Órgãos relacionados à prevenção e à resposta às queimadas em Petrópolis se reuniram nesta sexta-feira (29/8), na Secretaria de Proteção e Defesa Civil, para dar início à elaboração de um Plano de Contingência específico para os incêndios florestais. A proposta da Prefeitura é promover uma integração entre diversos órgãos para coibir as queimadas, conscientizar a população sobre os problemas causados por esse tipo de incêndio e agilizar a resposta do poder público a cada evento.

Na semana passada, cerca de dez hectares – o equivalente a dez campos de futebol – da região do Taquaril, na Posse, foram devastados por uma queimada. Houve também queimada na região de Nogueira. O incêndio florestal, além do prejuízo ambiental, representa risco para a saúde da população e para a estrutura de residências. Além disso, a queimada ainda gera risco de deslizamentos no caso de chuvas, já que devasta a vegetação, retirando a proteção do solo.

“Esse planejamento específico para queimadas é para coibir cada vez mais essa prática no nosso município. Assim, melhoramos o combate, a fiscalização, a conscientização da população e o treinamento dos órgãos envolvidos. Colocar fogo nas matas é crime ambiental. A lei federal 9.605, de 1998, prevê prisão de dois a quatro anos e multa para quem provocar incêndio em mata ou floresta”, disse o diretor operacional da Secretaria de Proteção e Defesa Civil, Ramon Camilo.

Estavam presentes na reunião representantes da Defesa Civil, do Corpo de Bombeiros, da Polícia Militar, do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), da Rede Operações de Emergência de Radioamadores (Roer) e do Parque Nacional da Serra dos Órgãos (Parnaso). Nova reunião será realizada em outubro e outros órgãos também serão chamados.

“Vamos pegar o planos de contingência que já existem em cada órgão e produzir um plano de ação único, integrando os órgãos. Não podemos atuar de forma isolada, mas em conjunto. Caberá à Defesa Civil o planejamento, a articulação e a coordenação das ações”, disse o diretor administrativo da Defesa Civil, Gileno Alves.

O chefe da Reserva Biológica de Araras (Rebio-Araras) do Inea, Ricardo Ganen, destacou o avanço que representa para o município a integração entre órgãos para a prevenção de queimadas. “A Defesa Civil está deixando de atentar só para os efeitos das águas e voltando atenções também para o fogo. Hoje a Defesa Civil tem estrutura. Na sede antiga, no Campo do Serrano, não havia recursos materiais nem humanos. Era apenas o esforço dos servidores”, disse Ricardo. Em 2013, o prefeito Rubens Bomtempo transformou a Defesa Civil de coordenadoria para Secretaria. Com isso, a pasta ganhou recursos humanos e estruturais.

Muita criatividade e bom humor marcaram os concursos de esquetes teatrais e painéis promovidos pela Prefeitura, por meio das secretarias de Saúde e Educação, em lembrança ao Dia Nacional de Combate ao Fumo. Cerca de 200 pessoas, entre alunos da rede municipal de ensino, professores e profissionais da saúde participaram do evento realizado nesta sexta-feira (29/8), no auditório da Universidade Católica de Petrópolis (UCP), no campus da Rua Benjamim Constant.

Dez Centros de Educação Infantil (CEIs) participaram do concurso de painéis. O primeiro lugar ficou com o CEI Patrícia Ferreira da Silva;, seguido do CEI Lulu Monteiro de Castro e, em terceiro lugar, do CEI Prefeito Sérgio Fadel. Para a confecção dos trabalhos, feitos pelos alunos e professoras, foram usados materiais reciclados.

No concurso de esquetes teatrais, cinco escolas do Ensino Fundamental participaram da competição, que foi dividida em dois segmentos: do 1º ao 5º ano e do 6º ao 9º ano. Com o tema “Uma Escolha Inteligente” a Escola Nossa Senhora das Graças foi a vencedora do concurso para o primeiro segmento. No segundo segmento, a Escola Paroquial Nossa Senhora da Glória foi a vencedora do concurso, com o trabalho intitulado “Cordas”. Além dos troféus para os primeiros colocados, todos os alunos receberam medalhas.

“É importante desenvolver este tipo de trabalho em parceria com a Secretaria de Educação. Esses alunos estudaram o tema e desenvolveram ótimos trabalhos, mostrando que entenderam a mensagem sobre os riscos do tabagismo. Agora, sem dúvida ajudarão a multiplicar essas informações”, disse a coordenadora do Programa de Controle do Tabagismo da Secretaria de Saúde, Lílian Ottero.

As ações de controle ao tabagismo desenvolvidas pela Prefeitura vêm alcançando resultados positivos. De acordo com dados do Programa de Controle do Tabagismo, no período de 2002 a 2012 foram tratados 3.337 fumantes. Destes, 1.870 pacientes (56,13%) pararam de fumar ao final do tratamento. Só no primeiro semestre de 2013 foram aproximadamente 140 pacientes, sendo que 80% deles chegaram ao final do tratamento sem o cigarro. “As ações em saúde também são destaque, pois Petrópolis está entre os 10% dos municípios brasileiros que oferecem tratamento gratuito contra o tabagismo para a população”, lembrou a coordenadora.

Atualmente o tratamento é oferecido em mais de 30 unidades, dentre elas o Centro de Saúde Coletiva, CAPS AD, e em várias unidades da Estratégia Saúde Família (ESF). A secretaria de Saúde está ampliando a oferta do serviço com a capacitação de profissionais das unidades de ESF e unidades básicas, visando levar o tratamento para as áreas mais distantes do município.

O tabagismo é uma doença crônica gerada pela dependência da nicotina, que hoje mata cerca de cinco milhões de pessoas por ano no mundo, sendo 200 mil no Brasil. A epidemia global do tabaco mata cerca de seis milhões de pessoas a cada ano, dos quais mais de 600 mil são não fumantes que morrem pelo tabagismo passivo. No Brasil, são 200 mil mortes todos os anos. O tabagismo também é uma doença pediátrica, pois 90% dos fumantes começam a fumar antes dos 19 anos, sendo 15 a idade média de iniciação. Incentivados por propagandas e outras estratégias de marketing que visam facilitar o acesso aos produtos de tabaco, a cada dia cerca de 100 mil adolescentes começam a fumar no mundo, segundo dados do Banco Mundial.

Nos dias 4, 11, 23 e 30 de setembro, no Theatro D. Pedro, a Prefeitura, através da Secretaria de Educação, vai realizar mais uma edição de um projeto que enaltece a música popular brasileira: o Brasil Musical. O objetivo é promover o contato dos alunos da rede municipal de ensino com os movimentos musicais, canções e ícones da história de nossa música. A cada ano, a temática é especialmente escolhida de forma a contribuir com reflexões, momentos sociais, políticos e bagagem cultural qualificada pelos estudantes. Estão envolvidos no processo escolas de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio. Para o ano de 2014, o tema adotado foram os “Festivais da Canção”.

No início do ano letivo, por meio de palestras organizadas pela Secretaria de Educação, todos os educadores envolvidos no projeto puderam estabelecer um contato mais direto com o tema, por meio de exibição de vídeos, audição de músicas e texto escrito. A segunda fase ocorreu dentro da escola, quando a pesquisa e o estudo passaram a ser desenvolvidos pelos alunos.

Mais de 50 escolas participam do projeto, que é dividido em oito espetáculos focados nas canções relacionadas ao movimento estudado dentro da sala de aula. Os espetáculos, no turno da manhã, serão apresentados às 9h e, à tarde, a partir das 14h. Canções de nomes conhecidos da música brasileira farão parte do evento, que tem entrada franca.

A partir desta segunda-feira (1/9) a Prefeitura inicia a segunda fase da Campanha Municipal de Vacinação Contra o Vírus HPV. Meninas entre 11 e 13 anos que foram imunizadas pela primeira vez em março já podem tomar a outra dose da vacina. Todos os postos do município, que contam com sala de vacinação, estarão ministrando as doses. Desde o início da campanha, 6.589 meninas foram imunizadas, o que representa 98,7% do público-alvo.

A coordenadora do setor de Epidemiologia, Elisabeth Wildberger, ressalta que a vacinação está entre as estratégias de prevenção mais utilizadas no combate ao câncer de colo de útero, assim como a detecção precoce com a realização do exame Papanicolau (conhecido como preventivo), o uso de preservativo e ações educativas.  A doença é a terceira causa de morte por neoplasias em Petrópolis. Representa cerca de 9% das mortes.

O câncer de colo do útero manifesta-se normalmente a partir da faixa etária de 25 a 29 anos, aumentando seu risco até atingir o pico na faixa etária de 50 a 60 anos. A vacina que entrou para o calendário nacional de imunização é distribuída pelo Ministério da Saúde. Ela é quadrivalente, ou seja, previne contra quatro tipos do HPV que podem causar a doença.

Segue a lista dos postos:

CENTRO DE SAUDE COLETIVA (Instituto da Mulher, da Criança e do Adolescente)
AMBULATÓRIO ESCOLA
SETOR DE EPIDEMIOLOGIA (AO LADO DO HMNSE)
HOSPITAL ALCIDES CARNEIRO
PS ALTO INDEPENDENCIA
PS ARARAS
PS ITAIPAVA
PS MORIN
PS PEDRO DO RIO
PS RETIRO
PSF 24 DE MAIO
PSF ÁGUAS LINDAS
PSF ALTO DA SERRA
PSF ALTO SIMÉRIA
PSF AMAZONAS
PSF BAIRRO CASTRIOTO
PSF BATAILLARD
PSF BOA ESPERANÇA
PSF BONFIM
PSF BREJAL
PSF C. M. JESUS DE PRAGA
PSF CARANGOLA
PSF CASTELO SÃO MANOEL
PSF CAXAMBU
PSF COM. S. JOÃO BATISTA
PSF COM.1º DE MAIO
PSF DR THOUZET
PSF FAZENDA INGLESA
PSF JARDIM SALVADOR
PSF LAJINHA
PSF MEIO DA SERRA I
PSF MEIO DA SERRA II (VSF)
PSF MOINHO PRETO
PSF PEDRAS BRANCAS
PSF POSSE
PSF SECRETÁRIO
PSF STª TRINDADE
PSF VALE DAS VIDEIRAS
PSF VALE DO CARANGOLA
PSF VILA FELIPE
PSF VILA RICA
PSF VILA SAÚDE
PSF ESTRADA DA SAUDADE

Sábado, 30 Agosto 2014 - 08:33

Petrópolis comemora a Semana da Pátria

A Prefeitura de Petrópolis inicia na próxima segunda-feira (01/09) as comemorações pela Semana da Pátria.  Cento e seis instituições de ensino, entre escolas e Centros de Educação Infantil (CEIs) municipais, estaduais e particulares, irão participar dos desfiles cívicos, que serão realizados em sete localidades. A abertura solene está marcada para as 8h, na Praça dos Expedicionários, onde haverá uma homenagem aos ex-pracinhas petropolitanos que lutaram na Segunda Guerra Mundial. O evento terá a presença do prefeito Rubens Bomtempo.

O primeiro desfile cívico será realizado às 9h30, no bairro Alto da Serra, com saída na Rua Teresa, na altura da segunda portaria do BNH. A apresentação será aberta pela Banda Marcial Johan Noel, seguida de Casa Escola Três Ursinhos, CEI André Rebouças, Xodozinho, Escola São
Cristóvão, Escola das Comunidades Santo Antônio, E. P. Nossa Senhora da Glória com a Banda Marcial Leila de Souza Castro, E. M. Ana Mohammad , E. M. Geraldo Ventura Dias com a Banda Marcial Trovão Imperial, E. Germano Valente com a Banda Marcial Nilton Rocha, E. M. Vereador José Fernandes da Silva, e a E. M. Dr. Rubens de Castro Bomtempo com a Banda Marcial Imperial Petropolitana

Confira a programação:

01/09 - Alto da Serra - 9h30 - Rua Teresa / BNH

02/09 - Alto Independência - 9h - Rua Ângelo João Brand

03/09 - Posse - 9h - Estrada União Indústria / Posto Barenco

04/09 - Pedro do Rio - 9h - Estrada União Indústria / Escola Municipal
Nilo Peçanha

05/09 - Corrêas - 9h - Rua Princesa Dona Paula

06/09 - Cascatinha - 9h - Rua Bernardo de Vasconcelos

07/09 - Centro - 9h - Rua do Imperador

Vinte e oito casais realizam neste sábado, às 11h, o sonho de regularizar a união em cerimônia de casamento coletivo no Palácio de Cristal. O Casamento no Palácio é um projeto da Prefeitura, realizado por meio da Fundação de Cultura e Turismo e Secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania, com apoio de diversas empresas, profissionais e instituições. A ação social, que garante o fornecimento gratuito da certidão de casamento aos beneficiados, é voltada para casais com renda de até dois salários mínimos e residentes em Petrópolis.

“É uma ação de cidadania e de amplo alcance social que fortalece a família. Muitos casais já vivem há anos sem ter meios de regularizar o estado civil. Outros, que ainda planejam iniciar a vida a dois, adiam o sonho porque também não têm condições financeiras de fazê-lo. O projeto atende a esses dois públicos, e com o diferencial de ocorrer num dos cartões-postais mais charmosos da cidade”, afirma o prefeito Rubens Bomtempo.

Os casais habilitados para a primeira edição do Casamento no Palácio se inscreveram durante a última feira agropecuária e num segundo período de inscrições aberto pela Setrac neste mês.  A juíza de paz Rita Cristina Aquino Balmant participará da cerimônia no Palácio de Cristal.

Casam-se no sábado: Alessandra Cristina Gomes Lomar e Felipe Fernandes de Carvalho, Ana Lúcia Bernardo e Mário Cabral, Daiana de Jesus e Michel Santos da Silva, Edenea Miguez França e Damião Moreira, Elisângela Gonçalves de Oliveira Marques e Luiz Roberto de Souza Marques, Elizabeth Leandro Teles e Cláudio Luiz Florêncio Barbosa, Josiane Gonçalves de Siqueira e Rodrigo Carvalho Falcão, Juliana de Fátima Galdino de Oliveira e Carlos Eduardo Fonseca da Silva, Leila da Silva Marques e Sandro Rodrigues Nascimento, Liliane Silva de Oliveira e João Carlos Braun, Marcela de Freitas e Paulo Sergio de Oliveira, Márcia Helena da Silva de Amorim e David Pires da Cunha, Maria Caroline de Souza Costa e Tiago José da Silva, Patrícia Maria Maduro Marques Correa e José Marcos Monteiro da Silva, Priscila da Silva Mattos e Fabiano José de Lima, Renata Baptista da Silveira e Adriano Justino, Rosana Klippel da Silva e Ramon da Rocha Cardoso, Tássia de Fátima Albino e Josimar Miguel de Freitas, Vânia Inei de Oliveira Queiroz e Bruno de Oliveira, Vanusa da Silva Castro e Davi Gonçalves, Edna Batista Neves e Cláudio Alessandro de Oliveira, Maria Antonia dos Santos e Marco Aurélio de Lima Braz, Mirieli da Silveira Bastos e Marcos Silva da Cruz, Mônica Regina de Souza Costa e Rodrigo Francisco de Sá, Roberta de Medeiros Annanias Carlos e José Luiz da Silva Júnior, Tais Nunes Mazza e Marcos Vinicius Vieira Matos, Vanessa Pereira dos Santos e José Geraldo da Silva e Vilma Kreischer e Ernani Goulart Muniz.

Para a presidente da Fundação de Cultura e Turismo, Thaís Ferreira, o Casamento no Palácio se diferencia de outras iniciativas do gênero. “Quem não gostaria de se casar num dos palácios da Cidade Imperial? É uma importante ação de cidadania, mas que se destaca por essa característica de Petrópolis como um dos centros de turismo mais procurados do país, com relevante patrimônio histórico”, ressalta. Thaís também elogia a adesão da iniciativa privada e de profissionais liberais ao projeto. “Tivemos grande receptividade e apoio à iniciativa, o que demonstra uma sociedade sensível e disposta a colaborar com causas dessa natureza”.

São parceiros do Casamento no Palácio: Supermercados Celma, Essencial Assessoria e Cerimonial, Designer Cláudio Partes, fotógrafa Mariana Rocha, Anderson Barcellos Design e Decorações Florais, Imperfolhas Comércio de Flores e Paisagismo, Leila Bolos e Decorações, Rosângela Dias Bolos e Doces, Ewiglich, Petrópolis Convention & Visitors Bureau, Solar Fazenda do Cedro, Pousada Paraíso Açu, Itaipava Hostel, Riverside Park Hotel, Pousada do Golf, Senac, Coral Municipal de Petrópolis, Stillo’s Sonorização, Styllus Fashion Hair, BRT, Petrotub, Sandra’s Buffet e Qualidart.

O prefeito Rubens Bomtempo enviou nesta semana à Câmara de Vereadores projeto de lei que cria a Rota Cervejeira em Petrópolis. O projeto também institui o Programa Municipal de Desenvolvimento da Produção Artesanal, Orgânica e Familiar Associada ao Turismo (Pró-Artesão) e o Livro Tombo do Patrimônio Natural e Cultural. A medida tem como objetivo incentivar o setor turístico e resgatar as tradições locais, associando-as à preservação da história e proteção do patrimônio material e imaterial.

“A lei é um estímulo ao setor turístico e, principalmente, ao cervejeiro, incentivando o desenvolvimento de forma organizada. O objetivo é beneficiar com incentivo fiscal todos os que produzem cerveja artesanal na cidade”, comentou o prefeito Rubens Bomtempo, citando algumas cervejarias instaladas no município que geram centenas de empregos diretos e indiretos.

A implantação do Programa Municipal de Desenvolvimento da Produção Artesanal, Orgânica e Familiar Associada ao Turismo – Pró-Artesão e a criação da Rota Turística e Cultural Cervejeira fazem parte do primeiro capítulo do projeto de lei. O objetivo é assegurar o desenvolvimento turístico sustentável e integrado, incentivando o processo artesanal e a manutenção da geração de trabalho e renda; além de fortalecer as tradições culturais.

Entre as diretrizes do programa está a valorização da identidade e cultura petropolitana; expansão e renovação da produção artesanal, familiar e orgânica; identificação dos artesãos e dos produtores artesanais; promoção da integração da atividade artesanal; incentivo à qualificação dos produtores; valorização e promoção dos produtos locais; apoio à comercialização; busca de suporte e apoio junto às entidades locais, estaduais e nacionais; além da criação e proposição de formas de incentivo fiscal e financeiro aos produtores. O projeto de lei também define e estabelece normas para os produtos artesanais e orgânicos; a produção familiar; as microcervejarias e a produção de cerveja ou chope artesanal.

“Essa lei sinaliza um fortalecimento do nosso polo cervejeiro e abre portas para a construção de um calendário na Região Serrana, voltado para este setor, como por exemplo, a possibilidade de realizar um festival da cerveja para o desenvolvimento da Rota Cervejeira”, disse o prefeito.

O segundo capítulo do projeto de lei institui o Livro do Tombo do Patrimônio Natural e Cultural de Petrópolis. “Essa medida é uma valorização do patrimônio imaterial preservando a cultura e tradições da nossa cidade”, ressaltou Bomtempo. O projeto de lei segue agora, para apreciação dos vereadores.

Petrópolis sediou nesta quinta-feira (28/7) o 2º Encontro da Rede Estadual de Jovens Multiplicadores de Redução de Desastres da ONG internacional Care. Jovens e professores de Teresópolis, São João de Meriti, Duque Caxias e de Petrópolis participaram de atividades em grupo e debates sobre como ajudar na propagação das noções de prevenção de desastres naturais. O encontro teve o apoio da Secretarias de Proteção e Defesa Civil, que participou das atividades.

O encontro foi realizado no Palácio Itaboraí, de 8h às 17h.     Participaram cerca de 50 pessoas. A proposta é que esses jovens e professores tornem-se multiplicadores do que aprenderam no encontro sobre redução de riscos. A Care atua, entre outras campanhas, na educação ambiental e na redução de riscos de tragédias naturais pelo mundo.

“Nós precisamos ter o jovem como parceiro nosso. É claro que ele não vai substituir o professor, mas pode ter outro papel na prevenção de desastres das chuvas, levando o que discutimos aqui para sua turma, seus amigos”, disse Marcelo Aranda, analista da Care Brasil.

O diretor administrativo da Secretaria de Proteção e Defesa Civil, Gileno Alves, participou do encontro. Ele destacou que é uma determinação do prefeito Rubens Bomtempo criar uma grande rede de Defesa Civil em Petrópolis. Para isso, a secretaria vem atuando junto a escolas, comunidades e ONGs para fortalecer na população a consciência sobre prevenção de desastres das chuvas. “Estamos trabalhando para que cada vez mais pessoas reflitam sobre a importância de agir preventivamente, para assim deixarmos Petrópolis mais segura”.

Estudante do 8º ano da Escola Municipal João Paulo II, no São Sebastião, Gabriel Magalhães participou das atividades. “Em moro no São Sebastião, e lá tem áreas de riscos. Então é importante aprendermos sobre prevenção. Toda informação que tivermos pode ajudar na hora que precisarmos”, disse.

Promover a cultura da paz dentro das escolas municipais é um dos objetivos do programa Educação para Paz, lançado na manhã desta quarta-feira (27-8) pela Prefeitura, por meio da secretaria de Educação, em parceria com a Casa Stefan Zweig. A iniciativa foi determinada pelo prefeito Rubens Bomtempo, que, após sua visita ao Japão, assinou o acordo “Prefeitos pela Paz”. Com isso, Petrópolis passou a fazer parte do rol de 5 mil municípios que aderiram ao comitê pela disseminação da cultura da paz no mundo.

“Cultuar a paz mundial dentro das escolas é o primeiro passo para a mudança no mundo. Todas as questões sociais invadem o espaço escolar e, por isso, o processo educacional tem essa missão e esse desafio. É na escola que formamos o cidadão para a vida”, disse a secretária de Educação, Mônica Feitas.

Até novembro, o programa será desenvolvido em 17 escolas da rede municipal. Alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental terão aulas em quatro módulos: “Resgate Histórico: Lutas e Guerras entre os Povos”, “Diferentes Expressões de Violência”, “Em Busca do Sentido da Vida” e “Conclusão e Exposição dos Trabalhos Realizados”.

A iniciativa visa o desenvolvimento de ações focadas no desarmamento junto aos alunos; combate às práticas agressivas; construção de uma convivência livre e solidária no ambiente escolar; combate ao preconceito, entre outras.

O procurador do Município, Marcus São Thiago, que no ato estava representando o prefeito Rubens Bomtempo, falou sobre a importância do projeto. “Só há uma maneira de construir um mundo melhor: investindo cada vez mais na educação. Precisamos cultuar a paz, principalmente em nossos corações, respeitando o próximo, construindo um lugar comum de convivência para todos”.

O evento contou ainda com uma palestra do diretor da Casa Stefan Zweig, o jornalista Alberto Dines. “Essa foi uma manhã emocionante e comovente. Como sempre o prefeito Rubens Bomtempo lembra da figura de Stefan Zweig como importante personalidade para a formação das crianças e jovens petropolitanos. A ligação de Zweig com a cidade está eternizada”, declarou.

Os equipamentos para o setor materno infantil do Hospital Alcides Carneiro (HAC) começaram a ser entregues. Os aparelhos foram adquiridos pela Prefeitura com recursos de uma emenda parlamentar do deputado Glauber Braga, no valor de R$ 1,3 milhão. Ao todo, 173 equipamentos foram comprados e vão equipar a maternidade e a UTI Neonatal do HAC.

A empresa vencedora da licitação entregou nesta semana os primeiros equipamentos. Seis respiradores para a UTI Neonatal já foram instalados. “Os novos equipamentos vão garantir um atendimento mais organizado e qualificado para a população”, destacou o prefeito Rubens Bomtempo, lembrando que, com a reforma do HAC e a compra dos aparelhos, o hospital ficará mais organizado e estruturado. “São ações que vão garantir melhorias principalmente à maternidade, única a atender pela rede pública no município. Esses investimentos garantirão um atendimento mais digno a essas mães”, destacou.

Com a obra, a maternidade vai ganhar um elevador, consultórios, sala de exames, novos banheiros e uma unidade intermediária, além de espaço para a gestante receber a medicação. “A gestante não vai precisar sair da maternidade para realizar os exames”, disse o prefeito. Atualmente, a maternidade do HAC realiza, por mês, entre 200 e 300 partos.

Além dos respiradores, a emenda parlamentar garantiu a compra de camas hospitalares, mesa ginecológica elétrica, berços, incubadora de transporte neonatal, esfigmomanômetro de pedestal (aparelho de pressão), oxímetro de pulso, ventiladores pulmonares, aparelhos para fototerapia, cardioversores, bombas de infusão, ultrassom e monitores multiparâmetros, entre outros.

Notícias por data

« Agosto 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31  

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

cmv-logo

Relatorio CMVP