônica Cristina Corrêa, pesquisadora da Fundação Latécoère, presidente da Amab (Associação pela Memória da Aéropostale no Brasil) e especialista em Saint-Exupéry, traduziu uma nova edição do clássico "O Pequeno Príncipe", onde, inclusive, faz menção a Petrópolis, e está fazendo o levantamento das cidades do mundo onde os aviões da companhia francesa pousavam. Ela esteve em Petrópolis no ano passado, ocasião em que doou ao Museu Casa de Santos Dumont a maquete do primeiro avião a cruzar o Atlântico Sul com o serviço de correio aéreo e uma réplica do primeiro cartaz da companhia a que pertenceu, a Aéropostale.

Com tantas curiosidades e fatos históricos, a propriedade agora vai se tornar uma espécie de museu, celebrando a memória dos grandes pioneiros da aviação mundial e homenageando a companhia, a primeira a fazer a distribuição de cartas por avião da Europa para a América do Sul, e o autor do famoso livro. Objetos, livros, fotografias e documentos compõem esse acervo que será exposto, além da coleção de miniaturas de carros, trens, ônibus, helicópteros, dentre outros. No começo deste mês de outubro, o espaço recebeu os primeiros visitantes, alunos do 3º ano da Escola SESI Petrópolis, que foram recepcionados por José Augusto Wanderley e juntos recordaram as aventuras da Aéropostale.

Sábado, 24 Outubro 2015 - 07:51

57ª Concerj é aberta no Sesc Quitandinha

A 57ª Convenção de Contabilidade do Estado do Rio de Janeiro (Concerj), promovida pelo Conselho Regional de Contabilidade (CRCRJ) em parceria com a Prefeitura, teve início na última quinta-feira (22/10), no Sesc Quitandinha. O evento tem como tema “A contabilidade como instrumento da democracia” e reúne contabilistas de todo o estado e também de outras regiões. A convenção será encerrada neste sábado (24) no Sesc Quitandinha.

O diretor de receita da Secretaria de Fazenda, Ernane Dias, representando o prefeito Rubens Bomtempo, discursou na abertura do evento. “O prefeito Rubens Bomtempo e o secretário de Fazenda, Paulo Roberto Patuléa, vêm atuando para desburocratizar e facilitar o acesso do contabilista e das empresas à administração municipal. Um exemplo disso foi a Contadoria Geral do Município, na Secretaria de Fazenda, para que haja uma porta única de entrada para os contabilistas, o que dá facilidade à categoria e transparência da gestão municipal”, disse Ernane.

A presidente do CRCRJ, Vitória Maria da Silva, afirmou que a convenção é uma oportunidade para a categoria se reunir, debater a atuação e buscar soluções para seus clientes em um momento de crise econômica. “Essa Concerj busca uma pauta positiva em nossa área de atuação. Quanto maior o conhecimento, melhores as decisões que tomaremos”, disse Vitória.

Entre os temas que serão discutidos na convenção, estão: transparência e corrupção; combate à lavagem de dinheiro; desafios para a contabilidade nos próximos 15 anos; segurança da informação; educação financeira; contabilidade pública; sped fiscal e contábil; entre outros. A programação completa e informações sobre a convenção estão disponíveis no site (http://www.57concerj.com.br).

A Prefeitura, por meio da Companhia Municipal de Desenvolvimento - Comdep, recebeu, na manhã desta quinta-feira (22/10), um caminhão baú do Instituto Estadual do Ambiente – INEA, do Programa Coleta Seletiva Solidária. O veículo, entregue ao presidente da companhia, Anderson Cruzick (Kaxuxa), durante solenidade realizada no Palácio Guanabara, no Rio de Janeiro, irá garantir o aperfeiçoamento e a expansão dos programas de reciclagem do município.
“A cidade foi habilitada pelo Estado depois de cumprir todos os critérios exigidos pela Secretaria Estadual do Ambiente, que incluem estar integrado ao Programa de Coleta Seletiva Solidária (PCSS) com investimentos próprios, possuir programa municipal de coleta seletiva implantado e ter estrutura para realizar a coleta seletiva domiciliar, entre outros”, disse o prefeito Rubens Bomtempo.

Atualmente, os bairros Bingen, Mosela, Valparaíso, Morin e Alto da Serra contam com coleta seletiva em dias e horários específicos na semana. Além disso, 37 escolas municipais que fazem a separação de materiais recicláveis também recebem a coleta seletiva. A Comdep atende ainda as associações de moradores, empresas e até mesmo os moradores que queiram doar materiais recicláveis. O telefone para solicitar o recolhimento é 2292-9500. O município também conta com um Centro de Educação Ambiental na entrada da Mosela, que funciona como Ecoponto para a coleta de materiais recicláveis.

“Tudo o que é recolhido pelo município vai para um centro de triagem, que funciona no Carangola, e o material é repassado à Comunidade D’Esperança Sociedade Cooperativa de Reciclagem, Associação Oficina de Jesus e Associação de Catadores de Material Recicláveis de Petrópolis”, explica o presidente da Comdep, Anderson Cruzick.

A Comdep recolhe, em média, cerca de 120 toneladas de recicláveis por mês, entre alumínio, papel, papelão, pet, poli, vidro e material eletrônico. Destes, cerca de 2 toneladas de material são considerados rejeitos (lixo), sendo recolhidos pela empresa responsável pela coleta de lixo e descartados em aterro controlado. A companhia também faz, nos mesmos pontos, o recolhimento de óleo vegetal (que deve ser armazenado em garrafa pet limpa) e de lâmpadas.

Em 2014 foram recolhidos aproximadamente 5,2 mil litros de óleo vegetal e mais de 38 mil lâmpadas. Aos sábados, equipe da Comdep também recolhe, nas borracharias da cidade, pneus velhos. Os pneus são guardados e recolhidos por uma empresa que reaproveita o material. Em 2014 foram recolhidos mais de 13.800 pneus.

Mais de 60 moradores do Alto da Serra participaram, na noite de quinta-feira (22/10), de reunião com o secretário de Habitação, Jorge Maia “Bolão”, sobre a regularização fundiária promovida pela Prefeitura na região. Serão cerca de 600 famílias beneficiadas com a medida. Além do levantamento social e técnico de cada casa do Morro dos Ferroviários, no Alto da Serra, a Prefeitura está recolhendo documentos dos moradores. Quem ainda não entregou deve levar ao escritório montado na Rua Frei Leão, 10, Alto da Serra, das 9h às 17h, de segunda a sexta-feira.

Os recursos para a regularização fundiária do Alto da Serra são provenientes de emenda parlamentar do deputado federal Hugo Leal, com contrapartida da Prefeitura. Para a aplicação dos recursos, a Prefeitura apresentou projeto, que foi aprovado pelo Ministério das Cidades e já está sendo executado pelo município, por meio de levantamento social, topográfico e geotécnico do Alto da Serra com acompanhamento de assistentes sociais. Com a conclusão desse diagnóstico, a Prefeitura realizará, em um primeiro momento, a regularização fundiária da região e, em um segundo momento, realizará pequenas intervenções nas vias do bairro.

“A regularização fundiária é uma medida da Prefeitura para dar dignidade aos moradores que já estão nessas casas há décadas. São, portanto, moradias consolidadas, restando aos moradores o documento definitivo de posse dos imóveis. Estamos trabalhando na comunidade para levantar a realidade de cada casa. Por isso é importante que os moradores participem do processo e entregue suas documentações, para agilizar a regularização fundiária”, disse o secretário Jorge Maia “Bolão”.

O aposentado João Fernando Moreira, de 60 anos, mora desde os 10 anos de idade na Rua dos Ferroviários, no Alto da Serra. Ele confirmou que a regularização fundiária é uma reivindicação antiga dos moradores. “Há muito tempo que estamos querendo isso. Para nós, moradores, será muito bom para andarmos de cabeça erguida, com a moradia completa, sendo nossa mesmo”, disse João Fernando, que mora com esposa e dois filhos.

A regularização fundiária promovida pela Prefeitura foi regulamentada pelo prefeito Rubens Bomtempo com a lei 7.343, de 8 de setembro de 2015. Ao todo, dez comunidades/localidades estão com o processo em andamento: Vale do Carangola, Alto da Derrubada, Vila São José, Condomínio Sérgio Fadel, Siméria, Morro dos Ferroviários (Alto da Serra), Estrada da Saudade, Conjunto Habitacional do Castelo São Manoel, Madame Machado e Morro do Gavião, em iniciativa que beneficia mais de 5,2 mil famílias, totalizando mais de 20 mil pessoas.

O último Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes Aegypti (LIRAa) de 2015, apontou baixo risco de infestação de focos de mosquito transmissor da dengue em Petrópolis. A pesquisa foi realizada entre os dias 19 e 23 de outubro, registrando um índice de 0,3%. Anualmente, a Coordenadoria de Vigilância Sanitária realiza quatro levantamentos, nos meses de janeiro, março, junho e outubro.

Os agentes do Controle da Dengue percorreram 59 bairros da cidade, onde foram vistoriados 4.935 mil domicílios. De acordo com o resultado da pesquisa, em 11 bairros foram encontrados focos do mosquito da dengue. Foi registrada a presença do mosquito no São Sebastião, Bingen, Capela, Centro, Provisória, Quissamã, Cascatinha, Carangola, Nogueira, Bonsucesso e Madame Machado.

“A maior parte dos focos foram encontrados dentro dos domicílios, por isso a importância da população trabalhar incessantemente no combate ao mosquito da dengue para evitar o aumento do índice. É preciso que a população permita o ingresso dos agentes de endemias nas residências”, alertou o coordenador da Vigilância Sanitária, Eduardo de Lucena. Entre janeiro e 23 de outubro deste ano, foram confirmados 121 casos de dengue em Petrópolis.


Para evitar a proliferação do mosquito transmissor da doença é preciso eliminar os lugares que eles escolhem para a reprodução. A regra básica é não deixar a água, principalmente limpa, parada em qualquer tipo de recipiente. Com a proliferação do mosquito é rápida, além das iniciativas governamentais, é importantíssimo que a população também colabore.


Sigas as dicas:
 - Não deixar a água se acumular em recipientes como, por exemplo, vasos, calhas, pneus, cacos de vidro, latas e etc.
 - Manter fechadas as caixas d’água, poços e cisternas.
 - Não cultivar plantas em vasos com água. Usar terra ou areia nestes casos.
 - Tratar as piscinas com cloro e fazer a limpeza constante. O ideal é deixá-las cobertas ou vazias quando não for usar por um longo período.
 - Manter as calhas limpas e desentupidas.
 - Avisar um agente público de saúde do município caso exista alguma situação onde há o risco de proliferação da doença.

Acontece neste sábado (24/10) a 6ª Feira do Conhecimento da Escola Municipal Augusto Pugnaloni, em Itaipava. Com o tema “Água: Essência da Vida”, a ação é promovida pela Prefeitura, por meio da secretaria de Educação e possibilita aos alunos experimentarem uma forma de aprendizagem que oportuniza experiências socioculturais. A atividade envolve todos os professores e estudantes desde a Educação Infantil, passando pelo Ensino Fundamental e chegando ao Ensino de Jovens e Adultos (EJA).

“Temos o intuito de proporcionar aos nossos alunos autonomia para agir de forma positiva e direta sobre a sociedade, aprendendo através de respeito mútuo e da interação entre todos os membros da comunidade escolar”, disse a diretora da escola, Maria Regina Pereira de Araújo. O tema foi escolhido desde o início do ano letivo pelos professores. “Diante do fato da escassez e estiagem que estamos vivenciando, a água será abordada em subtemas, que vão desde o seu surgimento, uso, importância, contaminação até o desperdício e a necessidade de economizá-la”, explicou.

Durante o ano, cada turma escolheu junto com seus professores e orientadores subtemas para a elaboração dos trabalhos. Os alunos estudaram o assunto proposto para a produção de maquetes, cartazes, filmagens, entrevistas, pesquisas, entre outros. A apresentação dos trabalhos é feita nas salas de aula que se transformam em espaços temáticos com decoração e ornamentação feita pelos estudantes.

A 6ª Feira do Conhecimento acontece das 9h às 13h e é aberta a pais, alunos, professores e toda a comunidade.

Estão abertas as inscrições para o I Encontro Anual de Educação & Cultura, promovido pela Prefeitura, por meio da secretaria de Educação. O evento, que acontece entre os dias 11 e 13 de novembro, conta com atividades que incentivam, fomentam e ressaltam a importância de uma parceria entre a Educação e a Cultura. As vagas serão limitadas por atividades e as inscrições podem ser feitas pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

A programação conta com debates, palestras, lançamento de livro, apresentações dos alunos e exposições de varais poéticos e de artes visuais. Alunos, educadores, funcionários da Rede Municipal de Ensino e a comunidade podem participar do evento. “O encontro contará com convidados que transformarão esses três dias em um grande diálogo sobre música, desenho, teatro, poesia, contação de história, entre outros, com discussões importantes sobre legislações, projetos políticos e estatutos, mostrando o quanto os papéis de ambos os segmentos se mesclam e complementam”, disse a secretária de Educação, Mônica Freitas.

Entre os profissionais envolvidos nas atividades estão: José Henrique Nogueira, ex professor de Arte e Educação da UCP, com relevantes trabalhos no Rio de Janeiro, para falar sobre a importância e prática musical; os músicos compositores Rodrigo D’Avila, Guido Martini e Daniel Pellegrini, que falarão sobre a diversidade no universo de criar composições; Rafael Clodomiro, poeta e músico carioca com o projeto ALira, que canta conhecidos poemas em ritmos diversos. Outros especialistas da cidade também darão sua contribuição, como Rosa Muller, com uma oficina de expressão corporal; e profissionais do Graffiti, como Rodrigo Santana (CB), Leandro Mayworm (Sunk) e André Theisen (Foks).

“A proposta é buscar uma atualização constante no olhar sobre o papel cultural da escola como norteador de escolhas, caminhos, existências, sentidos e sensações. E, ainda, incentivar a prática multidisciplinar em torno da construção escolar, criando elos essenciais para a formação do indivíduo criativo e autônomo”, ressaltou Mônica Freitas.

A Prefeitura, por meio da secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania (Setrac) realizou no dia 17 de outubro uma ação social na Feira das Flores na Praça Dom Pedro, em comemoração ao Dia Mundial da Alimentação (16 de outubro) cujo tema foi ‘’Alimentação Saudável na Prevenção do Câncer de Mama’’. O objetivo da ação foi orientar sobre a importância da alimentação na prevenção da doença e como os fatores externos como consumo de álcool, fumo, sedentarismo e obesidade interferem nesse processo. A ação faz parte do Programa Compra Saudável e foi incorporada ao Outubro Rosa, que é celebrado anualmente com o objetivo de compartilhar informações sobre o câncer de mama e promover a conscientização sobre a importância da detecção precoce.

As nutricionistas da Setrac, Ana Paula Ibiapina, Maria Fernanda Lopes e Monique Haubrich montaram uma pirâmide alimentar e um alvo para facilitar o entendimento das pessoas sobre o assunto. Também foram distribuídas apostilas de receitas de aproveitamento integral de alimentos, incentivando o consumo de produtos frescos e de baixo custo adquiridos em feiras livres, bem como utilizá-los de forma integral, trazendo benefícios para a saúde da família na ingestão de nutrientes das partes que normalmente são descartadas.

‘’O Outubro Rosa foca na prevenção do câncer de mama voltado para exames como a mamografia e o auto-exame, mas nós da segurança alimentar, focamos na alimentação que é de extrema importância também nessa luta. É um trabalho muito importante e gratificante para nós’’, disse a nutricionista Ana Paula Ibiapina.

Acontece neste sábado (24/10) o Dia D da Campanha Municipal do Preventivo, promovida pela Prefeitura, por meio da secretaria de Saúde. Trinta e quatro unidades estarão abertas das 8h às 17h para atender as mulheres. O Dia D encerra a campanha que teve início na última segunda-feira (19/10). A mobilização tem como objetivo incentivar a realização do exame contra o câncer de colo de útero.

O câncer no colo do útero é um dos responsáveis pelo elevado índice de mortalidade feminina. O preventivo permite que anormalidades sejam detectadas precocemente, permitindo que o problema seja tratado antes mesmo do surgimento da doença. Em 2014, 17.200 exames foram realizados, destes 1.419 apresentaram algum tipo de alteração. “O preventivo é um procedimento rápido e muito importante, considerado a principal forma de prevenção contra o câncer no colo do útero. É importante detectar essas alterações antes que se torne mais grave”, alertou a coordenadora do Programa da Mulher, Fabíola Heck.

SEGUE A LISTA DOS POSTOS QUE FUNCIONAM NO DIA D (SÁBADO – 24/10)

ÁGUAS LINDAS
ALTO DA SERRA
ALTO INDEPENDÊNCIA
ALTO SIMÉRIA
AMAZONAS
AMBULATÓRIO ESCOLA
BAIRRO CASTRIOTO
BATAILLARD
BOA ESPERANÇA
BONFIM
BREJAL
INSTITUTO DA MULHER, DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE (CENTRO DE SAÚDE DA RUA SANTOS DUMONT)
24 DE MAIO
MENINO JESUS DE PRAGA
SÃO JOÃO BATISTA
ESTRADA SAUDADE
JARDIM SALVADOR
MACHADO FAGUNDES
MEIO DA SERRA
MOINHO PRETO
MOSELA
NOVA CASCATINHA
PEDRAS BRANCAS
POSSE
QUITANDINHA
RETIRO
SANTÍSSIMA TRINDADE
SÃO SEBASTIÃO
SARGENTO BOENING
SECRETÁRIO
VALE DO CARANGOLA
VALE DAS VIDEIRAS
VILA FELIPE
VILA RICA

Notícias por data

« Setembro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30        

Prestação de conta COVID-19

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo