A Prefeitura fez uma nova convocação dos contribuintes em débito com o município: a terceira rodada do Concilia Petrópolis, iniciada na última terça-feira (3/11), garante até o dia 30 de novembro condições especiais para a negociação de dívidas. Além de obter até 100% de desconto de juros e multas, o contribuinte ainda pode optar pelo parcelamento da dívida em até 60 vezes. Cerca de 11.309 negociações já foram feitas até a manhã dessa sexta-feira (6/11).

Os contribuintes que estão comparecendo ao Cube Petropolitano, além de poderem negociar as suas dívidas referentes ao IPTU, ISS e taxas e multas, podem também resolver os débitos de processos executivos dos créditos municipais. As dívidas dos processos do ano de 2004 até 2010 já foram negociados e ajuizados. Até o fim deste mês de novembro, os contribuintes que tiverem dívidas referentes aos processos a partir do ano de 2011 podem comparecer ao Concilia para negociar os débitos e evitar o acarretamento de mais débitos referentes a esses processos.

O procurador Geral do Município, Marcus São Thiago, lembrou que quem tem dívidas com a Prefeitura e ainda não negociou o débito deve procurar a equipe do Concilia Petrópolis. “Estamos novamente proporcionando à população a oportunidade de negociar os seus débitos com o município. O nosso objetivo, assim como na primeira e segunda etapa do Concilia, é fazer com que os contribuintes aproveitem os benefícios para quitar as suas dívidas com descontos e isenção total de juros e multas, evitando assim que medidas de inscrição de nomes no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), Serasa, além da penhora de bens sejam feitas.

A diarista Ana Maria disse estar bastante satisfeita com as negociações. “Eu fui muito bem atendida, eles me ajudaram para que eu saísse daqui satisfeita com as negociações. A atenção que eles tiveram em me explicar tudo certinho foi de grande ajuda.” A negociação também foi positiva para a aposentada Terezinha de Medeiros Tavares, que afirmou sair do Petropolitano aliviada: “o pessoal conversou comigo com bastante atenção e dedicação. Eles me ajudaram para que eu negociasse os meus débitos de maneira tranquila. Estão todos de parabéns”.

O Concilia Petrópolis oferece atendimento de segunda à sexta-feira, das 9h às 16h, no Clube Petropolitano, localizado na Av. Roberto Silveira, nº 82, no Centro.

CONHEÇA AS CONDIÇÕES DE PAGAMENTO

Limite do Crédito Tributário
Percentual de redução de juros de multa para quitação à vista
Percentual de redução de juros de multa para quitação em até 6 vezes
Percentual de redução de juros de multa para quitação em até 12 vezes

Quitação em até 60 vezes
Até R$ 80.000,00
100,00%
80,00%
70,00%
20,00%
De 80.000,01 a R$ 150.000,00
80,00%
60,00%
50,00%
15,00%
De R$ 150.000,01 a R$ 400.000,00
70,00%
50,00%
40,00%
10,00%
De R$ 400.000,01 a R$ 1.000.000,00
60,00%
40,00%
30,00%
5,00%
De R$ 1.000.000,01 a R$99.999.999.999,00
50,00%
30,00%
20,00%
0,00%

A Prefeitura, por meio da Secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania (Setrac), promoveram, na manhã da última quarta-feira (4/11), uma reunião com o Conselho Municipal de Assistência Social, sobre o Cadastro Único e seus benefícios. A reunião, realizada na Casa dos Conselhos Augusto Ângelo Zanatta, na sede da Prefeitura, apresentou como estão os programas sociais no município. No encontro também foram debatidas as condicionalidades do Programa Bolsa Família.

O acompanhamento desses benefícios vem sendo feito pela Setrac, pelas secretarias de Saúde e de Educação. “Quando os beneficiários são inseridos no programa Bolsa Família, por exemplo, eles assumem o compromisso de realizar o acompanhamento de saúde, educação e assistência social. As crianças daquele núcleo familiar precisam estar vacinadas e com o acompanhamento do crescimento e desenvolvimento em dia. Elas também precisam estar matriculadas na escola e ainda manterem frequência nas salas de aula. As gestantes devem fazer o pré-natal e manter os seus atendimentos nas unidades de saúde”, explicou a secretária da Setrac, Fernanda Ferreira.

A secretária lembrou os apelos do município para que as famílias não tenham o bloqueio do benefício. “Fazemos inúmeras reuniões no sentido de orientar essas famílias, principalmente sobre a importância de manterem os seus cadastros atualizados nos Centros de Referência e, Assistência Social (Cras)”.

Os atrasos dos repasses por parte do governo do Estado para o custeio das Unidades de Pronto Atendimento (UPAS) foi o principal tema da reunião do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região Serrana (Cis Serra), realizada nesta sexta-feira (6/11) na sede da Prefeitura. Prefeitos de dez municípios, além de dez secretários ou subsecretários de saúde, compareceram ao encontro e todos denunciaram as dificuldades financeiras em manter os serviços funcionando. Na próxima semana, os prefeitos irão participar de uma reunião com o governador do Estado, Luiz Fernando Pezão para tratar do assunto.

“Houve uma quebra do pacto federativo e a situação financeira dos municípios está ficando insustentável. Petrópolis investe mais de 35% do orçamento em saúde e duvido que as prefeituras da região invistam menos do que isso. Enquanto isso Estado e União reduzem cada vez mais os seus investimentos nos municípios”, criticou o prefeito Rubens Bomtempo, lembrando que há seis meses o governo do Estado não repassa os recursos para o custeio das duas UPAS – Centro e Cascatinha. A dívida ultrapassa os R$ 4 milhões. “Todo mês a Prefeitura arca sozinha com a manutenção das unidades, colocando dinheiro na parte que é de responsabilidade do Estado”, frisou.

O prefeito de Nova Friburgo, Rogério Cabral, também falou sobre as dificuldades e relatou que não tem “mais condições de manter a UPA funcionando”. “Eu enviei um ofício ao governador informando que, sem a regularização dos repasses nem tenho como manter a UPA funcionando. Informei que a partir de 31 de dezembro estou devolvendo a unidade ao Estado”, disse.

A mesma situação também foi abordada pelo prefeito de Carmo, César Ladeira, que pediu mais união dos municípios e uma ação mais enérgica em relação ao governo do Estado. “Todos os municípios estão sendo lesados e temos que tomar uma atitude”, ressaltou. O prefeito de São José do Vale do Rio Preto, José Augusto Gonçalves também denunciou a “apatia” dos deputados estaduais que representam a região. “Ninguém saiu em nossa ajuda. Nem mesmo o presidente da Alerj se pronunciou em nenhum momento a favor dos municípios”.

O prefeito de Bom Jardim e presidente do Cis Serra, Paulo Barros também pediu união entre os municípios da região e ações mais enérgicas contra o Estado. “Todos estão com pires na mão e a situação é cada vez mais difícil. Precisamos estar cada vez mais unidos e exercitar as ações do consórcio para conseguirmos êxito nas cobranças com o Estado e a União”, salientou. Paulo Barros se comprometeu a encaminhar ofício ao governo do Estado solicitando a audiência na próxima semana.

O prefeito Rubens Bomtempo lembrou o ofício enviado ao Ministério Público Estadual (MPE) informando as dificuldades financeiras em manter o funcionamento das UPAS. “Em setembro, enviamos o ofício e o MPE conseguiu na justiça bloquear recursos das contas do Estado. Porém, o governo entrou com recurso e conseguiu impedir que as contas fossem bloqueadas alegando desequilíbrio financeiro”, citou. Por mês, o Estado deveria enviar ao município R$ 400 mil para o custeio de cada UPA. Conforme as portarias ministeriais que criaram as UPAs, a gestão das unidades é tripartite, ou seja, são custeadas pela União, Estados e municípios.

Também participaram do encontro os prefeitos de Cordeiro, Leandro Monteiro; de Guapimirim, Marcos Aurélio Dias; de Macuco, Felix Lemgruber; e de Cantagalo, Saulo Domingues. Também participaram os secretários de Saúde de Petrópolis, André Pombo; de Bom Jardim Wellington Pires; de Carmo, Renata Ferreira; de Duas Barras, Rodrigo Araújo; de Guapimirim, Winderson Porto; de Macuco, Rodrigo Romito; de São José do Vale do Rio Preto, Alcides Lopes; de Sumidouro, Janete da Cunha; de Cantagalo Vânia Lúcia; a subsecretária de Saúde de Teresópolis, Milena Barcelos; o assistente da Secretaria de Estado de Saúde, Naim Rocha; o presidente do Conselho Municipal de Saúde (Comsaúde), Marcus Curvello; e os vereadores Thiago Damaceno e Ronaldo Ramos.

Sessenta estudantes do ensino fundamental da Prefeitura receberam, na quinta-feira (5/11), os troféus do Concurso Protetor Mirim 2015: eles fizeram os melhores desenhos e redações com o tema “Bicho não é lixo”. O objetivo do concurso, realizado por meio da Coordenadoria do Bem Estar Animal e da Secretaria de Educação, é sensibilizar as crianças e os adolescentes da cidade sobre a importância de cuidar e respeitar os animais.

Para o projeto Protetor Mirim 2015, a Coordenadoria do Bem Estar Animal capacitou professores e diretores de escolas para trabalhar esses conceitos juntos aos alunos ao longo do ano. Participaram do projeto mais de 3 mil estudantes de 18 escolas.

“A ideia é mostrar para os estudantes, desde cedo, a importância de respeitar e amar os animais, de não maltratá-los. São conceitos que, depois de trabalhados, são levados para a vida toda. A criança ainda multiplica esse conhecimento, em casa, junto à família, com os amigos e vizinhos”, disse a coordenadora de Bem Estar Animal, Rosana Portugal.

A subsecretária de Educação, Rosilene Ribeiro, destacou a intersetorialidade da Prefeitura, envolvendo diferentes secretarias no mesmo projeto para conquistar novos avanços para Petrópolis. “Os estudantes foram os grandes protagonistas desse processo. Desde cedo, já estão demonstrando uma consciência sobre o cuidado com os animais que muitos adultos, infelizmente, não têm. É uma causa muito nobre, já que os animais nos fazem muito bem, muita companhia”, disse a subsecretária, ao lado da chefe da Divisão das Atividades Culturais e Artísticas da Secretaria de Educação, Catarina Maul.

Os estudantes premiados com os troféus são de 11 escolas: Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrósio, Escola Municipal Monsenhor Cirillo Calaon, Escola Municipal Prefeito Jamil Sabrá, Escola Santa Maria Goretti, Escola Municipal Duque de Caxias, Escola Santa Luíza de Marillac, Colégio Gunnar Vingren de Petrópolis, Escola Paroquial Nossa Senhora das Graças e Escola Municipalizada Ciep Maestro Guerra Peixe.

Petrópolis foi apontado como um dos destinos do Brasil com a melhor relação custo-benefício na hotelaria. O estudo foi realizado pelo Trivago, maior comparador de preços de hotéis do mundo, e a Cidade Imperial aparece na 16ª posição, à frente de outras cidades serranas como Campos do Jordão (18º) e Gramado (33º), e de destinos muito procurados como Salvador (22º), Natal (26º), Fortaleza (32º), e das capitais São Paulo (35º), Brasília (36º) e Rio de Janeiro (37º).

O estudo combina o valor médio das diárias dos hotéis com suas respectivas avaliações por parte dos usuários nas cidades brasileiras. Foram considerados no estudo destinos com no mínimo 50 hotéis e mais de 150 avaliações, englobando então 37 cidades de 19 estados, com nota máxima de 100 pontos. De acordo com a pesquisa, Bonito, no Mato Grosso do Sul, ficou em 1º lugar, com 95,56 pontos, seguido por Porto Seguro e Morro de São Paulo, ambos no litoral baiano.

O prefeito Rubens Bomtempo lembrou que Petrópolis vem avançando nas pesquisas que avaliam o setor turístico da cidade. “Este é um dos mais importantes setores econômicos da cidade. Já avançamos muito e ainda vamos avançar mais”, afirmou. A presidente da Fundação de Cultura e Turismo, Drica Madeira, comemorou o resultado. “Quem responde a esta pesquisa é o cliente, então Petrópolis está bem vista. Esperamos o turista em nossa cidade sempre de braços abertos”, disse. “Essa excelente colocação da hotelaria de Petrópolis demonstra o reconhecimento do cliente ao padrão do serviço que está sendo oferecido e sua compatibilidade com os valores das tarifas, representando um avanço no desempenho do município na hospitalidade e no competitivo mercado turístico”, declarou a presidente do Conselho Municipal de Turismo (Comtur), Evany Noel.  "Esta pesquisa mostra que a cordialidade e a simpatia do petropolitano, aliadas a preços de hospedagem dentro da realidade, tem agradado ao turista, que não só nos avalia positivamente como nos indica para os amigos e familiares", comentou Camila Thees, presidente do Petrópolis Convention & Visitors Bureau.

A infraestrutura, a oferta turística e a diversificada segmentação turística credenciaram o município em 2007 como um dos 65 Destinos Indutores do Desenvolvimento Turístico Regional pelo Ministério do Turismo e em 2014 o município foi premiado pelo desempenho no Índice de Competitividade do Turismo em 2013, como o município não-capital que alcançou maior pontuação na média de 13 dimensões (infraestrutura geral, acesso, serviços e equipamentos turísticos, atrativos turísticos, marketing e promoção do destino, políticas públicas, cooperação regional, monitoramento, economia local, capacidade empresarial, aspectos sociais, aspectos ambientais e aspectos culturais).

Veja a relação com as 37 cidades apontadas no estudo e as respectivas notas: 1) Bonito – MS (95,56)2) Porto Seguro – BA (95,42)3) Morro de São Paulo – BA (95,29)4) Monte Verde – MG (95,29)5) Ilhabela – SP (94,94)6) Tiradentes – MG (94,94)7) Ouro Preto – MG (94,13)8) Jericoacoara – CE (93,77)9) Paraty – RJ (93,73)10) Caldas Novas – GO (93,63)11) Pipa – RN (93,63)12) São Luís – MA (93,34)13) Florianópolis – SC (93,13)14) Cuiabá – MT (92,97)15) Porto de Galinhas – PE (92,84)16) Petrópolis – RJ (92,81)17) Belo Horizonte – MG (92,45)18) Campos do Jordão – SP (92,38)19) Aracaju – SE (92,30)20) Goiânia – GO (92,19)21) João Pessoa – PB (91,94)22) Salvador – BA (91,75)23) Maceió – AL (91,64)24) Foz do Iguaçu – PR (91,50)25) Armação dos Búzios – RJ (91,45)26) Natal – RN (91,44)27) Balneário Camboriú – SC (90,87)28) Curitiba – PR (90,66)29) Porto Alegre – RS (90,59)30) Guarujá – SP (90,39)31) Manaus – AM (89,50)32) Fortaleza – CE (89,40)33) Gramado – RS (88,84)34) Recife – PE (87,97)35) São Paulo – SP (85,11)36) Brasília – DF (83,93)37) Rio de Janeiro – RJ (82,48)

Números - Petrópolis possui uma vasta rede hoteleira, que conta hoje com 110 meios de hospedagem, sendo 72 pousadas, 26 hotéis, cinco hostels, três resorts e quatro spas, o que representa um crescimento de 13,40% em relação ao ano de 2012. A capacidade é de 2.111 Unidades Habitacionais (UH's) e 5.802 leitos em todo o município, o que significa aumento de 14,36% e 22,04%, respectivamente, em relação a 2012. São mais de 200 estabelecimentos de gastronomia de interesse turístico, entre restaurantes, delicatessens, bistrôs, pizzarias, lanchonetes, entre outros.

De janeiro a setembro de 2015, os Centros de Informação Turística registraram o atendimento a 53.825 visitantess, uma média mensal de 5.981. A taxa média de ocupação hoteleira no município nos finais de semana e feriados no mesmo período foi de 73,45%, sendo 77,14% no 1º distrito (Centro Histórico e arredores) e 69,75% do 2º ao 5º distritos (Corrêas, Nogueira, Itaipava, Araras, Pedro do Rio e Posse). 

A cidade conta com mais de 40 atrativos turísticos, entre abertos à visitação e visitação externa. Os mais visitados são Museu Imperial, Museu Casa de Santos Dumont, Catedral São Pedro de Alcântara, Centro de Experiências da Cervejaria Bohemia e Palácio de Cristal. O Museu Imperial já registra em 2015 uma média mensal de visitação de quase 30 mil pessoas. No Museu Casa de Santos Dumont, esse número chega a quase 17 mil mensais.

Sobre o estudo O economista do Observatório Regional de Turismo da FCTP, Bruno Hybner de Medeiros, analisou o estudo do Trivago, que é baseado em um algoritmo que leva em conta o THPI (Índice de Preços de Hotéis Trivago) e o Ranking de Reputação Trivago. A classificação é apresentada em uma escala de 0 a 100, incluindo destinos com, no mínimo, 10 hotéis e 150 avaliações. Ou seja, a lista vai de acordo com qual lugar tem o melhor custo-benefício, que é um dos principais critérios dos turistas durante a escolha de um destino de viagem. Para calcular o índice, são levados em conta todos os hotéis que fazem parte do banco de dados do Trivago em todos os parceiros afiliados, como booking.com, expedia.com.br, entre outros. O banco de dados do Trivago no município de Petrópolis conta com 153 estabelecimentos subdivididos em cinco categorias distintas: Abaixo da Média, Satisfatório, Bom, Muito Bom e Excelente. A partir das avaliações realizadas através dos clientes, cada hotel é inserido em uma categoria. Os meios de hospedagem de Petrópolis apresentam a seguinte configuração:

Classificação dos Meios de Hospedagem - Trivago
    

%

Excelente
    

65
    

63,11 %

Muito Bom
    

13
    

12,62 %

Bom
    

16
    

15,53 %

Satisfatório
    

5
    

4,85 %

Abaixo da Média
    

4
    

3,88 %

Total
    

103
    

100 %

Fonte: www.trivago.com.br

Cabe ressaltar o importante resultado do município de Petrópolis em relação ao Brasil ocupando a 16ª posição, com pontuação total de 92,81. Na categoria “excelente”, com 63% dos meios de hospedagem, alcançando satisfação total por parte de seus clientes. Outro ponto de destaque é a confiabilidade, pois o Trivago é considerado o maior site do mundo para procura de hotéis, comparando preços de mais de 700 mil meios de hospedagem em mais de 200 sites de reserva no mundo inteiro. O Trivago possui mais de 42 milhões de opiniões de hotéis e 14 milhões de fotos para facilitar a busca. Mais de 45 milhões de visitantes encontram mensalmente seus hotéis ideais por meio dos vários filtros de busca disponíveis e, por sua vez, economizam uma média de 35% em cada reserva. Além disso, o Trivago recebe dois milhões de buscas diárias.

Os artesãos de Petrópolis terão, na próxima semana, a oportunidade de se cadastrar no Programa do Artesanato Brasileiro, iniciativa que envolve Prefeitura, governos do estado e federal. Com o cadastro, o poder público terá um levantamento mais preciso sobre os artesãos da cidade para a realização de políticas voltadas para o setor. Haverá ainda palestras para a categoria sobre o programa.

Já foram realizadas cerca de 100 pré-inscrições. As inscrições serão realizadas no evento, na segunda e na terça-feira (9 e 10/11), na Casa dos Conselhos Augusto Ângelo Zanatta, na sede da Prefeitura. Para se cadastrar, é necessário levar duas fotos 3x4 e as cópias do comprovante de residência, do CPF e de identidade. O artesão deverá apresentar também duas ou mais peças já produzidas e algumas inacabadas para a finalização no ato do cadastro, para comprovação técnica.

“É uma ação para fomentar a economia da cidade. É uma mão de obra importante para Petrópolis, que gera emprego e renda. Para fomentar o setor, é preciso que o poder público, nas suas três esferas, tenha um cadastro oficial, para sabermos quantos são os artesãos em Petrópolis. Esse é o primeiro passo. A partir daí, teremos base para novas políticas”, disse a secretária de Trabalho, Assistência Social e Cidadania (Setrac), Fernanda Ferreira.

O evento é promovido pela Secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania (Setrac) e pelo Programa do Artesanato do Estado do Rio de Janeiro, para o cadastro no Programa do Artesanato Brasileiro, que é federal.

Mais de 150 pessoas participaram, na noite de quinta-feira (5/11), de uma reunião com o prefeito Rubens Bomtempo, para discutir a instalação da nova rede de água, em Cascatinha. Desta vez, o encontro foi com moradores da Rua Humberto Rovigatti e Luiz Salomão Viana. A obra, segundo previsão da concessionária Águas do Imperador, é de que as obras sejam iniciadas na próxima semana.

“Esse encontro é o desdobramento da reunião inicial, realizada em agosto com todas as comunidades de Cascatinha. Aqui, conseguimos antecipar o cronograma. Inicialmente, a obra estava prevista para começar em meados de dezembro”, explica Bomtempo.

Além do Prefeito, o presidente da Águas do Imperador, Márcio Salles, o presidente da Comdep, Anderson Cruzick (Kaxuxa) e o presidente da CPTrans, Fernando Badia, participaram do encontro. O vereador Jorginho Banerge, a secretária de Trabalho, Assistência Social e Cidadania, Fernanda Ferreira, o secretário de Obras, Robson Cardinelli, e a secretária de Controle Interno, Rosangela Stumpf, também acompanharam a reunião.

Para o vereador Jorginho Banerge, a antecipação do cronograma é uma vitória importante para os moradores. “A extensão da rede de água irá acabar com o sofrimento da população, garantindo ainda mais dignidade e tranquilidade para essas famílias”.

Segundo a secretária Fernanda Ferreira, nos próximos dias, a Setrac estará na comunidade realizando o cadastramento das famílias no Cad Único. “As famílias que estiverem dentro dos parâmetros exigidos, serão beneficiadas pela tarifa social, que garante descontos de 50% nas tarifas”, explica a secretária. “Hoje estamos detalhando o projeto e esclarecendo as dúvidas dos moradores. A chegada da água é bastante esperada”, disse o presidente da Comdep, Anderson Kaxuxa.

A dona de casa Angélica Kreischer, de 40 anos, ficou animada com a notícia. “Estamos há anos esperando essa medida e já havia perdido as esperanças. Mas, vamos comemorar muito quando a água começar a sair nas torneiras”, frisa.

A implantação da nova rede de água para atender cerca de 10 mil famílias de Cascatinha foi o tema de mais uma reunião realizada no distrito, na noite desta quarta-feira (4/11). Desta vez, o prefeito Rubens Bomtempo teve um encontro com empresários que ocupam os galpões da antiga Companhia Petropolitana.

O vereador Jorginho do Banerge, assim como o presidente da Comdep, Anderson Cruzick (Kaxuxa), e o presidente da Águas do Imperador, Márcio Salles, também participaram da reunião. “Prefeitura, Comdep e Águas do Imperador vão buscar, da melhor forma possível, atender as demandas das mais de 50 empresas instaladas na Companhia Petropolitana. Nos próximos dias, por meio da Setrac, vamos realizar o cadastramento dessas empresas. É importante lembrar que, juntas, elas empregam mais de 500 trabalhadores”, lembrou o prefeito Rubens Bomtempo.

O presidente da Comdep, Anderson Cruzick (Kaxuxa), frisou a importância da iniciativa. “A instalação da rede de água nesta região atende uma antiga reivindicação dos moradores. O prefeito Rubens Bomtempo se empenhou muito para tornar este projeto realidade”, frisou, lembrando que os investimentos ultrapassam os R$ 3 milhões.

Prefeitura, Comdep e Águas do Imperador vão buscar, da melhor forma possível, atender as demandas das empresas instaladas no local, que é tombado pelo IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.

“Assim como os moradores de Cascatinha, as empresas instaladas nesse espaço enfrentam dificuldades com a falta d’água. O problema deles, no entanto, é diferenciado, pois precisam da água para tocar suas empresas. Elas fomentam a economia do bairro, garantem centenas de empregos. Não podemos correr o risco de perdê-las”, disse Jorginho do Banerge.

“A reunião foi bastante proveitosa, pois precisamos da água, principalmente, por conta de nossos funcionários. A presença do governo nessa reunião mostra que a Prefeitura tem boa vontade em nos ajudar a resolver esse problema”, disse o empresário João Carlos Ferreira de Mello.

Um adolescente da localidade de Pavuna, zona norte do município do Rio, foi encaminhado na sexta-feira (6/11) para o Conselho Tutelar depois de ser encontrado comercializando produtos, de forma irregular, próximo ao Terminal do Centro. A abordagem fez parte da Operação Petrópolis Legal, uma ação intersetorial da Prefeitura que envolve as secretarias de Trabalho, Assistência Social e Cidadania; Fazenda; Saúde; de Segurança Pública; além da Guarda Civil e da Vara da Infância, da Juventude e do Idoso, para coibir não só o comércio ilegal, como também dar encaminhamento às pessoas em situação de rua. A operação ainda será realizada nos distritos.

“Essa é uma ação para organizar a cidade. Queremos coibir o comércio irregular e acabar com a exploração de crianças e adolescentes por adultos, na maioria das vezes, de fora da cidade, que se aproveitam dos menores para pedir dinheiro nas ruas ou para comercializar produtos, como aconteceu no caso do menor encaminhado ao Conselho Tutelar”, explicou a secretária de Trabalho, Assistência Social e Cidadania.

O menor flagrado vendendo sândalo estava acompanhado de José Damião dos Santos Domingos, de 20 anos. O adolescente será encaminhado à sua família pelo Conselho Tutelar. Já José Damião foi levado para a 105ª Delegacia de Polícia e os produtos apreendidos pela secretaria de Fazenda.

As pessoas em situação de rua foram levadas pelas equipes de abordagem da Setrac para o Núcleo de Integração Social no Alto da Serra e outras foram encaminhadas para as suas cidades de origem.

Durante a operação, a coordenadoria de Fiscalização da secretaria de Fazenda também autuou, em flagrante, funcionários de uma quitanda despejando lixo de forma irregular na via pública. O proprietário foi multado não só pelo descarte como também por desacato, previstos respectivamente pelos artigos 34 e 261 do Código de Posturas do Município.

As obras de revitalização da Praça Salvador Kling, na Mosela, promovidas pela Prefeitura, tiveram um grande avanço na última semana. Quem passa pelo local já pode ver o recuo do ponto de ônibus sentido Centro, o novo ponto de táxi e a retirada de uma caixa de elevatória de água que estava em desuso, de quase um metro de altura, e que ocupava um espaço importante da praça – mais de dez metros quadrados. As obras foram iniciadas no fim de outubro.

A revitalização da praça prevê a instalação de um parquinho e de um espaço de convivência. O objetivo é valorizar o local e dar mais conforto aos moradores da Mosela, já que as obras vão incluir também melhorias no trânsito do entorno e plantio de seis ipês na praça.

“A praça revitalizada será um ganho para o bairro, que trará benefícios à população no lazer, no trânsito e no meio ambiente. Estamos buscando garantir essas conquistas, reorganizando os espaços”, disse o prefeito Rubens Bomtempo, lembrando que a praça receberá projeto paisagístico, com plantio de seis ipês.

As obras incluirão ainda melhorias no entorno, que darão mais espaço para pedestres e para veículos. No trecho da Rua Mosela depois da praça, haverá ampliação da via, justamente em um trecho onde há afunilamento do tráfego, e também da calçada do lado do rio. O objetivo da Prefeitura com as medidas é garantir mais segurança e fluidez no trânsito.

“Esse é um trecho complicado da rua, porque afunila o tráfego, forçando o motorista que vai no sentido Centro a invadir a pista contrária. Vamos ampliar a largura da rua, no trecho logo acima da praça, e também ampliar a calçada do lado do rio. Para isso, vamos ocupar com calçada o trecho em cima do muro que não estava sendo utilizado”, disse o secretário de Obras, Robson Cardinelli.

Outras melhorias – O recuo do ponto de ônibus sentido Centro permitirá que os ônibus saiam da pista para o embarque e desembarque de passageiros. A medida possibilitará uma maior fluidez no trânsito da região, já que o tráfego não será interrompido a cada parada dos coletivos.

A CPTrans também vai sinalizar uma faixa de pedestre logo depois da praça, fazendo com que os pedestres não atravessem na frente dos coletivos parados, e sim atrás, o que dará mais segurança a quem atravessa, porque a pessoa terá uma visão melhor do trânsito.

O ponto de táxi, na Rua Frederico Kronemberg, será alterado. Hoje, os quatro táxis do ponto ficam estacionados em fila – com um mais afastado, atrás. Com a mudança, os veículos vão parar de forma perpendicular à praça, o que dará mais segurança aos veículos que saem da Rua Frederico Kronemberg, transversal da Rua Mosela, já que os motoristas terão uma visão melhor do trânsito nos dois sentidos da via principal. Além disso, a medida dará mais praticidade ao trabalho dos taxistas, no embarque e desembarque de passageiros.

Quem mora e trabalha na região está aprovando as intervenções. “Estão todos de parabéns, Vai melhorar muito o trânsito”, disse o pintor Antônio José Dias, de 53 anos, e que mora há 15 anos na Mosela.

“Vai melhorar muita coisa, 100%, principalmente porque vai tirar o ponto de ônibus da entrada da Rua Frederico Kronemberg. Isso vai facilitar o nosso trabalho”, disse o taxista Joel Gonçalves, que trabalha há 12 anos no ponto da praça.

A Mosela também está recebendo obras para recuperação da rede de água e asfaltamento. “O Consórcio Águas do Imperador vai finalizar as obras de recuperação da rede e, assim que o trabalho for concluído, o asfaltamento também será finalizado”, concluiu Cardinelli.

Notícias por data

« Setembro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30        

Prestação de conta COVID-19

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo