As inscrições para os concursos do Natal Imperial já estão abertas. Neste ano, serão premiadas as casas mais enfeitadas e as vitrines mais bonitas da cidade. O principal prêmio é uma viagem de nove dias para Portugal. Somada à iluminação e decoração montadas pela prefeitura, Petrópolis se transformará em um grande cenário de Natal. As inscrições devem ser feitas pelo site www.natalimperialpetropolis.com.br, até o dia 10 de dezembro.

 Moradores e comércio abraçaram a festa, que terá programação de 1° de dezembro a 06 de janeiro. Donos de casas e proprietários de lojas já começaram montar os enfeites para completar o clima de magia e sonho proposto pelo Natal Imperial, que contará com iluminação em prédios públicos e históricos, pontos turísticos e árvores, além de cenografia especial no Palácio de Cristal e Praça da Liberdade.

“Os concursos serão um incentivo a mais para estimular os petropolitanos a participarem do Natal Imperial. A grande palavra deste ano é Compartilhar, por isso estamos mobilizando toda sociedade para esta grande festa, para que seja uma festa de todos”, explica o diretor-presidente do Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE), Leonardo Randolfo.

No caso do Concurso da Casa Mais Enfeitada, os candidatos inscritos serão julgados por uma comissão, formada por oito membros indicados pelo IMCE e instituições parceiras do Natal Imperial. A avaliação levará em conta iluminação, criatividade e originalidade. Para o julgamento, somente será analisada a decoração na parte externa visível a partir da rua, instalada nas fachadas e jardins. A comissão visitará as casas até o dia 17 de dezembro. O vencedor receberá um pacote de viagem de nove dias/oito noites para Portugal. A divulgação do resultado será no dia 20 de dezembro e a entrega do prêmio no dia 16 de abril de 2018. Para concorrer, o candidato deve ser o proprietário ou o locatário, residente no imóvel.

O comércio também não vai ficar de fora. No Concurso para a Vitrine Mais Enfeitada, o proprietário do estabelecimento vencedorserá premiado com um pacote de viagem para Rota do Cacau em Ilhéus, na Bahia, já o vitrinista responsável pela decoração recebe uma diária com acompanhante no Hotel Riverside, em Petrópolis. A avaliação será realizada por votação popular na página oficial do Natal Imperial no Facebook. A foto da vitrine mais enfeitada que obtiver o maior número de curtidas na página até o dia 18 de dezembro de 2017, às 18h, será a grande vencedora do concurso. O ganhador será divulgado no dia 20 de dezembro e o prêmio entregue em janeiro.

Para participar dos concursos será preciso fazer a inscrição, que encerra no dia 10 de dezembro. Os regulamentos estão disponibilizados no site do Natal Imperial (www.natalimperialpetropolis.com.br).

Evento desta quinta-feira faz parte da campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contras as Mulheres

 Foi aberta nesta quinta-feira (23.11) a campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contras as Mulheres, em evento realizado pelo Centro de Referência e Atendimento à Mulher (Cram) na Casa dos Conselhos. A abertura contou com a presença de cerca de 50 pessoas e com palestras ministradas pela equipe do órgão e pela advogada da OAB-RJ, Patrícia Sanches, que falou sobre como as leis de defesa à mulher (como a Maria da Penha) se aplicam às transsexuais.

Criada em 1991 pelo Centro de Liderança Global de Mulheres, a campanha tem como objetivo promover o debate e denunciar as várias formas de violência contra as mulheres. Mundialmente, a campanha tem início no dia 25.11, dia internacional de Não Violência Contra as Mulheres, e termina no dia 10 de dezembro, data em que se comemora o dia internacional dos Direitos Humanos. Cento e cinquenta países já abraçaram a causa, que chegou ao Brasil em 2003. No país, o início da campanha foi antecipado para o dia 20.11, dia nacional da Consciência Negra, como reconhecimento da opressão sofrida pelas mulheres negras, principais vítimas da violência de gênero no Brasil.

O evento de abertura contou com a presença de autoridades locais e da equipe do Cram, que explicou aos presentes o que é o órgão, como ele funciona e as medidas que  a mulher em situação de violência deve tomar. Iniciando a palestra, a coordenadora do órgão, Cléo de Marco, falou sobre o funcionamento do órgão, que atendeu aproximadamente 350 mulheres neste ano.

O Cram tem o compromisso de amparar a mulher que sofre violência, seja ela moral, física, verbal, patrimonial ou sexual. É de extrema importância apresentar nosso órgão e mostrar que estamos de portas abertas para receber as petropolitanas para que cada vez mais pessoas conheçam o nosso trabalho”, declara a coordenadora do Cram, Cléo de Marco.

Auxílio às vítimas é prioridade do CRAM

            A assistente social do órgão, Olívia David, seguiu a programação falando sobre o atendimento e acompanhamento às vítimas, e sobre a importância da parceria entre Cram, Crea (Centro de Referência Especializado em Assistência Social) e Cras (Centro de Referência em Assistência Social), que se unem para garantir que os casos sejam resolvidos da melhor forma. Depois de Olívia, falou a advogada do Cram, Ana Luiza Franco, tratando sobre as leis de defesa à mulher, como a Maria da Penha; sobre a importância do Registro de Ocorrência na resolução dos casos e quais as medidas preventivas tomadas após uma denúncia de agressão. Palestrou também a psicóloga Liane Diehl, que trabalha com a parte terapêutica do órgão municipal.

            “Nossa intenção com estas palestras é deixar claro como o Cram funciona, e como cada mulher pode receber ajuda. Buscamos o que está nas entrelinhas de cada caso, o que causou a agressão e o que pode ser feito para tirar a vítima de qualquer risco. Além disso, precisamos saber qual a situação da mulher: se possui emprego, filhos, família, se tem algum lugar para ir, entre outras questões. A partir disso, podemos solucionar o caso da melhor forma possível, sem oferecer riscos às vítimas”, destacou Liane Diehl, psicóloga do Cram.

            Fechando a programação do dia, a advogada da OAB-RJ Patrícia Sanches ministrou palestra e tirou dúvidas sobre os direitos dos transgêneros no Brasil. “O foco desta palestra é desmistificar o assunto, que ainda é muito pouco falado e sofre muito preconceito. Quando as pessoas passam a conhecer, se quebra o paradigma. Meu objetivo aqui é criar as ferramentas para que novos conceitos sejam criados”, relatou Patrícia.

            Os temas abordados foram aprovados pelo público, que teve espaço para tirar dúvidas e testemunhar sobre casos de violência sofridos. A comerciante Patrícia Franco estava presente e aprovou a iniciativa. “Nunca é demais falar sobre a violência à mulher, então é muito importante esta campanha. Espero que ajude a conscientizar as pessoas. Não conhecia o Cram e estou encantada com o lindo trabalho realizado pelo órgão. Estão todos de parabéns”, disse Patrícia.

            A campanha continua até o dia 08 de dezembro, quando será realizada palestra no Colégio Santa Catarina, no Centro. As ações vão passar também pela Posse, com o ônibus Lilás, que leva os serviços do Cram à locais afastados. Ainda na programação, serão realizadas na sede da Comdep e do Centro de Defesa dos Direitos Humanos (CDDH). Antes da abertura, foi realizada uma palestra na sede da CPTrans, onde mais de 20 funcionárias foram instruídas sobre os assuntos abordados pela campanha. Segundo dados do Dossiê da Mulher, do Instituto de Segurança Pública (ISP), no ano passado foram registrados 2.247 casos de violência à mulher na cidade, sendo 37% com relatos de agressão física.

            A sede do Cram fica na Rua Santos Dumont, número 100, no Centro. O funcionamento é de segunda a sexta, de 8h às 17h. Para denunciar ou solicitar informações basta ligar para o telefone 2243-6152.

A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias registrou seis ocorrências entre a noite de quarta (22.11) e a tarde de quinta-feira (23.11) por conta da chuva. Foram dois deslizamentos de terra, ambos no Independência, duas avaliações preventivas, uma queda de árvore em Itaipava e um afundamento de via no Caxambu. Além disso, a Defesa Civil acionou a Guarda Civil Municipal por conta do transbordamento parcial no rio da Rua Coronel Veiga. Apesar do ocorrido, não houve a necessidade de fechar a pista. Em nenhum atendimento houve vítimas.  

Nas últimas 96 horas, o maior índice pluviométrico acumulado está registrado no Vila Felipe onde choveu 167 milímetros. No mesmo período, no Dr. Thouzet, foram 156 milímetros. A Defesa Civil permanece em estágio de atenção, já que a chuva permanece em algumas regiões da cidade e existe a previsão que continue até o final de semana. O órgão municipal orienta a população a ter atenção, caso a chuva seja permanente, em função dos acumulados que deixam o solo encharcado.

“É fundamental que a população que vive em uma área de risco tenha atenção redobrada, já que existe a previsão de chuva para todo o Estado até o final da semana. Os moradores devem ligar para o 199 e informar caso tenham alguma ocorrência, seja de deslizamento de terra ou alagamento. Nossas equipes estão de plantão 24h para realizar os atendimentos”, afirma o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz.

Em caso de qualquer sinal de instabilidade no imóvel ou terreno, o morador deve ligar para o telefone 199 e pedir uma vistoria preventiva à Defesa Civil. A ligação e o serviço são gratuitos.

Defesa Civil segue de plantão no Contorno

A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias segue com dois postos avançados em plantão de 24 horas na BR-040, na altura do Contorno. Apesar da chuva das últimas horas, não houve alterações. A empresa contratada pela Concer terminou de preencher a cratera no sábado passado e já está executando uma obra de contenção e a injeção de uma calda de cimento para consolidar o maciço. Ao longo dessa semana, a empresa deve retomar também o trabalho de sondagem.

Petrópolis está com 580 vagas abertas para o Pronatec – Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico. São cursos on-line de espanhol, inglês, libras, mensageiro, recepcionista, locutor/apresentador/animador e produtor de cerveja. Os interessados devem comparecer à sede da Turispetro, na Avenida Koeler, 260, Centro, para preencher um cadastro presencial (pré-matrícula), e logo após será necessário fazer o cadastro online. As inscrições podem ser feitas até o dia 30 de novembro, de 10h às 18h. Todos os cursos são gratuitos.

Após a pré-matrícula, os inscritos receberão, por e-mail, uma carta de encaminhamento informando o protocolo para inscrição on-line, o período de início e término da oferta do curso, o endereço eletrônico para acesso à plataforma de Ensino à Distância, datas e prazos para iniciar os cursos, bem como outras informações necessárias para efetivar a matrícula do candidato, que pode se inscrever apenas em um dos cursos oferecidos.

Em 2017, o Pronatec tem o objetivo de influenciar a vida de jovens e adultos que não possuem condições de financiar cursos profissionalizantes e, assim, facilitar o ingresso no mercado de trabalho. Financiados pelo Governo Federal, os cursos on-line acontecem graças a parcerias com instituições educacionais.

Todos os cursos do Pronatec são oferecidos de acordo com a demanda de cada município. Por ser um destino turístico, Petrópolis recebeu a oferta de diversos cursos ligados ao setor e os mais procurados foram selecionados pela Turispetro.

Para mais informações sobre os cursos em Petrópolis, interessados devem entrar em contato pelo telefone: (24) 2246-9462.

Nome do Curso Numero de Vagas
Espanhol básico 100
Inglês básico 150
Libras básico 40
Recepcionista 70
Locutor-Apresentador-Animador 70
Produtor de Cerveja 100

Parceria entre Secretaria de Educação e Programa Municipal de Pacificação Restaurativa

Mais de vinte servidores públicos participaram do curso de mediação de conflitos para a construção de uma cultura de paz nessa quinta-feira (23.11) na Casa da Educação Visconde de Mauá. A iniciativa é do Programa Municipal de Pacificação Restaurativa - Petrópolis da Paz e da Secretaria de Educação, por meio do Departamento de Capacitação e Formação Profissional. O objetivo do curso é o de promover o desenvolvimento de habilidades que possibilitem a resolução de conflitos no ambiente escolar. O curso seguirá nessa sexta-feira (24).

O curso está sendo ministrado pela professora Moacyra Verônica Cavalcante, graduada em arquitetura, direito e administração e mestre internacional em Resolução de Conflitos e Mediação pela Universidade Europeia. Moacyra atua como assessora judiciária do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) de Alagoas.

“A capacitação auxilia na resolução de conflitos. Esse olhar diferenciado é importante porque permite que os conflitos sejam resolvidos de forma pré-processual. O objetivo é mostrar as pessoas responsáveis pela mediação devem ter um olhar diferente. Assim como nas outras disciplinas, é necessário se especializar para que os conflitos sejam resolvidos no âmbito da escola e da comunidade”, explicou Moacyra.

A grade do curso conta com o detalhamento do histórico dos métodos consensuais de solução de conflitos, mediação escolar, cultura da paz, processos construtivos e destrutivos de resolução de disputa e os limites da mediação, entre outros.

“Esse curso é inédito no Estado e um avanço para Petrópolis. Para ajudar na resolução de conflitos escolares, já está em funcionamento no Liceu Carlos Chagas o projeto “Mediação Escolar” promovido pelo NUPEMEC – Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Soluções de Conflito - com apoio do Programa Municipal de Pacificação Restaurativa, o ‘Petrópolis da Paz’, Secretaria de Educação e Vara da Infância e Juventude de Petrópolis”, explicou Elsie Elen Loureiro de Carvalho, coordenadora do Petrópolis da Paz.

“O curso está maravilhoso. A professora é muito competente e estou aprendendo muito. Tenho certeza que usarei todas as dicas para o meu trabalho. Sou assistente social e atendo muitas famílias com conflitos”, afirmou Débora da Cruz, assistente social no CRAS do Centro.

O curso terá continuidade na sexta e terminará às 19h30 com o workshop para montagem de ferramenta de Coach para auxílio nos conflitos escolares. Vale destacar que mais uma turma poderá fazer o curso no sábado (25.11) e domingo (26.11). Desta turma poderão participar pessoas da comunidade.

Segundo Márcia Chiote, diretora do Departamento de Capacitação e Formação Profissional da Secretaria de Educação, o curso terá continuidade no próximo ano, com outros módulos. “A intenção é de continuar com essa formação para que cada vez mais servidores possam ser beneficiados. Vale lembrar que o curso também será ministrado nesse final de semana, a partir das 08h na Casa da Educação. Todos os participantes receberão certificados disponibilizados em parceria com o Tribunal de Justiça”, explicou.

Planejamento foi apresentado aos produtores

O município comprou neste ano R$ 1,2 milhões em produtos da agricultura familiar, atingindo o que recomenda o PNAE – Plano Nacional de Alimentação Escolar – que destina 30% dos recursos para a agricultura familiar. Para o próximo ano, a intenção é de aumentar para 50% os recursos do PNAE, totalizando o uso de R$ 1,6 milhões. O chamamento público para a compra dos itens será publicado em dezembro.

O assunto foi abordado durante uma reunião com os produtores, representantes do Sebrae, do Núcleo de Alimentação Escolar da Secretaria de Educação e de servidores da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, na quarta-feira (22.11) na sede da Emater.

“Essa proposta de conversa é um dos motivadores do Sebrae dentro do Programa Cidades Empreendedoras, do qual Petrópolis está participando. A intenção é a de orientar os produtores e o município para que a compra de itens da agricultura familiar seja feita da melhor forma possível, viabilizando cada vez mais a participação de outros produtores nesse processo, incluindo a confecção da lista dos itens solicitados com antecedência para que os produtores possam se programar”, explica o consultor do Sebrae, Fábio Pimentel.

Na ocasião, a Secretaria de Educação apresentou a previsão de itens que devem ser comprados para o próximo ano. A previsão é que sejam comprados 29 produtos diferentes, totalizando 329 mil e 410 quilos de alimentos. O processo para o chamamento público já está em andamento e deve ser publicado em dezembro. No próximo ano, vai comprar cerca de R$ 1,6 milhão. A intenção é de aumentar em até 50% a destinação dos recursos do PNAE para a compra dos produtos da agricultura familiar. Essa é uma meta do governo: incentivar a produção e aumentar a renda de cada vez mais produtores.

Entre os itens que serão comprados estão abacate, abóbora, abobrinha, aipim, espinafre, mel, repolho, beterraba, caqui, cebola, inhame, tangerina, tomate e vagem.

A compra de itens da agricultura familiar para a composição do cardápio da merenda escolar começou em 2009. Segundo o FNDE – Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação – em 2014 e 2015 o município não cumpriu a meta de destinar 30% dos recursos do PNAE para a compra de alimentos da agricultura familiar, conforme determina a lei 11.947 de 2009. Em 2014 foram destinados apenas 12% dos recursos e em 2015, o montante foi de 26%.

“Dentro do Programa Cidades Empreendedoras estamos estudando as necessidades de cada setor e trabalhando para ajudar na desburocratização dos serviços. No que diz respeito à agricultura familiar, enxergamos a necessidade de esclarecer as vantagens da legalização, para que cada vez mais produtores possam participar de chamamentos públicos. Com a ajuda do Sebrae estamos nos aproximando desses agentes”, explicou Fernando Pessoa, subsecretário de Desenvolvimento Econômico.

Os 80 associados da APHERJ – Associação dos Produtores Hortifrutigranjeiros do Estado do Rio de Janeiro – seção Petrópolis – fornecem produtos para a merenda da Rede Municipal de Educação. “Essa intenção de aumentar a destinação de recursos para a compra dos nossos produtos é uma ótima notícia. Incentiva os agricultores. Todos os anos oferecemos itens diferentes. Para 2018 teremos caqui, laranja lima e maracujá, tudo produzido na nossa cidade”, afirma Marco Ávila, diretor da APHERJ.

9 times e 125 atletas participam da competição na Fábrica do Saber

A prefeitura promove no sábado (25.11) o torneio de futsal feminino adulto Agita Comunidades, no Centro Cultural e Esportivo Fábrica do Saber, na Estrada da Saudade. São nove equipes de bairros diferentes da cidade e a expectativa é que 125 atletas participem. A competição será disputada em três chaves, com três times em cada uma. Os três primeiros colocados recebem medalhas e o campeão troféu.

A competição será realizada de forma que cada equipe dispute, ao menos, duas partidas no dia. O objetivo do torneio é estimular a prática da modalidade na cidade, que conta com um grande número de atletas.

“Petrópolis é um verdadeiro celeiro de craques no futsal, tanto no masculino, como no feminino. Voltamos a oferecer o futebol de campo feminino nos jogos estudantis e foi um grande sucesso, mostrando que as meninas precisam de mais espaço”, explica o superintendente de Esportes e Lazer da cidade, Hingo Hammes, lembrando ainda que as meninas até 17 anos tiveram a oportunidade de jogar nos Jogos Estudantis Unificados de Petrópolis (Jeups) e nos Jogos Estudantis Municipais (Jems).

Participam do Agita Comunidades as equipes que representam os bairros Corrêas, Vila São José, 24 de Maio, Alto da Serra, Taquara, Santa Mônica, Morin, Vila Rica e Amazonas. Cada partida será disputada em dois tempos de sete minutos e 30, somando 15 minutos. Caso alguma jogadora que não esteja inscrita entre em quadra, a equipe perderá os pontos do jogo independente do resultado da partida e a atleta não poderá participar dos outros jogos.

“É importante que as equipes estejam atentas ao regulamento do torneio. Nosso objetivo é que os petropolitanos tenham a oportunidade de praticar as mais diversas modalidades. Esperamos um dia com grandes jogos, garantindo alegria e muita emoção em quem estiver assistindo”, convida Hingo Hammes.

O treinador da equipe do Taquara, Carlos José, destacou a oportunidade das meninas participarem de um torneio na cidade. O time do bairro treina junto há dois anos.

“Vou levar uma equipe mais ou menos experiente, com algumas atletas que já participaram de outros torneios. Nosso objetivo é participar. Mas é muito bacana a iniciativa da prefeitura, acredito que mais gente vai querer participar da equipe depois que souberem desse apoio”, disse.    

Os jogos começam às 9h simultaneamente nas duas quadras poliesportivas da Fábrica do Saber. A final está marcada para acontecer às 12h.

Mais 200 vagas serão abertas em 2018

Os pais e responsáveis por alunos da Rede Municipal de Educação que quiserem inscrever seus filhos nas oficinas e cursos disponibilizados na Casa da Educação Visconde de Mauá devem ficar atentos ao calendário de matrículas para os alunos novos, a partir da próxima semana. Para 2018 serão oferecidas mais 200 vagas para alunos novos, sendo 100 para inglês, informática e música, 60 para ballet e 20 para teatro e 20 para capoeira.

Para as modalidades ballet, teatro, capoeira, violão e violino as datas para matrícula serão 27 e 28 de novembro, no horário de 8h às 12h e das 13h às 17h. Já companhia Musical Maestro Guerra Peixe e Jovens Princesas de Petrópolis a data para a inscrição será 29 de novembro, também de 8h às 12h e das 13h às 17h. Cada aluno poderá cursar, no máximo, duas oficinas por ano.

No começo de 2016, a Casa atendia 180 alunos. Nesse ano, o quantitativo de vagas passou para 600 e para 2018 serão mais 200 vagas, ou seja, 800 alunos da Rede Municipal de ensino poderão participar de oficinas e cursos gratuitos no contraturno escolar na Casa da Educação. Esse aumento só foi possível graças a uma organização e melhor aproveitamento do espaço. Todos os profissionais que atuam na Casa são extremamente competentes e o aumento no número de vagas é resultado do ótimo trabalho realizado na Casa.

Os documentos necessários para a matrícula são: cópia da certidão do nascimento e do comprovante de residência, declaração escolar, cópia da identidade do responsável e uma foto 3x4. No próximo ano será formado uma turma de prática de conjunto para alunos que já tocam alguns instrumentos e desejam ingressar em uma banda.

 “A Casa da Educação tem contado com enorme procura dos pais, buscando a renovação das matrículas, fato que nos dá um orgulho enorme pois temos consciência do trabalho de qualidade que temos desenvolvido com as oficinas de atividades complementares. Mas queremos ver também as novas vagas ocupadas, pois nossa lista de espera é enorme e temos procura por vagas o ano inteiro. Mas é preciso estar munido de todos os documentos e cumprir as datas para garantir a entrada nas turmas que são muitas, mas bastante disputadas”, explica a diretora da Casa da Educação, Catarina Maul.

A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias registrou duas ocorrências de deslizamentos de terra por conta da chuva da noite de quarta (22.11) e madrugada de quinta-feira (23.11), ambas no bairro Independência. Não houve vítimas. O primeiro aconteceu próximo ao ponto final do ônibus 401, causando a queda de um muro nos fundos de um terreno, sem atingir o imóvel. O segundo atingiu os fundos de um imóvel na Rua Jorge Aczel, derrubando o muro e quebrando a parede de uma casa - também sem vítimas. Os três moradores do imóvel foram encaminhados para a casa de parentes. A casa já havia sido interditada anteriormente devido ao alto risco.

Nas últimas 96 horas, o maior índice pluviométrico foi registrado no Independência onde choveu 126 milímetros. No mesmo período, no Dr. Thouzet, foram 120 milímetros. A Defesa Civil permanece em estágio de atenção, já que a chuva continua em algumas regiões da cidade e existe a previsão que permaneça assim até o fim da semana. O órgão municipal orienta a população a ter atenção, caso a chuva seja contínua, em função dos acumulados que deixam o solo encharcado.

“É importante que o morador de área de risco tenha atenção redobrada, já que existe a previsão de chuva para todo o Estado até o fim da semana. É fundamental que a população ligue para o 199 e informe caso o morador observe alguma ocorrência, seja de deslizamento de terra ou alagamento. Nossas equipes estão de plantão para realizar os atendimentos”, afirma o secretário de Defesa Civil, coronel Paulo Renato Vaz.

Em caso de qualquer sinal de instabilidade na casa ou no terreno, o morador deve ligar para o telefone 199 e pedir uma vistoria preventiva à Defesa Civil. A ligação e o serviço são gratuitos.

Defesa Civil segue de plantão no Contorno

Duas equipes da Defesa Civil seguem em um plantão de 24 horas na BR-040, na altura do Contorno. Apesar da chuva das últimas horas, não houve alterações. A empresa contratada pela Concer terminou de preencher a cratera no sábado passado e já está executando uma obra de contenção e a injeção de uma calma de cimento para consolidar o maciço. Ao longo dessa semana, a empresa deve retomar também o trabalho de sondagem.

Estão abertas as inscrições para quem quiser participar dos três desfiles da Parada Iluminada, que acontecem nos dias 3, 10 e 17 de dezembro, na Rua do Imperador, dentro da programação do Natal Imperial. Crianças a partir de oito anos e adultos de todas as idades estão convidados a fazerem parte desse mundo de magia e sonhos proposto pela Parada neste ano. Interessados devem fazer a inscrição no Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE), na Praça Visconde de Mauá, 305, Centro, entre 9h e 18h, até o dia 30 de novembro.

Totalmente renovado, o espetáculo deste ano carrega surpresas que prometem emocionar o público. No total, cerca de 300 pessoas devem participar dos desfiles. Menores de idade devem estar acompanhados dos responsáveis. As vagas são limitadas. Os participantes receberão uma ajuda de custo e não será necessário comprar as fantasias, que serão disponibilizadas pelo IMCE. Serão anjos, bonecas, mamães noéis, ursos, entre outros personagens. “Essa é uma grande oportunidade para que a cidade possa realmente participar do Natal Imperial”, frisa o diretor-presidente do IMCE, Leonardo Randolfo.

Os desfiles acontecem sempre às 19h30, ao longo da Rua do Imperador. Eles são divididos em quatro partes: Abertura (Anunciação), com anjos, estrelas e pastores; Nascimento e Glória, com estrela-guia, presépio, reis magos e animais; Natal, Natal, com crianças, brinquedos, presentes e árvore de Natal; e, por último, Papai Noel & Cia, com o bom velhinho, cortejo, gnomos e fadas.

O estudante Felix Valois já participou de outros desfiles e espera ansioso pela Parada Iluminada deste ano. Ele é um dos “anjos” que abrem o evento, desfilando de patins pela via.

“Trabalho com dança há muito tempo e ser o ‘anjo da anunciação’, abrindo o desfile, foi uma das melhores experiências que eu já tive na área. Estou muito ansioso para receber o carinho do público. Nas outras edições eu vi lágrimas, sorrisos e crianças encantadas com tudo que estavam assistindo. Espero isso novamente, muita emoção! O desfile é lindo e vai encantar Petrópolis mais uma vez”, diz.

Toda iluminação das árvores, prédios e do Obelisco, somada à beleza das fantasias e carros alegóricos, transformarão o Centro Histórico em um grande palco de magia e sonhos, que promete mexer com a imaginação do público.

Pagina 1 de 675

Notícias por data

« Novembro 2017 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30      

DO

plano-plurianual-final

loa 2018

iptu

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

Casa dos Conselhos

ecidade

cpge

selo acesso informacao.fw